História It's not too much to ask. - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Ação, Jingyeom, Pepigyeom, Romance, Tragedia, Yugnior
Visualizações 17
Palavras 1.084
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fluffy, Luta, Policial, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


HUEHUEHEUE CHEGUEI.
Primeiramente obrigada por todo o apoio, amo vocês. ❤🌹
Segundamente (?¿) Os capítulos terão em torno de mil palavras, ok?
Bora lá.

Até lá embaixo. :3

Capítulo 3 - If repentance should kill


Fanfic / Fanfiction It's not too much to ask. - Capítulo 3 - If repentance should kill


Preciso urgentemente descobrir onde o Yugyeom está, sabe aqueles momentos em que você sabe que deu merda e você ainda não descobriu qual foi a merda? Então, é isso que está acontecendo comigo, estou tendo essa sensação desde que briguei com o meu Yug, oras, sempre faço merda, independente da situação, boa ou ruim, fácil de descobrir ou indecifrável, fácil ou difícil. Procurei por todos os lugares dos dormitórios  e nada, na garagem e nada, nos banheiros e nada, na sala de estar e de jantar e nada, na cozinha e nada, no quintal e nada, nada nada e nada, ora bolas, onde foi que ele se meteu?! Mark apareceu na escada, estava com cara de quem não dormia a anos, olhou para o relógio e voltou seu olhar para mim.

- Ainda não achou ele? -

- Não... Mark, tem alguma idéia de aonde ele possa estar? -

- Tenho, mas... Acho melhor você esperar Jinyong, ele tem que esfriar a cabeça antes de conversar contigo, não adianta falar com ele quando está estressado você sabe disso melhor do que eu. - Ele está certo outra vez.

- Eu sei disso, ok? Mas, olha a hora, ele já deveria ter voltado, são 02:43, já está de madrugada, e as ruas aqui são completamente isoladas, muito boas para matar, estuprar, sequestrar, torturar, esquartejar uma pessoa, qualquer coisa fora do comum pode ser feita aqui e ninguém vai perceber. - Ele me olhou pensativa e receoso ao mesmo tempo, desta vez quem está certo sou eu, e tenho certeza disso.

- Tudo bem, mas, me deixe ligar para ele primeiro. - Ele digitou os três primeiros  números e logo apareceu o contato do Yugyeom, seu nome estava como "Saeng ♡", sua selca estava perfeita como sempre, tudo nele era perfeito na minha opinião, bem que eu queria poder dizer isso agora para ele ( aut: nós também Jinyong, nós também). Aí, vocês caros leitores me perguntam se eu não fiquei com ciumes. Eu? Ciúmes? É óbvio... que sim, meu amor por ele sempre foi da uma forma possessiva, e vai ser continuar sendo. Saí dos meus devaneios com o Mark falando com alguém no telefone.

- Como assim? - Ele parecia incrédulo, surpresos seria a palavra correta.

- O que aconteceu?! -

- Por favor, soltem ele. - Como assim? Soltem ele? Que brincadeira de mal gosto é essa?!

- Soltem ele? - Eu acho que dava para ver a ira nos meus olhos, mas que diabos está acontecendo?!

- OK, eu lhe darei o quanto quiser, mas por favor, não machuquem o Yug, pelo amor de Deus. Ok, amanhã as 23:22 na casa abandonado dos Jeon's. - Mark desligou o celular e começou a chorar.

- Mark? Mark! Ei, me diga o quê aconteceu! - Ele soluçava igual uma criança de 2 anos.

- Lev-Levaram o Yugyeom, ele-eles querem dinheiro em troca, cas-caso isso não acon-aconteça eles vão matar o Yugy-Yugyeom. -
- O QUE?! - Meu Deus, meu Yugyeom está nas mãos de pessoas que não conhece e que podem fazer mal a ele, e a culpa é minha, toda minha. Preciso fazer alguma coisa pra salva-lo, se eu não tivesse brigado com ele, se eu desse mais atenção, carinho, ele pode morrer a qualquer momento, como eu sei disso? Bom, digamos que o Yug não gosta nem um pouquinho de respeitar os outros, mesmo sendo mais velho ou não, ele é debochado,  irritante, gosta de provocar as pessoas, e além disso, odeia quando mandam ele ficar quieto, tô sentindo que vai dar ruim. Os meninos acordaram assustados, todos com cara de "QUEM FOI QUE MORREU", o Mark não parava de chorar, todos estavam a sua volta.

- Jinyong, o quê aconteceu? - Perguntou o líder, vulgo Jb.

- ... - Eu não conseguia falar absolutamente nada, sentia as lágrimas escorrerem pelo meu rosto, oh Deus proteja o Yug por favor.

- Jinyong? JINYONG! DIGA ALGUMA COISA! -

- Espera, cadê o Yugyeom?! - Bastou ele falar do Yug que eu desabei mais ainda (se é que isso é possível), pensar que o Yugyeom pode estar sofrendo por minha causa me corrói por dentro.

- O Yugyeom está em um cativ-cativeiro, pediram dinheiro em troca dele. - Mark tinha se acalmado um pouco.

- O QUE?! - Gritaram todos juntos.

- Aconteceu algumas coisas que deixaram o Yugyeom magoado e ele saiu para esfriar a cabeça e depois sumiu, eu liguei para ele, e um homem atendeu e falou que se não entregarmos o dinheiro, eles vão mata-lo. - Todos estavam se olhando com medo, as respirações falhas e o coração acelerado.

- Não podemos ficar parados, o Yug é meu melhor amigo, colega de quarto, sempre me dá conselhos, sempre me ajuda. Vamos fazer alguma coisa, eu não sei o quê vai ser de mim sem ele. - Disse Bambam com os olhos lacrimejando.

- Temos que pensar antes de agir, não podemos arriscar perder o nosso maknae. - Disse Jb já com lágrimas caindo em sua face.

- É tudo culpa minha, se eu não tivesse brigado com ele. - Yugyeom me perdoe.

- Não Jinyong, a culpa não é sua, não é de ninguém, as vezes coisa ruins tem que acontecer para nós nos lembramos que a vida não é um mar de rosas, onde tudo vai ser perfeito. - Jae sempre foi muito otimista, sempre pensando positivo, isso é algo que eu admiro muito nele. Ele sempre consegue acalmar as pessoas em momentos de aflição. - O Gyeom é esperto, ele vai sair dessa, eu tenho certeza. -
Eu não poderia deixar que nada de ruim possa acontecer com o Yug, ele sempre me protege e agora chegou a minha hora de proteger ele. Eu e os meninos começamos a pensar em como tirar o Yugyeom de lá se fazer com que ele ou um de nós se machuquem e sem dar dinheiro algum, não é ganância nem nada, mas, imagina o quê pessoa desse jeito podem fazer com um pouco que se já de dinheiro? Primeiro: seria um desperdício. Segundo: existem pessoas que necessitam desse dinheiro. Nós, do Got7, fazemos doações todos os meses, e a quantia é sempre muito alta, não quero me gabar, mas, não são todos que conseguem fazer isso, maioria gasta dinheiro com bebidas outros com drogas, mas nós não, ajudamos órfãos, idosos, deficientes, qualquer pessoa que precisar.

Eu vou salvar o Yugyeom, nem que pra isso, eu tenha que dar minha vida por ele.





Notas Finais


📍 Foca aqui.

📌 Me digam o quê vocês estão achando, aceito críticas e tudo.

📌 Desculpas qualquer erro ortográfico.

📌 Talvez eu demore um pouco para criar o próximo capítulo, não sou boa com essas coisas de sequestro.

📌Amo vocês (de novo porquê sim).

📍 Até o próximo. ❤🍃


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...