1. Spirit Fanfics >
  2. It's not you! >
  3. Barganha

História It's not you! - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


pessoas lindas, voltei!

disse que eu iria demorar, mas não demorei tanto :)

boa leitura!

Capítulo 4 - Barganha


Barganha; é a amiga inseparável da culpa, do escape da mente para pensar o que poderia ter sido feito diferente para evitar a perda

Nada estava ajudando. Jungkook ao invés de esperar a pesquisa confiável da sua irmã, jogou no Google o que deveria fazer e coisas como: "Os cinco estágios do luto" apareceu na tela do seu celular. Claramente não era isso que procurava e nem iria achar.

Andava em direção a sua escola, esperando não encontrar com ninguém, hoje ele queria ficar sozinho pois estava se sentindo culpado de mais e não queria fingir estar bem com aquilo, se ele contasse para Yoongi ou para o Jimin talvez, só talvez, levaria uma bronca das bravas por ter feito justamente o que não era para ele fazer. Olhava para os lados e voltava a atenção a tela do celular e então a mensagem chegou.

[Hae<3]
Aqui está lindinho, demorei pois estava no trabalho, boa sorte com isso ;)

pesquisa para o gay do meu irmão.pdf

Leu a mensagem e o titulo do documento e quis rir. Abriu e viu que realmente Haenna tinha se empenhado na pesquisa, para ela não devia ser difícil fazer essas coisas.

- O que tá vendo ai? - Ouviu a voz do Park se aproximando e sentiu um braço sobre seus ombros - Pesquisa para o gay do meu irmão? - O outro riu e Jungkook desligou o celular - Está pedindo pra sua irmã fazer os seus trabalhos, Jeon?

- Não é bem isso, Hyung... - Tentou cortar a conversa, mas Jimin o olhou curioso.

- O que é então? - Peguntou querendo saber o porquê de Jungkook estar tão esquivo.

- Yoongi deve ter te contado da conversa comigo ontem... - Jimin afirmou - E eu fiz exatamente o que ele falou para eu não fazer - O outro arregalou os olhos.

- Jungkook! - Recebeu um tapinha do outro - Jeon do céu como você pode ser tão teimoso, e agora?!

- E agora eu vou chorar no banho até Deus resolver me dar uma luz, porque pra resolver isso é só milagre mesmo - Fungou e Jimin se preocupou - Mas mesmo assim, não quero que seja o Taehyung, eu já fiz muito mal pra ele, não me perdoaria se fosse ele...

- Ah jungkook... - Jimin o abraçou - Eu vou te ajudar mo, não fica assim. - Jungkook fez bico.

- Ele nem retrucou quando eu falei aquelas coisas idiotas, ficou quieto me olhando, acho que eu fiz muita besteira Hyung... - Se lamentou novamente se lembrando dos olhos felinos do Kim lhe encarando.

- Vamos andando, Yoongi vai querer saber disso e ele vai ajudar, tá bom? - Como o mais novo do grupo, sempre foi muito mimado pelos outros.

Então ele e Jimin andaram até a escola de braços dados, o mais velho tentava alegrar o outro tentando resgatar pontos positivos, mas Jungkook só foi se afundando cada vez mais na culpa e em pensamentos de como ele poderia ter feito diferente e ter ficado quieto.
Yoongi estava parado na frente do portão da escola esperando o namorado, quando o viu chegar com um Jungkook todo para baixo. Os olhares das almas gêmeas se cruzaram e Yoongi já imaginava o que tinha acontecido.

- Oi amor.. - Jimin sorriu dando um selinho no namorado.

- O que aconteceu? - Perguntou logo de cara vendo o Jeon levantar o olhar, como um cachorrinho pidão.

- Jungkook fez o que você disse pra ele não fazer... - Yoongi franziu o cenho tentando se lembrar, não tinha a memoria boa igual a da sua metade - Ele disse para o Taehyung, falou que podia ser qualquer um, mas ele não...

Yoongi respirou fundo mantendo o seu auto controle, pois precisaria muito dele nas seguintes vinte e quatro horas.

- Jungkook, o que eu disse? - Jungkook evitou olhar para o mais velho, parecia ter ganhado outros novos dois pais naquele momento - Não sabemos se é ele, mas se for, não o afaste mais...

- Eu não consegui me segurar, vocês sabem como eu sou, sabem que eu explodo as vezes... - o casal notou o quão Jungkook estava arrependimento.

- Fica calmo, nós vamos te ajudar, é só não ficar chorando pelos cantos que vai dar tudo certo... - Yoongi olhou em volta procurando o resto do grupo e quando voltou o seu olhar para Jungkook, ele estava com os olhos brilhando pelas lágrimas que queriam cair e um bico enorme nos lábios - Não chora, vai dar certo!

- É Jungkook, confia nos Hyungs! - Era difícil confiar, mas Jeon estava entregando aquilo na mão deles, eram mais experientes querendo ou não - Vou ir atrás do Taehyung e você fica com o Yoongi...

- Espera! - Jimin parou no meio do caminho - O que você vai falar pra ele? - Jungkook estava preocupado com o que o outro falaria.

- Nada, ainda... - Jimin sorriu - Vou só tentar fazer ele entrar nesse assunto delicado, se ele não me contar antes, mas duvido muito! - Jungkook afirmou entendendo e o outro saiu entrando na escola.

- E agora? - Se virou para Yoongi.

- Agora a gente espera uma resposta do Jimin pra ver o que vamos fazer. - Yoongi tentaria fazer Jeon não pensar muito naquilo, ainda tinha possibilidade de Taehyung não ser a metade do outro, por isso nem queria encher o outro de falsas expectativas.

Jimin caminhava em passos largos olhando de um lado para o outro, Taehyung sempre chegava cedo e ficava andando pela escola que nem um zumbi, sabia que o Kim gostava de ficar sozinho no jardim antigo da escola. Ninguém mais ia lá além dele, o teto de vidro deixava o sol invadir e bater sobre as plantinhas que tinham dominado o lugar, a escola nunca arrumou aquilo e acharam que se colocassem um aviso de: "Proibida a entrada de alunos", ninguém entraria, mas foi exatamente o contrário.

Chegou no lugar que ficava atrás da escola, passou pela porta que estava entre aberta e começou a procurar o outro. Taehyung estava sentado em cima de uma mesa de madeira que usavam para jardinagem, antes os professores de biologia adoravam dar aula no local, até um aluno decidir fazer o cruzamento da cannabis com um morango.

- Tá sozinho Tigrão? - Anunciou a sua presença e o outro lhe olhou assustado.

- É... - Soltou um suspiro e não falou mais nada.

- Aconteceu alguma coisa, Tae? - Se fez de desentendido e se sentou ao lado do melhor amigo - Tá muito quieto pro meu gosto...

- Quando eu achei que tava conseguindo a vida foi lá e me deu uma rasteira. - Riu de si mesmo, mas Jimin se preocupou mesmo sabendo do que tinha acontecido - Ou melhor o Jungkook me deu essa rasteira...

- O Jeon? - Tentou disfarçar, Taehyung estava tão imerso que nem estava percebendo como o amigo estava sendo forçado em tentar fingir não saber - Como assim? O que ele fez?

- Nós sentimos algo... - Jimin não sabia dessa parte da história, então prestaria atenção - Lembra ontem na hora que você me viu no chão da cozinha do Nam? - O mais velho afirmou - Então, é que o Jungkook tinha me empurrado, mas na hora Nós sentimos algo, como uma onda de energia passando...

- O que?! - Jimin arregalou os olhos, mataria o Jungkook depois disso - Um sentimento compartilhado?

- Isso... - Taehyung o olhou sério - Na hora, eu queria ter conversado com ele, mas você sabe como o Jungkook é inflexível, ele saiu sem falar uma palavra comigo e eu fiquei ali completamente perdido e querendo sentir aquilo de novo. - Sim, Jimin mataria Jeon Jungkook hoje, mesmo depois de um sentimento compartilhado aquela criança teve coragem de negar e falar na cara de Taehyung aquelas coisas - Quando fomos embora, eu tentei de novo falar com ele e foi aí que eu levei aquela rasteira que eu te falei...

- E ai? - Jimin estava se mordendo já.

- Ele disse que podia ser qualquer um, menos eu... - Jimin o encarou com dó, viu como o outro estava triste e bem abalado - Tem alguma coisa de errado comigo, Jimin?

- Não, não Tae não tem! - Abraçou o amigo fechando os olhos com força, sabia que aquilo seria difícil de lidar.

- Então porque ele... - Taehyung fungou, não era de chorar, mas ele estava se sentindo tão insuficiente que não estava se aguentando.

- Você sabe como ele é explosivo. - Arrumou os cabelos que caiam sobre a testa do outro - Talvez ele tenha falado da boca pra fora ou acha que não te merece...

- Como assim? - Franziu o cenho, a ficha caiu, sabia que Jimin ficou sabendo de alguma coisa que ele não sabia.

- Depois de tanto tempo brigando, Tae. - Tentou explicar - Talvez ele só sinta que não te mereça por tudo o que ele fez....

Taehyung ficou quieto olhando para os próprios pés. É, talvez fosse isso mesmo, mas não imaginava isso de Jungkook, nunca viu o outro demonstrar nenhuma fraqueza, sempre viu o mais novo como uma pessoa forte e decidida.

Mas nesse momento, Jungkook estava desabando ao lado de Yoongi se sentindo culpado pelas palavras que disse ao outro, ele definitivamente não merecia Kim Taehyung, era uma pessoa tão ruim e o Kim era tão bom, sabia que o mais velho cuidava dos seus avós todos os finais de semana, sabia que ele trabalhava e doava uma parte do seu salário para instituições de crianças que tinham problemas físicos e mentais, enquanto Jungkook ficava reclamando da sua vida e implicando com os outros por exatamente nada.

- Calma Jungkook... - Yoongi Dizia acariciando as costas do outro - Quer me contar o que se passa na sua cabeça?

- Eu sou um monstro, Hyung. - Eles estava na biblioteca em uma mesa lá no fundo para ninguém ver e ouvir a choradeira do Jeon - Taehyung não merecia esse tipo de tratamento, fui eu que comecei tudo isso, eu que quis guerra com ele e ele só foi na onda...

Yoongi olhou para frente e viu Namjoon chegando, deu graças ao bom Deus por aquilo, não sabia mais o que fazer para acalmar o Jungkook que estava soluçando.

- Cheguei... - Se sentou de frente para o mais novo - O que aconteceu?

- Achamos que o Taehyung é a metade do Jungkook, mas aí o Jeon falou coisas que não devia e agora tá aqui morrendo de tanto chorar... - Yoongi explicou bem resumido e Jungkook encostou a cabeça sobre seus braços de novo.

- Ah Jungkook, se você sabia da possibilidade por que falou essas tais coisas pra ele? - Namjoon fez bico, queria tentar entender o outro.

- Além de nunca ter me relacionado com ele sem ser as brigas, não queria que fosse ele... - Enxugou as lágrimas que escorriam pela bochecha - Não depois de tudo o que eu fiz.

- Eu lembro da briga que vocês tiveram no primeiro ano, como esquecer não é? - Sorriu triste se lembrando como Jeon jogou sujo com o outro - Entendo você, Gookie, mas por que não fala isso pra ele?

Seu estômago revirar só de pensar nisso, o primeiro ano não foi o melhor, ele é o mais velho brigaram feio, não se bateram, mas sabia que algumas palavras machucaram. Ele e Taehyung nem sempre brigavam assim e nem eram tão próximos, mas Jungkook começou a puxar briga de um dia para o outro e eles são assim até hoje.

- Cadê o Jimin? - Namjoon perguntou diretamente para Yoongi.

- Está com o Taehyung... - Yoongi fechou os olhos, cansado - Daqui a pouco ele está aí, provavelmente sem o Taehyung, mas ele vai vir com algumas informações eu acredito.

- Jeon Jungkook Nascimento de Oliveira! - Então eles ouviram a voz de Jimin invadir o local silencioso, o baixinho estava furioso e não teria pena de Jungkook agora - Mesmo depois de sentir o sentimento compartilhado você teve a coragem de fazer aquilo! - Jeon não tinha levantado a cabeça, sabia que tinha errado.

- Sentimento compartilhado? - Namjoon se virou para Jimin.

- Quando duas pessoas sentem a mesma coisa sabe? - Yoongi estava desacreditado também - Você não nos contou sobre isso Jeon...

- Ontem, na cozinha do Nam, ele e o Taehyung dividiram um sentimento quando Jeon empurrou ele, sinceramente, como você consegue resistir a isso? - Ele não estava conseguindo, estava chorando muito e quando levantou sua cabeça para finalmente encarar o rosto irritado de Jimin, o mais velho se surpreendeu.

- Não estou... - Arrumou sua postura colocando as mãos sobre suas coxas, completamente perdido - É, isso aconteceu mesmo, mas na hora eu não sabia como reagir e nem queria falar disso, acho que foi por isso que eu explodi com ele depois...

- O que vamos fazer agora? - Namjoon olhou para Yoongi esperando uma resposta.

- Bom, nós não podemos fazer nada, mas o Jungkook pode. - Jeon olhou para o seu hyung querendo negar aquilo, não daria conta daquilo sozinho - Você precisa conversar com o Taehyung, se não já sabe o que vai acontecer...

A tão temida "saudade", ainda não entendia como as pessoas conseguiam morrer daquilo. Sim ele estava se sentindo vazio e culpado, talvez Taehyung nunca o perdoasse por isso.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...