História It's Time to Change... - Shawn Mendes - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Emma Roberts, Shawn Mendes
Personagens Emma Roberts, Shawn Mendes
Tags Amor, Brigas, Revelaçoes, Shawn Mendes
Visualizações 436
Palavras 1.241
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem! ❤

Capítulo 6 - Hate


Fanfic / Fanfiction It's Time to Change... - Shawn Mendes - Capítulo 6 - Hate

Segui para a casa da minha tia determinada a enfrentar Christine.

Não deixaria que ela me humilhasse outra vez. Não iria abaixar a minha cabeça. Não mais!

Fiquei sabendo mais cedo, por fofocas, que uma nova aluna havia chegado ao Colégio.

Mas nem me passou pela cabeça que seria ela.

E Shawn... Que idiota!

Não o culpo totalmente.

 Christine tem essa mania de manipular e fazer todos acreditarem nela. Consegue deixar qualquer homem em suas mãos.

Mas se ela acha que vai fazer exatamente igual á última vez, está muito enganada.

Não irei facilitar para ela.

Ainda mais agora!

 

(...)

 

O final de semana passou voando.

Meu sábado e domingo se resumiu em basicamente fazer as lições de casa pendentes e estudar para as provas, que estavam próximas. Mal saí do meu quarto.

Meus pais me ligaram avisando que daqui um mês voltariam para a casa.

Fiquei muito feliz. Preciso mesmo deles!

 

8 de Agosto - Segunda–feira - 6h00 da manhã

Meu celular acabou de despertar, me avisando que era à hora de levantar.

Respirei fundo e cocei meus olhos, me levantando da cama logo em seguida.

Segui em direção ao meu banheiro. Fiz xixi, escovei meus dentes e lavei meu rosto. Logo após, voltei ao meu quarto novamente e troquei de roupa.

Optei por uma calça preta rasgada, um moletom preto do Harry Potter estampado com o símbolo das Relíquias da Morte e um tênis qualquer.

Peguei meu celular e desci as escadas já com a minha bolsa nas costas.

Passei na cozinha e só peguei uma maçã, não estava com muita fome.

Saí da minha casa, tranquei a porta e segui ao caminho da escola.

Cheguei quase quinze minutos depois.

Como de costume, fiquei em baixo de uma árvore, apoiada, esperando meus amigos chegarem.

­

De longe, avistei Shawn juntamente com os seus amigos. Ele estava abraçado com Christine.

O quê? Ela chegou ontem e já está de intimidade com ele?

Christine passa os olhos pelo estacionamento, como se procurasse alguém. Quando seus olhos param sobre sim, ela solta um sorriso maléfico, mas logo volta a sua atenção a conversa do grupo.

Respiro fundo e fecho os olhos, tentando me acalmar.

Logo após Ian e Lucille chegaram e seguimos em direção a entrada do Colégio.

– Eu fiquei sabendo quem voltou. – Lucy falou enquanto pegava seus livros no armário.

– Eu também. – Ian. – Eu não acredito que essa puta teve coragem de colocar os pés nessa escola após tudo aquilo.

Os dois sabiam de quase tudo o que aconteceu comigo.

– Ela me chamou de prostituta e vadia na frente do Mendes e ele acreditou. – soltei um riso de nervoso. – Sinceramente, eu não sei o que essa vaca veio fazer aqui depois de tudo. – senti um ódio crescer dentro de mim ao me lembrar da cena com Shawn e do que ela já me fez.

Lucy me lançou um olhar de preocupação e disse:

– Não fique pensando no que Shawn vai achar, ele não te conhece de verdade. E não fica assim, sei que foi difícil, mas estamos ao seu lado e vamos te defender dessa vagabunda, fica tranqüila.

– Eu boto fogo nela se for preciso. – Ian falou fazendo um movimento engraçado com as mãos.

Soltei uma risada e os agradeci por serem tão bons comigo e logo após, foi cada um para a sua sala.

Sentei-me no meu lugar de sempre e repassei na minha mente alguns acontecimentos.

Tristan... Ele foi o meu primeiro namorado e conseqüentemente, meu primeiro amor. Nos dávamos muito bem, até Christine começar a nos infernizar.

Ela nunca gostou de mim, sempre sentia inveja do que era meu e o pior é que eu nunca dei motivos para ela sentir todo esse rancor. Quando descobriu que eu estava namorando Tristan, ficou louca, pois a mesma também nutria uma paixão por ele.

E colocou em prática um plano nojento para nos separar. Só descobri que era ela por trás de tudo, quando sua ex-amiga me mandou uma mensagem me contando, meses depois.

Resumindo: Christine pediu para um menino me beijar a força. Quando ele fez isso, ela bateu uma foto e anonimamente, espalhou para o Colégio inteiro.

E ainda gritou para todos que eu era uma puta safada.

Tristan ficou com muita raiva e não quis me ouvir de jeito nenhum e acabou com o nosso namoro ali, na frente de todos.

Duas semanas depois, eu descobri que ele estava ‘’ficando’’ com Christine.  E mais ou menos, um mês depois, os dois se mudaram juntos para uma cidade próxima a San Mateo.

Fiquei destruída e quebrada.

Ele não confiava em mim o bastante para saber que era tudo mentira e que eu estava falando a verdade.

Por conta da vergonha, decidi ir morar um tempo com a minha tia Amy.

Ian e Lucille não concordaram muito com a idéia, mas mesmo assim me apoiaram.

E quatro meses atrás eu decidi voltar, seguir em frente e esquecer.

O Colégio inteiro também pareceu se esquecer das fotos, já que quando eu voltei ninguém tocou no assunto.

 

(...)

 

Nem prestei atenção nas aulas, meus pensamentos sobre o passado dominaram a minha capacidade de me concentrar na explicação do professor.

Quando vi, o sinal do intervalo ecoou por todo o Colégio. Levantei-me na mesma hora e sai da sala indo em direção ao refeitório.

Só que algo de diferente estava acontecendo.

Todos estavam com um folheto em mãos e me olhando, uns rindo e outros cochichando.

Parei na mesma hora olhando em volta.

Eu era o centro das atenções. Outra vez??? Não, não...

Agachei-me, havia um folheto no chão.

Meu coração parou na mesma hora.

EU NÃO ACREDITO!

Era tipo um anúncio, só que de sexo.

‘’ Faça sexo sem compromisso com Natalie Collins. ‘’

E mais abaixo estava escrito como se fosse eu falando.

‘’ Se você procura algo diferente no seu dia a dia e quer se divertir, eu estou à total disposição. Meu ponto de encontro é algum lugar de San Mateo, no período da tarde. Ligue-me. ’’

Continha logo após, um número de telefone e uma foto de uma mulher pelada, com as pernas abertas.

O detalhe é que o rosto dessa mulher estava substituído pelo meu.

O QUÊ? COMO ELA CONSEGUIU?

A montagem estava tão perfeita e real. DROGA!

Só alguém muito esperto e que entende muito de photoshop, percebe que isso é falso.

Amassei a folha e joguei no chão, as pessoas ainda riam e falavam de mim.

Mas quer saber, que se dane!

Neste momento, fiquei possessa, com a raiva invadindo meu corpo.

Segui em passos firmes até o refeitório, ignorando á todos. Durante o caminho encontrei Ian e Lucy, mas os ignorei, eles me chamavam e me seguiam, estavam desesperados.

E eu só estava cega de ódio.

Cheguei ao mesmo e procurei com os meus olhos à desgraçada.

Não me surpreendi, ela estava junto com o Mendes. Os dois estavam a sós, sentados em um canto conversando e rindo da minha cara, pois seguravam o papel do anúncio em mãos.

Filhos da puta!

Totalmente levada pela fúria, corri até eles.

– SUA VAGABUNDA DESGRAÇADA. – gritei e na mesma hora, todos pararam para me olhar.

Ela e Mendes se levantaram na mesma hora.

Cheguei perto e sem nem pensar, desferi um tapa bem forte em seu rosto. O som do estalo ecoou por todo o refeitório e na mesa hora um vergão bem vermelho nasceu em suas bochechas com a marca da minha mão.

 

Continua!

 


Notas Finais


Até a próxima... Xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...