1. Spirit Fanfics >
  2. It's You - meus 15 anos >
  3. Capítulo 1 - Mudança repentina.

História It's You - meus 15 anos - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Boa primeira leitura kkkkkk

Capítulo 2 - Capítulo 1 - Mudança repentina.


Fanfic / Fanfiction It's You - meus 15 anos - Capítulo 2 - Capítulo 1 - Mudança repentina.

Não acredito que finalmente é a minha vez!!! Sim, depois de tantas festas de tantas amigas minhas, umas nem tanto assim, chegou a minha vez , minha festa é daqui a dois meses e esta tudo corrido, minha mãe não para de falar sobre os preparativos pra grande festa, claro que eu quis escolher a dedo as comidas, pq né gente, não vou colocar qualquer comida na minha festa, comida é Sagrado pra mim kkkkkkkk.

Enfim, mas o que minha mãe me deixou na mão, foi escolher as músicas e as "dançarinas" da abertura de pista. A Mônica e a Marina aceitaram direto, afinal eu ajudei bastante na festa delas, mas achar as outras meninas foi um pouco difícil, precisava de no mínimo quatro, então eu chamei a aninha e como ela estava de bom humor acabou aceitando e só faltava uma!

Teve algumas que eu descartei na hora, como por exemplo a Carmem frufru, nenhuma das meninas gosta dela inclusive eu, e a cascuda... Bom, eu não tenho muita intimidade com ela e como o último aniversário foi dela, acho melhor deixar ela descansar, além de ela ser muito mandona...

Eu também pensei em convidar a Irene, já que ela tinha se dado tão bem com todos desde que ela se mudou para o bairro do Limoeiro, mas a Mônica disse que ela não tinha intimidade ainda para uma coisa dessas, mas na verdade é porque ela estava com ciúmes, porquê? Simples, o nome disso é cebolinha... Ops, não, cebola ( Ele quer ser chamado assim pq diz que passa mais credibilidade, então como ele é meu amigo, porque não né) . Esta na cara que ela não tem só uma queda pelo cebola, e sim um penhasco pelo menino. Então pra não dar conflito deixei, pra lá. E acabou que tive uma surpresa, a Denise se convidou para participar da dança, de acordo com ela o tio do amigo do vizinho dela disse que aconteceria uma coisa totalmente diferente na minha festa, então ela quer estar por perto pra gravar tudo pro seu blog de fofoc... Quer dizer notícias, segundo ela claro.

Então, minhas madrinhas estavam formadas, só faltava falar com o quim, que não atende essa merda de celular a dois dias... Isso ta muito estranho, melhor falar com ele pessoalmente, mas antes vou mandar aqui mensagem pro grupo do pessoal que geralmente esta com o nome " As ex crianças do bairro do Limoeiro" Mas agora estava escrito " O ano dos 15"

*whatsapp on*

Magali digitando...

Oiiee gente

Bom to mandando mensagem aqui pra falar com vcs que meu aniversário ta chegando e queria a confirmação de quem vai, então durante a semana se puderem me confirmar eu ia agradecer muito!!

Xaveco digitando...

Ahhh não, eu não aguento mais ter que colocar sapato social

E blusão!!

Jeremias digitando...

Além da comida sempre ser horrível!

Cascão digitando...

Gente, é a festa da Magali

DA MAGALI!

Vcs acham mesmo

Que vai te comida ruim?

Jeremias digitando...

Bem lembrado cara.

Magali digitando...

Ah, e antes que eu me esqueça

Meninos fiquem atentos

Pq vcs vão fazer um negócio na festa ta.

Cebola digitando...

Tava demorando...

Xaveco digitando...

Então gente, vou para o México até daqui a anos!!

Titi digitando...

Tenho até medo de saber o que é...

Cascão digitando...

Gente, para com isso

Pra que todo esse desespero Kkkkk

Magá se precisar de qualquer coisa eu to aqui ;)

Cascuda digitando...

Que merda é essa Cascão???

Cascão digitando...

Cascuda pv.

Denise digitando...

Eita, vai rolar dr em... Depois me conta pra eu colocar no meu blog de fof... Quer dizer notícia ...

*mensagem off*

É, realmente é melhor não chamar o cas pra fazer isso , ele e a cascuda não devem ter se acertado totalmente desde a festa dela, meio que a festa da cascuda rolou umas confusões e acabou que teve uma troca de príncipes, foi bem complicado, então eles ainda não devem estar bem 100%...

Bom, vou pegar me casaco e ir até a padaria do seu Joaquim para falar com o Quim, pra falar dos ensaios e tudo mais.

Sai de casa e fui até a padaria acenando para os conhecidos que encontrava pelo caminho, o dia estava mais frio que o normal, e olha que estamos no Brasil, então fazer frio ao ponto de colocar um casaco e bem raro. Fui chegando perto da pequena praça que se encontrava a tão famosa padaria do seu Joaquim, que por incrível que pareça, e para a minha surpresa, estava fechada.

Olhei que a calçada estava cheia de caixas de papelão e com uma caminhonete também com caixa maiores , vi saindo da porta lateral o seu Joaquim com umas caixas na mão e o quim também com alguma.

O seu Joaquim me viu e falou algo com o filho que me olhou e deixou as caixas na caminhonete e veio até mim.

- Oi quim... Eu to tentando falar contigo desde dois dias atrás e vc está me ignorando, o que aconteceu??

- Magá... Acho que devíamos conversar, vem aqui. - Ele me puxou até o meio fio da calçada e nos sentamos um do lado do outro, ele pegou a minha mão e estava com a cabeça baixa. - Magá, se lembra que eu te contei da minha avó lá de Portugal, e o quanto ela estava doente...

- Lembro sim...

- Então... Meu tio ligou para o meu pai dizendo que o médico dela disse que ela não tem muito tempo de vida... Então, eu e meu pai vamos para Portugal para vê-la , então... Eu não vou poder participar da sua festa, eu sinto muito...

- Quim, desculpa, mas isso não é motivo para parar de falar comigo... Vc sabe que eu entenderia, tipo, é só uma festa, comparado com vc ir visitar a sua avó... Vc me conhece, sabe que eu nunca ficaria chateada com vc por isso...

- Mas ai é que ta Magá... Não é só isso... - Ele respirou fundo e continuo olhando para baixo. - Minha família tem um restaurante lá em Portugal, e quando a minha avó, sabe... Falecer.... O restaurante vai pro nome do meu pai e do meu tio, mas o meu tio quer viajar o mundo e não tem tempo de cuidar do restaurante... E vc sabe que o sonho do meu pai era ter um restaurante grande, e não um a padaria como é agora, então... Meu pai decidiu que quer se mudar para Portugal para cuidar dos Negócios da família. - Nessa hora eu gelei, o quim iria se mudar? Então ele não voltaria mais pro bairro do Limoeiro, muito menos pro Brasil?

- Espera... Vc vai se mudar, então... Eu não vou mais te ver?

- Desculpa Magá, mas sim, eu não vou poder ficar e não vou poder voltar, e nem sei se um dia vou voltar.

- Então...

- Magá... É difícil, mas... Nos não podemos mais namorar...

- Espera... Por que?

- Magá, eu não vou te prender com uma esperança que talvez eu nem volte, olha, eu não posso prender uma garota tão linda e especial como vc, eu tenho certeza que tem alguém que vai te fazer muito feliz e vai estar sempre por perto, uma coisa que nunca vou poder fazer, ou estar... Vem cá. - ele me puxou para um abraço e um beijo na testa. - Quero que seja muito feliz Magá. - ele se levantou e levantei também, ele pegou nas minhas mãos e me olhou. - Quero saber tudo da sua festa esta bem, e como não vou poder estar aqui já vou te dizendo, feliz aniversário Magá... - Ele beijou a minha testa e foi andando até a caminhonete que já estava com as caixas todas postas, ele entrou nela e saiu me acenando, acenei de volta um pouco em choque nunca achei que estaria vendo ele ir embora e nunca mais voltar, eu sempre vou lembrar dos nossos bons momentos, meu eterno primeiro namorado.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até a próxima!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...