1. Spirit Fanfics >
  2. Izuku e Toga! Um amor escondido! >
  3. Não era oque pensava! Uma conversa reflexiva!

História Izuku e Toga! Um amor escondido! - Capítulo 25


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um capítulo é pá, não sei que lá...

Se preparem gente, se preparem.... porwue os próximos capítulos vai ser Ó🙊

Capítulo 25 - Não era oque pensava! Uma conversa reflexiva!


Fanfic / Fanfiction Izuku e Toga! Um amor escondido! - Capítulo 25 - Não era oque pensava! Uma conversa reflexiva!

Izuku olhou para Toga de forma bastante assustado, só de pensar que Toga já fez alguma coisa com Recovery girl, fez sua espinha gelar. Mas incrivelmente Toga estava com um sorriso tranquilo olhando para ele, que se aplicou de certa forma.

—Não se preocupe, Izuku-kun!—Disse Toga rapidamente cortando Izuku para que ele não se preocupasse atoa.—Eu nunca me encontrei com aquela médica da UA... Na verdade esse foi um sangue eu roubei de um hospital... eu invadi e peguei amostras de algumas pessoas na zona de doação... Por muita sorte, também tinha esse sangue lá...

—Me sinto muito aliviado em saber disso... sério...—Disse Izuku mais calmo. Ele realmente tinha pensado que Toga já tinha feito algo com a Recovery Girl.—Mas porque você invadiu um hospital?

—Eu não tinha outra escolha...aonde eu ia achar sangue para usar com minha individualidade?—Perguntou Toga desviado o olhar e fazendo biquinho.—Mas eu já prometi que não iria fazer mais isso... então tá tudo bem, né?

—Vou concordar com isso... até porque não tem porque não, hehehe...—Disse Izuku rindo com as bochechas vermelhas, corado com aquelas atitudes de Toga e sua forma de lidar. Ele então olhou para seus braços

E então, depois de analisar seus braços e seus ferimentos e perceber que a única coisa que estava mudada, era que agora seu corpo estava super cansado. Já que a individualidade da Recovery girl fazia com que o corpo da pessoa se curasse mais rápido, causando assim gasto de energia própria gigantesca. Ele sentia seu braço esquerdo ainda um pouco diferente, mas ele sabia o porque, ele não podia usar os 100% e mesmo assim usou, e o pior é que dessa vez ele não tinha muita escolha. Mas simplesmente deixou isso de lado e olhou para Toga já trocando os ares. Ele então se aproximou de Toga e então abraçou Toga, essa que ficou surpresa pelo abraço repentino. Izuku colocou a cabeça no ombro de Toga e falou de forma bem mais calma.

—Agora eu posso te abraçar normalmente...—Disse Izuku com um sorriso fofo no rosto, deixando Toga corada com aquilo. Ela as vezes se impressionava demais com a forma estranha que Izuku conseguia a deixar envergonhada, na maioria das vezes era o contrário.

—Sim, você tem razão Izuku-kun...—Disse Toga rapidamente colocando um sorrisinho no rosto.

Ela logo retribui o abraço de Izuku e o aperta bem contra seu corpo. Os dois ficaram vários minutos apenas sentindo a respiração um do outro na orelha e os batimentos um do outro. Aquele abraço era perfeito e nenhum dos dois jovens, pareciam querer ser o primeiro a desfaze-lo. Ainda sim, Izuku foi o primeiro a desfazer o abraço levemente e olhar no rosto de Toga antes de falar.

—Ta Bom..  Agora que você me curou e  meus ferimentos não estão sendo mais visíveis... deixa que eu cuido de você!—Disse Izuku com um rosto gentil e Toga simplismente caiu com a cabeça no colo de Izuku com uma cara  preguiçosa. Ela parecia quase querer fazer uma birra por sua cara, com as bochechas coradas e bochechas infladas.

—Tem que ser agora mesmo? Não pode ser depois...?—Perguntou Toga com um rosto fofinho, ela estava corada com aquilo. Seus machucados doíam, mas ficar daquela forma com Izuku fazia com que seus machucados não doessem. E ela também tinha preguiça só de pensar que teria que cuidar de casa ferimento.

—Sim, tem que ser agora sim...—Disse Izuku fazendo carinho nos cabelos de Toga que estava deitada no seu colo de forma confortável.—Depois que eu cuidar de você, aí não aproveitamos, certo?

—Certo...—Disse Toga fazendo biquinho e Izuku riu daquela reação. Era complicado a forma que parecia que nada poderia ser melhor do que só os dois.

(...)

Toga agora se encontrava sozinha no sofá da sala assistindo qualquer coisa que se passava na TV. Ela estava enfaixada na cabeça e também na parte superior do seu braço direito, onde ela tinha recebido uma queimadura dm um momento que o Izuku tentava desviar das chamas de Dabi com Toga nos braços.

Toga diferente do seu visual de antes com seus cabelos soltos. Agora estava de volta com seu cabelo amarrado, com coques dos dois lado da cabeça, basicamente com seu penteado normal de sempre, ela depois de ter passado o dia inteiro se cabelo solto, já estava na hora de voltar ao visual habitual. Fora isso, ela também estava com uma cara tediosa parecendo está esperando alguma coisa enquanto estava sentada no sofá assistindo ou tentando assistir TV.

—Pronto... acho que para um lanchinho de fim do dia serve bem...—Disse Izuku chegando ao lado do sofá fazendo Toga olhar para ele. Mesmo que Izuku não tivesse nenhum ferimento. Era visível pelo rosto que ele estava muito cansado, o efeito da cura de Toga usando a individualidade da Recovery girl ainda estava o afetando. Era incrível que ele ainda tivesse energia para ficar em pé.

Ele estava com um prato em mãos, com dois sanduíches cortados em formatos triangulares perfeitinhos. Izuku colocou na frente de Toga, em cima do colo dela, que não teve muita reação, ela estava com bastante fome, mas ainda sim não estava com vontade de comer aquilo. Ela estava com vontade de se alimentar de nutrientes diferenciados.

—Izuku-kun... Eu não quero isso...—Disse Toga de forma manhosa fazendo uma cara emburrada. E aquilo fez Izuku ficar com um sorriso meio esquisito no rosto, um sorriso de nervosismo e um pouco de raiva imperceptível. Ele também parecia um pouco aliviado.

—Toga... olha como eu estou super cansado por causa da Cura de mais cedo...—Disse Izuku fazendo um sorriso nervoso com os olhos fechados e tentando mostrar seu cansaço aparente.—Você não vai beber meu sangue comigo nessa situação... hoje não!

—Heh... Seu chato...—Disse Toga com uma cara triste e com um biquinho no rosto. Parecia até uma criança, só que pedindo um assunto não normal. Ela Por fim desiste e simplismente vai até o prato e pega um dos sanduíches e morde um pequeno pedaço.—Tá gostoso...

—Ainda bem que gostou...—Disse Izuku se sentado ao lado de Toga no sofá. Com uma certa expressão aliviada no rosto. Ele conseguiu se livrar das mordidas de Toga dessa vez, aquilo era uma Vitória.

Quando Toga curou Izuku com o beijo, ele sentiu a mesma coisa que quando Recovery Girl o curava. Seu corpo inteiro agiu mais rápido para se curar e como consequência gastou toda a energia que ele tinha de seu corpo. Ele só não desmaiava de cansaço por não querer mesmo, ele não queria deixar Toga acordada sozinha, mesmo que fosse visível sua cara de sono no rosto. E por isso, só de se sentar no sofá ao lado de Toga, ele ficou mais aliviado. Ele tinha feito um lanche para Toga, mesmo que ela não quisesse deixar ele fazer aquilo, por Izuku estar agindo com muito cansaço. Mas além de ajudar Toga a cuidar e enfaixar todos os seus ferimentos, ele também fez um pequeno lanche para ela. Só que ele mesmo não estava com nenhuma fome e sim pensava em uma única coisa enquanto observa Toga comendo. Outra coisa que não tinha nada haver com comida. Ele estava preso nos pensamentos.

—"Dessa vez foi diferente das outras...—Pensou Izuku de forma séria.—"Eles queriam a Toga, ela deve ter coisas importantes que eles não querem que os heróis saibam... e já que ela está comigo, eles viriam uma hora ou outra... Talvez vieram imediatamente depois que descobriram que eu estava cuidado da Toga...”

Izuku suspirou e olhou para o teto de forma pensativa, praticamente ignorando a presença de Toga ao seu lado enquanto pensava. Dessa vez ele estava muito focado naquilo que nem prestava atenção ao seu redor. Ele estava focado a outro nível.

—“E também... Tomura Shigaraki veio especialmente para me matar... eu atrapalho os olhos deles de alguma forma...”—Pensou Izuku com um rosto mais sério.—"Ele com certeza vai voltar  alguma outra hora, depois dessa... tenho certeza... Talvez ele não saiba onde eu moro, eu não lembro dele especificar isso...”

Ele então desviou seu olhar do teto para baixo e olhou para suas mãos e pensou outra coisa tão importantes como aquela ideia que Shigaraki poderia vir atrás dele uma outra hora.

—“O One for All... só pode ser ele... Primeiro eu consegui despertar uma individualidade de flutuação... Só um pouco mais tarde.. Outra individualidade, dessa vez, uma que prevê o perigo...”—Pensou Izuku olhando com pesar para suas mãos e as fechando, serando os punhos com muita dúvida no rosto e bem mais concentrada.—"Também tem aquela outra, a última.... Mas era diferente... Não, muito diferente... Diferente da flutuação e do sensor de perigo... quando minhas mãos dispararam aquela mesmas chamas do Dabi... eu senti que...

—Izuku-kun, alô, Izuku-kun!—Chamou Toga e Izuku interrompeu seus pensamentos, olhando para ela que tinha uma cara confusa olhando para ele.—Finalmente, pensei que você não estava a mais aí!

—Hã? Oque aconteceu?—Perguntou Izuku confuso. Ele tinha se perdido tanto nós pensamentos que tinha ignorado tudo ao seu redor, até Toga. Coisa que ele não esperava fazer.

—Eu estou te chamando... mas você parecia tão focado em algo nas suas mãos que me ignorou...—Disse Toga com uma mão no ombro de Izuku olhando meio confusa e preocupada com ele.

Izuku ouviu as palavras de Toga e então suspirou, ele colocou a mão na cabeça e coçou um pouco com uma cara tensa, antes de olhar para Toga com olhar calmo e gentil.

—Desculpa... Eu me perdi nos meus pensamentos...—Disse Izuku pegando a mão de Toga no seu ombro e apertando um pouco com carinho. De forma gentil e carinhosa. Só que Toga percebeu que tinha alto errado com Izuku.

—Eu sei como você deve estar se sentido, Izuku-kun...—Disse Toga apertando a mão de Izuku também e desviando o olhar para o chão.—Depois de tudo acontecer hoje... é minha culpa por tudo acontecer...

—Toga, esse assunto de novo?—Perguntou Izuku tentando acalmar a culpa de Toga, ela estava achando que tudo foi por causa dela, Izuku sabia daquilo.—Eu já disse... Não é sua culpa!

—Então de quem foi Izuku-kun? Se eu não estivesse com você para início de conversa... eles não viriam atrás da gente e você não teria se machucado...—Disse Toga de forma tão triste quente parecia querer chorar de culpa. Culpa que não era dela.—Eu só consigo ver eu como culpada de tudo... Não importa oque quão gentil você seja comigo...

—Toga não é sua culpa...—Disse Izuku pegando a cabeça de Toga e trazendo para perto colocando-a encostada no seu peito de forma confortável, depois passando os braços no torço dela e a abraçando.—Eles também vieram trás de mim por algum motivo que eu ainda não faço ideia do porque... Provavelmente me matar, já que foram essas as palavras dele, só que ainda sim... a culpa não foi sua...

Toga depois de ouvir Izuku, parecia ter ficando um pouco mais calma, mas só um pouco. Ela se ajeitou mais confortavelmente nos braços de Izuku, ela então passou os braço pela cintura de Izuku e o abraçou também. Ela queria é estava se sentido confortável como nunca.

—Mesmo assim... minha presença só tá te causando problemas...se não fosse por mim, eles talvez não estivessem tão focados em você, Izuku-kun...—Disse Toga com um pesar nos olhos, tristeza e culpa eram visíveis em seus olhos.—E não só a liga... também seus amigos ou a própria UA... Se eles nos descobrirem algum dia... Eu novamente iria causar problemas para você...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...