1. Spirit Fanfics >
  2. Izuku o herdeiro marcial >
  3. (Prólogo) um teste e a esperança de um sonho

História Izuku o herdeiro marcial - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Olá estou aqui de novo, mais rápido que o habitual com um capítulo mais longo que o habitual, mas só pra explicar

"" <--- isso significa pensamento

Agora fiquem com esse capítulo

Capítulo 2 - (Prólogo) um teste e a esperança de um sonho


Fanfic / Fanfiction Izuku o herdeiro marcial - Capítulo 2 - (Prólogo) um teste e a esperança de um sonho

No capítulo anterior

 

Eu não acredito que ele além de fazer seu corpo, totalmente despreparado, aguentar três dos quatro golpes dos [deuses cardeais], ele ainda tem os olhos "dele", talvez eu tenha encontrado quem eu estava procurando sem me esforçar

Entro na cozinha com um grande sorriso e meus olhos ficando vermelhos

 

 

Pyo POV

Quando eu vou procurar nas gavetas da cozinha eu olho quase todo canto e não encontro remédio nenhum, mas me lembro que eu não olhei em dois lugares e eu vou procurar

 

Pyo- se meu pai deixou o remédios perto das últimas pílulas eu tenho que dizer que foi muita idiota

 

Eu falo sozinho indo para o porão

 

Pyo- não posso julga-lo, até por que ele está com quase sessenta anos agora hehe

 

Continuo falando sozinho e vejo que os remédios de dor estão realmente perto das pílulas e agora que começo a notar o porão daqui

 

Ele é bem grande, provavelmente está embaixo de todo o local, ele estava cheio de caixas de papelão e quase todo o local, é feita de madeira especial e duas paredes são feitas de pedra e ferro maciço com vários talismãs de papel e na parte mais distante de mim tinha uma mesinha de madeira que tinha algo parecido com uma bacia de ferro e do lado dessa bacia tinha sete pequenas caixas

 

Pyo- pelo menos ele podia deixar mais escondido, mas bom não vai fazer mal

 

Digo pegando uma das sete caixas e olhando para as estranhas frutas

 

Pyo- eu não posso dar a ninguém isso, ninguém sabe o que pode acontecer ao certo com pessoas que usam isso, ainda mais hoje em dia

 

Digo e vou subindo para a cozinha de novo

 

Autor POV

 

Quando pyo pegou o remédio esqueceu de ver se era o certo e ele pegou um remédio que dizia [pílula do sábio 25% de efeito] e enquanto ele subia as escadas acabou escutando um grito que parecia ser feminino e ele se desesperou e uma única coisa passava em sua cabeça

 

Pyo "se for a Nemesis eu tenho que ir rápido, não importa o quão boa seja a individualidade da garota, eles são diferentes de todos que..." 

 

Quando ele chegou um pouco mais perto do quarto onde estava izuku e katsuni ele escutou melhor o que os gritos diziam

 

Katsuni- NÃO IMPORTA SE VOCÊ É MEU IRMÃO NÃO INTERESSA O QUE EU ESTOU FAZENDO E ALIÁS JÁ QUE EU SEI QUE A MÃE TÁ AI, EU QUERO QUE VOCÊ PARE DE MACHUCAR O IZUKU ELE NÃO MERECE SER AMIGO DE ALGUÉM COMO VOCÊ

 

Ela ficou em silêncio por um tempo até que ela nota pyo perto e simplesmente desliga o celular 

 

Katsuni- Desculpa gritar em um lugar tão calmo

 

Ela diz suspirando

 

Pyo- sem problema, mas não sei como o esverdeado não acordou

 

Diz dando uma risadinha

 

Katsuni- ele sempre teve um sono muito pesado e também ele escuta meu irmão o dia todo

 

Diz ela com uma cara triste dando uma risada sem graça

 

Pyo- eu sei que pode ser meio invasivo da minha parte, mas como é seu irmão

 

Diz indo até um pequeno filtro que tem do lado de fora do quarto e pega um copo de papel

 

Katsuni- tudo bem, eu imaginei que fosse perguntar algo parecido depois do que escutou

 

Diz indo para o filtro também pegando outro copo de papel e vendo pyo colocar um comprimido solvente na água

 

Pyo- eu só tô perguntando isso porque não é muito natural falar com tanto ódio com algum familiar

 

Diz colocando o copo em uma mesinha do lado do filtro e se apoiando. 

 

Katsuni- bem isso é por que…

 

Diz abaixando a cabeça e coçando a nuca

 

Katsuni- quando éramos menores, ele e Izu eram amigos, mas depois que bakugou ganhou sua individualidade ele se tornou mais violento e arrogante e logo depois que descobriu que Izu não tinha uma ele começou a se aproveitar dele fazendo bullying, machucando e várias outras coisas, inclusive tentar tirar o sonho de izu

 

Quando ela terminou de falar colocou água dentro do seu copo e bebeu 

 

Pyo- eu até posso imaginar que sonho é, mas caso eu esteja enganado é melhor eu perguntar

 

Pensou olhando para katsuni

 

Pyo- e qual seria esse sonho do esverdeado?

 

Perguntou olhando para katsuni e ele pôde ver um pequeno sorriso se formar em seu rosto

 

Katsuni- o sonho dele é se tornar o maior herói que esse mundo já viu ou verá e eu quero ajudá-lo com isso

 

Diz com um sorriso grande no rosto olhando para o pequeno quarto

 

Pyo- sabe, eu acho que isso é impossível

 

Diz olhando para katsuni que o encara séria

 

Katsuni- todos dizem isso, mas…

 

Diz sendo interrompida por ele

 

Pyo- não se engane ou fique ofendida, eu não estou falando por ele ser sem individualidade

 

Para de falar por um instante dando um sorriso calmo e um pouco triste

 

Pyo- eu estou falando isso por que, ele é fraco agora, ele só tem a inteligência ao seu favor assim ele não irá conseguir proteger ninguém e nem a si mesmo

 

Diz voltando seu olhar de uma forma determinada para katsuni que estava surpresa com o que ele falou

 

Pyo- então acho que está decidido

 

Diz se pegando o copo que agora estava com um líquido azul e foi em direção a izuku sendo seguido por katsuni que estava curiosa com o que ele quis dizer

 

Katsuni- como assim? O que você acha que está decidido?

 

Pergunta vendo ele sentar izuku e dar o líquido para ele

 

Pyo- só falta ele decidir, mas eu vou ajudá-los com o que eu puder

 

Ele fala se sentando ao lado de izuku

 

Katsuni- e por que você faria isso com pessoas que você não conhece?

 

Pergunta desconfiada da atitude repentina do Pyo

 

Pyo- porque eu acredito que há pouco heróis verdadeiros nesse mundo e que existe um grande preconceito dizendo que pessoas sem poderes e as artes marciais só estão existindo, eu quero dar a esperança de que com artes marciais e inteligência você pode se tornar um herói como nas antigas histórias em quadrinhos e esse heróis sempre saiam na melhor contra os maiores vilões e eu quero resgatar isso essa essência de que não importa como você tenha nascido 

Você pode ser um herói

 

Essas palavras deixaram katsuni surpresa e com um brilho no olhar, pois pela primeira vez na vida ela via que mais alguém acreditava no izuku algo que nem sua própria mãe fez e com isso ela abriu um grande sorriso 

 

Katsuni- se for isso acho que ele vai aceitar

 

 

 

 

Pov izuku

 

Estava tudo escuro mesmo assim eu conseguia escutar vozes ao fundo e senti algo na minha boca, parecia água, mas era ácido e queimava e isso não me machucava apenas era desconfortável e quando essa sensação passou, veio um silêncio até que dá escuridão eu ouço passos e cor tomando a escuridão e essa cor era um azul com linhas pretas, parecidas com de um desenho, e de lá surge uma pessoa ela era meio alta e era bem musculosa, não como o All might, seus cabelos são para cima com cinco pontas cada uma para uma direção, ele olhou para mim e eu pude ver que seus olhos são pretos com uma mancha dourada e brilhante no centro que se parecia com uma cruz atrás dele havia várias criaturas que não conseguia reconhecer, ele andou até onde eu parecia estar e olhou nos meus olhos e eu pude notar algo, ele parecia determinado e com raiva, mesmo estando sério, ele falou algo que não consegui escutar, mas depois escutei algo que não foi o que ele tinha falado antes e agora eu escutei

 

???- De agora em diante, mesmo que eu e meus aliados morram, nós renasceremos para lutar contra você quantas vezes for preciso é mostrar que humanos com artes marciais superam tudo até mesmo deuses… então venha com tudo T…

 

Depois disso não consegui ouvir mais nada e eu acordei vendo katsuni deitada do meu lado e suada e já veio na minha cabeça o que não devia

 

Izuku- mas o que foi que acontece… 

 

Sou interrompido por Jinshin que fez um sinal de silêncio e me pediu para segui-lo 

 

Izuku- ei, o que aconteceu aqui? Não foi o que eu tô imaginando né? 

 

Digo corando e olhando para o pequeno quarto onde eu estava

 

Pyo- hahahahaha claro que não, por que você pensou nisso? hahahahahahahaha

 

Perguntou rindo de mim me fazendo ficar mais envergonhado

 

Izuku- Bom é que a última coisa que me lembro antes de apagar era ela me segurando, então

 

Digo abaixando a cabeça

 

Pyo- certo certo, agora deixa eu dizer o que aconteceu enquanto você estava desacordado

 

Diz indo para a área de treino

 

Izuku- por falar nisso, quanto tempo eu dormi?

 

Pergunto o seguinte vendo que a área de treinamento estava um pouco bagunçada

 

Pyo- você ficou umas duas horas e meia dormindo

 

Diz pegando uma vassoura e começando a varrer a área de treinamento

 

Izuku- tanto tempo assim, o que aconteceu enquanto eu estava desacordado?

 

Pergunto vendo no que posso ajudar e vejo uma parte de armas derrubadas

 

Pyo- em resumo a loira ficou com você por meia hora e o resto do tempo me pediu pra continuar o treinamento

 

Diz agora pegando um saco de pancadas e indo até o quartinho de antes e guardando

 

Izuku- entendo, por falar nisso, ela disse se vai ficar treinando ou não?

 

Perguntei terminando de arrumar as armas

 

Pyo- ela disse que isso dependeria de você aceitar

 

Diz indo até o meio da área de treinamento e se sentando

 

Izuku- como assim? Ela não precisa de mim para treinar

 

Digo indo me sentar na frente dele

 

Pyo- isso é porque ela me contou o seu sonho…

 

Eu arregalei um pouco os olhos e ele deu uma pausa

 

Pyo- e eu quero ajudá-los porque eu acredito em você

 

Quando ele falou isso eu arregalei mais os olhos e lágrimas começará a se formar nos meus olhos

 

Pyo- eu acredito que você possa ser um herói e quero te ajudar a conquistar isso, por isso eu quero saber…

 

Quando ele começou a falar eu abaixei a cabeça e deixei as lágrimas saírem enquanto eu segurava o meu peito sentindo algo novo… algo que eu não sentia a muito tempo… a esperança de que talvez… apenas talvez eu possa salvar a todos com um sorriso no rosto

 

Pyo- você aceita ser o herdeiro das artes marciais izuku midoriya?

 

Eu só notei que ele estava na minha frente quando eu vi ele estava em pé na minha frente com a mão estendida

 

Izuku- sim eu aceito

 

Digo ainda em lágrimas enquanto apertava sua mão

 

Pyo- ótimo, agora, vamos começar com uma avaliação

 

Diz enquanto eu limpava minhas lágrimas e me levantava me fazendo olha-lo

 

Izuku- como assim avaliação?

 

Perguntei completamente confuso

 

Pyo- uma avaliação que testa sua força, agilidade, inteligência e habilidade

 

Diz indo até a ponta do local

 

Izuku- e que teste seria esse?

 

Perguntei mesmo já tendo uma ideia

 

Pyo- uma luta o que mais séria

 

Diz tirando o casaco e mostrando uma camisa sem manga azul escuro e um pouco do seus músculos 

 

Izuku- com todo respeito jinshin-san…

 

Enquanto falava ele me interrompe

 

Pyo- me chame de Park ou Pyo tanto faz

 

Diz se alongando

 

Izuku- Park-san com todo respeito eu não acho que essa é a melhor forma talvez outra seja melhor

 

Eu digo com medo, pois ele sabe muito mais do que eu e, provavelmente, é muito mais forte do que eu

 

Park- realmente existem formas melhores, mas essa é a mais rápida então se prepare

 

Diz entrando em uma pose deixando seu braço direito na cintura deixando a mão fechada seu braço esquerdo na diagonal apontando pro chão também com o punho fechado suas, ele está meio agachado com a perna esquerda a frente do corpo

 

Izuku- o-ok

 

Digo tirando a parte de cima do meu uniforme mostrando uma camisa branca de manga curta

 

Park- eu vou lhe dar três minutos para conseguir me atacar ou defender um ataque meu, se até lá você não conseguir eu tenho certeza de que você realmente não sabe nada de artes marciais e que vamos ter que fazer um treino muito pesado e ainda vou te ajudar, eu direi em qual direção vou atacar

 

Quando ele disse isso ele avançou para cima de mim

 

Park- direita em cima

 

Quando ele diz isso eu coloco os dois braços em forma de "X", mas quando senti o golpe eu não resisti e os meus braços junto com o pé dele bateram no meu rosto

 

Izuku "eu consegui ter reação, mas a força foi maior do que eu pensei"

 

Enquanto eu ainda estou me recuperando ele fala

 

Park- esquerda cima

 

Eu aproveitei que já tinha levado o impacto anterior e me joguei pra trás vendo sua perna passar em cima de mim e depois tentei me equilibrar de novo e consegui por pouco

 

Izuku- tsk "eu não tenho força para defender os seus golpes o que me resta é esquivar até ter uma chance de atacar, eu já li alguns livros de karatê e judô então talvez eu consiga"

 

Park- meio médio "aposto que ele já notou que em força ele não ganha então agora vou deixá-lo encurralado"

 

Park aproveitou que ele estava no embalo do chute e quando a sua perna esquerda tocou no chão ele já virou seu corpo é levantou a direita para dar um chute no meio do meu peito é quando ele fez isso eu vi uma abertura do lado esquerdo na cabeça dele eu aproveitei e me esquivei para a esquerda me preparando para dar um soco em seu rosto, mas para minha surpresa ele saltou para trás dando um mortal e acertando um golpe com sua perna esquerda nas minhas costas me fazendo cair no chão

 

Izuku "como ele fez isso? Ele estava com a guarda aberta e estava só com uma perna como ele conseguiu"

 

Me perguntei enquanto me levantava e ele me olhava estando em pé

 

Park- o que foi que eu falei enquanto estava mostrando para vocês como se lutava?

 

Ele perguntou quando eu estava em pé olhando para ele

 

Izuku- para deixar nossos corpos lutarem sozinhos apenas se guiando pelo instinto

 

Falo o que ele disse antes enquanto eu encarava seus olhos 

 

Park- e por quê não faz isso? Você conseguiu aquela hora você fez melhor do que todos que eu já vi

 

Falou me fazendo lembrar do que aconteceu comigo e do que eu vi me fazendo olhar para baixo deixando meus cabelos cobrindo meu rosto

 

Park- entendi, você está com medo de se machucar de novo, então esqueça… esqueça o sonho de ser um herói ou um artista marcial

 

Quando ele disse isso eu entrei em choque e fiquei paralisado

 

Izuku- o que você quer dizer? Pensei que fosse me ajudar

 

Perguntei indignado com o que tinha escutado

 

Park- mas isso é só a verdade, como você pode ser um herói que quer se sacrifica pelos outros sendo que tem medo de se machucar?

 

Perguntou olhando de forma indiferente para mim enquanto eu fechava os olhos fortemente

 

Park- se quiser ser alguém que possa lutar e proteger você tem que estar disposto a se machucar ou até mesmo dar a sua própria vida, sabe por que ninguém que luta tem medo de se machucar?

 

Perguntou para mim enquanto abaixava minha cabeça e fechava meus punhos e levava com a cabeça

 

Park- porquê quanto mais eles de machucam, quanto mais eles se ferem, mais eles lapidam seus corpos e sua vontade, por isso que eles não tem medo de algo assim, pois quanto mais cicatrizes eles tiverem nos seus corpos e em sua alma, eles escrevem suas próprias histórias e faz parte deles, então não tenha medo de se machucar e controle a força que seu espírito tem

 

A cada palavra dele mais minha mente se abria e mostrava para mim mesmo o valor do heroísmo e isso destravou algo em minha memória daquele dia de quem uma vez me disse que eu poderia ser um herói com minha vontade


 

Flashback on

 

Izuku- ainda não acredito que aquele garoto me atacou pelas costas, além do mais com sua individualidade, eu poderia ter morrido, mas eu acho que não ia fazer diferença 

 

Digo dando uma pequena risada seca e fechando os olhos até que eu escuto uma voz

 

???- eu não diria isso, heróis fazem diferença no mundo sim, mas não se faz um herói por causa de seu poder, mas sim por sua vontade de salvar alguém

 

Diz uma mulher alta parecia tem 1.78 de altura seus cabelos são brancos com algumas mechas castanho-claro ela tinha olhos em um castanho meio dourado e sua voz era confortável de escutar era calma e calorosa

 

Izuku- moça, a senhora não deve saber, mas eu não tenho poder e eu duvido que você não tenha também, mais um heróis é feito pelo seu poder

 

Digo ainda deitado com uma voz triste e tento me levantar, mas meu corpo estava doendo demais

 

???- sim, você tem razão eu tenho um poder, mas eu vivi dezessete anos da minha vida sem um poder e a pessoa que me salvou não tinha um

 

Ela diz me deixando muito surpreso me fazendo pular e senti meu corpo doer bastante depois é vi ela se aproximar com alguns curativos

 

Izuku- e como ele lhe salvou sem poderes? E como assim a senhora viveu dezessete anos da sua vida sem poder?

 

Pergunto enquanto era sentado no chão por ela que começou a tratar alguns ferimentos meus

 

???- ele me salvou pela sua vontade de proteger alguém amado e sobre meu poder, digamos que eu o despertei tarde

 

Diz fazendo mais alguns curativos e terminado se levantando e indo embora

 

Izuku- senhora qual seu nome?

 

Perguntei meio alto por ela já estar longe

 

???- pode me chamar de imperatriz, Imperatriz de jade

 

Diz e logo depois some da minha memória 

Flashback off

 

Izuku- ok, vamos agora eu vou com tudo que eu consigo

 

Digo com meus olhos brilhando e abrindo um sorriso, não de determinação, não de felicidade, mas sim de animação de excitação com essa ideia

 

Park- então me mostre o quão longe pode ir com esse sentimento

 

Ele fala com uma expressão séria e rapidamente me deu um soco sem aviso prévio, mas dessa vez eu não caí apenas o canto da minha boca ficou um pouco suja de sangue, mas isso me fez ficar mais animado ficando em posição de luta e fechei os olhos em seguida me concentrando como da última vez só que algo diferente aconteceu, eu senti meu corpo mais leve e eu sentia tudo ao meu redor cada movimento e barulho e notei que katsuni estava observando, mas não sei a quanto tempo e só abri meus olhos quando senti uma coceira neles

 

Katsuni POV

 

Eu havia acordado com o Park-san falando algo e me levantei sonolenta e fui ver o que era e acabou que eu vi izuku tentando defender um chute do Park e depois disso comecei a observar e parecia que os dois estavam tão concentrados que não me notaram o que era raro para o midoriya 

 

Katsuni "ele está indo bem, pelo menos está conseguindo desviar e isso já foi melhor do que eu que tinha que conseguir me acostumar"

 

Quando eu terminei de pensar eu escuto o discurso que o Park fez para o izuku e doeu em mim pois sabia que era verdade as suas palavras e quando eu fiquei no izuku em apenas um piscar de olhos eu notei que algo nele mudou e ele fez algo que eu não via faz tempo uma expressão de animação genuína algo que eu vi apenas quando ele brincava com o katsuki antigamente e ele fechou os olhos e respirou um pouco forte e abriu os olhos e seus olhos ficaram com uma cruz verde escura no lugar da pupila

 

Katsuni "porque ele está com os olhos assim? Será que ele pode ter uma individualidade oculta? Ou… talvez seja o seu eu animado assim? Depois tenho que lhe perguntar isso, mas agora eu tenho que ver essa luta"

 

Autor POV

 

Quando Park viu os olhos de midoriya ele ficou extremamente feliz e seus olhos brilharam, por menos de um segundo, em vermelho e ele foi para cima do midoriya dando uma sequência de três socos que o primeiro foi esquivado, o segundo foi mudada sua trajetória pela palma da mão de izuku e o terceiro ele defendeu

 

Park- quem diria pelo menos agora você aguenta um soco

 

Diz com um sorriso estampado no rosto

 

Izuku- é só isso? Pensei que teria mais

 

Diz dando uma risada enquanto subia seu olhar para Park

 

Midoriya tentou dar uma rasteira em Park, mas o mesmo deu um pequeno pulo e aproveitou para emendar um chute de direita em direção ao rosto de izuku, que desviou por pouco e tentou lhe dar um chute giratório no peito que foi defendido pela perna esquerda de Park que tentou acertar um de esquerda em midoriya, mas foi defendido pelo seu braço e agora eles estavam cara-a-cara se olhando com um sorriso no rosto cada um segurando com força o golpe do outro, Park defendendo um chute de izuku com sua canela e izuku segurando o punho de Park com o pulso

 

Park- primeira fraqueza: seus golpes são previsíveis

 

Diz com um sorriso mostrando suas presas afiadas

 

Izuku- primeira estratégia falha, o que fará agora?

 

Diz com um sorriso desafiador no rosto fazendo bastante força para segurar o soco de Park

 

Eles se separam com um metro e meio de distância e se encararam até que Park se aproxima dando uma sequência de três chutes sendo o primeiro de direita que é defendido, um de calcanhar de esquerda que foi desviado e o último foi um chute de direita reto no rosto de midoriya o fazendo levantar do chão com o golpe e quando ele menos espera ele preso no ar pelo corpo do Park que colocou sua perna esquerda entre as de midoriya colocando seu braço direito segurando o esquerdo de izuku e usa sua perna restante para se impulsionar no ar e jogar com força midoriya reto para o chão enquanto fazia acrobacias e caia de pé

 

Park- acho que acabou, me fez suar um pouco, mas não me cansou tan…

 

Ele se interrompeu ao ver izuku se levantar rapidamente e correr em direção a ele pulando e usando seu calcanhar para o atacar o descendo com tudo na direção de sua cabeça, mas Park desviou e acertou uma sequência de seis socos rápidos no peito de izuku o fazendo ficar sem ar e logo em seguida lhe dá um chute do lado esquerdo em sua temporá, o deixando desnorteado, mas mesmo assim midoriya tenta lhe dar um soco que é preso por Park o pressionando entre seu corpo e seu braço direito e com o punho esquerdo aberto ele dá um golpe certeiro em seu tímpano o deixando completamente tonto, logo em seguida Park usa o joelho de midoriya para acertar dois chutes, sendo um no peito e outro na cabeça a jogando diretamente no chão o fazendo desmaiar

 

Park- agora fica no chão persistência em pessoa

 

Quando ele diz isso dando um suspiro ele ouve o som do despertador, provavelmente, pela segunda vez, ele anda calmamente até lá e se senta na pequena elevação que havia lá e dando um suspiro cansado e ele escuta uma voz

 

Katsuni- acho que agora ele te deixou cansado

 

Diz em meio a risadinhas

 

Park- cara, faz tempo que não tenho uma luta emocionante assim, claro não fui com força total e nem durou tanto tempo

 

Diz olhando para baixo com seus cabelos cobrindo o rosto enquanto ele olhava pra baixo

 

Katsuni- quer? Deve estar com sede

 

Pergunta oferecendo um copo de água

 

Park- valeu, tô precisando, faz tempo que eu não luto

 

Diz olhando para Katsuni dando um sorriso a fazendo corar um pouco

 

Katsuni- só pelos seus olhos dá pra ver que se divertiu

 

Diz ela olhando para ele que termina de beber o copo de água e olha pra ela 

 

Park- tá tão na cara assim?

 

Perguntou olhando para frente onde via izuku se mexer um pouco

 

Katsuni- Claro, até por que eles estão vermelhos como sangue

 

Falou olhando fixamente para os olhos do Park que estava vermelho carmesim com uma fenda no meio, o que lhe dava um charme com seus cabelos azuis

 

Park- droga, dessa vez não consegui me controlar, mas acho que não tem problema, é um saco ficar se controlando

 

Quando ele fala isso um sombreado laranja surge em torno de seus olhos, seu cabelo fica com alguns fios brancos bem visíveis

 

Izuku- então é por isso que eu achei estranho o seu sobrenome

 

Diz izuku chegando e se deitando no chão, ao lado de Katsuni, ofegante e com o corpo tremendo um pouco

 

Katsuni- como assim?

 

Perguntou confusa fazendo izuku e Park se olharem

 

Izuku- ele não é qualquer um… ele é o filho… mais novo da família Park Il

 

Diz olhando para katsuni que arregalou os olhos

 

Katsuni- a família milionária que tem empresas em toda Ásia para heróis e pessoas normais?

 

Ela perguntou com os olhos ainda arregalados virando a cabeça de um para o outro esperando uma resposta

 

Park- você se confundiu um pouco, essa é a família Han

 

Diz para o desgosto da loira

 

Izuku- a família Park Il é uma família com uma franquia de livros nomeados de "a coleção divina" por se tratar bastante de deuses de toda mitologia

 

Diz se levantando e indo beber água

 

Izuku- e uma coisa, eu acho que passei no seu teste

 

Falou bebendo um pouco de água

 

Park- sim, você passou, mas de toda forma vamos voltar para o básico

 

Diz fazendo o midoriya se engasgar com a água

 

Izuku- então pra que serviu essa luta?

 

Perguntou indignado por pensar que não faria mais o básico e por ver que aquela luta tinha sido a toa

 

Park- por dois motivos, primeiro, eu queria ver até onde você chegaria no seu limite e, segundo, eu tava entediado sem nenhuma luta

 

Quando é falado o segundo motivo Izuku e Katsuni ficam com gotas na cabeça

 

Park- mas agora falando sobre o treinamento, qual horário termina as suas aula?

 

Perguntou se levantando e tirando um pouco da poeira

 

Katsuni- normalmente estamos disponíveis quase todo dia às três e meia da tarde só no sábado saímos mais cedo

 

Falou enquanto ia em sua mochila que tinha ficado na recepção

 

Izuku- eu só tenho um horário diferente que é toda sexta tem aula de educação física, então só vou estar disponível umas quatro e meia da tarde

 

Falou apontando para a própria roupa enquanto procurava o resto que ele havia tirado

 

Park- ok, então Bakugou e Midoriya eu quero que todo dia vocês estejam aqui de três e cinquenta e Midoriya toda sexta de cinco horas

 

Ele diz sério para logo depois dar um sorriso ao ver os dois assentiram e logo chegarem perto dele

 

Park- é aqui que começa o treinamento de vocês para se tornarem heróis

 

Diz e antes de se virar ele escuta

 

Katsuni- acho que você falou algo errado

 

Quando Park escuta ele se vira com uma expressão confusa

 

Katsuni- não é vocês e sim nós, nós três seremos o trio mais forte certo?

 

Ela pergunta sorrindo para o Park que sorri de volta

 

Park- sim você está certa, então eu prometo a partir de agora nos tornarmos o trio de heróis mais forte que existiu

 

Diz ele esticando a mão com o punho fechado fazendo os outros dois fazerem a mesma coisa os três com um grande sorriso no rosto

 

Izuku- certo a partir de hoje nós somos a trindade divina

 

Diz uma ideia de nome que deixou os outros dois curiosos

 

Katsuni- por quê "trindade divina"?

 

Perguntou olhando para ele

 

Izuku- eu pensei nisso como uma homenagem a série de livros da família do Park-san

 

Respondeu olhando para os dois que sorriam

 

Park- ok, então a partir de hoje seremos a trindade divina

 

Após isso os três jogam os punhos para o alto e gritam

 

Os três- VAMOS LÁ

 

Após isso eles passaram um tempo conversando e descansando até que deu quatro e meia da tarde e eles tinham que ir embora e Park aproveitou para fechar o dojo e foi com eles

 

Izuku- Park-san, você já sabe aonde vai estudar?

 

Perguntou enquanto andavam

 

Park- já tenho uma ideia, mas nada concreto ainda, por que?

 

Perguntou olhando para izuku que estava um pouco atrás com katsuni

 

Katsuni- por que nós queríamos que você estudasse conosco

 

Falou para o Park que ficou pensativo com a mão no queixo

 

Park- eu iria para a académica Seikyo, mas acho que posso ir pra de vocês, já que pelo que eu percebi fica no caminho

 

Falou se lembrando que eles estavam com o uniforme escolar

 

Izuku- certo, então a nossa escola é a Takahito depois você pode, olhar se quiser

 

Diz apertando o passo ultrapassando o Park

 

Park- ok vou falar com meu pai pra me colocar no colégio de vocês

 

Diz acenando a mão em sinal de despedida e dobrando a direita em uma ruazinha

 

Katsuni- eu não sei quem vai ser pior

 

Murmurou chamando a atenção de Izuku

 

Izuku- quem vai ser pior o que katsu-san?

 

Perguntou a chamando pelo apelido a deixando um pouco surpresa

 

Katsuni- eu só tava pensando Izu, quem vai ser pior a minha mãe ou a sua

 

Quando ela fala isso Izuku entra em choque e pensa sobre isso também

 

Izuku- com toda certeza que vai ser a Mitsuki-san, ela tem um temperamento quente

 

Diz fazendo a outra rir do comentário

 

Katsuni "realmente você mudou depois daquela luta, me chamou até do meu apelido que faz anos que eu não ouvia e seus olhos mudaram também"

Pensa em meio a risos deixando o Midoriya envergonhado e eles passaram o caminho todo conversando até que chegam na casa de Izuku que era a primeira

 

Izuku- bom, nos vemos amanhã no treino?

 

Perguntou olhando para a Bakugou que apenas acenou com a cabeça

 

Quando Izuku entra em sua casa sua mãe não o deixa falar nada e já pula em cima dele o abraçando e chorando de forma exagerada

 

Inko- onde estava?... Fique preocupada… não está machucado?... Porque faltou ao colégio?... Pensei que tinha fugido de casa

 

A cada pergunta que ela fazia eram mais lágrimas e fungadas, fazendo o izuku ficar com uma gota na cabeça pelo drama exagerado

 

Izuku- mãe se acalma e respira primeiro, depois eu respondo e não se preocupe eu estava com a Katsuni

 

Quando ele fala o nome da garota sua mãe pula ficando em pé e o olha com estrela nos olhos e com um sorriso enorme fazendo a gota na cabeça de izuku aumentar pela bipolaridade da mãe

 

Inko- e o que estavam fazendo para faltar ao colégio, não me diga que estão namorando escondido e que não foram pro colégio por causa de um encontro secreto

 

Ela fala de forma animada parecendo que tinha um sol perto dela e o que ela falou deixou izuku corado, mas ele estava poker face

 

Izuku "como minha mãe consegue ser tão bipolar e criar histórias tão malucas só com o nome de uma pessoa na conversa?"

 

Se perguntou mentalmente enquanto soltava um suspiro e do nada sua mãe ficou séria o olhando

 

Inko- quem foi que te machucou assim? 

 

Ela perguntou séria o olhando nos olhos

 

Izuku- eu tentei esconder, mas não deu né? Vamos sentar no sofá e eu falo tudo, ta bom?

 

Perguntou já indo para o sofá e se sentando com inko sentando ao seu lado e ele diz tudo o que aconteceu no dia e a primeira reação dela foi chorar de felicidade por mais alguém por ele ter chance de completar seu sonho e em seguida ficou com raiva do Park por bater no seu filho e quando terminou a conversa e ela deixar ele treinar ela foi para a cozinha fazer o jantar e ele foi pegar o seu livro e fazer algumas atividades

 

Já na casa de Katsuni o clima estava como sempre katsuki levando cascudo e bronca de sua mãe e o seu pai assistindo TV 

 

Katsuni- mãe, pai posso falar com vocês no meu quarto?

 

Ela pergunta fazendo todos pararem o que estavam fazendo e notarem que ela tinha chegado

 

Mitsuki- Claro querida, até por que, eu quero saber por que não foi pro colégio hoje

 

Diz com um sorriso, mas com uma veia saltando de irritação fazendo katsuni se encolher um pouco

 

Bakugou- Isso não é nada, até por que ela estava com o Deku

 

Ele fala alto como sempre o fazendo levar um cascudo de duas mão da Mitsuki

 

Bakugou- Oe, por acaso quer morrer, velha?

 

Perguntou levando outro cascudo mais forte

 

Mitsuki- Primeiro eu já falei pra não gritar em casa, Segundo já mandei parar de chamar o Izuku assim e Terceiro é você que quer morrer me chamando de velha

 

Diz começando outra discussão fazendo katsuni soltar um suspiro, por perceber o quão normal isso se tornou e ela sente uma mão em seu ombro

 

Masaru- vamos pro seu quarto antes, sua mãe deve ir em alguns segundos

 

Eles chegaram no quarto que era bem normal não tinha nada muito anormal apenas alguns pôsteres do Hawks e alguns bonecos do all might, mas nada exagerado e predominava a cor vermelha no quarto era bem simples e pouco bagunçado

 

Masaru- então filha, o que gostaria de conversar?

 

Pergunta com seu sorriso calmo e gentil de sempre

 

Katsuni- apenas falar sobre o que aconteceu pra eu faltar o colégio e também pedir permissão para algo

 

Diz ela se deitando em sua cama é seu pai se sentando na mesa da bancada e após um minuto mais ou menos Mitsuki chega no quarto com cara de brava

 

Mitsuki- quero saber quando esse moleque vai aprender a respeitar os outros

 

Fica resmungando até chegar na cama e sentar na beirada

 

Mitsuki- então Katsuni o que tem para falar

 

Pergunta já se acalmando um pouco

 

Katsuni- antes de falar sobre meu dia, eu quero mostrar uma coisa a vocês que eu tenho certeza que vocês notarial ao longo da conversa

 

Falou levantando as mangas longas de seu uniforme e sua camisa mostrando apenas a barriga, mostrando várias partes vermelhas e uma no braço esquerdo estando levemente roxa

 

Masaru/Mitsuki- O que aconteceu?

 

Dizem ambos preocupados, mas com Mitsuki ficando séria sobre o assunto e Masaru se aproximando para ver os machucados

 

Katsuni- eu vou explicar tudo agora, então se acalmem não foi nada de mais

 

Antes que alguém fosse refutar o que ela havia acabado de falar ela imediatamente conta tudo do início e fala que esses hematomas são do mesmo teste que midoriya fez só que ela só passou porque conseguiu defender um golpe e ela foi contando tudo ela só não contava que bakugou estava escutando pela porta ficando com raiva e surpreso por ouvir que Izuku tinha passado em um teste que nem sua irmã tinha conseguido passar, mesmo ela não sendo tão boa quanto ele, e depois dela terminar de falar tudo Mitsuki diz que vai pensar se deixa ou não ela ir

 

Com o Park

 

Ele havia chegado em um pequeno apartamento que ele estava ficando, quando ele entra vê poucas caixas espalhadas e ele vai direto para um cômodo que seria o seu quarto e pega duas coisas de uma caixa muito empoeirada sendo o primeiro um caderninho e o segundo era uma esfera com cor de fogo e parecendo representar isso por ter desenhos do mesmo nela e quando ele pega essa esfera em suas mão seu cabelo fica totalmente branco e crescem orelhas pequenas de raposa, seus olhos ficam mais vermelhos brilhando no escuro e o sombreado de seus olhos fica trocando entre azul escuro, preto, laranja e vermelho, atrás dele começa a se formar Caldas de fogo, mas quando chega na formação da segunda calda ele cai no chão segurando um grito de dor e ficando ofegante e suando bastante

 

Park- droga, eu só consigo chegar até metade de duas

 

Diz parando e pregando bastante

 

Park- eu prometo que vou aguentar todo esse poder, mas para isso eu preciso da segunda chave

 

Ele fala para si mesmo e se levanta cambaleando um pouco

 

Park- eu vou encontrá-la e pegá-la nem que pra isso eu tenha que matar um Deus

 


Notas Finais


Eu ainda irei revisar para ter certeza se não esqueci nada como: ações que não estão em itálico ou nome sem estar em negrito

Por favor se tiver algum erro na escrita me fale

Aceito críticas construtivas e ideias


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...