História Jackson Para Toda Obra - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, Mark
Tags 3some, Americathaikong, Fem!au, Jackbam, Libellule, Markbam, Markbam!fem, Markson, Transbordar
Visualizações 114
Palavras 2.127
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fluffy, LGBT, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


eu pedi um casal 3some p sue ok
ela me jogo eles
ai ela jogo um mini acontecimento (o da cozinha) e eu falei
ahpronto TENHO QUE ESCREVER
escrevi
obrigada sue pela crise de criatividade
crise em markbam fem!au
só pra ficar claro: são molieres - markbam e jaebum
homens - jackgyeom e jinyoung

Capítulo 1 - Capítulo Único


Capítulo Único

A vida de uma jogadora (quase) profissional de Fortnite, uma modelo com mania de organização e um chinês apaixonado pelas namoradas.

 

Jackson terminava de ajeitar as coisas em cima da mesa. Pegou o copo de suco de cenoura com laranja, que já estava pronto desde o dia anterior, garantindo assim que ele adquiriria o “ponto perfeito”, mesmo que o próprio chinês não soubesse a diferença de um feito na hora, e o colocou sobre a mesa. Em seguida, alcançou a tigela cheia de cereais coloridos que estava perto da caixinha do mesmo, na pia, sorrindo um pouco ao ver os formatos de cada bolinha açucarada, também pegando o leite, que estava dentro da geladeira. A mesa estava praticamente pronta, comiam pouco pela manhã. Sorriu satisfeito. Prestes a chamar pelas duas, viu a cabeleira ruiva cruzar a porta dupla da cozinha.

‘Morning.

Mark, sua namorada mais velha, desejou o sonolento bom dia de sempre. Vestia uma blusa sua, ela parecia desbotada e a ruiva provavelmente tinha encontrado-a no fundo de seu guarda roupa. Ela espreguiçou-se ainda perto da porta da cozinha, em seguida coçando a cabeça ainda um pouco boba de sono, deixando os fios ainda mais bagunçados. Jackson sorriu, achava-a extremamente linda mesmo que a rebeldia vermelha fosse algo engraçado. Com um dos olhos ainda fechados por puro comodismo, se aproximou de Jackson, ficando na ponta dos pés e, com um sorrisinho sacana que passou despercebido pelo namorado, mordeu levemente a bochecha dele.

Jackson afastou-se dela com o susto, ouvindo a risadinha gostosa característica da americana, observando-a andar graciosamente até a mesa, pegando a tigela de cereal para si e sentando-se. Ela serviu a quantidade de leite que gostava, vendo como as cores pareceram mais bonitas depois que o líquido branco inundou a tigela. O chinês sempre gostou de ver os olhinhos da ruiva brilhando por conta de coisas pequenas, como seu cereal favorito, por exemplo.

— Você tem manias estranhas, noona. — disse alguns segundos depois, esfregando a bochecha atacada, vendo como a ruiva sorriu inocente em sua direção. Rolando os olhos, Jackson sorriu. Não conseguia nem fingir estar bravo com ela.

Mark deu de ombros, levando uma colher cheia até a boca, saboreando seu café da manhã. Antes de perguntar se ela queria mais alguma coisa, Jackson foi impedido pela presença de Bambam na cozinha. Ao contrário da ruiva, Bambam tinha seus fios descoloridos em perfeito estado. Também usava uma blusa sua, mas Jackson percebeu que era uma das novas — que a própria tailandesa tinha escolhido, por sinal. Desfilando, como sempre fazia, ela veio até si com um sorriso ameno, plantando um selar em sua testa. Jackson até poderia não ser o mais alto dos homens, mas Bambam, modelo e estilista exemplar, também não era a mais baixa das mulheres. Mark gostava de fazer graça sobre a altura dos dois.

— Obrigada por ter feito meu suco ontem, eu cheguei muito cansada do estúdio. — a tailandesa sorriu em direção a Jackson, que assentiu, sorrindo de volta. Sentou-se com uma postura invejável ao lado de Mark, que ao contrário dessa estava toda torta, levando instintivamente os dedos aos fios ruivos da namorada, ajeitando-os. — Me pergunto como você consegue bagunçá-los tanto ao ponto dos nós simplesmente não terem fim.

Mark começou a debater sobre seu cabelo, dando seus motivos bobos de sempre, às vezes jogando culpa nas manias de Jackson de agarrá-la de noite. O chinês por sua vez foi atrás de suas frutas já cortadas, retirando os potinhos onde tinha guardado-as na geladeira. Ambas ainda discutiam, às vezes Bambam lembrava a ruiva de não se curvar demais para perto da tigela, que era algo rude. Em outros momentos Mark ajeitava delicadamente os fios loiros da namorada, prendendo-os atrás da orelha dela, frisando que eles poderiam cair sobre a comida. Ao que Jackson sentou-se na mesa, em frente a ambas, percebeu os olhares em sua direção, assim como as vozes se calando automaticamente. Elas tinham essa mania, gostavam de observar o namorado, ele só não sabia disso.

— O que foi? — Questionou curioso, sem encará-las, colocando as frutas que queria em um prato separado.

— Não podemos olhar para você que isso se torna suspeito? — O tom venenoso de Bambam foi proferido primeiro, Jackson riu.

— Longe disso, só estava curioso. — deu de ombros, finalmente levantando o olhar para fitá-las. Mark já tinha comido praticamente tudo. — Você sempre acaba de comer antes mesmo de eu começar!

— É porque vão liberar uma skin nova no meu jogo! — a ruiva respondeu, enfiando outra colherada cheia na boca. — E eu preciso tê-la o mais rápido possível!

Bambam a fitou de forma repreensiva.

— Não fale de boca cheia, unnie.

— Perdão, Bammie. — sorriu amarela, virando-se a Jackson. — Perdão, Jacks.

— Você sabe que eu não me preocupe com isso. — murmurou sorrindo, levando um pedaço de maçã a boca. Virou-se para a tailandesa em seguida, vendo como ela tomava seu suco com uma feição desanimada. — Aconteceu algo?

Os olhos grandes da mulher o fitaram, em seguida ela deu de ombros.

— Eu não queria estar de dieta. — levantou um pouco o copo de suco da mesa, fazendo uma careta. — Ao menos não essa dieta.

— Eu já te disse que seu corpo está perfeito dessa forma... — Mark resmungou, já lambendo o restinho de açúcar que pode ter ficado em seus dedos ao coletar os cereais que caíram para fora da tigela num ato rápido para comê-los antes dos famosos "cinco segundos". Jackson riu, vendo a ruiva sorrir tímida em sua direção ao ser pega.

— Eu concordo com ela.

Bambam suspirou.

— Não sei, às vezes vejo vocês dois e me sinto uma idiota por me preocupar tanto com isso, mas ao mesmo tempo fico extremamente paranóica sem as dietas.

— Você vai ficar bem depois que eu te levar para as consultas psicológicas que eu marquei para todos dessa casa! — a ruiva disse com um sorriso triunfante, levantando-se da mesa e levando sua bagunça até a pia. — Até nossos cachorros vão ter suas próprias consultas, do tanto que Youngjae nos visita tenho certeza que alguma coisa deve ter dado errado.

— Você fala isso, mas também encrenca com os gatos da Bummie. — Jackson riu, vendo como a ruiva o fitou incrédula. — Estou falando apenas a verdade, amor! Youngjae vive dizendo que ela percebe os comportamentos estranhos dos gatos. Até mesmo Yugyeom vê a diferença deles, tornaram-se mimados com você por perto.

— Que seja. Jinyoung também vive paparicando os gatos e ninguém fala nada! — empinou o nariz, sorrindo em seguida. — Todos vamos nos consultar para ter certeza que estamos bem, ok?

Após ter a confirmação de ambos, Jackson e Bambam, a ruiva sorriu e avisou que iria checar seu jogo. Antes de sair, deu um beijo nos dois, rumando saltitante para a sala onde ficava seu computador e todos os jogos que precisava para sobreviver pelo dia. A tailandesa, com um sorriso, fez movimentos de negação com a cabeça e voltou a beber seu suco. Jackson a imitou, pegando algumas frutas e estendendo a outra, que, mesmo receosa, aceitou. Conversaram sobre os compromissos da loira, que vez ou outra deixava um murmúrio preguiçoso escapar, deixando a postura perfeita de lado para alcançar as mãos do namorado do outro lado da mesa.

Depois que comeu, Bambam se despediu de Jackson com um selar rápido, avisando que iria subir para se arrumar porque já estava atrasada. No caminho ao quarto, a tailandesa deixou um beijo no topo da cabeça da namorada, que já estava com os fones de ouvido, concentrada em uma partida. Jackson deixou a louça na pia, certificando-se de deixá-la organizada o suficiente para, mais tarde, não parecer um monstro de sete cabeças. Sabia que com a animação de Mark sobre o jogo, não valeria a pena tentar ter atenção dela, e como Bambam logo iria sair, nem se prestou a subir para importunar um pouco a namorada. Largado na sala, acabou cochilando.

***

Jackson despertou com seu telefone tocando na cozinha. Com o susto, acabou caindo do estofado, mas logo se recuperou, aturdido, andando apressado até o cômodo ao lado. O celular vibrava sobre a bancada da cozinha, Jackson pegou-o eufórico, vendo o nome e foto de Bambam na tela. Atendeu sem pensar duas vezes.

— Oi amor. — disse ainda sonolento, ouvindo um murmúrio baixo na linha. — Bammie?

Ah, oi amor! — a tailandesa voltou a linha, parecia um pouco desesperada. — Você e Mark poderiam vir aqui na empresa? Eu tenho um problema...

— Que problema? — Perguntou, preocupado.

Bambam riu, claramente sem graça.

Ahn... Vocês poderiam só se apressar?

— Claro, claro! Estamos aí daqui alguns minutos, ok?

Obrigada! Eu... Eu amo vocês! — Desligou.

Jackson estranhou o comportamento da namorada, mas decidiu não se importar no momento. Guardou o telefone no bolso, subindo as escadas rapidamente. Entrou no cômodo onde Mark estava, observando-a jogar atentamente, xingando em alto e bom som. Com um sorriso, foi até ela, retirando os fones. A ruiva não se importou, continuou apertando as teclas como se sua vida dependesse disso. Jackson suspirou, pegando-a no colo, afastando-a do teclado. Mark começou a reclamar, gritando para que o chinês a colocasse de volta no lugar, explicando que perderia a partida, mas o Wang não ouviu, apenas a levou até o quarto. Quando mencionou ser Bambam, e que ela estava com um problema, a ruiva rapidamente tomou postura.

Mark se arrumou como um raio. Jackson nunca a viu tão preocupada, mas sabia que quando o caso era Bambam, ou até si mesmo, apesar de ficar tímido de admitir, ela sempre deixaria de lado todos os jogos do mundo sem hesitar. Depois de prontos, foram até o carro do chinês, dirigindo no limite do permitido em direção a empresa de Bambam. Mark ficava dizendo para ele conseguir algumas multas e irem mais rápido, a ruiva parecia estar atuando o próprio filme de ação, mas Jackson tentou se manter o mais calmo possível. Na porta da empresa, Mark simplesmente saltou do carro quando o chinês parou, correndo em direção a porta.

— Noona, cuidado com as pessoas pelo caminho! — Gritou a ela, que já virava os corredores em passo rápido.

Alcançou a namorada no elevador. Quando aproximou-se dela, sentiu a mão pequena agarrar a sua, não pensando duas vezes em entrelaçar os dedos com os dela. Praticamente morreram esperando pelo elevador e pareceram necrosar já dentro dele, ter que esperar na situação que estavam parecia tortura. Uma vez no andar onde Bambam trabalhava, entretanto, dispararam em direção a sala onde os modelos costumavam ficar em tempo livre, certos de que ela estaria lá. Abriram a porta em um baque, Jackson até mesmo se assustou com o som que ela fez quando acidentalmente atingiu a parede logo atrás. Bambam, que estava sentada em um dos sofás vermelhos, soltou um grito. Mark não esperou mais, logo puxou Jackson até a tailandesa.

— O que aconteceu? Você está bem? Alguma coisa explodiu? Alguém explodiu alguma coisa? Onde está machucada? Está sangrando? Jackson, se ela estiver sangrando eu vou desmaiar! — virou-se ao namorado, em tom frenético. Logo, voltou-se a Bambam. — Ele está aqui?

Ele quem? — A tailandesa questionou, confusa.

— O assassino!

Jackson e Bambam trocaram olhares, sorrindo em seguida.

— Você precisa parar de passar tanto tempo jogando vídeo-game. — puxou a namorada para perto, sorrindo. — Obrigada por terem vindo tão rápido.

— O que aconteceu, amor? — Jackson perguntou, sentando-se ao lado de Bambam. Mark ocupou-se no colo do namorado, fitando a namorada, curiosa.

— Eu só... — fitou os dois, envergonhando-se. — Eu não deveria ter preocupado vocês, mas eu me lembrei sobre a dieta e fiquei tão triste, eu queria poder comer os cereais com a Markie, ou quem sabe preparar doces com você, Jackie. Então, me lembrei também da conversa que tivemos hoje cedo e me senti tão feliz... Só quis vocês dois ao meu lado.

— Ah, não tem nenhum assassino. — Mark levou a mão ao peito, aliviada. — Eu ainda não aprendi perfeitamente como me defender de um assassino, nós iríamos morrer!

Jackson e Bambam riram. O chinês abraçou a cintura da americana, beijando o ombro dela, vendo como a tailandesa a puxou para perto também, deixando um selar leve sobre a pontinha do nariz dela.

— Você é tão fofa, nem parece a mais velha. — riu, observando a namorada. Seu olhar desceu a Jackson, que a encarava em silêncio. — Obrigado por ter vindo tão rápido, você sempre dá um jeito em tudo por nós... Eu amo muito vocês. Muito. Não seria nada sem vocês.

— Nós também te amamos, muito! — Mark disse animada, abraçando ambos.

Jackson sorriu.

— Eu sempre vou dar tudo por vocês, meus anjos.

— Nosso chinês faz tudo, Jackson para toda obra! — a Tuan bateu palminhas, animada. Bambam a seguiu, concordando. O Wang riu, bobo.

Amava-as tanto.

— Sim, sim, meus anjos. Agora o “Jackson para toda obra” aqui vai descansar um pouco, meu coração não está mais inteiro depois dessa corrida que tivemos até aqui.


Notas Finais


ficou ate maior q eu imaginava
espero q gostem sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...