História Jantares da superbatfamily - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Batman, Superman
Personagens Alfred Pennyworth, Batwoman (Kate Kane), Bruce Wayne (Batman), Cassandra Cain (Batgirl), Clark Kent (Superman), Damian Wayne, Dick Grayson, Jason Todd, Kon-El (Superboy), Stephanie Brown, Timothy "Tim" Drake
Visualizações 48
Palavras 1.071
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Yaoi (Gay)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Há alguns meses, Bruce começou a organizar jantares quinzenais em família sobre a ordem de Alfred.

O mordomo queria manter o vínculo familiar e achou que era muito importante ver cada um da família regularmente - como um todo. Então, realmente se tornou algo como um ritual. Só que esse ritual nem sempre foi como deveria.

Não era sobre lutas ou algo assim; aquelas eram ocasiões muito raras, e elas seriam disputadas em patrulha. O velho não permitia as pessoas na mesa de jantar. E ele sempre sabia como lidar com Bruce ou Jason, que na maioria eram pessoas difíceis que precisavam do tratamento especial de Alfred.

As coisas estranhas que aconteciam às vezes eram eventos que só podiam ocorrer em sua família. Dick não se importaria porque amava a família como ela era; mas Jason sempre se perguntava por que ele não estava mais surpreso.

Eles haviam chegado a Wayne Manor bem a tempo. Foi pouco antes da hora do jantar, e Jay e Dick já estavam sentados na mesa. Na frente deles estavam Tim e Conner Kent, seu namorado que ele manteve longe da família por um longo tempo antes de admitir seu relacionamento. Foi um pouco estranho para Jason. O clone não gostava muito de comportamento humano às vezes, afinal ele ainda não tinha o que, seis anos de idade? Ele ainda riu muito sobre isso quando provocou Tim. A parte mais engraçada foi quando Tim começou a parecer a virgem corada que com certeza não era mais.

Bárbara também estava lá - ela estava sentada ao lado de Conner e Steph ao lado de Dick, perguntando-lhe coisas nada discretas sobre seu relacionamento.

Claro que também havia Damian. O diabinho chegou um pouco atrasado e com sucesso assustou Jason porque queria sentar ao lado de Dick.

"Você o vê todo dia, então por que você teria que reivindicá-lo aqui também, Todd? Você é possessivo?"

Ele continuaria mesmo depois que Jason limpasse o espaço ao lado de Dick e se sentasse ao lado de Bárbara, que imediatamente perguntara sobre a vida de faculdade e de casados ​​e sobre todas as coisas que Jason não queria falar.

Todo mundo estava lá. Cassie e Kate tambem Até mesmo os animais de estimação de Damian e aquele cachorro kryptoniano; todos - exceto Bruce e seu papaizinho.

Alfredo, impaciente, olhou para o relógio de bolso e todos praticamente viram o desconforto do homem. Ele não tolera uma violação naqueles dias especiais, nem Bruce foi autorizado a fazer isso.

E o pior foi que todos sabiam o que provavelmente estava acontecendo.

A refeição já estava na mesa quando aconteceu; como o chefe da família queria confirmar suas suspeitas: a atenção de todos foi atraída para o teto, onde ruídos altos e maciços ressoavam na sala do andar de cima.

Parecia que alguém estava movendo móveis ou quebrando-os.

"Os pombinhos tendo um tempo super sexy de novo?" Steph perguntou sorrindo, olhando para o teto.

"Uau. Isso deve doer", Barbara jogou dentro

"Conhecendo Bruce, meio que imaginei que ele gostasse," Dick comentou divertido.

Jason não estava muito à vontade com essas imaginações, mas ele só tinha que dizer o seguinte, para Tim.

"Deve ser incrível ter um super-marido ou namorado. Se você gosta muito dele."

Tim corou, apenas o que Jason queria.

"Oh meu deus, por favor, parem", disse Conner totalmente envergonhado e claramente desconfortável. "Como vocês pode falar sobre seus pais assim e ainda rir?"

Damian resmungou: "Não fale assim sobre o pai! Mesmo que ele esteja deixando o outro  dominá-lo."

"Acredito que o Mestre Bruce não gostará tanto da minha surra quanto da do Mestre Kent", disse Alfred quase casualmente, ganhando o olhar chocado de todo mundo - especialmente de Damian; seu suspiro não passando ninguém por. O homem estava com raiva.

De repente, os ruídos do andar de cima ficaram mais altos. Todos olharam para cima e viram o reboco do teto estalar e cair em suas sopas.

"Santo Deus", Jason falou em voz baixa, soando totalmente assustado; Nunca arrancando o olhar do teto. Assim como todo mundo.

"Isso vai deixar uma marca ..." Até Steph parecia aterrorizada.

"Diga, Conner; vocês não sabem que os humanos são frágeis?" Jason perguntou ao Conner profundamente envergonhado que não se atreveu a descobrir seu rosto.

"Jason!" Tim assobiou e Jason riu.

"Jay, pare!" Dick repreendeu escandalizado: "Talvez Kon seja o tipo suave de cara. Você não sabe disso."

"Dick!"

"Você é inacreditável", disse Damian, antes de voltar sua atenção para outra coisa que não fosse a conversa.

"Aw, o diabo é desconfortável. É por causa daquele garoto que você gosta? Qual era o nome dele ... Colin?" Steph brincou.

"Cale a boca! Não traga Wilkes para isso!"

"Você sabe que há uma razão para suas bochechas estarem vermelhas agora", Barbara se juntou e riu.

"Haverá também uma razão pela qual você está sangrando para fora do seu peito se os defeitos mentais não se comportarem!"

" Comporte-se " , Jason repetiu sarcasticamente, tirando sarro da escolha de palavras de seu irmãozinho.

"Tudo bem, senhoras e senhores" Alfred interrompeu então. "Seus pais estão prestes a chegar."

"Ele não disse 'venha' de propósito", Steph sussurrou e riu junto com Babs e Jay.

Então a porta do refeitório abriu e lá estavam Bruce e Clark Kent, o marido com o qual seu pai estava casado ha  tres anos

O olhar de Bruce era assassino; todos sabiam que não deveriam abordar o assunto e tinham certeza de que Bruce limparia o sorriso do rosto de Clark em breve. Ele provavelmente usou seus poderes nele.

"É bom ver todos vocês", ele disse então e tomou o seu lugar na cabeceira da mesa; Clark do outro lado. Alfred sentou-se ao lado de Steph.

Seus jantares de família seriam mais do que muitas vezes assim. Sempre haveria algo que tornasse toda essa situação estranha ou maluca; e os irmãos sempre provocavam um ao outro.

Era bonito, porém, e uma vez que tudo estivesse resolvido, o jantar continuaria como os jantares normais; tão normal quanto uma família de super-heróis incestuosa todos eles gays com um vingador bilionário que se veste de morcego, um assassino de treze anos perturbado psiquicamente, um padrasto e dois irmão extraterrestres, uma vaca de estimação e um cachorro voador poderiam ser de qualquer maneira.

Naquela noite, Jay e Dick iriam desfrutar de uma refeição tranquila entre a família deles - a família deles era muito especial, assim como eles mesmos



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...