História Jardim de Rosas (Imagine BTS) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Chungha, Jay Park, Mamamoo, Meteor Garden, Monsta X, TWICE
Personagens Chaeyoung, Hwasa, Hyung Won, Jay Park, Jeon Jungkook (Jungkook), Jeongyeon, Kim Chung-ha (Chungha), Kim Namjoon (RM), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Momo, Moonbyul, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Wheein
Tags Bangtan Boys (BTS), Família, Jardim De Meteoros, Lgbt, Romance, Tragedia
Visualizações 13
Palavras 3.256
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii de novo seres humanos ou extraterrestres.
Tô aqui trazendo de novo mais um capítulo de Jardim de Rosas.
E como tô sem nada pra dizer nas notas, só vou pedir uma good leitura kkk
E me desculpem qualquer erro ortográfico ;)

(AVISO): ESSE CAPÍTULO TEM UM BREVE MOMENTO DE SPOILER.

Capítulo 2 - Um bom amigo, ou mais que isso?


Resumo do capítulo anterior: Era meu primeiro dia na universidade de Midiggle. E logo de cara já encontrei meus amigos do colegial. Hyungwon e ChungHa. E também conheçi um grupinho famoso na Midiggle chamado B4. Hyungwon me explicou sobre eles. Mais mesmo assim, não tenho medo deles, e muito menos do Senhor Sapatos de Jacaré que quebrou meu telefone com aqueles sapatos verdes dele.                                                                .Fim de resumo.




Meu sonho? Como foi? Bem... Primeiramente não foi um sonho, e sim um pesadelo..

Tudo começou quando me vi em um vestido de noiva, desmaiada no chão de um salão de baile. Quando derepente acordo perdida e sem entender ou enxergar nada, pois estava escuro. Ando um pouco até tropeçar e cair no chão. E nessa hora, as luzes se acendem, e em minha frente vejo três mulheres desconhecidas dançando 'River' em cima de um palco. Quando a música acaba, a mulher do meio que tinha cabelo curtos e negros, e sua pele era branca com uma coloração de pêssego em suas bochechas. Veio em minha direção assim estendendo a mão para que eu pudesse levantar, e assim fiz. Ela falo umas palavras meio loucas lá, até que vejo o B4 atrás de mim. Na verdade eu vi o B3 porque o senhor sapato de Jacaré nao estava lá. Derepente ela falou que "meu amor não era o suficiente para trazer Yoongi", então por isso tinha que escolher um dos três. E como eu não controlava meu sonho, eu fui até eles e falei para Jungkook que ele já estava apaixonado pelo minha melhor amiga, Momo. E que eu não poderia interferir nesse amor. E ele apenas concorda e diz que eu tenho razão.                                                              Em seguida, vou até Kim Taehyung, e digo a mesma coisa que disse para Jeon Jungkook. E ele concorda e diz que tenho razão.                                           Depois vou até a perfeição pura. Park Jimin, e digo a ele que. Amava ele no início, porém, não era a pessoa certa para ele. E além do más. Eu amava outra pessoa. Por isso, Park Jimin era apenas um amigo para mim. Um melhor amigo na verdade, que sempre estará ao meu lado para tudo o que acontecer, e sem julgar nada e nenhuma desição que tomarei.

E depois logo em seguida disso, a garota de cabelos curtos e negros, veio em minha direção falando que eu tinha provado meu amor pelo Yoongi. E que agora ela poderia invocar o mesmo. E foi o que ela fez. Depois disso, me vejo ao lado de Yoongi com um terno e um buquê de rosas em suas mãos. E a garota de cabelos curtos estava casando a gente. E como infelizmente eu não podia controlar nada daquilo que estava acontecendo. Apenas disse "Sim". E logo em seguida, Yoongi jogou o buquê que se encontrava em suas mãos, para traz, e assim me beijando.


Eu não parava de pensar naquele beijo. Porque será?

Será que estou ficando louca?

E quem eram aquelas pessoas que estavam lá?

Eu não sei. Mais sei que foi um pesadelo muito esquisito.

Logo depois de ficar boiando em meus pensamentos. Vejo meu pai estralando os dedos com uma expressão de "terra chamando s/n. Você está aí". Para mim, e logo depois disso , desperto de meus pensamentos e volto para a realidade.

S/M: Você anda bem distraída ultimamente s/n. Aconteceu algo? -perguntou com um expressão de curiosidade.

S/N: Ah é que... - fico perdida tentando procurar palavras para não gargarejar. Mais no fim, acabo gargarejando mais ainda.

S/P: Ok, ok. Come se não você vai se atrasar de novo. - falou isso apontando sobre a comida na mesa .

S/M: s/n, eu presciso que você entregue uma coisa para mim ok? - falou com eu ainda comendo.

Eu apenas faço um sinal de "jóia" com a mão. E volto a comer.

(LEMBRANDO: A entrega que a mãe de s/n estava querendo dizer, era uma entrega de comidas, pois além de nutricionista, a mãe de s/n cozinhava muito bem. Então por isso fazia entregas em algumas casas).

Depois de eu ter tomado meu café da manhã, pego o endereço da casa em que minha mãe quer que eu faça entrega, e minha bicicleta. E vou até o local.

Chegando lá, percebo que é um beco meio perigoso. Onde não tem muita gente passando.

Mais ignoro isso e vou até o local desejado. E quando chego lá. Aperto a campainha mais ninguém corresponde, então descido entrar. E quando entro me deparo com uma sala fazia apenas com um sofá e uma mesa. Coloco as comidas sobre a mesa. E derepente me deparo com um homem sentado no sofá. Era Yoongi. Ele vem em minha direção e fica parado em minha frente.

Yg: Ah então a pirralha Dong é entregadora de comida? - disse isso com um olhar de nojo.

S/N: Eu não sou uma pirralha seu idiota! Dá pra parar de me chamar assim!

Yg: Você não tem noção de nada né pirralha. Eu tenho pena de você. - fala isso pegando uma vasilha que havia comida dentro. E assim abrindo-a.

Yg: Que merda é essa aqui? Vocês não sabem nem fazer comida direito? - falou isso apontando para uma costelinha de porco agridoce.

S/N: Escuta aqui seu idiota. Se não quisesse nossa comida, então porquê pediu han? E Se me chamou aqui pra me humilhar fique sabendo que não está dando certo ok. Eu já estou acostumada com esse tipinho imundo seu de maltratar as pessoas, e isso não vai me ferir, e muito menos você! - falo isso apontando pra cara dele.

Logo em seguida vejo a comida que ele estava segurando, sobre meu rosto. E me sujando toda.

Yg: ESCUTA AQUI PIRRALHA! QUEM VOCÊ PENSA QUE É, PRA VIR AQUI E FALAR DESSE JEITO COMIGO HAN? -  fala isso após jogar a vasilha que contia comida, em minha cara. - VOCÊ É APENAS UMA PIRRALHA!

Logo depois disso. Humilhada, envergonhada e triste. Saio correndo dali pois não queria que ele me visse chorar.

E depois de já ter saído da porta tento secar minhas lágrimas, e indo em direção a minha bicicleta. Até que vejo dois caras me cercarem.

???: Pra onde vai boneca? - fala isso me prensando na parede.

???: É fica mais um pouco. Vai ser divertido.

S/N: Me solta! - tento sair dos punhos dele, que estavam me prensando na parede. Mais ele era mais forte que eu, então não consegui sair. Então tentei dar um chute na "região baixa" dele. Mais foi uma tentativa falha, pois o outro rapaz segurou minha perna, empedindo que eu chutasse.

Mais logo depois disso, vejo um anjo chamado Park Jimin dar um soco por trás, nas costelas dele. Assim fazendo com que uma briga acontecece. Mais como era de se esperar. Jimin ganhou a luta sem nenhum aranhão. E logo indo em minha direção com uma expressão preucupada.

JM: Você está bem? Se machucou? - falou isso pegando o meu pulso e o analisando.

S/N: Sim eu estou bem. E você? Se machucou? 

JM: Não, eu tô bem. - disse isso, logo depois me puxando para algum lugar. - vem.

S/N: Onde vamos? -falo isso sendo direcionada por ele.

JM: Você já vai ver.


                        (...)


S/N: Que lugar é esse? -pergunto olhando em volta e logo me sentando no chão.

JM: Não sei também. Só quiz te levar em um lugar calmo. 

S/N: Ata. - logo depois disso, coloco minha testa sobre meus joelhos, e assim começando a chorar.

JM: Está chorando por causa daqueles embecis?

S/N: Não, é por outra coisa. - falo isso chorando ainda com a testa sobre meus joelhos. Pois não era por causa daqueles caras que estava chorando, e sim por causa do Yoongi.

JM: Posso fazer uma coisa?

S/N: o que? - falo isso virando o rosto para o mesmo, ainda chorando. 

Derepente vejo Jimin plantado bananeira na parede.

JM: Quando quiser chorar, plante bananeira. Assim as lágrimas não caíram. - fala isso com a mesma explicação no rosto de sempre. Uma expressão fria.

Fiquei olhando ele por um tempo pensando em como ele podia ser tão calmo e sereno. E como sabe lidar com as coisas de maneira tão madura e justa.

Derepente vejo ele saindo da posição de bananeira, e indo em minha direção. E assim ficando em minha frente, e me entregando um lenço para enxugar minhas lágrimas. E foi o que eu fiz.


                      (...)


Quando estou na rua da minha casa, lembro que meu pescoço e maxilar, estão sujos de comida. Então eu olho para o varal da vizinha que estava próximo de mim e tenho uma ideia.

S/N: Calma, é só emprestado. Amanhã eu devolvo esse cachecol ok. - falo comigo mesma pegando o cachecol do varal, com a maior delicadeza possível para que não me vissem.

Chego em casa e logo já sou recebida com minha mãe me perguntando se entreguei a comida.

Falo que sim. E quando estou a caminho do meu  quarto ela me pergunta sobre o cachecol. E eu apenas respondo que estava com frio e descidi colocar um cachecol para me aquecer.

E logo quando chego no meu quarto. Coloco uma roupa limpa, pego minha mochila e vou para a faculdade.


       

                      (...)

Descendo as escadas, chego até o "covil" do B4. Que tem especificamente um lugar só pra eles. Eles se acham demais.

Quando avisto o B4, vou até em direção de Yoongi. Pronta para xingar ele por ter quebrado meu celular.

S/N: Ei! - falo isso parado na frente dele o empedindo de continuar sua caminhada até seu "covil".

Yg: Você de novo? O que foi dessa vez pirralha? - fala com uma cara de "pare de me perseguir".

Apenas reviro os olhos, sem querer discutir novamente. E pego meu celular quebrado e mostro a ele.

S/N: O que é isso? - pergunto já sabendo da resposta.

Yg: Um celular quebrado. Porque? Você é cega? 

S/N: Foi você e seus sapatos de Jacaré que quebraram ele sabia? - falo isso indignada. 

Ele olha para os sapatos verdes dele e depois olha pra mim.

Yg: Aí garota, não enche tá. - ele ignora minha presença lá. E sai andando como se nada estivesse em sua frente, assim dando seu ombro com o meu.

S/N: Ei! A gente não terminou essa conversa! - falo gritando para que ele pudesse escutar, mais eles nem sequer viraram para trás.

HW: Caraca você realmente tava pensando que o Yoongi ia ligar pros teus problemas s/n? - Falou Hyungwon das escadas que tinha observado tudo o que tinha acontecido.

S/N: Ah não enche. - reviro os olhos .

HW: Tá calma aí esquentadinha. Vem vamos pra aula. - fez um gesto com a mão em uma forma de " me siga".


                       (...)

                  Intervalo


CH: Nossa aqui é tão... Bonito né gente. - falou ChungHa sentada na grama do pátio da Midiggle.

S/N: Concordo. Aqui poderia ser uns dos meus lugares favoritos de se estar. - falo isso olhando para frente, onde havia uma árvore de cerejeira linda.

Derepente chega Hyungwon por trás de nós duas, nos dando um susto.

CH: Aaiii Cristo!! Já falei pra parar de fazer isso. Aff - ChungHa levou um grande susto, pois realmente não estava esperando aquilo.

HW: Nossa que exagero, foi só um sustinho. E vocês nem são cardíacas.

S/N: Eu sou. - falei em um tom de brincadeira, pois não era verdade, e eles sabiam disso.

CH: Tô falando que essa garota tá ficando idosa cedo. - falou para Hyungwon que já se encontrava sentado no meio de vocês duas.

 Derepente uma menina desconhecida pediu para que eu gravasse ela se declarando para um garoto que estava jogando basquete. E eu na maior inocência, aceitei.

Quando fui gravar a quadra de basquete onde estava o menino que ela ia se declarar. Percebi que era Yoongi o garoto que ela ia se declarar. Coitada dessa garota.

Quando o Yoongi estava vindo em nossa direção, ela estendeu o bentō que havia em suas mãos, em forma de dar ele para Yoongi. Que simplimente ignorou a menina e veio em minha direção, assim ficando em minha frente.

Yg: Sei que sou excelente no basquete, mais não quero ninguém me gravando ok . - pegou o celular de minhas mãos e voltou a jogar basquete.

Em seguida, voltei para o gramado onde meus amigos ainda estavam sentados, conversando sobre a menina que havia sido ignorada.

HW: Caraca, você viu o bolo que ele deu na garota? 

CH: Coitada. - falaram olhando para a garota atrás dos mesmos.

S/N: Sério eu não entendo o que essas garotas veem no B4. Eles são uns babacas. - falo isso me sentando ao lado deles.

HW: Ah nem vem s/n, a gente sabe que você não acha todos eles babacas não é? - falou com uma cara de malícia dando leves soquinhos no meu braço.

S/N: Ann? Do que você está falando? - falo olhando sem entender nada.

CH: Ah s/n, não se finja. A gente sabe que você acha um em específico bem bonito.

S/N: Quem?

HW: Aí Jesus Cristo, essa ai é mais lerda do que uma tartaruga em uma corrida. - falou revirando os olhos. - A gente tá falando do Jimin!

S/N: Ah ele.. bem ele é só um conhecido meu...

CH: Aram conhecido. Eu dúvido que você não achou ele nem um pouco atraente.

S/N: Claro que não! Eu não penso essas coisas gente. - falo isso tentando disfarçar o máximo possível. Pois eu sabia que o que eles tavam dizendo era verdade.

HW: Aram, sei sei. Mais tabom, vamo pra aula agora, porque acabou de tocar o sinal


Chegamos na sala e nos sentamos, nos falemos um pouco. Até a aula começar e prestarmos atenção.

                      (...)


Quando o sinal toca, novamente, para irmos embora. Eu vou com Hyungwon e ChungHa, como sempre. E falamos coisas aleatórias e engraçadas, como todos os dias, até chegar na rua de minha casa, e eu me despedir deles e ir embora.

Chegando na minha casa, percebo que meus pais não estavam. Pois meu pai estava no trabalho, e minha mãe deveria estar no mercado. Não ligando muito pra isso, apenas fui para meu quarto trocar de roupa e ir para meu trabalho.

Eu trabalhava em uma loja de chá dentro de um shopping. Chamada Ginseng Tea. Era legal lá, especialmente por que minha melhor amiga também trabalhava lá, então era mais divertido com a companhia dela.

Chegando na loja de chá, já sou recebida com um sorriso encantador de Momo, minha melhor amiga.

MM: S/n! Eai como vai? - fala acenando com um sorriso no rosto.

S/N: Oii Momo, me desculpe o atraso, mais é que agora tenho faculdade, então eu devo chegar mais ou menos esse horário. Daqui a pouco vou falar isso com a Sr. Ming (gerente da loja de chá), e resolver isso.

MM: Ok, mais eu acho que ela ainda não chegou. Mais tá... E as novidades? Tem alguma? - Momo falou isso pois já fazia um tempo que não nos víamos, pois tínhamos nos visto pela última vez nas férias. E o ano tinha acabado de começar. Então tínhamos muito o que falar.

S/N: Na verdade eu tenho sim. E um monte. - falo isso em um tom animada, colocando meu avental e indo para o mesmo local onde Momo estava, para trabalhar. - Nossa nem sei por onde começar. Mais tá, primeiro a faculdade. Você sabia que na Midiggle eles tem um grupinho chamado B4?

MM: B4? O que que é isso?

S/N: Digamos que é um grupo formado por quatro garotos altos e bonitos. Toda a faculdade se baba por eles.

MM: E você?

S/N: Eu o que?

MM: Não se baba por eles não? - me fala isso com uma cara de malícia, dando leves socos no meu braço, em forma de brincadeira.

S/N: Meu Deus porque tá todo mundo falando isso!? - falo isso indignada. -  Mais tá respondo sua pergunta. Na verdade... Tem um sim. - falo isso olhando para o chão com uma expressão de apaixonada e com as bochechas avermelhadas.

MM: Ará, viu eu sabia!.. e quem seria esse garoto han?? - fala isso com uma cara mais maliciosa ainda.

S/N: Bom... Ele não é só um garoto, e sim um anjo caindo do céu.

MM: Nossa então ele realmente deve ser muito lindo.

S/N: E é. - falo isso olhando para ela e dando um sorrisinho de lado.


Logo depois disso, ouço o sininho da porta, indicando que um cliente tinha acabado de chegar. Então descido olhar para ver quem era, e...

MM: Olá sejam bem vindos a loja de chá, Ginseng Tea. - Momo olhou para mim com uma expressão de " gente olha esses dois, são um verdadeiro biteu".

S/N: O-ola s-sejam be-bem vindos. - droga, eu gargarejei. - de-desejam alguma co- coisa?. - droga, denovo s/n. É sério isso?.

JM: Olá, boa tarde. Hum, eu não conheço muitos sabores de chá. Qual você me indica? - perguntou Jimin olhando para o menu. Já me reconhecendo.

S/N: B-bom... Temos o novo sabor de leite com pêssegos.

JM: Que seja chá de leite com pêssegos então. - fala para mim dando um sorrisinho maroto.

Quando olho para o lado do mesmo, vejo Jungkook. Cumprimento ele com a cabeça, e logo em seguida, vou fazer o chá.

Enquanto preparo o chá deles, vejo que Jungkook elogiou Momo.

JK: Que garota fofa. Como é seu nome? - falou Jungkook acariciando o rosto de Momo, com um sorrisinho maroto no rosto.

MM: É-è... Me-me chamo Momo... - fala Momo engolindo seco.

JK: Que nome lindo. Igual a você. Me chamo Jeon Jungkook, prazer. - falou isso tirando a mão do rosto de Momo.

MM: Pra-prazer é todo meu hehe.. - Momo dá um sorrisinho fofo.

S/N: Aqui estão seus chás. - entrego a eles o mais rápido possível, antes que Jungkook enlaça-se a menina de vez.

JM: Obrigado s/n. - dá um sorrisinho de lado, e depois paga pelos chás. - te vejo amanhã na faculdade. - pisca para mim.

S/N: A-ah... É claro. - falo engolindo seco.


Ao saírem pela porta, eu e Momo nos olhemos já sabendo o que uma iria dizer para outra.

MM: S/N do céu! Eles realmente são uns anjos. Específicamente aquele Jeon Jungkook.

S/N: Momo! Mais já se apaixonou? Você mal conhece eles. 

MM: Nunca ouviu falar em amor a primeira vista?

S/N: Aiai Momo, você e seus romances. - falo isso revirando os olhos. Mais no fundo, eu concordava com Momo. Só que nunca iria admitir isso para alguém.


                      (...)


Após chegar em casa, vejo minha mãe e meu pai, já se servindo na mesa de jantar.

S/P: S/N! Você chegou! Vem jantar conosco.

E foi o que eu fiz. E logo em seguida fui fazer minhas higieniz pessoais. E assim colocando meu pijama, e me jogando na cama.

Enquanto estava na cama, ainda sem dormir, relembrava o momento em que Jimin tinha ido na loja de chá.

S/N: Aiai Jimin. - suspirei, e me virei de lado. - Porque você tinha que ser tão lindo e maravilhoso assim?

Logo depois de pensar bastante em meu dia. Cai em um sono profundo, e assim dormindo.


                      (...)

           {DIA SEGUINTE}


Acordo cedo para fazer um bolo para minha amiga, pois era aniversário dela e eu queria fazer uma surpresa.

S/M: Quer alguma ajuda filha? - minha mãe tinha visto que estava fazendo bolo, então se ofereceu para ajudar.

S/N: Não mãe, eu me viro aqui, mais obrigado. 


Após terminar o bolo, vou ao meu quarto e visto outra roupa para ir para a faculdade.


•to be continued•








Notas Finais


Eai o que acharam desse capítulo??
Tomara que tenham gostado :)
Ah e sobre o título, eu queria explicar ele "um bom amigo, ou mais que isso?". Está se referindo ao Jimin okay.
Mais ta é só isso que tinha pra dizer mesmo.
Até o próximo capítulo .
👽❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...