História Jax sobreviveu? - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Sons of Anarchy
Personagens Jackson "Jax" Teller
Tags Jax Teller, Samcro, Soa, Sons Of Anarchy
Visualizações 4
Palavras 1.707
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Luta, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Quero tentar de novo


Fanfic / Fanfiction Jax sobreviveu? - Capítulo 7 - Quero tentar de novo

Lorie sentia que dentro daquele abraço estaria protegida, ela se aninhou e sentiu-se amada pela primeira vez, podia sentir a respiração dele e seu calor, sabia que ali naquele momento tudo mudaria. Pouco a pouco foram se soltando, então se olharam nos olhos por um breve momento e aproximaram os rostos aos poucos, quando seus lábios quase se tocaram, Lorie fraquejou e recuou, parecia preocupada, um tanto incomodada, rapidamente desviou o olhar para o chão e sentou-se virada para a frente segurando seus joelhos, Jax sem entender nada achou que tivesse envergonhado a garota por tentar beija-la, mas isso não fazia sentido pois ela também tentou, então ele respirou fundo...

- Quer ir?

Lorie acenou com a cabeça que sim e não disse nada mais, apenas se levantou e foi em direção ao carro.

Lorie entrou, sentou-se e fechou a porta, então ficou olhando para o nada pelo vidro, antes que Jax pudesse entrar o carro foi cercado por cinco motos, Lorie pulou de susto do banco, sua respiração acelerou junto com seu coração, seus olhos se arregalaram e suas mãos estavam agarradas ao banco, Jax ficou parado na frente do carro encarando o motoqueiro que estava em sua frente, o qual retirou o capacete, desligou a moto e desceu, os demais fizeram igual, ele e Jax pareciam conversar mas ela não entendia o que diziam pois o carro estava inteiro fechado e estava com os ouvidos entupidos devido ao susto, conversaram por uns segundos até que o motoqueiro partisse subitamente para cima de Jax e o segurasse conta o capô do carro, Lorie sem pensar em outra reação, abriu rapidamente a porta e desceu gritando: 

- JAX!!! 

Quando ela ia partir para cima do cara foi imobilizada por um dos outros motoqueiros, que segurou seus braços para trás, rapidamente quase por instinto, a garota acertou um chute por trás bem na canela do brutamontes que a segurava fazendo com que ele a soltasse para reclamar de dor, antes que pudesse dar mais um passo outro motoqueiro a segurou de frente pelos ombros,  era um homem alto e magro de uns 40 anos tinha apenas um bigode bem grosso e grisalho, estava de oculos escuro e era careca ela tentou chuta-lo mas foi impedida pela perna dele.

- Comigo não garota.

Então em um rápido movimento ele a girou pelos braços, a colocou de joelhos na calçada e segurou seus braços.

- Essa aqui é briguenta chefe - disse ele rindo enquanto mantinha-se abaixado atrás dela segurando seus braços.

- Me solta - a garota se debatia. 

Jax então empurrou Novaes e deu-lhe um soco na cara, em seguida sacou a arma que estava em sua cintura e apostou para o motoqueiro que logo em seguida ergueu as mãos, logo todos os capangas apontaram armas para Jax, o que fez com que Lorie perdesse o chão de tão assustada.

- Ora Ora, para que essa violência rapazes, vamos todos abaixar as armas que tal? - falou Novaes fazendo sinal para os motoqueiros guardarem as armas e assim fizeram - agora vc Jax.

- Solta a garota primeiro e só aí a sua cabeça saí da minha mira.

Novaes fez um sinal para seu capanga e então ele a soltou, Lorie se levantou e quando ia ir em direção a Jax ele a parou

- VOLTA PRO CARRO - Gritou bravo

Lorie mais assustada ainda sem saber o que se passava, foi aos poucos voltando para o carro, então entrou e fechou a porta, Jax abaixou a arma e eles conversaram, em certo momento Novaes apontava o dedo para a garota e sorria maliciosamente. Então os capangas subiram nas motos seguido de Novaes e foram embora, Jax entra no carro e bate brutalmente a porta, fazendo com que Lorie encolhesse no banco, ligou o carro e nada falou até chegar no bar, la desceu e novamente fechou a porta com ferocidade passando por todos e entrando nos seus aposentos, todos olharam para a garota dentro do carro, ambos tinham a mesma reação, assustados, desentendidos e preocupados, Lorie desceu e passando por todos foi atrás de Jax, naquele momento, pela segunda vez a comemoração foi cancelada, quando subiu os degraus ouviu Meg um pouco mais distante pela sua direita comentar

- Sabe garota, logo que te vi, sabia que seria um problema. 

Meg com a cara fechada veio em direção a garota e a empurrou, não pra que ela caísse mas pra que saísse da frente.

- Eu vou falar com ele e você vai voltar pro buraco do inferno de onde você e seu maldito pai saíram.

Aquelas palavras só deixaram Lorie mais irritada mas antes que pudesse tomar uma atitude, Meg entrou e bateu a porta em sua cara, ela se virou e todos que observavam aquela cena rapidamente viraram e disfarçaram organizando as coisas, Lorie precisou de uns minutos para tomar coragem e delicadamente abriu a porta e entrou, parou na passagem do corredor e pôde ouvir os dois brigando no escritório, então ali ficou.

- Jax por favor se acalme.

- NÃO ME PEÇA PARA QUE ME ACALME, ISSO NÃO AJUDA MEG, ALIÁS NÃO SEI NEM O QUE VC ESTÁ FAZENDO AQUI.

- EU SÓ VIM TE AJUDAR A SE ACALMAR - começou a gritar também 

- EU NÃO PEDI SUA AJUDA, NUNCA PEDI.

- NÃO DESCONTA EM MIM A SUA RAIVA, EU NÃO TENHO CULPA, AVISEI A TODOS QUE AQUELA GAROTA SERIA UM PROBLEMA.

- VOCÊ NÃO SABE PELO O QUE ELA PASSOU, NÃO OUSE CHAMA-LA DE PROBLEMA NA MINHA FRENTE NUNCA MAIS ESTAMOS ENTENDIDOS, ELA NÃO É PROBLEMA SEU PARA VOCÊ TRATA-LA ASSIM.

Fez-se um silêncio, então a porta se abriu e Meg saiu por ela, estava muito nervosa porem com lágrimas nos olhos, passou por Lorie e ficando frente a frente com ela gritou

- ESPERO QUE ESTEJA SATISFEITA, E QUE TENHA GOSTADO DO SHOW.

Sem que Lorie conseguisse entender ela saiu pela borta batendo-a fortemente, Lorie com medo e ofegante seguiu pelo corredor e quando chegou à porta do escritório Jax saiu olhou pra ela visivelmente nervoso.

- Você, vem aqui - puxou a garota pelo braço até à cozinha e a colocou sentada no balcão, apoiou os braços ao lado dela, enquanto ela levava as mãos ao queixo e em formato de punho tapava seus lábios, ele com um olhar que esbanjava raiva continuou - Nunca mais faça isso de novo o que você fez foi UM ATO ABSURDO DE BURRICE - Foi aumentando sua voz fazendo com que a garota se encolhesse e fechasse o olho, Jax puxou suas mãos do rosto com força e fez com que ela olhasse para ele com os olhos cheios d'água - Você viu que eu estava imobilizado, podiam ter te levado ou feito algo pior ali mesmo garota, você não conhece Novaes, ele não tem NADA a perder - então a soltou e saiu de costas levando as mãos na cabeça.

- Eu reagi instintivamente - disse a garota entre suspiros fazendo com que Jax olhasse para ela, ele ainda tinha uma feição de descrença para com o que ela havia feito - Eu não me controlei, só queria bater nele - então cruzou seus braços em seu próprio peito segurando seus ombros e desabou a chorar.

Jax então saiu daquele estado de ira e finalmente teve ciencia do que havia falado e o modo como puxou os braços dela, então foi até a garota e a abraçou, Lorie passou os braços para as costas de Jax, o abraçou e com a cabeça encostada em seu peito chorou, Jax a abraçou com um de seus braços e afagou seus cabelos com a mão livre, então respirou fundo.

- Lorie, eu não quis ser bruto com você, me desculpe - a garota suspirando olhou para cima pro seu rosto - Você não deve ter conseguido ouvir o que aquele bosta falou mas disse que se não houver acordo entre nós é você que está à prêmio - Lorie ficou indignada ao ouvir aquilo e antes que pudesse falar algo ele a soltou, segurou seu queixo e beijou sua testa, então saiu de costas pra ela e apoiou-se na bancada da frente.

Lorie pensativa apoiou as mãos em suas pernas, vendo tudo o que aconteceu em sua cabeça tomou uma decisão e então falou baixo quase sussurrando .

- Quero tentar de novo.

Jax olhou pra ela e sem entender questionou.

- tentar de novo o que?

Lorie respirou fundo e sem conseguir olhar para ele disse um pouco mais alto.

- O que não concluímos na Praça...

Fez-se um breve momento de silêncio pra que Jax digerisse o que havia escutado, quando Lorie levantou a cabeça ele já estava em sua frente, Lorie sentiu o corpo esquentar e tremer por dentro, seu rosto ruborizou, sentiu suas maos suarem, então Jax pegou nos joelhos da garota e abriu para que pudesse entrar entre eles, logo as mãos de Lorie seguraram nos braços de Jax, então com uma de suas mãos ele puxou ela pela cintura e suas pélvis se encontraram, ela respirou forte, com a outra mão ele segurou a nuca dela, por debaixo dos cabelos segurando nas raízes, o que fez com que ela puxasse um suspiro longo pela boca, então fechou os olhos e se arrepiou, rapidamente abriu os olhos e viu Jax sorrindo pra ela

- O que foi? - Sussurou sedutoramente

- Não sei explicar - disse a garota ofegante.

Então Jax foi se curvando e se aproximando dela até que suas bocas se encontraram, naquele momento sentiram que a conexão entre eles era muito mais forte do que ambos acreditavam ser, enquanto se beijavam podiam sentir o toque de seus lábios quentes um no outro, o encostar dos corpos, Lorie logo soltou os braços dele e os apoiou nos ombros de Jax abraçando seu pescoço, fazendo com que os corpos ficassem mais próximos, aquele momento parecia perdido no tempo, como se tudo em volta tivesse parado, eles não queriam desfazer esse laço, até que em um selinho final respiraram e se olharam.

Lorie sorriu entre suspiros o que fez com que Jax sorrisse também.

- Eu não quero parar - Sussurrou a garota ofegante.

- Não precisamos parar - Sussurrou Jax também ofegante enquanto beijava-a novamente.

Em um súbito movimento a segurou e a ergueu no colo, Lorie então cruzou as pernas em torno de Jax, e sem que parassem ele a levou até o sofá e deitou-se sobre ela.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...