1. Spirit Fanfics >
  2. Jay Park, demônio de proteção >
  3. Capítulo 2

História Jay Park, demônio de proteção - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Gente, eu tô estudando bruxaria pra ser mais "real" possível, então talvez demore pra sair capítulos, mas não desistam de mim não.
Um beijo, boa leitura bbs
Desculpa qualquer erro

Capítulo 2 - Capítulo 2


- Você é um bruxo?. Ela finalmente falou algo.
- Não um demônio. Lupi assumiu a forma de Elfo atrás do homem.
-Um demônio de proteção, ok?. Ele olhou pro Elfo com um sorriso de canto.
-Porra Deusa mãe, um demônio?
-Deusa mãe? Fez esse ritual na hora errada, cernunos, marido dela estava no comando essa noite.
- Ok, não posso expulsa-lo, um demônio de proteção...E qual é seu nome?
-Jay, Jay Park. Ele sorria da mesma maneira de quando entrou.


   -Posso te dar amuletos meus Jay Park?. Ela andou até um pequeno altar improvisado.

   -Sim alguns funcionam outros não, mas posso usá-los.

   Ela pegou amuletos de sorte, coragem, força e amor e foi até ele passando as mãos pelos rosto dele, e então passou o primeiro colar de sorte ao pescoço dele, em seguida coragem seguindo com o de força e por último o do amor, e nos nesse último os olhos dele brilharam, a combinação deles juntos o fez se sentir incrível.

   -Obrigada, qual seu nome?. Ele ainda estava perto do corpo dela olhando com um sorriso mínimo no rosto.

   - Kim Wan Wo, pode me chamar de Wo. Ele pegou as mãos dela e fecho os olhos podendo entender, ver e sentir o motivo de ela ter chamado ele.

    -Eu vou te proteger, vou estar do seu lado sempre que estiver em perigo, e surgirei sempre que sentir o perigo próximo a você, mesmo que não queria, fico ligado a você por toda eternidade, a não ser que me expulse.

  - Eu confiou em suas palavras Jay, vejo verdade  nisso. Vou te apresentar a casa, ok?

  Ela se despediu da amiga, levando ela na porta deixando Jay ainda no local da invocação.

  -Qualquer coisa me liga, não terei pena de mandar ele embora.

  - Eu acho que não vai ser preciso, mas eu te aviso

  Elas se abraçaram e Lee saiu, Wan se preparou pra ir até o local onde ele estava e então andou em passo calmos até o local e logo chegou olhando pra ele que apagava as velas.

  - Eu vou limpar o local depois. Ela falou olhando pra ele.

  -Eu só apaguei as velas, vim do inferno não preciso de mais calor por agora. Ele sorrio e se aproximou dela.- Você é bonita, tem um corpo bonito, eu sou um demônio, eu vou te perturbar e provocar... e não vai me expulsar, vai ser bem legal proteger você.

  - Por algum motivo enviaram você, então eu vou te aguentar, eu vou te mostrar a casa e falar o porquê preciso de você, ok?

  - Ok, gatinha. Ele falou e saiu atrás dela rindo baixnho.

  - Você vai me proteger, eu vou lutar contra os líderes superiores, para nós mulheres sermos livres. Ela falava mostrando a casa para ele.

  Eles tavam na sala ela observa ele olhar pro cômodo atentamente.

  -Acho que deve ser por isso que me mandaram, sou mais forte que eles, eles sabem de tudo, mas não são bons de luta, sabe lutar?. Ele falou vendo umas fotos dela que havia por cima da lareira da sala.

   - Sei me defender, você pode me ensinar, vem te mostrar a cozinha, oque você come?

  -Posso, mas vai me dever algo. Ele seguiu a mesma pro outro cômodo observando a cozinha ao lado dela e então ele olhou pra ela.- Você é baixinha que legal e eu como comida normal, apesar de não preferir.

  -Te dever algo?. Ela olhava pra ele com os braços cruzados. Oque você quer, demônio?

   -Jay, Jay ok?. Ele cruzou os braços iguais ao dela e sorrio ficando de frente pra ela. Mulheres, quero mulheres.

  -Mulheres, Jay?. Ela desfez o braço cruzado o olhando atentamente- Você é um demônio de proteção, não um sexual.

  - Eu sou irmão dos demônios sexuais, qual é, Wo, pode ser só uma, pode ser você. Ela deu um leve tapa no braço dele e ele olhou pra ela e riu- Talvez com isso eu te ensine a lutar por pena.

  -Aigo!. Ela falou em um tom mais alto e revirou os olhos virando de costas pra ele e foi até as escadas subindo.- Te mostrar seu quarto.

  Ela subiu as escadas sem deixar de notar os olhares que ele tinha sobre ela e sobre o corpo dela, ela logo parou em frente a uma porta e a abriu pra ele. (foto nas notas finais)

  -Seu quarto, eu vou descer pra limpar o local que te invoquei, fique a vontade. Ela viu ele entrar e então saiu de lá descendo pro local que estava antes.

....

  Wan já tinha limpando o local, já tinha tomado um banho trocado de roupa(nota final) e ela estava preparando algo pra eles comerem enquanto bebia uma taça de vinho.

           Jay Park, demônio deproteção.

   Ele morava no inferno, tinha Lilite como mãe e lucifer como pai, ele é um demônio livre, se for invocado, a única ordem e proteger quem o invocou, até que a pessoa não precise mais ou esteja morta.


    Tem suas fraquezas por bebidas, drogas, mulheres, ele gosta de aproveitar, gosta de curtir a vida dele por ser livre, ele ama mulheres mortais gosta de se aproveitar delas.

                                   ....

  Ele já tinha tomado banho, ser invocado não era uma coisa legal ou algo comum, acontecia poucas vezes, menores ainda com humanos, sempre eram bruxos, lobos, elfos, raramente humanos.

  Ele tinha colocado uma roupa pra sair(link da roupa no final), ia pedir a bruxa, mas tratou de se arrumar logo, não fazia ideia se ela ia deixar ou não, mas ele tinha como obrigação pedir a ela.

   Jay saiu do quarto descendo as escadas e então sentiu o cheiro dela na cozinha e seguiu diretamente até lá e viu ela de costas bebedo vinho.

   -Nem tente me assustar - Se virou pra ele olhando pra ele é então colocou mais vinho na taça.- Onde vai?

   - Eu ia pedir pra sair, você tá muito bonita, vai sair?. Ele se aproximou da mesma e olhou pro vinho- Posso beber com você?

   - E quer beber comigo ou sair?. Ela virou de costas novamente pegando outra taça de vinho e encheu de vinho dando pra ele.- Você tá muito bonito também.

   - Eu prefiro ficar aqui. Falou pegando o vinho num tom sedutor e bebendo

   - Hum, eu fiz...macarrão pra gente comer e. Ela parou de falar ao perceber ele se aproximando do corpo dela.- Jay, não tenta fazer isso

   -Wo, qual é...você quer eu sei. Ele colocou a mão por dentro no casaco dela ouvindo um arfar dela em seguida.


     -JayJay...

   Ele deixou a taça de vinho no balcão e apertou a cintura dela trazendo ela pra perto olhando pro corpo dela de cima a baixo.

  -Você tem tatuagens. Parou observando o corpo dela.

  - Eu tenho algumas. Disse pondo a mão em cima da mão dele. -Vamos jantar, vamos.

  -Depois eu continou isso com você. Retirou as mãos dela e se afastou olhando pro corpo dela.- Você faz pra provocar também né?

  -Eu só tenho um corpo irresistível, Jay, não é culpa minha. Sorriu e foi até a mesa se sentando com o vinho começando a comer.

  - Que convencida querida, me diga sobre suas tatuagens. Ele se sentou em frente a ela comendo. 

- Eu tenho 10 tatuagens, todas elas tem algum significado com bruxaria. Ela comia o macarrão olhando pra ele. 

-As minhas eu ganho cada vez que eu tenho algo marcante na minha vida. 

- Hum, isso é bem legal, eu custo a fazer tatuagens mas amo. 

Eles jantaram juntos com conversas paralelas pra se conhecerem e foram pra sala, estavam sentados juntos vendo filme e tomando mais outro vinho. 

Jay estava provocando Wan a todo custo ela negando ele, e então ela resolveu provocar ele, era uma bruxa boa mas não necessárias poderia ser sempre boa. 







Continua? 



Notas Finais


Link do quarto-https://pin.it/3Bozh6G
Link da roupa dela-https://pin.it/HHZ3UUR
Link da roupa dele- https://pin.it/1f2bvgD


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...