1. Spirit Fanfics >
  2. .jealous >
  3. .boate

História .jealous - Capítulo 8


Escrita por: e jmaseul


Capítulo 8 - .boate


Hyunjin já estava a ponto de subir pelas paredes, faltava pouco para entrar em colapso. Ele observava cada mínima ação do outro de um jeito totalmente obsessivo, diga-se de passagem. Ele até tentou avisar Changbin, falou para o mais velho que o Yang iria lhe agarrar e que não era para deixar, e disse também que qualquer atitude estranha do garoto era com um intuito maléfico.

Changbin obviamente riu e saiu andando, murmurando um "endoidou, coitadinho" baixo e mandando uma piscadinha brincalhona para Jeongin, que estava no colo de chris. O Hwang bufou, e começou a andar de um lado para o outro.

Era só o que me faltava, agora Changbin estava colaborando com o Jeongin.

O que Hyunjin não sabia era que o Chang não estava trabalhando com o Jeongin. O garoto somente estava brincando com o outro, da maneira como sempre fez desde que eram apenas colegas de convivência, mas é óbvio que aos olhos do Hyunjin isso não foi nem perto de uma brincadeira.




Jeongin sorria inocente para Changbin que estava sentado à sua frente. Os dois jantavam kimbap enquanto esperavam os outros terminarem de se arrumar. Hoje iriam para uma boate recém aberta .

Jeongin havia se arrumado todo, suas vestes sendo completamente escuras. A blusa preta com um desenho no bolso que se abrigava no peito estava com os primeiros botões abertos, revelando sua clavícula marcada. Sua calça jeans preta tinha rasgos dos joelhos às coxas fartas e branquinhas, e o cinto com pequenas pedrinhas brancas com o símbolo de alguma marca conhecida davam um charme de bônus ao garoto.

Assim que havia descido do quarto arrancou suspiros apaixonados de seus hyungs. Todos, repito, todos eles o elogiaram até que a vergonha fosse desentarrada do fundo de seu ser, fazendo-o corar e sorrir - Ato este que atingiu o coração dos garotos ali.

Assim que todos já estavam devidamente vestidos e prontos, Seungmin e Felix pediram um Uber para que nós fossemos. Já que íamos todos beber, achamos melhor pedir um carro e ninguém vir dirigindo para evitar problemas.






Ao que chegaram na balada, Chris pediu para que os garotos fizessem um grupo para não se perder. Tirando no pedra, papel, e tesoura, a ordem ficou: Changbin, Hyunjin, Chan, Jeongin e Felix. Seungmin, Woojin, Jisung e Minho. Assim, os dois grupos se separaram. Um indo para mesa e o outro para o balcão de bebidas que havia na frente da pista. Jeongin sorriu e pediu uma tequila de modo baixo, o barman todo bobo por ter recebido um dos brilhantes sorrisos do Yang, atendeu seu pedido de maneira ágil. O garoto então virou o copo de uma só vez e puxou Felix para dançar.

Os dois dançavam com os corpos colados e de vez em quando iam para o balcão pegar outra bebida. Atraiam atenção por serem jovens e bonitos, então muitas pessoas estavam ao redor dos dois. Alguns até mesmo tentavam a sorte e se aproximavam, mas ao ver que os dois ali só dançavam entre si, desistiam.

Após algum tempo, os dois garotos voltaram para o balcão e se sentaram nas cadeiras que ali haviam. Os garotos carregavam em seus rostos, sorrisos maliciosos e olhares nada discretos. Hyunjin se pegou pensando enquanto analisava a cena com uma cara impagável de ciúmes.

Quando foi que o neném do grupo virou essa coisa maliciosa?

Ele então decidiu acertar as contas de vez com o Yang, decidiu chamar-lhe para conversar no banheiro e resolver tudo.

- Innie, vamos comigo ao banheiro? - Ele perguntou com a boca perto da orelha do outro, que concordou.

Hyunjin estava pronto para cantar vitória, mas logo desistiu ao escutar as seguintes palavras serem proferidas pelos lábios do Yang:

- Claro. Você vem, Changbin hyung? - ele sorriu para o Seo, que concordou.

Hyunjin bufou frustrado, o mais novo conseguia estragar seus planos com um estalar de dedos, e isso era irritante. Ao chegarem no banheiro, o Hwang entrou em uma cabine. Sentou-se no tampo do vaso, e colocou a cabeça entre as mãos, murmurando um pedido de paciência aos céus.

Jeongin não perdeu tempo também, se encostou no ombro de Changbin, sua respiração fraca batia no pescoço do outro. Viu quando este se arrepiou e sorriu, já estava meio caminho andado, certo? Em poucos minutos o Seo já teria caído em seus encantos.

O garoto então levantou a cabeça e olhou para changbin - que lhe retribuiu o olhar - e mordeu os lábios, analisando o rosto do outro.

- Você está muito bonito, Hyung - Ele disse com uma voz baixa e rouca, Changbin olhava para seus lábios vermelhinhos e maltratados pelos dentes.

- Você também está muito bonito, innie - Ele sorriu nervoso e virou o rosto para frente.

O que estava pensando? Jeongin era como um irmão para si.

Jeongin se aproximou e ficou frente-à-frente com Changbin, e encostou uma testa na outra. Changbin ainda meio extasiado, tomou a iniciativa.

Foda-se essa porcaria de irmão.

O seo agarrou a nuca do outro e lhe puxou ainda mais, colando ambas bocas de vez. Jeongin pediu passagem e o outro cedeu, os dois começaram um beijo afoito e agressivo.

Jeongin colocou Changbin sentado no mármore da pia, sorriu entre o beijo quando o outro entrelaçou as pernas em sua cintura. Os garotos se separaram pela falta de ar, mas em poucos segundos tornaram a se beijar novamente.

Hyunjin que até então estava na cabine do banheiro, finalmente tomou coragem para sair, Mas logo se arrependeu de ter saído do cubículo de metal quando viu os dois que estavam lhe acompanhando aos amaços na sua frente.

- Porra, Jeongin - Ele berrou.

Os outros dois cortaram o beijo e lhe lançaram um olhar confuso. Jeongin sorriu de lado e piscou para o Hwang, que sentiu o sangue ferver.

- É isso? Conseguiu, me deixou puto da vida. - Ele berrou e saiu andando do banheiro enquanto pensava nas diversas formas de matar o Yang.

Já o mais novo sorria e por dentro fazia a festa, sabia que havia conseguido atingir seu objetivo com eficácia. Colocou Changbin de volta no chão e o outro sorriu para si, logo caminhando para a porta e indo para o bar, não sem antes dar um último selinho no Yang. Jeongin continuou ali, apoiado no mármore da pia se olhando no espelho, apesar dos cabelos estarem uma bagunça, o sorriso vitorioso não saia de seus lábios inchados.





A casa estava silenciosa, Hyunjin andava estressado desde a noite na boate. Aquele beijo de Changbin e Jeongin foi a gota d'água. Ele estava em um conflito interno, por que diabos ele se sentia incomodado? Por quê ele tinha ciúmes?. E entre esses debates infinitos, ele esbarrou com changbin no corredor.

- Olha por onde anda, porra - Ele vociferou para o Seo, que arqueou a sombrancelha e lhe olhou raivoso.

- Olha só, Hyunjin, não é so porque você está irritadinho que pode sair descontando em qualquer um dessa casa não. Se coloque no seu lugar - O baixinho resmungou, revirando os olhos.

- E você se pôs no seu lugar? está ciente de que não é nenhuma autoridade aqui, não é? - Ele debochou e o Seo tentou ir para cima, mas Hyunjin desviou.

- Por que você está sendo tão babaca, Hwang?. Está assim desde a boate, foi porque eu beijei o Jeongin? É por isso? - O outro provocou.

- Cala a sua boca - Hyunjin berrou raivoso.

- Está bravinho por que? Fale logo - Changbin insistiu também já berrando.

A este ponto os garotos já se aproximavam para ver o que estava acontecendo.

- Porque eu sou apaixonado pelo Jeongin, caralho - Ele gritou, mas logo se arrependeu ao ver os outros garotos parados atrás de si, inclusive o Yang.

Hyunjin correu para seu quarto e Jeongin preocupado, foi atrás. Empurrou os meninos que estavam à sua frente e foi direto para o quarto que dividia com o outro. Olhou para a porta de madeira e decidiu.







Parece que chegou a hora de me acertar com o Hyunjin. 


Notas Finais


Booom dia, o sol já nasceu lá na fazendinha.

Como é meus queridos? Carambolas, já temos 86 favoritos aí

Oq acharam do penúltimo cap? Pois é amigos, teve bastante pegação nesses últimos caps né? Eu e a jhenni não perdoamos

Nossos perfis: @jmaseul e @eLEEsabe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...