História Jeon and Park - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Monsta X
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Ki Hyun, Personagens Originais, Rap Monster, Show Nu, Suga, V
Visualizações 267
Palavras 1.373
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello! Voltei demorei pacas, mas estou aqui.Como vocês estão?

Primeiramente: obrigada pelos favoritos e comentários eu até pensei que só fosse tem 20 favoritos até falei com a minha miga e em fala nela, obrigada omma-chan pela as betagem você é demais.

Segundamente: irei dedicar esse capítulo tão "esperado"para minha armyguinhas ana-viada e a bia❤

Terceiramente: boa leitura 💕❤💞

Capítulo 3 - Capítulo 2


Jungkook levantou-se da cadeira e suspirou profundamente antes de entregar o mangá para o ruivo ao seu lado, este que ficou sem reação. Jeon sabia que ele não iria conseguir acabar de ler em vinte minutos, então ele resolveu deixar com o menor. Tinha medo que o garoto pudesse rasgá-lo ou danificá-lo por aí, pois seus pais não lhe dariam outro em hipótese alguma, mas, ainda assim, resolveu dar um voto de confiança.

Jimin nem ao menos teve tempo de questionar nada, nem agradecer, já que o moreno se encontrava fora do ônibus. Guardou a revistinha em sua mochila o mais rápido possível. Não entendia o motivo pelo qual lhe foi cedido, mas tomaria o máximo de cuidado para que voltasse para as mãos alheias do mesmo jeito que estava.

Assim que o ônibus parou, o ruivinho desceu apressado para sua casa. Apenas queria ler a revista e com esse pensamento correu para seu quarto assim que adentrou a sua residência.

— Jimin! — ouviu o chamado de sua mãe e rapidamente guardou o mangá embaixo do seu travesseiro.

— Sim? Eu já estou indo tomar banho. — gritou o ruivo, logo caminhando para o chuveiro.

De higiene feita, desceu para a cozinha, procurando comer o mais rápido possível, pois não queria se encontrar com seu padrasto. Não suportava-o e gostava de manter distância do mesmo.

Depois do jantar, ele subiu para seu quarto, trancando-se lá depois de uma rápida visita da mãe. A mais velha sempre lhe perguntava como foi a aula e a resposta era sempre a mesma: um legal desanimado. Porém, dessa vez, mesmo que seu dia não tivesse sido totalmente bom, podia-se ouvir um pouco mais de convicção em sua voz. Estava feliz já que teria algo diferente de ler do que somente os livros da biblioteca.

Mal havia conseguido dormir, já que passou a madrugada quase toda debruçado sobre a revistinha. Tinha gostado tanto do que estava lendo, que simplesmente devorou-a de uma única vez. Era uma pena sua mãe não poder comprar revistinhas como aquela para si. Tinham tão pouco para comer e se vestir, mas felizmente não era ganancioso e, apesar de não ter o que muitos adolescentes de sua idade tinham, se sentia feliz em ter sua mãe ao lado.

 

Jeon&Park

 

Adentrou o ônibus, vendo o moreno com a cabeça baixa e três gibis da Marvel ao seu lado. Caminhou até seu lugar e pegou-os, devolvendo o mangá que o moreno havia lhe emprestado, depositando no colo alheio. Jungkook riu baixinho e brevemente. Guardou-o e agradeceu mentalmente por estar do mesmo jeito que antes.

Notou que Jimin escrevia na capa do caderno letras do que parecia ser uma música. Era uma das letras da banda favorita dele, Skillet, e sentiu vontade de lhe perguntar qual sua música favorita, mas a vergonha que lhe acometeu era maior que sua curiosidade e não havia sentido estar tão interessado em falar com o Park agora, já que no início tinha lhe tratado mal. Suspirou derrotado e virou-se para a janela.

Jimin escorregou no banco, ficando bem baixo, para repousar sua cabeça de forma relaxada no encosto do banco. Vez ou outra fitava o moreno de soslaio; quis agradecê-lo, mas sinceramente não sabia por onde começar, então se aquietou.

As aulas eram monótonas e entediantes para o pequeno ruivo, que percebeu ao voltar do intervalo que seu livro de geografia estava rabiscado com algumas palavras: “Que tal, você gemendo meu nome, mestiço?”. Revirou os olhos e pegou a caneta, logo riscando por cima. Limpou os olhos, que já estavam lacrimejando, e voltou a friccionar a caneta com mais força contra o papel.

 

Jeon&Park

 

—Já escutou My Demon? — questionou. Virou-se para o Jeon que demonstrava estar acanhado e quase sussurrava as palavras.

Jimin negou, ele normalmente só escutava Skillet, IU, Linkin Park, e alguns outros grupos de kpop como Super Junior e BigBang, entre outros. Já havia ouvido Starset quando era mais novo, até tentou acompanhar, mas não gostou e desistiu.

Jungkook deu play em seu mp3 e colocou os fones no ouvido do menino ao seu lado. Jeon riu levemente, começando a batucar os dedos nas coxas e chacoalhar a cabeça. Era um rock muito contagiante.

— Ah. — Park falou assim que a música acabou. Jimin tinha amado a música, o toque era legal e a batida envolvente, mas não era melhor que suas bandas e grupos de kpop, não mesmo. — Ainda prefiro Lions, do Skillet. — pronunciou, brincando com a gravata amarrada no pulso. O tom era verde oliva, ele gostava de verde. Jeongguk riu anasalado e discordou. Ele amava Skillet, mas Starset estava no seu coração desde que escutou My Demon.

— Você nem ao menos sabe escolher música boa! — exclamou risonho, fazendo Jimin empurrar seu ombro de leve.

Park falou que o Capitão América era melhor que o Homem de Ferro e isso causou um caos. Jungkook olhou-o querendo matá-lo e, se pudesse, teria feito. Jeon simplesmente amava o Homem de Ferro e considerava-o como o melhor herói da Marvel.

— Você só pode estar louco! — estalou a língua e o ruivo riu baixinho.

— Cada um tem sua opinião. — Jungkook riu mais uma vez, pegou a ponta da gravata e ficou brincado.

— É, Park, você está certo. — fitou a gravata amarrada no pulso e pousou os olhos na mão pequena do mesmo: Até nos dedos possuía pequenas sardas, era bonito. A verdade era que Jimin era lindo. Seus olhos eram num tom castanho esverdeado, sua pele branquinha, sem marcas — tirando as sardas vermelhas que cobriam suas bochechas e nariz — e seus cabelos eram vermelhos, quase laranjas. Ele realmente era lindo.

O moreno desceu do ônibus e observou o mesmo levar Park para longe e passou a caminhar para sua casa assim que este sumiu de suas vistas. Era terça-feira e teria aula de Taekwondo, mas faltaria.

Abriu a porta, colocando as chaves sobre a mesa de centro assim que passou pela mesma, deixou a mochila sobre o sofá e foi para a cozinha, ouvindo sua barriga roncar no caminho.

— Omma, cheguei — alertou. Seu omma estava com o telefone na orelha, deveria estar falando com sua avó.

Jungkook bocejou e abriu a geladeira, tirando um pedaço de pizza.

— Ei, guarda isso! — seu omma vociferou, cobrindo a entrada de áudio do telefone. Jeon deu de ombros e pegou o suco quando fechou a geladeira. Jin estava parado em sua frente sem o telefone e com uma carranca na cara. — Guarde, Jeon Jeongguk. O jantar está quase pronto. — o rapaz bufou e levou tudo de volta para a geladeira.

— Eu estou com fome. — revirou os olhos.

— Cadê o seu irmão? — questionou, mudando de assunto.

Kim Seokjin era um homem muito bonito, não era à toa que tinha uma brilhante carreira de modelo. Contudo, resolveu parar por um certo alguém. Casou-se e, como não poderia ter filhos, optaram por adotar dois garotos.

Eles eram felizes e mantinham uma vida confortável juntos. Seus filhos eram gentis, bem educados e estudiosos. Namjoon, o marido do ex-modelo, possuía uma carreira um tanto quanto perigosa, era policial e, sempre que saía, deixava o marido com o coração a mil, mesmo que em Seul não houvesse tanta violência assim.

— Saiu com o Yoongi. — murmurou enquanto sentava no banco, apoiando seus cotovelos no balcão.

— Ah, Kookie, eu estava limpando seu quarto e... Cadê aqueles gibis que seu pai comprou para você mês passado? — perguntou, fazendo Jungkook começar a tossir sem parar.

— Eu... Tá na minha mochila. Vou tomar um banho! — ditou, pulando do banco e saiu correndo para o quarto. Deixando um Seokjin com um bico nos lábios rosado e canudos.

 

Jeon&Park

 

Namjoon fitou a mesa onde Jin e seus dois filhos estavam comendo. Esticou as costas e sentou na cadeira enquanto analisava a mesa; os dois filhos comendo em silêncio e o mais velho ainda com raiva de si. Suspirou profundamente e serviu-se.

— Então, como foi no colégio? — perguntou para os filhos, estes que pararam de comer e fitaram o pai. Jin estalou a língua e murmurou algo, logo depois colocando um pedaço de cenoura na boca – Ninguém perguntou nada para você, Jin. Fica na sua. — ralhou. Seokjin fitou o marido com uma cara nada boa. Jungkook e Taehyung se entreolharam. Seus pais pareciam um casal de adolescentes, era estranho vê-los brigado assim.


Notas Finais


-já revisado-
Então o que acharam ?
Eles sãos tão fofinhos juntos, vocês não acha?
Então que escuta skillet , linkin Park e starset aaaaaa como eu amoo essas bandas.

Bye tem semana que vem ❤❤❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...