1. Spirit Fanfics >
  2. Jeon Jungkook - Fault of a bet! (Imagine) >
  3. Eu não estou bêbada!

História Jeon Jungkook - Fault of a bet! (Imagine) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oi! Eu pretendia postar esse Cap só amanhã, mas a ansiedade não deixou kkkkk.

OBS: Ajeo-ssi significa 'senhor'.

Espero que aproveitem!!

Capítulo 3 - Eu não estou bêbada!


Fanfic / Fanfiction Jeon Jungkook - Fault of a bet! (Imagine) - Capítulo 3 - Eu não estou bêbada!

     Retocava o batom em meus lábios, na tentativa de deixa-lo perfeito. Funcionou? Não, mas eu já estava satisfeita com minha maquiagem! 

  Dou apenas uma olhada no espelho, para conferir meu look e saio apressada de meu quarto. Se Min S/n não se atrasar, não será Min S/n! 


 -Uau! Nem parece a pirralha de mais cedo! — Yoongi debocha após eu adentrar a sala. 


 -Hahaha! Você é tão engraçado, quanto uma pessoa com distimia! — Reviro os olhos e sigo á passos largos até a cozinha. Retiro meu celular do carregador e o ponho em minha bolsa.


 -Distimia? — Meu irmão aparece em meu lado, confuso.


 -Aish, mal-humorado! Você deveria saber… — Vejo uma feição levemente aborrecida em seu rosto.


 -Tão fofinho! — Aperto suas bochechas e o escuto resmungar. — Não me espere acordado, chego depois das 2:00 A.M. 


 -Certo, apenas se cuide e não beba demais! — Concordo e lhe dou um abraço rápido. Praticamente corro até o elevador, apertando o botão do térreo diversas vezes. 



 ( . . . )



 -Amiga, já estou chegando! ~ Digo alto, próximo ao telefone. 


 -S/n, fala mais alto! ~ Era possível ouvir as batidas frenéticas que ecoavam de sua casa. 


 -CHEGO EM ALGUNS MINUTOS! ~ Grito e desligo o telefone. 


 -Tudo bem? — O motorista do táxi questiona.


 -Sim, Ajeo-ssi! — Afirmo e ele desvia seu olhar do retrovisor, para a estrada. 

 Suspiro e ponho meus fones. Aperto “aleatório” e sigo cantarolando baixinho, até o término do trajeto. 

 Sabe quando você é aluno novo, e têm que apresentar um trabalho na frente de pessoas que mal conhece? Pois, bem! Assim eu me sentia. Sei que é uma simples festa, e não é a primeira, mas estou com um pressentimento estranho. Não é nada ruim, mas sim novo!  

 Mesmo já sabendo que Jungkook estará lá, sinto um certo incômodo. Se ele resolve me 'pentelhar' na frente de todos?


 -Está entregue! — O motorista estaciona frente a uma casa luxuosa. Até com meus fones eu podia ouvir o barulho que vinha lá de dentro.


 -Certo… obrigada! — Agradeço e lhe entrego o dinheiro da 'corrida'. Desço do carro e sigo andando até a entrada.

 Se eu achava que aqui de fora, já estava barulhento, meus ouvidos quase explodiram quando entrei.


 -Advinhe quem é? — Minha visão se escurece por um par de mãos que tapam meus olhos.  Sorrio grande ao reconhecer essa voz. 


 -Não sei... Penélope charmosa? — Gargalho e sinto um 'peteleco na testa. 


 -Pabô! — Me viro e dou de cara com Kim Taehyung, no auge de sua beleza. Usava um suéter pardo com uma calça preta, sustentada por um sinto da Gucci. Arrisco dizer que ele era o mais estiloso daqui! 

  -Se não tiver Gucci, Kim Taehyung nem sai de casa! Lindo como sempre. — Comento descontraída e vejo o moreno sorrir afável. Seus cabelos estavam mais lindos, com seu permanente!


 -Você também não está nada mal! — Tímida, agradeço. Mesmo eu conhecendo este ser á um bom tempo, ainda me sinto envergonhada com seus elogios, mesmo sendo indiretos.


 -Quer beber algo? — Diz me arrastando até a cozinha. A casa estava bem cheia, tinham pessoas se pegando até na bancada de mármore. 


 -Nada muito forte, por favor! — Ele concorda e começa a preparar um drink para mim. 


 -Vagaba! — Sinto um baque forte contra meu corpo e nem me dei ao trabalho de xingar a pessoa. Afinal, era minha melhor amiga!


 -Oi, para você também! — Digo assim que me recomponho, a puxando para um abraço. 


 -Tá gostosa, 'hein! — Distribui tapinhas em meu bumbum. Apenas rio e a repreendo.


 -Você também está linda! E esta festa um arraso! — Olho em volta. — Têm tudo para dar cer... 


 Interrompo minha frase ao colocar os olhos em algo, ou melhor, alguém.  


Ele disse que vinha e realmente veio! ~ penso 



Sabe aquelas cenas de filme, onde o crush da protagonista vêm na direção dela, então tudo fica em câmera lenta? Era assim mesmo que eu estava enxergando. 

Jeon com sua jaqueta de couro e calças que marcavam bem as coxas (foto da capa). Por um momento senti um resquício de saliva tentar escorrer de minha boca, mas lembro que ele é apenas um idiota qualquer. 



Assim quero acreditar... 


Jungkook estava acompanhado de seus amigos. Esses que também dispensam apresentações, um mais belo que o outro. Uma pena serem palermas  como Jeon. 



-Até que essa festa está boa! — O moreno comenta após se aproximar de nós. 


-Gostou mesmo, Oppa? — Minha amiga como sempre, se derreteu toda por ele. 


-Seu drink, milady. — Tae me entrega um copo na coloração vermelha. Cheiro o líquido antes de beber, fazendo uma careta logo em seguida pelo cheiro forte de álcool. 



-Eu disse algo fraco, Tae. — Olho para o mesmo. 



-Se não aguenta beber, não beba! — Jungkook alfineta. Reviro os olhos e sinto a raiva me preencher por completo.  Tanto que acabei com a bebida em poucos segundos, num gole só! 



-Wow! Até que a princesinha é boa de copo! — Jimin, um dos amigos de JK diz.  Sorrio já sentindo o ardor do líquido em minha garganta. 


-Bem...  vamos tornar as coisas mais interessantes. — O ser irritante profere. 



Q. D. T



Dançava loucamente entre pessoas que eu mal sabia o nome. Sabia que aquela ideia de "competição de bebidas", sugerida pelo idiota do Jeon, não seria boa ideia. Sempre fui fraca com bebidas, em geral, foi pura estupidez ter aceitado isso! 


-Cadê aaquela "feila das puta" — Balbucio sentindo minha visão um pouco turva. Procurava por Shyu, mas meu estado deplorável não me possibilitava muito. 



-Merda! — Praguejo e mesmo cambaleando, decido ir atrás de minha amiga. Preciso ir para casa, onde obviamente ouvirei um sermão de 4 horas. 

Sigo a passos incertos até a escada que levava até o andar de cima, esbarrando em tudo e todos pelo caminho.  

Com muito esforço consigo chegar até em cima. Me apoio nas paredes e sigo abrindo porta por porta. 


-Opa! Podem continuar, mandem ver! — Gargalho ao ver dois garotos que estavam quase se comendo no 'quartinho de limpeza. 


-Esse é o último. — Paro frente à última porta do corredor. Pelo menos eu espero que seja, não estou nem um pouco afim de ficar andando. 

Pelo fato de estar meio aberta, posso ouvir o diálogo de duas pessoas ali dentro. 


-Quero você dentro  de mim, oppa! — Uma voz feminina diz em um gemido sôfrego. 


-Me parece que a a coisa tá b...  Opa! — Tropeço em meu próprio pé e acabo caindo sobre a porta, que é escancarada com tudo. 


-S/n! — Uma voz reconhecível chama por meu nome. 


-Eu mesma! Ao seu dispor, madame! — Gargalho e tento me levantar.  Quase caio, mas antes que isso acontecesse, braços rodeiam minha cintura e me puxam para cima. 


-Ela está bêbada! — É  a vez de uma voz masculina adentrar meus ouvidos. 


-Eu não estou bêbada! — Esperneio e deito minha cabeça no peito de garoto, até então  desconhecido. — Que cheiro bom! Me dá o nome do seu perfume, gracinha? 


-Não, eu vou é te levar para casa! 



Notas Finais


https://pin.it/6rTFY8Z

Sua roupa 👆👆💜💜


Quem será que vai levar nossa bebum para casa? KKKKK
Obrigada por ler até aqui!
Se cuidem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...