1. Spirit Fanfics >
  2. Jeon Jungkook - Fault of a bet! (Imagine) >
  3. "Meia verdade."

História Jeon Jungkook - Fault of a bet! (Imagine) - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Minha nossa senhora da bicicletinha rosa! MIN YOONGI DO CÉU! Daechwita!
Muitos views nessa obra prima!

ATENÇÃO!
《《《O CAPÍTULO A SEGUIR POSSUÍ LINGUAGEM DE BAIXO CALÃO E CONTEÚDO SEXUAL! SE VOCÊ SE SENTE OFENDIDO, OU NÃO SE SENTE CONFORTÁVEL COM ESTE TIPO DE CONTEÚDO, PEÇO ENCARECIDAMENTE QUE NÃO LEIA.》》》

Sem mais delongas, aqui está o capítulo.

Capítulo 5 - "Meia verdade."


Fanfic / Fanfiction Jeon Jungkook - Fault of a bet! (Imagine) - Capítulo 5 - "Meia verdade."

-Posso saber o porquê da senhorita estar “loucona”? — Meu irmão questiona ainda com as mãos na cintura.



 Pensa S/n… É melhor ter uma boa desculpa! 



 -Ah! Eu estava loucona enquanto dançava. Você sabe, eu não sou nenhuma dançarina profissional. — Coço a nuca e desvio meu olhar do seu. 


-Mas… Pensei que você estivesse bêba… AI! — Dou um beliscão no braço de Taehyung e lhe lanço um olhar mortal. -Você 'tá doida? Isso dói, sabia?


 -Não acredito que… — O celular de Yoongi começa a tocar. Ele respira fundo e atende. 


 -Eu vou te matar! — Susurro para Taehyung! 


 -Pensei que quisesse outra coisa, a julgar por ontem. — Faz uma expressão maliciosa e eu lhe dou outro beliscão. -Eu já falei que isso dói! — Tae choraminga e acaricia seu braço. 


 -Os dois bocós, ai! — Yoongi chama nossa atenção e eu me levanto do sofá, já aguardando o “sermão da montanha”. 


 -Escuta bem, mocinha! Eu preciso sair agora, assunto urgente, mas quando voltar teremos nossa conversa! — Min diz e passa por mim e Tae, logo saindo pela porta. 


 -Aish! O dia pode ficar pior? — Me jogo no sofá e suspiro. 


 -Foi mal, S/n! Eu me esqueci do quanto protetor Yoongi é. — Taehyung diz manhoso, colocando sua cabeça na curvatura de meu pescoço. 


 -'Tá bem! Já estou acostumada a… O-o que está fazendo? — Me arrepio ao sentir beijos molhados em minha pele. Logo algo áspero escorrega por meu pescoço e chega em meu lóbulo.


 Taehyung e sua maldita língua.


 -Pensei em terminar o que começamos ontem. — Susurra com sua voz grave. Voz que  não sei se foi uma bênção dada por Deus, ou o mais insano pecado que seria ótimo cometer.  

Tae ataca meus lábios em um beijo afoito. Minhas mãos se direcionam ao seu cabelo, puxando os fios com certa força. Eu já havia ficado com Tae algumas vezes, mas nada além de beijos e carícias. 

O beijo evolui, e nesta hora eu me encontro sentada em seu colo. Robolo algumas vezes, enquanto o Kim continua a maltratar a pele sensível de meu pescoço. Ora sua boca estava lá, ora estava grudada na minha. 

 Queria muito tê-lo dentro de mim, mas minha consciência me alerta que minha primeira vez não poderia ser no sofá de minha casa, ainda mais com um de meus melhores amigos! Sei… Esse pensamento é bem antiquado, mas eu simplesmente não consigo! 


 -T-Tae… — Interrompo nosso ósculo e Taehyung parece confuso. 


 -O que foi? — Seus olhos castanhos encontram-se com os meus. 


-Eu não… Será que podemos parar por aqui? — Apoio meu rosto em seu ombro e escuto sua respiração descompassada. 


 -Eu fiz algo de errado? — Ergo minha cabeça e nego.


 -Apenas… Não estou me sentindo muito bem! — Minto. Eu não iria dizer a real e ser capaz de magoá-lo. Vai que ele interpreta de uma forma completamente diferente? Acabe pensando que estou o diminuindo, ou coisa parecida! 


 -Por quê não disse antes? — Num pulo, ele se levanta me deixando completamente confusa. 


 -O quê? — Vejo Tae sorrir afável e ir na direção da cozinha. 


 -Eu faço a pipoca e pego os biscoitos, ligue a TV e ponha um filme legal. — Grita do outro cômodo e só assim eu compreendo. 

 Sorrio abertamente pegando o controle e ligando o aparelho. Tinha me esquecido do amigo maravilhoso que tenho! Taehyung é tão dócil e amável, que ninguém imaginaria que estávamos prestes a transar em meu sofá!



~ Jungkook ' s Point Of View  ~


-Não vou fazer nada de mais, apenas jogar Overwatch e dormir um pouco. Posso encontrar vocês naquela lanchonete perto da escola!  — Digo para Jimin, que se encontrava do outro lado da linha. Estávamos organizando um tipo de "encontro só para garotos". Apesar do nome ser um fiasco, vai ser bom sair só com a 'rapaziada'. 


- Beleza, Jungkook! Te vejo mais tarde então!  — Encerro a chamada e jogo meu telefone sobre minha cama.   Decido tomar um banho rápido antes de começar a jogar. 


Vou até meu banheiro e retiro todas as minhas peças de roupa. Ligo o chuveiro e ajusto a água para morna. 


-Ah... — Digo ao sentir a água quente escorrer por cada centímetro de meu corpo. Logo começo todo o "ritual" de banho, cantarolando uma melodia que nem eu mesmo conhecia. 


Ao terminar de retirar o shampoo de meu cabelo, minha mente me leva até a festa de ontem. Acabo sorrindo ao lembrar de um certo momento. Um momento que omiti de S/n, após ela alegar amnésia assim que acordou. 


☆Flashback on☆


-Sossega! Se não ficar parada, não vou conseguir trocar você! Bufo e tento pela trigésima vez retirar a roupa coberta por vômito de S/n. 


-Eu não quero! Me deixa ficar pelada mesmo! Nunca ouviu dizer que: "o que é bonito é para se mostrar"? Diz em um dos estágios mais altos de embriaguez, ou se preferirem...  Ela 'tá bem chapada! 


-Não, valeu! Seguro minha risada e termino de retirar suas roupas, a deixando apenas de peças íntimas. 


-Vai ficar me encarando, ou vai me tocar, gracinha? Viro o rosto ao notar que encarava seu corpo por muito tempo. Não tenho culpa, ela que nasceu com essas...  Aish! 


Antes de sair dali, já que S/n estava em condições que não sei se posso suportar; Claro, ela está bêbada e eu tenho respeito por ela (mesmo que não pareça), sinto meu pulso ser puxado com força e caio sobre seu corpo seminu. 


-Kook...  fica comigo.Ela profere manhosa rente ao meu ouvido, mordiscando meu lóbulo em seguida. 


-N-Não podemos... 


-Shiiiii...  apenas me beije! —Perdendo a sanidade por completo, ataco seus lábios em um beijo quente e selvagem. Minhas mãos faziam questão de deslizar lentamente por sua cintura esguia. 


- Hum... Solto uma lamúria ao sentir seus dedos puxarem meus fios com certa força. Mas, antes de qualquer outro movimento dela, empurro seu corpo e a faço cair sobre a cama. 


-Ei! Volta aqui, bocó! A passos rápidos, saio de meu quarto e fecho a porta. Me encosto na madeira e respiro ofegante. 


Isso não poderia ter acontecido!! 



Flashback off☆



-Merda— Praguejo ao olhar para baixo e perceber que não foi só minha respiração que sofreu alterações. 


Por culpa dela, eu estou duro! E será pensando nela, que vou me aliviar


- Porra...— Ofego ao tocar meu pênis com uma das mãos, apoiando a outra no vidro do box. Começo com movimentos lentos, dando atenção maior a minha  glande inchada. 


-S/n... — Gemo seu nome e minha mente vai até a festa novamente. Mais, especificamente em você, com aquela roupa que deixava a mostra suas belas curvas. 

A medida que eu pensava em seu corpo, os movimentos de vai e vêm se aceleravam. Só parando, quando pude chegar em meu limite e gemer alto. Correção, gemer o seu nome alto! 


-Deus...  Ninguém pode saber disto! — Fecho os olhos e respiro fundo, ainda não acreditando que acabei de "bater uma" para você! Não posso te contar isso, nem o que aconteceu ontem, então fique apenas com uma "meia verdade". 


-Filho, está tudo bem? — Escuto a voz de omma, logo algumas batidas na porta. A temperatura de meu corpo cai, e sinto minhas bochechas queimarem de vergonha. 


PORRA! Será que ela...  Ouviu? 


Notas Finais


Misericórdia kkkkkkk!
Muito obrigada por ler até aqui!
Mim beijinhos e... Daechwita!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...