História Jigoku no Kotei (interativa). - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Inferno, Interativa, Joias, Lutas, Morte, Poder
Visualizações 23
Palavras 902
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá a todos, bom esse é o início da história, como eu disse antes será uma fic bem curta, terá um ou dois capítulos por dia, ou talvez dois na semana, não sei bem ainda.

Espero que aproveitem

Capítulo 2 - O Coliseu.


Fanfic / Fanfiction Jigoku no Kotei (interativa). - Capítulo 2 - O Coliseu.

... O que posso dizer sobre esse lugar ... ? É o chamado inferno e submundo para humanos ... Deus é um idiota ... Fazer esse mundo só pra ter um lugar onde botar os seres ruins.

Ninguém aqui em baixo é "bonzinho" ... Mas nos últimos tempos, temos ficado mais sem rumo do que o normal. Demônios são criaturas estranhas ... Hahaha ... Como se eu tivesse algum direito de dizer isso ... Eu também sou um demônio ...

Tudo começou a uns ... 500 anos atrás, eu acho. Um demônio chamado Phalanx roubou as jóias que caíram aqui em Moltseven, essa jóias poderiam conceder um poder infinito, de acordo com alguns boatos, Phanlax quer matar Deus com esse poder.

Eu não me importo muito com isso, mas talvez elas poderiam ser usadas para outros fins, quem sabe. Bom, isso não vem ao caso, mas sim de um fato peculiar que estava acontecendo aos arredores de um grande coliseu.

Um demônio de longos cabelos roxos que se tornavam vermelhos da metade para baixo, com pequenos chifres e um rabo com uma ponta, todos de cor vermelho sangue e olhos amarelos em ouro.

Estava apenas encostando a mão mas almas perdidas que sou estavam as transformando em resquícios de poeira, não que eles já não fossem, ela só estava apenas os tornando ainda mais ... "Leves" digamos assim.

Um sorriso um tanto quanto divertido nos lábios, um rosto delicado, uma aparência digna de um demônio, ela se aproximava do enorme coliseu onde podia se ouvir gritos de dor e sons de metal colidindo.

Um ser totalmente roxo com chifres na cabeça, cabelos longos e negros, olhos totalmente azuis e uma grande runa antiga flutuando nas costas, estava dilacerado cada demônio armado que vinha para cima dele, havia milhares de corpos no chão.

Alguns sem as pernas, braços, cabeça e alguns totalmente inteiros apenas com um buracos no peito. Um sorriso maligno estava em seu rosto, ele apenas pega com a mão a espada de um demônio verde a quebra no meio, puxa ele e corta sua garganta.

Um outro azul bem por trás, mas ele apenas de vira desferido um chute na mandíbula no mesmo que quebra e cai no chão, dois pegaram flechas e dispararam contra ele que apenas se virou e apontou a mão para as flechas que pararam no ar.

Com um movimento do punho, ele devolve as flechas para os atiradores e faz com que elas fiquem passando e saindo com corpo deles que já estava sem vida.

Erosiz: Que ridículos ! Não tem nada aqui que me faça matar esse tédio ?!

Ravenna: Não tem mais nada para fazer ou matar ? - Disse a mulher demônio que estava fora do coliseu e agora estava adentrando ao local.

Erosiz olhou para a mulher de cima a baixo, seu sorriso sádico apareceu no rosto.

Erosiz: Você quer perder a vida como eles ?!- As mãos do demônio ficaram em volta de um brilho roxo.

Ravenna: Vim aqui apenas porque me chamaram, dizendo que poderiam me oferecer algo valioso.

Erosiz: Você também ?- Ele ficou com uma expressão de dúvida.

Os dois se encararam, era notável a hostilidade que eles estavam emanando um para o outro, parecia que a qualquer momento eles iriam se matar.

Até que de dentro das celas da enorme estrutura um forte rugido foi escutado pelos dois demônios, um brilho amarelo foi visto na escuridão do local junto com forte impactos no chão.

As grades foram destruídas por Somulo, mais conhecido como Dragão demônio, esse bicho era gigante, mas devido a última batalha seu corpo não estava na melhores condições, sua carne em algumas partes estava a mostra, suas escamas estava caindo, ele parecia mais um Dragão zumbi do que demônio.

Ravenna: Não sabia que estava acordado Somulo- Disse com um sorriso meio sádico.

Somulo apenas deu um forte rugido para os dois demônios, ele então começa a cuspir fogo em Erosiz e Ravenna que desviaram com um salto para trás.

Ravenna pego o escudo do demônio morto no chão e arremessou em Somulo, o escudo no ar se transformou em uma estaca de gelo que perfurou o olho do Dragão demônio que rugiu de dor.

Erosiz começou a flutuar ao redor do rosto de Somulo que tentava o morder, o demônio roxo ergueu as mãos para o alto e depois abaixou, no instante seguinte um enorme raio cai em cima das costas do Dragão que vai no chão fazendo uma cratera média.

Erosiz pousa no chão suspirando em decepção.

Erosiz: Tanto anos ouvindo a respeito desse Dragão para no final ser só mais um demônio patético- Fala se virando e indo para a saída do coliseu junto de Ravenna.

Ravenna: Eu não diria que ele é um demônio patético- Fala com um sorrisinho que o demônio roxo não entendeu.

Derrepente Somulo se levanta e vai até Erosiz e o abocanha nas costelas.

Ravenna: Você que é ridículo- A mesma fez um par de asas que parecia ser de fogo nas costas surgirem e sai voando deixando Erosiz ali.

Devido a raiva no momento, o demônio roxo faz uma energia ao redor de si e explode arrancando a cabeça de Somulo que despenca no chão junto com o corpo.

Erosiz: Aquela maldita !- Fala indo para longe e começando a voar para sair dali.

Esse seria um dia normal em Moltseven, acreditem, nada do que viram até aqui será com o que está por vir, mas o mais intrigante, é que não muito longe dali, uma história parecida se repetia . . .



Continua . . .


Notas Finais


Espero que tenham gostado, eu ia colocar mais coisa, mas estava com certa pressa pois ia sair, então me desculpem se não ficou muito grande.

Qualquer erro me avisem, críticas são sempre bem vindas.

Fiquem com Amateratsu e Tsukuyomi
E
Até ... A ... Próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...