História A Origem - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 2.350
Palavras 1.058
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo para vocês! Boa leitura! :*

Capítulo 5 - Eyes, Nose, Lips.


Fanfic / Fanfiction A Origem - Capítulo 5 - Eyes, Nose, Lips.

Já fazem duas semanas que Jimin me evita e me ignora. Ele consegue disfarçar bem quando estamos em público. Só quem o conhece muito bem, percebe que ele está mal. 

Eu me sinto triste por ele. 

Sinto também que cometi um erro, um erro muito horrível, que foi magoar uma das pessoas que mais tem carinho por mim. 

Naquela noite, não consegui dormir só pensando em Jimin e como ele estava se sentindo. De alguma forma, eu me preocupava tanto com meu hyung, precisava conversar com ele sobre isso. Não queria estragar nossa amizade que já estava tão forte, nem nossa parceria no trabalho, aliás, foi ele que me ajudou nas danças mais complicadas, se me tornei um bom dançarino, devo isso ao Jiminnie.

 Duas semanas sem falar com ele, já me dava um vazio tão imenso que eu até chegava a me distrair nos nossos ensaios. 

Quando voltamos para Coréia, dois dias depois, ele pediu gentilmente para mudar de dormitório. Ninguém perguntou para ele o motivo, talvez já tinham percebido o clima pesado entre nós, e não ousaram se intrometer.

 Quando acordei, fui ao quarto de Jimin para ver se ele estava lá, eu já não aguentava mais ter que esperar para falar com o menino. 

Percebi o menino abrindo os olhos ao me ver entrar em seu quarto sem permissão, então fechou a cara instantaneamente, dizendo

 - O que faz aqui? - Franziu as sobrancelhas.

 - Preciso conversar com você. - Falei piedoso, sentando ao seu lado, no canto da cama

Por sorte, estávamos sozinhos no quarto, pois os outros estavam na cozinha, ajudando Jin com o café. 

 Jimin apenas me observou e fez um sinal para eu continuasse. Agradeci aos deuses, afinal, estava esperando que ele me expulsasse dali sem dó. 

 - Eu preciso mais que tudo te pedir desculpas. Não quero que a gente com esse clima tenso entre nós, por mais que conseguimos disfarçar quando estamos em público, aqui em casa não nos falamos...  - Suspirei quando o menino me encarou com um olhar saudoso, mas ainda triste. - Sinto tanto sua falta hyung. - Disse isso acariciando o seu rosto que ainda estava deitado.  

Ele fecha os olhos aproveitando aquele carinho, porém levanta-se, encostando as costas na cabeceira da cama, agora em minha frente. 

- Jungkook-ah, eu queria que a gente voltasse a ser amigos também, mas isso não ia dar certo, até por que eu... - Fecha a cara, sem continuar. Por Deus, Jimin. Vamos resolver logo isso. 

 - Você o que? - Pedi olhando profundamente em seus olhos. 

- Não importa para você. - Ele diz abaixando a cabeça, triste.

 - Ei, não faz assim! - Falo segurando em seu queixo, erguendo seu rosto para que olheasse fixamente em meus olhos.

- Jungkook, por favor! Não faça isso, você não tem esse direito... - As lágrimas de Jimin começam a descer sem sua permissão.

 Aquilo partia tanto meu coração, ainda em saber que eu era o culpado de suas lágrimas. Tomei seus braços num abraço apertado e cheio de amor, culpa e arrependimento. Eu só pensava em uma coisa: Eu precisava proteger meu hyung. Proteger do mundo. O mundo não merecia uma pessoa tão incrível como Park Jimin. 

 - Me desculpe, meu pequeno! Nunca quis te magoar, eu sou um idiota. - Senti seus braços corresponderem ao abraço, envolvendo minha cintura. - Não soube o que fazer, então agi daquela maneira, mas me perdoe, por favor. - Beijei seu ombro. Senti o menino acariciando minhas costas e beijando meu ombro também. Eu também conseguia ouvir soluços. - Preciso de você! - As lágrimas em meu rosto talvez começaram a aparecer. 

 Passamos alguns minutos no abraço até tudo se acalmar. Ele retirou sua cabeça de meu ombro e me encarou. Sorrindo. 

Coloquei meus dedos finos, delicadamente, nas áreas onde as lágrimas ainda estavam presentes, em sua bochecha. Ele sorriu, fechando os olhinhos. 

Eu me aproximei de seu rosto, beijando sua bochecha. Porém, virei um pouco, encarando seus lábios, fiquei alternando meu olhar nos seus e depois olhava para seus lábios. 

Beijá-lo? Isso mesmo. 

Eu já não me aguentava mais. 

Tinha que admitir, mais cedo ou mais tarde, que estava sentindo algo pelo garoto, era algo estranho, pois Jimin é um homem, mas por outro lado, um homem muito atraente. Mas era tão certo...

 Nunca senti essa atração por alguém, nem por todas as meninas que já fiquei na vida. 

Era algo único, e inexplicável

 Me aproximei mais ainda, mas ele recuou, desviando, encarei o menino com um olhar confuso.

 - Jungkook, eu não sei se é esse o momento... - Ele disse, colocando a mão no meu rosto, acariciando ali. - Sabe, eu ainda não esqueci do que aconteceu. 

- Elimine tudo o que eu lhe falei, eu te suplico. - Falei quase que em desespero, colocando minhas duas mãos em seu rosto. 

- Eu... Vou tentar. - Beijou minha bochecha.

 Levantou-se da cama e andou até o banheiro, me deixando lá, com cara de paisagem. 

 Eu entendo que magoei o menino, mas eu notei o meu erro, e ainda admiti para mim que o quero.

 Ah... Mas o que eu posso fazer?! 

Eu fico confuso com coisas relacionadas à sentimentos, nunca fui profissional nisso, por isso só ficava com as meninas, nunca namorei.

 E ainda mais com o um cara! Nem imaginaria. 

 Taehyung entrou no quarto

- Avise ao Jimin que temos que nos arrumar, vamos ensaiar para a nova música.

- Avisa você. - Eu levantei-me da cama e saio do quarto, com a cara fechada. Estava puto. Eu não consegui beija-lo. MERDA

 Taehyung apenas observou a cena, sem entender nada. (N/A: Claramente eu nas tretas)

 (...) 

 Chegando no estúdio, todos nós começamos a ensaiar. De fato, quando começamos à trabalhar, esquecemos dos problemas internos e focamos no nosso melhor para a dança.

 Após o ensaio, fui falar com Jimin

 - Está tudo bem hyung? 

 - Não, Kook, não está nada bem... - Jimin abaixou sua cabeça como fizera mais cedo

 - Já lhe pedi desculpas, Jimin! - Segurei em sua cintura. 

 - Não vai adiantar, preciso de um tempo.. - É a última coisa que o menino diz antes de ir para outro local do estúdio.

Então, peguei o microfone, e sentei-me na escada que tinha lá. Comecei a cantar "eyes, nose, lips". Logo, percebi que Jimin estava ao meu lado. Ouvindo-me cantar. 


Notas Finais


GENTE, EU SOU LOUCA POR ESSE VÍDEO! A cara de Jimin nesse vídeo... </3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...