História Jikook - Wanna be yours - Capítulo 57


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Jikook
Visualizações 363
Palavras 1.004
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 57 - Medo de perder tudo o que lhe restava...


Namjoon riu daquele comentário e balançou a cabeça negativamente, ergueu seus braços fazendo com que os outros fizessem o mesmo. 

Namjoon: Que esse ano seja melhor que o ano passado! - sorriu abaixando os braços

Jin: Hummmm... - pensou - Me lembro do ano passado como se fosse ontem - riu

Jimin: Eu não acredito nisso! - riu

Jimin era o único que ria das piadas do Jin. Os outros apenas abaixavam a cabeça decepcionados. 

Hoseok: Por que não começar o ano com uma piada do Jin? - riu fraco

Yoongi: Vou ir ao banheiro fazer a primeira cagada do ano... - diz saindo da água e dando as costas para os meninos

Jin arregalou os olhos ao ouvir aquilo e começou a rir, os outros fazem o mesmo.

Jimin: Tá, agora me surpreendi! - diz boquiaberto 

Tae: Até você, Suga? - diz correndo até ele

Os meninos sai da água e caminham na praia até um balcão. 

Pediram uma pizza e vinho. 

Começaram a comer e conversar sobre assustos aleatórios, e não poderia faltar as piadas sem graça do Jin. 

Depois de comerem saíram do balcão e foram caminhando juntos para os quartos. 

Todos entraram, Jimin ficou conversando com algumas meninas que passaram por lá, Jungkook entrou emburrado no quarto, foi até sua mala que estava do lado da porta, ficou procurando seus produtos de higiene para tomar um banho. 

Olhou para uma das camas e viu a mala do Jimin e roupas espalhadas. 

Vai ser uma luta vê-lo, mas o quarto é meu, ele que saia! 

Pegou seus produtos e levou para o banheiro, voltou e começou a arrumar sua cama que estava com vestimentas do pequeno. 

Jimin entra no quarto sem dizer nada, viu Jungkook pegando em suas roupas e as jogando na outra cama (na cama do Yoongi). 

Jungkook ignorou o fato do menino estar ali e passou reto depois de ter arrumado sua cama. 

Jimin o puxou pelo braço, o mesmo sentiu ele o tocar, empurrou sua mão fazendo Jimin o soltar. 

Jk: O que você quer? - diz friamente 

Jimin suspira. 

Jk: Já não bastou me trair daquela forma? - encarou o mesmo

Jimin: Eu não o traí! 

Jk: Olha as coisas que você fala! Como se eu não tivesse visto você beijando aquela garota! Fala sério! - diz gritando com o mesmo

Jimin: Abaixa seu tom pra falar comigo! Se você se faz tanto de santo, por que beijou o Jony?! - aumenta seu tom de voz tocando com o dedo indicador no peitoral do maior

Jk: Eu estava distraído! Diferente de você, que a beijou porque quis! - se vira de costas aborrecido indo até o banheiro

Jimin o segura novamente pelo braço. 

Jimin: Espera! - suspira

Jungkook o empurra fazendo o mesmo cair no chão. 

Jungkook o analisa, mas logo se vira de costas. Entrou no banheiro e trancou a porta. 

Lágrimas corriam em seus olhos enquanto estava debaixo do chuveiro. 

Jungkook socou várias vezes a parede. 

Estamos quites Jimin! Acho que nenhum de nós merecemos perdão! É melhor assim, eu longe de você, e você longe de mim... 

[…]

Jimin sentou na cama se encolhendo, se contorcendo para não chorar, mas era fraco, talvez fizesse o pior erro da sua vida, não pensou em fazer as coisas direitos, e percebeu como se parecia com seu pai, que por vingança pensaria em machucar as pessoas. 

Enxugou as lágrimas ao ouvir os pingos do chuveiro parar. 

Fingiu estar dormindo para não incomodar Jungkook. 

Jungkook saiu do banheiro, apenas de toalha, foi até sua cama e colocou uma cueca, se deitou para o lado oposto de Jimin. Não queria vê-lo. 

Pegou um controle remoto aonde poderia apagar ou acender as luzes que quisesse, apagou as luzes do quarto. 

Deixou a luz do banheiro ligado, sabia que Jimin gostava de dormir com alguma iluminação por perto, Jungkook fez questão disso, mesmo sentindo tristeza e raiva por Jimin não ter entendido seu lado e feito as coisas por impulso. 

Colocou o controle na escrivaninha do lado e permaneceu acordado, algumas lágrimas caíam e molharam seu travesseiro. Havia um nó em sua garganta incapaz de se romper. 

Jimin ainda estava acordado encolhido olhando para a luz que saía do banheiro. 

Também não parava de chorar, seus lábios contorcidos, apertava suas mãos fortemente tentando segurar a dor. 

Jungkook apertou seus olhos enquanto chorava silenciosamente. 

Jimin não aguentou, saiu disparadamente do quarto. 

Era como se estivesse em um quarto totalmente fechado sem algum canto onde surgisse ar, era como se não conseguisse respirar, estava sufocado, precisava desabafar. 

Jungkook abriu seus olhos e percebeu que Jimin havia saído do quarto, se preocupou, mas o orgulho não o deixou ir procurá-lo. 

[…]

Jimin foi até o quarto do Taehyung e bateu várias vezes em sua porta. 

Taehyung abriu a porta, estava sonolento. 

Tae: Poxa, Jimin. Essa hora?... 

Jimin o abraçou apertado. 

Taehyung não entendeu muito bem a situação, mas o abraçou mesmo assim. 

Tae: Podemos ficar aqui a noite inteira... Não me importo, ok? Ficarei até quado precisar... - tocou a cabeça do rapaz e o acariciou

Jimin soluçava ao chorar. 

Taehyung e Jimin sempre foram amigos próximos, Jimin sempre corria para ele quando nada estava bem, saíam juntos para se divertir e tudo mais. 

Jimin ficou com ele, se sentou ao lado de seu quarto, Taehyung se sentou ao seu lado, o pequeno deitou sua cabeça no ombro de seu amigo. 

[…]

Jungkook se levantou as pressas até o banheiro se curvou e vomitou na privada, sua respiração estava pesada, cansado de tudo em sua vida. 

Tudo o que estava acontecendo, fez um estrago em seu estômago, as bebidas naquela noite, junto com a comida, a dor, tudo se juntou. 

Limpou sua boca e se olhou no espelho. 

Viu pelo reflexo tudo o que estava sentindo, tudo o que havia passado. 

Tinha medo, medo de perder tudo o que lhe restava. Estava disposto a fazer tudo ao contrário. 

Talvez se eu mudar, nada disso irá acontecer, se eu me transformar no que não sou, talvez não perderia tudo... Ser bonzinho nunca deu certo, sempre há algo para me destruir... 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...