1. Spirit Fanfics >
  2. Jikook- Bunny killer >
  3. Chapter 02

História Jikook- Bunny killer - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Uh...olha só quem está aqui com mais um capítulo quentinho pra vocês.

Boa leitura, Babes📖❤

Capítulo 2 - Chapter 02


Fanfic / Fanfiction Jikook- Bunny killer - Capítulo 2 - Chapter 02

            Park Jimin Pov

 Como meus amigos tem o costume de falar...um dia minha curiosidade ainda irá acabar me metendo em problemas que poderam acabar custando minha própria vida, mas não ligava muito para isto, não para a parte que dizia que iria acabar custando minha vida, já que não me importo com ela.

Meu único objetivo naquela hora era voltar para casa junto ao meus amigos. Eles tinham ido comprar um lanche em uma lanchonete e como não estava nem um pouco a fim de entrar naquele local cheio de gente resolvi ficar do lado de fora e foi o que fiz, mas meu plano de ficar apenas esperando ali fora falhou assim que ouvi fritos de dor vindo de um beco escuro que ficava bem ao lado de onde estava.

 Arregalei meus olhos e engoli em seco pensando se deveria ir tentar ver o que estava acontecendo ou se deveria ficar ali parado esperando os meninos, mas acabou que minha curiosidade falou mais alto que a razão e resolvi ver o que estava acontecendo e quem sabe poderia até mesmo chamar por alguma ajuda.

Não irei estar fazendo nada de errado apenas por querer saber o que estava acontecendo... Errado, nunca me arrependi tanto de querer saber o que está acontecendo, precisei levar minha mão em direção a minha boca para evitar que um grito agudo escapasse de meus lábios ao ver cena tão horrível. Conseguia ver apenas a sombra na parede de uma pessoa passando a faca no pescoço de outra pessoa e finalmente os gritos cessarem. A pessoa estava morta!

— Meu Deus! — Quase gritei e na hora que fui tentar levantar para sair correndo dali e fingir que nada tinha acontecido acabei por esbarrar no barrio que estava a minha frente e a garrafa de vidro de cerveja que estava ali em cima fez um estrondo ao se colidir com o chão.

Droga, droga, droga! Estava no lugar errado e na hora errada.

Nem deu tempo de correr já que aquele ser apareceu bem na minha frente, ainda com as sombras o cobrindo. É a coisa mais horrenda que já vi, aquele ser matinha a cabeça pendida para o lado era ainda mais horrível sua mascará cheia de respingo de sangue, da mesma forma que sua camisa estava encharcada de sangue.

— Gostou do que viu? Posso lhe proposcionar o mesmo prazer que proporcional a ele. O que me diz gracinha? — Sua voz era meia rouca e de certa forma arrupilante, foi inevitável não sentir um calafrio correr por meu corpo.

— M...me deixe ir embora, eu finjo que o que vi aqui jamais aconteceu! — Pedi enquanto me encolhia ainda mais contra aquela parede suja e ele não saia do lugar, permanecia escondido entre as sombras mas dava pra ver que brincava com algo entre os dedos. A faca

— O que lhe faz achar que irei deixar você sair daqui com vida? Deve ser maravilhoso matar duas pessoas em uma única noite... — Falou aquilo com tranquilidade como se aquilo que ele falasse fosse normal, tudo piorou com a risada sádica que ele deu ao ver.minha cara de espanto. Fechei meus olhos na hora ao ver que ele iria se aproximar, já suava frio mas esperava pela morte...já que era ela que aguardava minha medíocre vida.

— Jimin! Eu sei que você está aí.  Larga de brincadeira e saia logo daí! Já está tarde e eu quero descansar. — Abri meus olhos na hora ao ouvir a voz do Jin bem na frente daquele beco e a lanterna de seu celular alumiar o lugar onde estava.

Nunca me senti tão aliviado em ver o mais velho. Quando olhei para a frente aquele ser horrível já não estava mais ali na minha frente, tudo estava o mais absoluto silêncio. Me levantei praticamente correndo e sai dali indo de encontro com o Jin e oTae que já me esperavam ali na frente do beco.

— Você ficou louco seu moleque? Você sabe como aqui é perigoso a esta hora ainda vai e se esconde em beco tão escuro como este. Pensei que já havia lhe falado como esse bairro é perigoso e que não se pode andar bobeando desta forma. — Brigou Jin, sua expressão estava séria mais sabia que era apenas preocupação comigo.

— M...me desculpe hyung. Isto não irá se repetir. — Garanti ainda perdido enquanto olhava para trás alguns vezes, aonde aquele ser havia se metido. Não sei se sentia medo ou alívio, havia visto um assassinato e não sabia se minha vida estaria segura de agora em diante.

— Espero! — Resmungou me entregando um sacola com meu lanche.

— Vamos logo gente. Está esfriando e eu estou louco para comer logo está delícia aqui. — Tae se pronunciou enquanto passava a mão pelo braço, mostrando que estava com frio.

— Vamos. Estou morrendo de fome também. — Comentei e sorri fraco, tentando não mostrar que estava agoniado e que tinha algo que estava me incomodando.

Depois daquele pequeno diálogo passamos a caminhar em direção a nossa casa. Sim, nós três moramos juntos desde quando chegamos aqui em seoul.

O caminho estava sendo silencioso, meu olhar vagava pelas ruas e assim que olhei para o outro lado da pista, vi aquele ser novamente, seu olhar estava focado em nossa direção e ele logo colocou o dedo sobre os lábios, pedindo silêncio.

Engoli em seco, aumentando a velocidade dos passos e já sentia minha respiração descompensada. Aquilo só podia ser um sonho...sonho não, um tremendo pesadelo!


Notas Finais


Ignorem os erros.
O que acharam? Tinua?
Bye anjos❤✊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...