1. Spirit Fanfics >
  2. Jikook- Bunny killer >
  3. Chapter 03

História Jikook- Bunny killer - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura, Mochis📖❤

Capítulo 3 - Chapter 03


Fanfic / Fanfiction Jikook- Bunny killer - Capítulo 3 - Chapter 03

          Park Jimin Pov

Meus pés clamavam por descanso, minha respiração estava totalmente desregulada, não aguentava mais correr mas se parasse agora não teria mais volta, seria a ida perfeita para minha súbita morte, precisava tentar, usar o restante de força que me restava para fugir daquele mostro, pelo menos tentar.

Levei minha mão em direção em minha bochecha onde senti um líquido quente descer por lá, era meu sangue. Tinha me esquecido completamente do corte que ele havia feito em meu rosto, este que já começava a arder. Senti meu estômago revirar ao ver tanto sangue em minha mão. Precisava sair dali, nem que fosse a última coisa que eu fizesse.

— Não aguento mais... — Resmunguei pausadamente, após ter me escondido dentro de um armário velho de madeira que tinha em uma daquelas salas mal iluminadas. A casa é enorme e todas as portas e janelas estão trancadas, ele havia pensando em tudo antes de me levar pra aquele lugar.

— Preciso sair daqui! — Repeti aquele frase várias e várias vezes em minha mente enquanto tentava bolar um plano, achar uma solução para escapar dali mas não tinha, nada vinha em minha mente.

Senti meu corpo tensionar e um calafrio percorrer meu corpo ao ouvir o ranger da porta e o barulho de algum ferro arranhando o piso e logo uma voz abafa começar a cantarolar. Estava quase fundindo meu corpo no final daquele armário. Levei minha mão em direção a minha boca no mesmo instante, conforme os passos iam se aproximando do armário.

       É no calar da noite

   Um mostro frio sorridente a se aproximar

     Não chore, não se afoite

  Nem mesmo terá chance de gritar.

Continuou cantando enquanto continuava a arranhar o chão com algum tipo de ferro, sua voz era abafada pela máscara mas saia rouca e grave. 

     — Não fuja Jimin-ssi, mesmo se você tentar se esconder, sempre irei saber onde você está! — Ditou com um tom de voz divertido, logo voltou a cantarolar, ao olhar pra baixo vi sua sombra, ele estava à frente do armário de onde estava. Arregalei meus olhos e já podia sentir lágrimas grossas descer, levei rapidamente minhas mãos até minha boca, fazendo pressão para que o barulho de soluço não saísse.

Ele riu. Parece conseguir ver e sentir meu desespero e logo voltou a cantarolar, agora com um tom mais sombrio e frio.

      Á noite que será seu fim

     Dormir e jamais acordar

    Sua vida se esvaindo enfim

    Hora de seus olhos fechar!

No mesmo momento a porta do armário foi aberta com brutalidade, lá estava ele, Bunny killer, com a cabeça pendida para o lado, me encarando fixamente. Consegui ver que era um pé de cabra que ele estava arrastando pelo piso, causando aquele barulho tão perturbador. Arregalei meus olhos e tentei gritar, mas minha voz não saia.

— Hora de fechar os olhos para sempre, meu amor!

....

— Não! — Me sentei na cama completamente ofegante e com o coração quase pulando para fora de minha boca.

Havia sonhado com ele novamente, ele estava em todos meus sonhos, sonhos não, pesadelos!

Desde aquele dia no beco não tenho conseguido dormir direito, sempre vejo vultos passeando por meu quarto e escuto assobios acompanhados de tal. Ele está me perseguindo, me vigiando, percebi que nunca estou sozinho, ele sempre me observando, mesmo que eu não consiga ver. É desesperador!

— Foi apenas um pesadelo! — Tentei convencer a mim mesmo enquanto passava meus dedos por meus fios enxargados de suor. Conseguia sentir o desespero que me assolava naquele sonho. — Mas... Parecia tão real. — Sussurrei pra mim mesmo, me deitando novamente na cama, abraçando um travesseiro que estava ao meu lado.

— É tudo coisa da minha imaginação. — Sussurrei outra vez. Estava ficando louco com toda aquela situação, só queria dormir uma única noite sem ter que acordar no meio da madrugada por conta de um sonho ruim ou por sentir a presença de mais alguém no cômodo. A coisa mais desesperadora é que nunca consigo ver nada, apenas sombras e mais sombras.

O relógio ainda marcavam 3:30 então fechei meus olhos e tentei dormir novamente, mas o que impedia era a letra daquela música que ele cantava no sonho havia ficado em minha cabeça assim como cada palavra que ele ia dizendo.

— Não importa o quanto que você tente fugir de mim, sempre irei saber onde você está!



Notas Finais


Ignorem os erros!
Eita kslsl.
O que acharam? Gostaram? Me digam por favor. A opinião de vocês são muito importante pra mim.
Bye anjos❤✊😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...