1. Spirit Fanfics >
  2. JIKOOK-Eu odeio você (ABO) >
  3. Fire

História JIKOOK-Eu odeio você (ABO) - Capítulo 92


Escrita por:


Notas do Autor


FOTO DA CAPA:
01_ Hana, imaginem as covinhas nela.

02_ Eun-ji (O imaginem um pouco mais parecido com Yoongi, mas ele é basicamente lindo assim *na minha cabeça*)

03_ Chaewon. (Sinceramente... quase morro com esse menino, porque é igual eu imagino o Chae *Coloquem o sorriso quadrado na cara dele aí*)

04_ Baek Hyeon. (Um pouco mais moreno igual a Hana é claro e a boca um pouco mais grossa *São gêmeos afinal*)

05_ Sohye (Só tenho a declarar que eu estou chocada em como demorei para achar ela. *Imaginem a raiz negra do cabelo*)

BOA LEITURA❤❤❤

Capítulo 92 - Fire


Fanfic / Fanfiction JIKOOK-Eu odeio você (ABO) - Capítulo 92 - Fire

~Jimin on~

-O dia foi tranquilo... Ji irritado como sempre e Soh estudando e tentando fazer o pequeno mudar de ideia. Já é noite... um pouco tarde na verdade. Termino de me vestir depois de quarenta minutos na banheira relaxante. Sorrio para o meu reflexo no espelho e me viro em vários ângulos... "Lindas! Somos lindas de mais. Puta merda!". Sorrio bobo... Quero o Jungkookie. Arrasto meus pés cobertos pelas meias finas no decorrer do grande corredor. Soh foi dormir na Hana hoje... Ji-Hye dormiu antes de eu ir para o banho. Jungkook... está trancado naquela 'cela' dele. Suspiro abrindo a porta e o avistando sentado na cadeira de couro preto.-

Jm: Amor. -O chamo mas ele nem dá o mínimo sinal de atenção. Está focado na tela do notebook... a luz alta brilhando em seu rosto. Chamei baixo de mais?- Amor.

Jk: Não está dormindo? -Diz ainda olhando a tela. Ora dormindo... ele bateu com a cabeça por acaso? E desde quando eu durmo sem ele ou ele sem mim?-

Jm: Não... vim te buscar.  -Ele não responde nada então ando até detrás dele e puxo sua cadeira, a afastando e sentando em seu colo-

Jk: Amor, eu tenho que fa-

Jm: Já é noite. Não combinamos sobre as noites? -Ele me olha apressado-

Jk: Mas eu tenho qu- 

-Seguro seu rosto o beijando caloroso... mas ele parece estar tentando se livrar de mim. Sinto suas mãos em minha cintura, deslizando sobre a blusa social que é dele, mas que eu estou vestindo agora. Rebolo lento e forte contra o seu membro, levo minhas mãos à sua nuca e arranho sua pele... recebendo um arfar do alfa. Ele aperta minha cintura e resmunga algo que eu abafo com a língua. "Por que ele não está duro ainda Jiminnie?! Estamos fazendo certo... tenho certeza". Aumento a velocidade dos movimentos em seu colo e ele aperta minha cintura. Por que não está quente?-

Jk: Aam... -Mordo seu lábio tentando não parar o beijo, mas ele se separa quando ouve o notebook notificar algo- Amor, eu estou fazendo alg_

Jm: Pois fique aí! 

-Bufo irritado saindo de cima dele e andando apressado até a porta. A fecho com um barulho um pouco alto e entrando no meu quarto, me jogo na cama. 'Tenho que olhar isso' 'Tenho que olhar aquilo' 'Amor, estou trabalhando agora' 'Depois recompenso você' 'É algo importante' BLÁ BLÁ BLÁ. E eu poxa? Onde eu fico nessa porcaria toda. O que é que custa descansar quando está em casa? Sempre trabalhando... trabalhando. Tomara que morra trabalhado. NÃO ESPERA! Não morra não.-

Jm: Cretino, babaca, idiota, canalha. -Reclamo abrindo meu notebook-  Posso trabalhar também. Quem precisa de Alfas e noites quentes? NINGUÉM PRECISA. Minnie cale a droga da boca. -Abro uma sala de bate papo com um aluno- Viu? Podemos trabalhar também. Ninguém precisa transar certo? -"Ômegas marcados precisam.". Minnie... fique quietinha-

~Jimin off~


~Autora on~

-Jimin continuou dando dicas sobre os passos para o tal aluno. Um jovem de 23 anos, o qual no começo pareceu dar em cima de Jimin e Jungkook surtou e com certeza... porque o beta é realmente bonito e gente boa. Na verdade só queria dicas com os passos e bom, está conseguindo; A porta foi aberta por um Jungkook impaciente e ignorado. Jimin fingiu nem o notar ali, em pé na ponta da cama... continuou respondendo seu aluno dedicado e só olhou o alfa quando o maior arrancou seu notebook de suas mãos e o colocou sobre o colchão.-

 Jm: O que você quer ag-  Jungkook o beija intensamente e maliciosamente. Um beijo quente e rápido. Antes que Jimin pudesse protestar algo, uma das mãos do alfa já estava dentro de sua calça frouxa, apertando sua carne e brincando com o seu tecido íntimo-

Jk: Sabia que estava de calcinha. 

-Sussurra segurando no cós da calça de Jimin e a puxando para baixo. Memorizando a bela visão do seu marido sexy e vermelhinho antes de beijá-lo novamente. Jimin segura nos fios sedosos de Jungkook... nunca o vira tão intenso... tão quente e tão louco antes. Como queria transar com esse alfa, esse de agora... pelo resto da vida. Jungkook ainda chupando a língua de Jimin, Explorou o corpo já conhecido, com as mãos, passando as unhas pequenas por toda a pele do pequeno. Arranhando e acariciando em seguida, puxando as coxas de Jimin, se encaixando entre elas e movimentando seu quadril, rebolando contra a intimidade do Ômega. Jungkook sente suas costas serem arranhadas com força, as mãos de Jimin adentrando sua camisa pelo pescoço. As pontas dos dedos invadindo suas vestes e maltratando sua pele. Jimin tem a mania de arranhar Jungkook... desde sempre. É um modo que o Ômega tem de tentar se transmitir ao corpo do alfa, já que quem transmite o calor é o Lúpus. Jungkook não reclama... não quando Jimin o mima depois dos 'malstratos'... não quando Jimin o olha com amor, desejo e irritação de uma só vez, Exatamente como o está olhando agora. O ômega se pergunta o que caralhos deu em seu alfa hoje, esse olhar escarlate sobre si, a respiração ofegante e descontrolada, a pele suada e quente... tão quente. Jungkook desce os beijos molhados  ao membro 'coberto' pela calcinha transparente de Jimin. O Ômega ultimamente tem estado muito carente... manhoso e sensível. 'Bem que Nam avisou'. Pensou Jungkook a partir do momento que Jimin começou a querer transar a todo momento... seja na mesa, sofá, cadeira, chão, parede, banheira ou cama. Quando o alfa percebe... já está o chupando, o mordendo e lambendo. Igualmente agora. Com o tecido finíssimo já retirado de 'seu caminho', Jungkook provoca Jimin enquanto segura seu membro com força e pressão... mas não o chupará agora. Sorrir observando Jimin com o olhar em um canto qualquer, envergonhado e sôfrego de mais para encarar os olhos escarlates do seu alfa... não é o cio de Jungkook, mas Jimin chegou à um ponto que o faz enlouquecer tanto em uma noite de sexo normal... que parece um cio. Jimin sente seu corpo arder... sua pele aproveitar os toques de Jungkook, que agora estava beijando sua coxa esquerda... a lateral do centro. Sentindo uma pequena parte de sua pele ser sugada, mordida, lambida e soltada. "O LOBO DELE... ESTÁ LINDO! PORRA JIMINNIE... DÊ LOGO QUE EU QUERO TOCÁ-LO!".-

Jm: Amor-r... -Sussurra sentindo sua intimidade ser englobada pela boca espaçosa de Jungkook. Sua bunda sendo apertada fortemente e sua glande sendo pressionada entre dentes-

-Mas Jungkook nada disse, nada resmunga e nada o para agora... a não ser o pedido do seu marido, que no momento é tudo que ele menos quer... parar. O alfa deixa uma mão o auxiliando no pau de Jimin e a outra ele leva a sua camisa social 'violada' pelo pequeno. Abrindo os botões e pressionando os mamilos duros de Jimin entre seu indicador e seu polegar. "Ele está tão duro... Kookie... quero sentí-la...". Pressiona seu lobo em sua mente. A cada dia, semana, mês e ano que se passa... o desejo e o amor aumentam entre os dois. É algo inexplicável... e irresistível.-

Jm: Jung... Jungkookie... -Geme falho o Ômega sentindo seus mamilos rosados serem puxados com as unhas e suas bolas serem instigadas pelos dedos provocativos de Jungkook. Mexendo o quadril contra o alfa, mas tendo sua cintura segurada com força e os movimentos cessarem. 'Que tortura...'. Pensa o menor observando a boca de Jungkook lubrificado seu membro dolorido-

-Jungkook sente a esperma de Jimin ser ejetada em sua boca... o líquido quente que ele engole e chupa barulhento mais uma vez o pau de Jimin. Se posiciona de joelhos e retira sua camisa azul a jogando no chão bem iluminado do quarto, dando a visão de seus músculos tão... excitantes a Jimin. Jungkook vem malhando controlado nesses anos... não é de mais e nem de menos... é... Jungkook. Encarando o corpo de Jimin de cima a baixo ainda entre as pernas do pequeno, enquanto abre os botões de sua calça, o zíper e em seguida massageia seu falo coberto pela boxer roxa e grossa. Seus chinelos já no chão e seus músculos tensos junto ao maxilar travado. Fazendo Jimin arquear as costas e morder o lábio com vontade, depois de abocanhar seu mamilo durinho e pequeno... com um gosto super apetitoso. Sorrindo e puxando a pele do pequeno quando seus fios são pressionados entre os dedos do mesmo. Jeon Jimin... é irresistível meus amigos... e Jungkook é quem comprova isso.-

Jm: Awnh... -Geme alto quando sente um dedo de Jungkook acariciando sua entrada. A unha roçando suas redondezas e a língua o provocando em seu mamilo. Jungkook trocando o mamilo e sorrindo largo sentindo a entrada de Jimin piscando contra seu dedo. Mas não o enfiando... só o está provocando, como ele o foi provocar lá no escritório.-

-Jungkook de repente se afasta, ainda os olhos escarlates brilhosos e desejosos que Jimin estava evitando... se os olhasse... iria ficar mais submisso do que já está. Então apenas seguiu as costas nuas de Jungkook se movendo até o closet e o alfa voltando em seguida com um pote lacrado de lubrificante, o qual ele abriu mas sem despejar o líquido. O jogou na cama e pegando o notebook de Jimin, o deixou na mesa marrom do canto do quarto. Andando até a cama apressado e retirando sua calça juntamente com a cueca, deixando ambas juntas as outras peça no chão. Jimin desviando o olhar e sentindo o quadril de seu marido entre suas pernas... seu membro tocando suas partes íntimas. O pau pincelando sua pele agora quente, a glande grande ameaçando adentrar seu ânus piscante.-

Jk: Olhe para mim meu amor. -Ordena a voz controlada do alfa. Respirando fundo quando os olhos amarelados de Jimin encontram os seus, os olhos marejados... precisa estar dentro dele, agora- Shii... gema baixo ou iremos acordar nosso filhotinho. -Pediu o maior sussurrando rente ao ouvido alheio e tendo como resposta um aperto em sua bunda- 

-Beijando a orelha do marido e voltando a ficar de joelhos na cama, pegando o lubrificante e espalhando o líquido em sua extensão, pegando mais um pouco em seu indicador e médio e passando no buraquinho de Jimin. Adentrando a ponta dos dedos e ouvindo um gemido embaralhado do Ômega. Desferindo um tapa forte e ardente na coxa esquerda do pequeno antes se adentrá-lo com rapidez. Seu sexo escorregando pelo ânus de Jimin é a visão mais maravilhosa da sua vida, a que o faz gemer e amar. Jimin aberto e apertando os lençóis com os dedinhos dos pés, sentindo -se invadido e ouvindo sua loba ronronando dentro de si. Toda vez que dois lobos transam... se os seus lobos internos se amarem, eles verão um ao outro, tocarão e sentirão um ao outro. E tanto Minnie quanto o Lobinho esperam loucamente por esse momento. Por isso Jimin quer transar a toda hora... é sua Loba, são elas duas desejando sentir o alfa.-

Jk: Está gostando? -Indaga acertando com froça a próstata de Jimin e ouvindo um gemido do mesmo- Como amamos sentir vocês... -Sussurra seu lobo antes dos seus olhos revirarem pela pressão exercida sobre seu membro- Porra...

-Jimin sentindo a cama balançando e batendo um pouco contra a parede, o pau escorregando de fora para dentro e vice-versa. Já tinha gozado... mas se continuar assim gozaria novamente. Mas nem tudo é do jeito que Minnie quer... Jungkook estava gozando agora, dentro delas enquanto geme rouco e falhado. "Quê? Goza de novo...". Reclama a lobinha dentro de Jimin... ainda queria ficar aninhada ao seu alfa negro, mesmo podendo sentir seus sentimentos... não é a mesma coisa que sentí-lo durante o ato sexual.-

Jm: O que... foi isso? -Pergunta depois de Jungkook se deitar ao seu lado-

Jk: Foi você. Eu... estava esperando uma mensagem importante da minha Omma. Mas... você foi lá me provocar Jimin. -Olha para o pequeno, que está corado-

Jm: Pensei que estivesse trabalhando... sempre está e nem me dá mais atenção. -Resmunga retirando a camida e se enfiando em baixo do edredom... está frio-

Jk: Mas eu tenho que_

Jm: Resolver algo importante... blábláblá. Sempre é assim. -Se encolhe contra o colchão encarando Jungkook com o bico formado em seus lábios-

Jk: Desculpe meu amor. -Toca o biquinho no ômega que retira sua mão de lá-  O que eu tenho que fazer pra você me perdoar? -Debocha da birra do marido e o abraça já embaixo do lençol- 

Jm: Não quero mais você. -Diz se aninhando ao peito quente e nú do alfa- 

Jk: Também não quero mais você. É recíproco. -Puxa o Ômega para o seu peito e faz carinho em suas costas-

Jm: Se não parar de trabalhar em casa eu irei ficar de greve o resto da vida. Irei tomar remédio pro cio e irei dormir com Ji-Hye. -Explica-

Jk: Nããão... -Agarra o marido e rola com ele sobre a cama- Eu paro... vou tentar.

Jm: Também vou tentar não te dar um soco. -Sobe por completo em cima de Jungkook- Eu estou com frio... será que Sohye está com frio?

Jk: Ela provavelmente está obrigando Hana a agarrá-la agora. -Rir puxando Jimin pela coxa e o ajeitando sobre seu corpo- Eu te amo, meu amor. 

Jm: Vou te amar quando sair daquela 'cela'. -Morde o pescoço de Jungkook, que lhe dá um tapa na bunda- Ai...

Jk: Gostoso. Quero foder você de novo. Todos os dias. -Sorrir com Jimin se remexendo em cima de si- Vamos tomar banho, um banho quente.

Jm: Mas eu já havia tomado banho antes... -Reclama-

Jk: Só para me seduzir é? Bem que eu senti o cheiro dos sais... -Balança os pés cobertos-

Jm: Deixa eu chupar você?

Jk: Agora?

Jm: No banho... -Roça o rosto avermelhado na pele do alfa- 

Jk: Isso é o paraíso? -Debocha levando um tapa e mordidas fortes- Amor!


Enquanto isso...

Sy: Pensei que ele não gostasse de você... -Diz se aconchegando na alfa-

Hn: Eu também. Mas ele me beijou... Soh... foi bom.

Sy: Pensei que nós tiraríamos o Bv só com 30 anos. -Elas riram-

Hn: Eu pretendia... mas ele não deixou. Ele é lindo...

Sy: Branquelo e irritante também. -Debocha sorrindo- Hana... espero que dê tudo certo com vocês. Não se preocupe... não contarei a ninguém. Somos melhores amigas lembra?

Hn: Como quer que eu esqueça se você me recorda isso de hora em hora. -Resmunga rindo- 

Sy: Obrigada por me esquentar...

Hn: É melhor do que invadir o quarto dos seus Appas para se esquentar lá... ou agarrar o Ji. -Risos- Seu Appas devem estar aproveitando quando nem um de vocês dois invadem o quarto deles. Se é que me entende...

Sy: Respeita meu Appas sua pervertida! -A acerta com um travesseiro-

Hn: Culpe minha Omma. Ó... -Faz silêncio- Está ouvindo... é a Omma.


-No quarto mais distante estavam Namjin. Gemendo? Não. Brigando... ou melhor... Jin fazendo drama-

Jin: Me solta Nam! -Resmunga empurrando o tronco do alfa-

Nam: O que aconteceu com o Amor, vida, bebê? 

Jin: Vá perguntar pra sua nova secretária das coxas grossas. 

Nam: Quer dizer que você anda olhando para as coxas dela é? Que lindo senhor Kim. -Segura forte a cintura do Ômega o deixando colado a cômoda grande-

Jin: Lindo as coxas dela? Me solta! Estou de greve e eu não quero mais saber de você!

Nam: Vai acordar todo mundo se continuar gritando.

Jin: Amor! -Protesta quando a mão do alfa adentra sua calcinha- 

Nam: Poderíamos ir para um motel... não tem como foder você do modo que merece... aqui nessa casa. -Sussurra retirando sua mão e lambendo seus dedos-

Jin: Não sou uma quenga pra estar em Motel. -Remexe sobre o aperto do alfa-

Nam: Mas quando não tínhamos uma casa a gente ia. Tínhamos o quê? 16... 17?

Jin: Você era um puto convencido. Alfa irritante e manipulador. 

Nam: Foi você quem marcou um 'Encontro' comigo lá. Foi você quem me pediu pra te bater enquanto te fodia. Pensei que nem era virgem... pudor não tinha. -Rebate-

Jin: Eu era um puto virgem, recatado e da família. -Explica convencido-

Nam: Um puto que me fez pagar quase 300 dinheirinhos em menos de três dias naquele quarto. -Sorrir relembrando das fugas juvenis dos dois-

Jin: Bom, tem um quarto aqui... e agora. -Puxa repentinamente o alfa pelo pescoço, os dois membros excitados em contato-

Nam: Ah não querido. Eu vou punir você, entendeu? -Olha com os olhos vermelhos para o Ômega surpreso e intrigado-

Jin: O que vai fazer? -Indaga curioso-

Nam: Fique quieto. -Puxa o marido pelo braço e o joga de bruços na cama- Não queria ser bruto... mas foi você quem me provocou. Então agora... terá. -Desliza a mão pela bunda do Ômega. O corpo coberto apenas pela calcinha, um moletom e meias até os joelhos-

Jin: Nam...

Nam: É Alfa. -Desfere um tapa na carne do Ômega e morde o lóbulo de sua orelha- O que eu uso em você?...

-Resmunga retirando a própria roupa todinha e andando até o closet. A casa antiga os Park, agora reformada como eles quiseram. É uma pequena mansão. Cinco quartos e os outros cômodos necessários. Um quarto lá embaixo para a empregada que no caso é o próprio Seokjin. Mas a reforma foi uma péssima ideia... a espessura das novas paredes é fina e permite ouvir os gemidos dos dois quando altos de mais. Baek nem liga para isso... já Hana, zoa os Appas enquanto pode e adora os ver vermelhos de vergonha-

Nam: Vibrador... lubrificante... camisinha... quer mordaça querido? -Sorrir ladino-

Jin: Um chicote? -Debocha-

Nam: Quando formos para um motel. -Diz pegando os objetos e os colocando sobre a cama. Vibrador, camisinha, lubrificante, mordaça e algemas-  Sabe... foi uma excelente ideia essa cama de barras de ferro.  -Vira o marido de frente e abre o zíper do moletom escrito em vermelho: Open me (Me abra)-

Jin: Alfa...

Nam: Hum? Diga antes que eu lhe amordace. -Ordena jogando ao chão o moletom-

Jin: Quero chupar você. -Diz descendo o olhar ao pau duro e sujo pelo pré-gozo do alfa-

Nam: Ah não... hoje não bebê. Hoje, eu vou torturar seu lindo corpo e você não irá fazer nada. Mais alguma coisa?

Jin: Odeio você. -Balança as pernas que são seguradas pelas mãos grandes de Namjoom-

Nam: Me lembre disso quando estivermos brincando de Appa e Omma. Ou melhor... de Daddy e baby. Ou prefere de Dominador sádico e submisso? -Se inclina mordendo o lábio alheio- 

Jin: Submisso. -Responde suave-

Nam: De quatro ômega. -Ordena a voz do alfa e logo tem a visão do citado de quatro... bem empinado- As pernas... -Diz abaixando a calcinha bege enquanto Jin levanta os joelhos, o ajudando no ato-

Jin: Alfa.

Nam: Oi. -Diz beijando as nádegas do senhor Omma-

Jin: Queria o chicote... -Faz manha-

Nam: E eu quero que abra mais as pernas. -Fica em pé abrindo as pernas e deixando Jin aberto para si... a entrada rosada e saborosa- Vou foder tanto você querido.

-Sorrir com malícia antes de enfiar a boca carnuda no buraquinho de Jin. Metendo a língua com vontade e sugando a redondeza do orifício piscante. Jin revirando os olhos e quase arrancando a roupa de cama abaixo de si... Namjoom é um alfa doce e gentil... mas quando quer, é um dominador sádico e um marido puto de primeira; Soltando a bunda de Jin e pegando os objetos na cama. Puxando Jin e o sentando em sua frente, o ômega toca seu membro com as pontas dos dedos que são afastadas e repreendidas por um olhar avermelhado e sexy. Nam coloca a mordaça em volta da boca do marido, a prendendo e a amarrando direitinho. Jin o olhando sôfrego e obdecendo quando lhe é ordenado para subir na cama, onde nas barras suas mãos são algemadas e seu corpo é virado de bruços, resultando em um barulho metálico nos objetos. Nam sobe na cama ficando atrás de Jin, já de quatro e pega o lubrificante despejando uma pouca quantidade sobre os dedos e enfiando na entrada de Jin, que resmunga algo. Adentrando a saindo do buraquinho de Jin e observando o local 'brilhoso' pelo líquido. Jin mexe as mãos resultando num barulho um pouco alto quando Nam aumenta a velocidade da penetração, indo fundo e atolando seus dedos no ânus alheio. Tirando os dedos melecados e pegando o vibrador com mais lubrificante espalhado sobre o objeto, Nam o ativa e o desliza sobre as nádegas do Omma... a vibração aguçando os sentidos do mais velho e o fazendo gritar/gemer abafado quando o vibrador o adentra devagar. As pernas quase bambas pela potência pesada e o corpo suando frio... está frio hoje poxa.-

Nam: Tão lindo... -Move o objeto sexual para dentro e para fora, com força e com ousadia enquanto Jin aperta os olhos pelo excesso de prazer sentido em seu corpo inteirinho-  Já está bom...  -Retira o vibrador e pega a camisinha, cobrindo seu membro com ela e lubrificante. Sussurrando algo e segurando o ombro do Omma enquanto se atola dentro dele. Jogando o vibrador já desligado de lado e que acaba caindo no chão- Ops.

-Desfere um tapa forte na bundinha de Jin, que tem seu corpo movido para frente e para trás conforme as estocadas brutais e deliciosas... do jeito que os Appas gostam.-

Nam: Ah Jin... Quer gemer, seu puto? -Xinga recebendo uma reboladinha seguida de um pulinho- Acertei seu pontinho doce querido? Quer mais? -Jin tomba a cabeça para trás indicando para que tenha seus fios puxados, e assim é feito-  Então terá.

-Dito isso, Nam rebola rápido contra a bunda vermelha de Jin, desferindo tapas e arranhões brutais na carne alheia. Entrando com força e observando a camisinha amarela sobre seu pênis escorregando no orifício de seu marido dramático e pervertido. Suas bolas se chocando e uma mão apanhando o pau do Ômega, subindo e descendo, provocando sua glande melada e soltando o cabelo embaraçado de Jin, o trocando pela cintura fina. Puxando de uma vez o corpo do Omma e o chocando alto contra seu membro pulsante. A mão melada pela esperma de Jin, a qual ele lambe com gosto e ainda escorre uma gota sobre seus lábios. Logo se desfazendo na camisinha e beijando as costas de Jin. Puxando a camisinha e a dando um nó, o Appa a joga no lixeiro do canto, já com várias outras camisinhas-

Nam: Nem chupei você direito, não é? -Diz soltando os pulsos vermelhinhos de Jin das algemas- Mas agora estou cansado... amanhã eu chupo você todinho. -Retira a mordaça do ômega-

Jin: Amor... -Diz atacando seus lábios e o puxando pelos cabelos. Um beijo suado, desajeitado e bruto... igual a foda de alguns segundos atrás-

Nam: Vai dizer que me ama? -Sorrir com a mordida deixada em seu queixo-

Jin: Sou um um puto. Não amo ninguém. -Debocha e Nam o agarra, descendo a boca aos mamilos do Omma-

Nam: Então... não vai se importar se eu te maltratar mais um pouquinho... 

~Autora off~




...



Notas Finais


-Jimin e o fogo no cú
-Soh obrigando Hana a esquentá-la é a minha religião
-Namjin e o fogo inacabável


🖤🖤🖤🖤🖤🖤🖤🖤🖤🖤🖤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...