História (JIKOOK) OPERAÇÃO: Meu melhor amigo (não) incubado - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um.
Desculpe a demora.😚💜

Capítulo 3 - Estou bem, eu juro, por Jeon biscoito


PQP, o Taehyung ele mesmo, levou um amigo para morar com nós dois, até o final desse ano. 

O problema é o que o garoto ou seja, Park Jimin, é bonito, gostoso e muito "simpático" e "educado". 

Ele é muito ousado por partes mas, nada que Jeon Jungkook possa aguentar.

 No primeiro dia Taehyung já acabou com minha reputação, ele me deixou sozinho em casa, com o Park. FUDEU.

 Eu quase cedi ao beijo dele e se não fosse por Tae, eu já teria o beijado e eu estaria fudido.

[...]

- Tae, por favor me leva com você!?

- não posso, eu vou tranzar.

- ata. Então tá.

Ele sai sem me responder, que filho da minha linda tia - de consideração -.

E então eu me toquei que eu estava em pé a alguns minutos e Jimin não estava mais na sala. Legal.

Subi para meu querido quarto, tomar um banho para relaxar e comer.

Eu entro no box e tomo um banho demorado. Depois de terminar eu, saio com banheiro e coloco uma calça moletom - sem cueca, vale ressaltar - eu prefiro ficar com o pinto solto, e uma blusa azul de mangas longas, já que a temperatura estava um pouco baixa.

Saio do meu quarto e ando pelo corredor e chego na cozinha, e... OMG. Ferrou, meu pinto subiu. 

Vocês devem estar perguntando pq ele está falando isso? Pois bem, park Jimin estava de costas para minha pessoa, com uma calcinha preta, CALCINHA, isso mesmo., e um vestidinho preto de renda transparente. Meu Jesus Cristo, que visão dos céus e dos anjos que nele habita.

Pai nosso que estás no céu, santificado seja os pais de Jimin, por ter feito ele tão bem, e tão gostoso. 

Venha nós a realidade que eu estou fudido na mão de Jimin está noite. 

E que ele não perceba que eu concerteza estou com o pinto duro.

AMÉM!!

Jesus me guarde e me proteja...

Depois de minha breve oração, eu já tinha a atenção de Jimin que estava na minha frente, estralando alguns dedos para que eu pudesse acordar para vida. - já que eu estava no céu e não queria voltar tão cedo -.

- Jeon Jungkook!?

- Oi, jimin.

- ah que bom que saiu do seu transe. Tá bem?

- eu pareço bem?

- sim, mas, eu não sei o que passa na sua cabeça.

- você quer saber?

- sim, eu quero.

- vice está muito bonito nessa roupa. Caiu muito bem em você.

- obrigado. - rebola na frente do pau de jeon -

- jimin, o que está fazendo?

- nada.

Sê acredita que eu não consegui segurar minha boca e acabei falando merda.

- Jimin, você está muito gostoso.

- Jeon. Você não era hétero?

- eu era, mas, eu posso ficar gay, só para você.

- obrigado pela honra. E se você quiser, mais tarde eu passo no seu quarto. O que me diz?

- claro, eu iria adorar seu presença.

Puta merda! O que eu acabei de falar, eu não acredito. O jimin era uma tentação para minha pessoa e não podia mostrar meu lado gay. 

O Taehyung não iria me deixar quieto, assim que ele soubesse que eu era gay mesmo. 

E que a revista que ele achou debaixo da minha cama, servia para as altas horas na madrugada, quando eu batia minhas punhetas diárias.

Aiai, resistir a Park Jimin era um castigo pior do que qualquer coisa que você possa imaginar. Jimin era um pecado sem volta e aquela roupa que ele usava não ajudava em porra nenhuma. 

Minha impressão de bom moço e relutantemente minha postura de hétero, estava indo por água a baixo. Só para provocar, Park, de vez em quando, dava umas reboladas nada discretas, que meu sonho era estar dentro daquela enorme bunda.

[...]

Depois de jantár-mos, eu fui para meu quarto e me deitei, eu estava tão cansado que eu custava abrir o olho e me levantar para ir abrir a porta, para uma pessoa nada menos que senhor Park, que batia freneticamente para que eu abrisse a porta.

- já vai porra.

Vou até a porta e abro a mesma.

- que boca suja Jeon.

- ah, nem vem. Entra, vai ficar aí. E fecha a porta quando entrar.

Falei isso enquanto voltava a caminhar em direção a minha cama, que estava me chamando para poder deitar nela e acordar só no outro dia.

- tá cansado Jeon?

- estou. Pq?

- posso te dar um agrado?

- depende do agrado.

- que tal, um agrado bem gostoso?

- dependo do gostoso.

- um boquete e um cú.

- boa idéia. Mas, eu estou sem ânimo.

- eu faço tudo. Apenas relaxe.

Eu estava literalmente ferrado, eu iria transar com Jimin, o rei da porra toda.

Eu estava ancioso mas, não me sentia preparado para me mostrar gay de verdade.

Eu era muito sensível em quesitos de amor e sentimentos. Mas, eu posso te afirmar que eu nunca irei me apaixonar por Park Jimin.

Eu prometo!!

Um ponto de vista da autora: Jeon você já está ferrado. Pois você vai se apaixonar e vai ficar que nem cachorrinho atrás de seu dono. E boa sorte.





Notas Finais


Bjss e espero que gostem😚❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...