História Jikook: Um Amor Inesquecível - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Personagens Originais
Tags Bts, Drama, Jimin, Jungkook, Romance
Visualizações 98
Palavras 797
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 22 - Tudo ao normal...


Fanfic / Fanfiction Jikook: Um Amor Inesquecível - Capítulo 22 - Tudo ao normal...

Pov narrador

"Acabou... salvamos o dia" Taehyung fala abraçando Hani, enquanto a mesma estava inconsciente.

Jungkook leva Jimin para o quarto, o mesmo parecia bem mal.

-Er... Jimin?- Chama jungkook sentando ao lado de Jimin.

-sim...- deita a cabeça no ombro de jungkook.

Os cabelos molhados de Jimin cobriam os olhos do mesmo, aonde jungkook não conseguia ver sua espressão.

Para jungkook era uma tortura muito grande. Ver que Jimin se sentia mal, sua olheiras, sua alimentação não fora uma das boas.

-O que eles fizeram com você?- arrisca jungkook pergunta.

-bom, literalmente, um me tratou quase bem, e o outro... nem te conto.

-eu sei... você se alimentou bem?- pergunta Jungkook se levantando.

-não comi nada, nem dormi direito. O medo tomou conta de mim naquela casa- fala forçando um sorriso.

Jungkook queria chorar ao ouvir aquilo de Jimin. Suas marcas roxas era por quase o corpo todo. Eu tristeza não era vista, mas podia ser ouvida na voz do segurança.

-irei trazer algo pra você se alimentar- jungkook diz saindo do quarto.

"Ninguém mais irá machucar Jimin! Ninguém!" Pensa jungkook irritado.

Descendo as escadas via senhora Kim sentada no sofá olhando atentamente para suas mãos, as unhas quase todas ruidas pelo desespero.

-senhora Kim? Vá descansar- jungkook fala sentando ao lado da senhora.

-não dá... Hani, minha filha está lá... a risca de morrer.

-ela não irá morrer, já já eles chegam... a senhora verá.

A senhora olha Jungkook e lança um sorriso gentil. E logo em seguida da um abraço em jungkook.

-Obrigada jungkook- diz voltando sua atenção para as mãos tremidas- E Jimin está bem?

-um pouco, sentindo fome e sono. Parece que esses dois dias no cativeiro foi uma êxtase para jimin.

-Vou preparar algo para Jimin comer, eu sei as devidas proteínas que ele precisa agora.

-eu vou ajudar...

A comida fora preparada com as proteínas certas, para jimin. Senhora Kim fez um sopa leve com alguns legumes.

Jungkook sobe as escadas e entra no quarto de Jimin. Mas, vê o mesmo olhando tenso para a janela.

"Ah, que coisa fofa... Como eu te amo" jungkook pensa sorrindo e trancando a porta atrás de si.

Jimin percebe a presença de jungkook e lança um sorriso olhando para o mesmo.

-Que foi?- pergunta Jimin sorrindo de lado.

-você é tão fofo pensativo... aconteceu algo?- pergunto sentando a sua frente.

-sim, Hani... Taehyung... Eles estão bem?- Jimin pergunta preocupado olhando nos olhos de Jungkook.

Jungkook mexia na sopa, não sabia ao certo se eles estavam bem, mas lutava que sim.

-sim, eles vão voltar... pense positivo, nunca negativo- Jungkook responde sorrindo e dando um colher de sopa na boca de Jimin.

[...]

Taehyung chama um táxi. E logo em instantes o mesmo chega. Como Hani estava fraca tinha que ser carregada no colo.

-Está melhor?- pergunta Taehyung deitando a cabeça de Hani nas sua pernas.

-Sim...- Esboça um sorriso para Taehyung- Conseguimos Taetae, prendemos esses disgraçados... Estou feliz por você- fala fraca e acariciando a bochecha do mesmo.

-eu te amo minha corajosa pequena- fala Taehyung dando selinhos em Hani.

Hani se sentia acolhida nos braços de Taehyung.

"Como posso te amar?" Pensa olhando para o mesmo.

O táxi estaciona em frente a grande casa. Taehyung paga e ajuda Hani a sair do carro.

No mesmo estante Senhora Kim aparece sorridente abraçando Hani.

-Filha! Ó filha, você está viva!- fala a senhora sorrindo e abraçando Hani com todas as suas forças.

Atrás da mesma sai Jungkook. O menos esboça um sorriso ao ver Taehyung e Hani.

-Ah vocês estão bem!- Jungkook chega abraçando Taehyung.

-Agora nem precisa se preocupar! Eles estão presos!- fala Hani sorridente.

-vamos entrar!- a senhora diz ajudando Hani a entrar.

Todos entram e a senhora ajuda Hani a ir pro quarto. Só assim ficando Jungkook e Taehyung na sala.

-Obrigado Tae!- começa jungkook sorrindo.

-que isso Jeon! Eu fiz mais do que minha obrigação... fico bastante feliz em ter te ajudado, mas, não fui só eu... Hani é bastante forte- Taehyung fala a última frase esboçando um sorriso fraco.

Jungkook olha meio que de lado e percebe o que Taehyung falou.

-Gosta da Hani né?

-ah muito, me declarei para ela...

Jungkook fica surpreso a revelação. Sabia, que agora, Hani não ia mais tentar criar laços com ele.

-fico feliz... Ela é muito boa, legal... mas como você sabe, eu gosto muito do Jimin.

-Bom... Acho que Hani não sabe ainda disso...

-não, pois não tem nada definido no relacionamento meu e do Jimin...- falo sorrindo- mas, eu vou me declarar pra ele...

-Fico feliz... e o jimin está bem?- Taehyung pergunta se ajeitando no sofá.

-sim, esta repousando... Já já ele estará bem...

-Enfim acabou Jeon!

-Sim...

Taehyung e Jungkook esboçam um sorriso e continuam a conversa.

Continua...


Notas Finais


Até a próxima...
Capítulo bem interessante será o próximo...
Bjs do suga ✨ 🐼 ❤ 😍 💞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...