História Jily - Meus Vizinhos Irritantes - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alice Longbottom, Andromeda Tonks, Arthur Weasley, Bellatrix Lestrange, Dorcas Meadowes, Emmeline Vance, Euphemia Potter, Fabian Prewett, Fleamont Potter, Franco Longbottom, Gideon Prewett, Lílian Evans, Lucius Malfoy, Marlene Mckinnon, Molly Weasley, Narcissa Black Malfoy, Nymphadora Tonks, Órion Black, Pedro Pettigrew, Personagens Originais, Petunia Dursley, Regulus Black, Remo Lupin, Rodolfo Lestrange, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter
Tags Alice, Alternative Universe, Arthur, Aventura, Blackinnon, Emmeline, Frank, Franlice, James, Jily, Lily, Marlene, Marotos, Marthur, Molly, Narcisa, Nucius, Pedro, Pemmeline, Remus, Romance, Ronks, Roxanne, Sirius, Tonks
Visualizações 303
Palavras 1.316
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Juro solenemente não fazer nada de bom.
Voltei! Essa é a parte final do nosso rolê.
Na capa são a Molly e o Arthur.
Boa leitura e desculpa os erros.
Bjs da tia Mari

Capítulo 11 - Melhor rolê que você respeita - Parte Final


Fanfic / Fanfiction Jily - Meus Vizinhos Irritantes - Capítulo 11 - Melhor rolê que você respeita - Parte Final

Melhor rolê que você respeita! - Parte final

 

(Narrador)

 

-Eu simplesmente adorei aquele filme. A garota principal me define na vida. - Roxanne saiu da sala de cinema ainda rindo, assim como os outros

-A parte que mais me definiu foi quando ela falou “Foda-se!” e jogou a água toda da garrafa dela na cara do amigo dela. Parece eu com o James. - Lily comentou rindo também

-Mas a melhor parte foi quando o irmão mais velho dela pegou a cara dela e esfregou no vidro da janela. Aquilo sim foi hilário. - Sirius disse da mesma forma

-Certo. Alguém sabe que horas são? Minha mãe vai me matar se der meia-noite e eu não estiver em casa. E todos aqui sabemos como dona Euphemia Potter não é mulher que se deixe com raiva. - James falou um pouco assustado no final

-Relaxa. Ainda são oito e quarenta. Pode ficar fora de casa por mais… Alice ajuda aqui que o negócio bugou. - Marlene respondeu se virando para Alice

-Duas horas e dez minutos? Não pera. - a morena ficou pensativa – Acho que são vinte. Por que vocês só me fazem perguntas difíceis? Eu não sou de exatas. Eu sou de humanas. - ela olhou indignada para os amigos, que riram

-A Lills é a pessoa de exatas aqui. Eu sou de humanas, a Lice também, o Arthur é de biológicas, o Frank de ciências da natureza e a Lene, o Sirius e o James de preguiças. - Molly disse

-Ei! - James exclamou – Eu e a Roxanne somos os únicos de preguiças aqui. A Marlene é de cabelereiras e o Sirius de sonolências. - todos desataram a rir do que foi dito

-Bom, eu vou indo porque eu ainda tenho que arrumar meu quarto e quero ver se assisto mais um episódio de Grimm até meia-noite. Aliás, obrigada Lily. Por me apresentar o maravilhoso mundo dos blutbads. - Alice sorriu para a ruiva, que devolveu o sorriso com orgulho:

-De nada. É para isso que as amigas servem. Para te viciar em alguma série com algo relacionado a magia.

-Eu vou com você, Ali. Aproveitando que a sua casa é apenas duas casas depois da minha. Tchau gente. - Frank disse puxando Alice, que sorria mas assim que el virou as costas ela sibilou para os amigos “Me ajuda!”.

Os mesmos, apenas sorriram e levantaram os polegares em sinal positivo. A morena bufou silenciosamente e sibilou “Eu odeio vocês”, antes de sair de vista com Frank.

-Ah, o amor jovem. É tão bonito. - Arthur disse abraçando Molly por trás

-É. Eu lembro da nossa época como se fosse ontem. - a ruiva ri e beija o namorado

-Mas vocês são só dois anos mais velhos que nós. - Sirius disse indignado

-Por isso mesmo. Terminamos o ensino médio, somos maiores de idade e já fazemos faculdade meu amor. E namoramos a três anos. - Molly cruza os braços

-E talvez casemos em dois. - Arthur completou

-Vocês vão casar?!?!?! - Lily, Roxanne e Marlene indagam de olhos arregalados para o casal

-Ainda estamos avaliando as opções. - responderam juntos como se fosse a coisa mais normal para eles

-Enfim! - James cortou a conversa logo prevendo que as três desatariam a falar – Temos de ir porque eu acho que todos temos o que fazer ainda, não é?

-Sim eu tenho que colocar os livros da faculdade em ordem. A sorte é que as faculdades daqui não são internas. - Arthur falou – Quer dormir lá em casa, Molls?

-Claro! Meus pais disseram que era apenas para eu avisar caso fosse dormir lá portanto, tá de boas. Tchau gente! - ela respondeu e se despediram dos restantes

-Bom nós vamos indo – James disse por ele e Sirius – Você vem, Lírio?

-Eu tenho escolha por acaso? - ela falou suspirando – Vamos. E não me chame de lírio.

-Mas é como eu te chamo… - eles foram se afastando enquanto discutiam, deixando Marlene e Sirius com Roxanne.

-Bom, eu já vou indo porque se não meu pai me engole. - Marlene fala ajeitando a bolsa no ombro

-E eu vou atrás do projeto de casal. Tchau meninas.

-Tchau. - Marlene disse.

Roxanne passou por entre eles, se virou e disse:

-Eu sei o que vocês fizeram. E vão me explicar direitinho o que aconteceu. - ela falou ameaçadora e os dois se entreolharam, engolindo em seco – Bom, tchauzinho. - ela sorriu amigavelmente e se virou para ir embora

-Essa aí tinha que ser da Sonserina. - Sirius disse assustado

-Eu ouvi essa, Black. - ela revidou enquanto se afastava.

 

Quebra de Tempo

 

-Eu tô dizendo. Tem alguma coisa errada com o Remus. Ele tá mais… mais. - Sirius dizia para James e Lily enquanto caminhavam para casa – Eu não sei explicar.

-Ah, meu Deus. Será que ele tá apaixonado? - James entrou em pânico junto com Sirius, enquanto a Evans revirava os olhos

-Ai meu pai. Isso seria grave. O Moony é o mais trouxa de nós quatro. Depois do Wormtail, mas ainda assim. - o Black falou desesperado

-Vocês são malucos – ela bufou e balançou a cabeça negativamente – O que ele tem?

-Ele está espirrando demais, caindo de sono nas últimas vídeo chamadas que fizemos com ele e tossindo. - James responde enumerando

-Ele tá com virose seus retardados! - Lily diz inconformada com a mentalidade dos dois

-Graças a Deus! - eles disseram levantando as mãos para o céu. A ruiva bateu com uma mão na testa.

-Mas será possível que essas gentelhas só conseguem ficar fazendo baderna nas ruas. - escutaram alguém no começo da rua dizendo e reconheceram ser Avery, um seguidor radical de Voldemort que era conhecido entre os estudantes por fazer intimidações nos alunos que não tiveram pais que estudaram em seus atuais colégios.

Eles correram para atrás de uma árvore para se esconder e logo viram dobrando na esquina um pequeno grupo de comensais que se resumiam a Avery, Rockwood, Crabbe, Severo Snape e Lucius Malfoy. Este último estava com uma cara péssima e de quem não queria estar ali. Quando seu olhar cruzou com o dos três, ele olhou discretamente para o grupo de comensais e se voltou para eles sibilando: “Eu distraio eles e vocês correm para casa.”

Eles assentiram mas antes Lucius sibilou outra coisa: “Escondam a Lily.”. A garota, embora se destacasse mais que todos naquela escola, era o que eles chamavam de sangue-ruim, pois era a única da família a estudar lá, o que a tornava um alvo para aquele grupo.

 

Quebra de Tempo

 

-Essa foi por pouco. - James fala entrando dentro de casa junto com Sirius e Lilian.

-Pois é. Tenho certeza que daqui a pouco só ia sobrar uma Lilian cheia de ematomas Evans. - Lily disse e os dois se viraram para ela rapidamente:

-Não diga isso nem brincando. - neste momento, escutaram a campainha tocar. Sirius olhou pela janela e viu ser Lucius, sozinho. Acenou para James com a cabeça, que destrancou o portão eletrônico.

-Oi gente. - o loiro entrou ofegante. Ele chegou perto do sofá e se jogou no mesmo – Vocês não fazem ideia do quão difícil foi correr atrás de um garoto, que eu mesmo inventei, e fingir estar frustrado com a possível fuga dele. Eu tô exausto.

-O que eles tavam fazendo aqui? Eles nunca apareceram por essas bandas. - Lily perguntou intrigada

-Snape virou oficialmente um seguidor. E como cada dia a ronda é no bairro de um do grupo, hoje foi a de vocês. Uns entrando e outros tentando sair. - ele murmurou a última parte mas os três escutaram

-E por que você não sai? - indaga James

-É complexo. - o Malfoy diz desanimado – Bom vou indo. Até mais gente. Tomem cuidado. Eu mando mensagem nos dias que a ronda for aqui. - e dizendo isso, saiu da casa do Potter.

 

Continua…


Notas Finais


Eita gente que esse encontro aí foi tão maravilhoso, né? Nem um pouco tenso (percebam a ironia)
O que acharam? Comentem a sua opinião.
Bjs da tia Mari
Malfeito Feito!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...