História Jimin, a garrafa térmica - Em correção - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Namjin, Vkookseok, Yoonmin
Visualizações 236
Palavras 296
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - A tampa do bultaoreone


Fanfic / Fanfiction Jimin, a garrafa térmica - Em correção - Capítulo 2 - A tampa do bultaoreone

      Ok, o Taehyung já sabe de tudo, não consegui engana-lo nem um pouco. Jungkook está mais feliz do que o normal, afinal de contas, quando o senpai nota não tem como esconder a mudança de humor, e sim! Foi isso mesmo que vocês leram, um toddynho gosta de um ser humano.

                 TaeTae ainda não havia chegado em casa e estávamos sozinho, ele foi comprar uma tampa macumbada para mim, mas também, quem é que não vai depois de milhões e milhões de  pedidos para ele o fazer?

                           Escuto a porta da cozinha se abrindo e logo aparece um Taehyung descabelado, cheirando muito mal e com pingos de suor escorrendo pela testa.

- Menino, a quanto tempo tu não banha?

- De nada - O mesmo responde colocando uma tampa do meu lado - Toddynho, venha me fazer companhia!

- Opa, agora! - Fala de forma maliciosa enquanto é levado.

                                  A tampa é tão bonita e novinha, tem cheiro de novo e parece ser de boa qualidade, daqueles que caem no chão e não racha, exceção do Namjoon, se cair das mãos dele, não importa a marca, vai quebrar. 

- O-oi! - Falo tímido.

- Olha, vou logo avisando antes que de merda. Quando eu estiver dormindo não me acorde ou jogo bultaoreune na sua cara.

- Eita bicho bruto! - Rio.

                            De repente escuto um grito fino, esse gosta de um falsete. Uma corrida desesperada soou em direção a porta, Taehyung a abriu com uma escova de dente na mão.

- Quantos objetos macumbados tem aqui? - Ele pergunta arqueando a sobrancelha.

- Pelo que eu sei, 3. Por quê?

                              Ele levanta a escova em nossa direção.

- Oiii abiquinhos! Sou o J-Hope. - Diz de um jeito animado e infantil. Mais um para a familia.

                                       

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...