1. Spirit Fanfics >
  2. JIROSE, Lembra de mim. >
  3. Último capítulo Parte 3

História JIROSE, Lembra de mim. - Capítulo 72


Escrita por: MAisafanfic

Notas do Autor


Voltei com a finalização dessa fic 😍
Meu Deus, quanto tempo passamos juntos meus queridos leitores 💖
Muito muito obrigada por permanecer comigo até o fim, vocês são demais 😉

Capítulo 72 - Último capítulo Parte 3


Fanfic / Fanfiction JIROSE, Lembra de mim. - Capítulo 72 - Último capítulo Parte 3

6 meses depois...

 

As ondas do mar se quebravam nas rochas, não longe dali. O clima estava agradável e Rosé se olhava no espelho com um sorriso no rosto. Aquele dia finalmente tinha chegado.

O dia do seu casamento com o amor da sua vida. Jimin

 

Rosé nem acreditava que estava a minutos de se casar com o Jimin. Depois de tudo o que aconteceu, ela ainda sentia um pouco de medo de algo acontecer e atrapalhar tudo. Mas o que poderia acontecer? Se somente ela e o Jimin sabia do casamento, sem contar o reverendo e seu casal de padrinhos, Hoseok e sua namorada Sook.

 

A decisão de um casamento quase secreto tinha sido em comum acordo entre ela e Jimin. Eles estavam cansados de exposições, só queriam uma vida normal e calma.

 

TOC TOC TOC ... 

 

A namorada do Hoseok bateu na porta.

 

- Pode entrar! Rosé falou conferindo sua make pela última vez.

 

Sook entrou.

 

- Como voce está linda! Ela disse sorrindo. - O Jimin vai cair de amor quando te ver. 

 

- Tem certeza? Não estou muito simples ?

 

Rosé vestia um tomara que caia branco, tão leve quantos as nuvens do céu. Seu cabelo com ondas delicadas. Ela usava brincos de pérolas e sua maquiagem somente realçava sua beleza natural.

 

- Você parece um anjo! É sério, está muito linda! 

 

Rosé suspirou aliviada.

 

- Eu trouxe seu buquê. Rosas brancas como me pediu. Sook entregou as flores para Rosé.

 

- Perfeito! Rosé agradeceu abraçando Sook. - Eu não posso deixar de te agradecer por tudo que fez por mim e pelo Jimin nesses últimos meses. Fico feliz porque o Hoseok encontrou alguém tão boa pra ele.

 

- Assim você vai me fazer chorar! Sook retribuiu o abraço da Rosé. - Eu que sou feliz por ter encontrado em você, uma amiga de verdade. Estou extremamente honrada em fazer parte desse momento , ainda mais sabendo de tudo o que passaram pra chegar até aqui.

 

- Não foi fácil, mas finalmente conseguimos. Rosé sorriu agradecida. 

 

- Então vamos? Seu noivo está ansioso te esperando no altar. 

 

Rosé sentiu um frio na barriga. Ela estava ansiosa, mas pronta para dar o primeiro passo para sua felicidade eterna ao lado do homem que amava.

 

...

 

O reverendo estava no seu lugar, Hoseok ao lado do amigo.

 

Jimin esperava Rosé no altar com impaciência. Ele sentia areia da praia nos seus pés e isso o lembrava de onde estava .

 

A cerimônia aconteceria na praia. Um pequeno altar foi colocado estratégicamente entre duas palmeiras. O caminho até ao altar fora feito com conchas e pétalas de rosas cor de rosa. Tudo tão simples e lindo. Delicado como a Rosé.

 

Sook andou apressada até onde Hoseok estava, e se colocou ao lado dele.

 

- Ela está linda! Sook sussurrou no ouvido do Jimin.

 

Jimin respirou fundo. Ele estava pronto. Tentou sorrir relaxado, mas estava nervoso.

 

...

 

Rosé andou até o caminho de pétalas. Ao olhar a sua frente viu Jimin. Ele estava perfeito, com uma camisa branca, os três botões de cima abertos mostrando sutilmente seu peitoral. Usava também uma  calça de linho. Ele parecia tão leve e confortável. Rosé o considerou perfeito.

- Meu homem! Falou consigo mesma.

 

...

 

Quando Jimin viu Rosé de noiva, teve que se segurar para não se desestabilizar. Ele só queria pegar Rosé pela mão e fugir dali. Ele  queria esconder sua noiva pra ninguém ver tamanha perfeição, somente ele.

 

Rosé sorriu com a expressão dele e começou a andar em sua direção. O mar estava atrás dela e uma brisa suave agitava seu cabelo e vestido .

 

- Perfeita! Jimin gesticulou com boca. Seus olhos sorriam.

 

Rosé corou.

 

- Eu te amo ! Rosé também gesticulou.

 

Os olhos dos Jimin estavam quase transbordando, mas ele não se importou. Ele nunca esconderia tamanha emoção da noiva.

 

Rosé chegou a um passo do Jimin e ele a segurou pela mão. As duas mãos suadas de nervosismo. Até isso eles tinham em comum.

 

- Estamos aqui nessa linda manhã, manhã que Deus preparou para unir esse casal em matrimônio. 

 

O reverendo começou seu sermão.

 

-  Não existe nada no mundo mais forte e poderoso que o amor. O amor é capaz de transformar! Quem ama é capaz de coisas extraordinárias. E eu desejo que o amor de vocês possa alcançar coisas extraordinárias e que seja eterno. 

 

Rosé e Jimin trocaram um olhar significativo. O amor deles já tinha alcançado o extraordinário. Prova disso era estarem unidos depois de tantos obstáculos.

 

- Jimin e Rosé, a partir de hoje, vocês se tornam uma só carne, uma so pessoa. Lembre- se que o objetivo do casamento não é ser feliz, é fazer o outro feliz. Se tiverem esse pensamento, esse amor vai prevalecer até o último dia das suas vidas.

 

Jimin e Rosé assentiram. O para sempre era tudo o que mais desejavam.

 

- Vamos dar incio a troca das alianças...

 

Hoseok tirou as alianças do bolso e as  entregou para o reverendo. Ele e Sook estavam de mãos dadas, estavam tão apaixonados, que  já queriam se casar também.

 

- Enquanto os noivos trocam as alianças, estarei recitando um trecho da Bíblia escolhida pela noiva.  O reverendo os informou.

 

O reverendo entregou a aliança do Jimin para Rosé, e a da Rosé para Jimin.

 

- O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha.Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, e não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade.Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

 

Nesse momento Rosé e Jimin trocaram as alianças e Jimin beijou os lábios da sua esposa com doçura antes mesmo do reverendo terminar.

 

- Eu te amo meu amor! Ele sussurrou nos lábios dela.

 

Rosé abraçou Jimin com lágrimas de felicidade rolando por seu rosto.

 

- Eu te amo para sempre! Meu amor, meu marido.

 

Jimin sorriu ao ouvir Rosé dizer "meu marido pela primeira vez. Ficou extasiado.

 

- O que Deus uniu o homem não separa. Agora são marido e mulher.

 

Sook e Hoseok jogaram pétalas de rosas nos noivos e Jimin beijou Rosé mais uma vez.

 

Depois que o casamento acabou, Jimin e Rosé se despediram dos amigos.

- Para onde vão? Sook perguntou empolgada.

- Eu não sei, meu marido quer fazer surpresa! Rosé respondeu ansiosa. - Não consigo nem imaginar onde vamos.

Jimin e Hoseok trocaram um olhar de cumplicidade. É claro que o melhor amigo do Jimin sabia onde eles iriam passar a lua de mel.

- E vocês? Vão marcar a data quando? Jimin brincou.

- Ainda é cedo! Sook respondeu meio incerta. - Para falar a verdade, queremos nós casar também, mas ...

 

- Vamos contar logo! Hoseok tomou a frente. - Nós vamos morar juntos, vê se vai dar certo. Falou todo feliz.

- É claro que vai dar certo! Vocês foram feitos um para o outro. Rosé incentivou.

- Obrigada amiga! Sook e Rosé se abraçaram.

- Amor temos que ir, precisamos buscar as malas. Jimin avisou. 

Rosé sentiu frio na barriga. 

- Vamos! Rosé falou. - Vocês tenham juízo e se cuidem. Falou para Hoseok e Sook.

- Pode deixar, que eu vou cuidar muito bem dessa gata aqui. Hoseok agarou a namorada e beijou o cabelo dela.

- Quanto amor! Jimin falou rindo. - Se cuida brother, nos vemos logo.

- Vocês é quem tem que se cuidar. Hiseok riu. - Ou vão acabar fazendo um filho na lua de mel.

Rosé corou até a raiz do cabelo.

- Amor! Sook o repreendeu. - Não constrange os noivos!

- Tô brincando! Hoseok se despediu dos amigos.

 

...

 

Jimin fez tanto mistério durante todo o processo de preparativo do casamento, mas estava na hora de revelar que a lua de mel deles seria num navio em alto mar. Jimin tinha planejado tudo.

- Amor, isso é incrível! Você conseguiu me surpreender. Rosé falou animada. - Isso é perfeito!

- Você ainda não viu nossa cabine. Jimin carregou as malas entre os corredores do navio.

Ao  entraram na cabine deles, Rosé ficou boquiaberta  tudo era muito luxuoso e de bom gosto.

- Uau! Rosé não conseguia dizer mais nada, só olhava tudo com admiração.

Jimin serviu Rosé de champanhe, logo em seguida se serviu também.

 

- Um brinde ao nosso amor!

 

Jimin falou olhando a esposa nos olhos.

 

- Um brinde a nossa história linda!

 

Rosé respondeu colando seu corpo no dele.

 

- Um brinde a nossa noite...

 

Jimin sussurrou no ouvido da Rosé.

 

- (...) que será quente e não tem hora para acabar! Rosé colocou sua taça e a do Jimin em cima de uma cômoda,  agarrou os ombros do marido.  Jimin não se conteve e a colocou em seu colo.

 

- Estou ansioso por isso! Jimin falou antes de mergulhar nos lábios carnudos da Rosé.

 

 

...

 

 

Seungkwan entrou com as pernas bambas no quarto onde Jooe estava, ele queria muito ter assistido o parto da sua filha, mas era final do semestre e ele não poderia perder as provas da faculdade.

 

- Amor!!!! Jooe se alegrou ao vê-lo.- Ainda bem que você chegou.

 

Seungkwan se aproximou da cama e deu uma geral no estado da esposa. - Como você está? Sofreu muito minha linda ? 

 

- Eu nunca mais terei outro filho!!! Ela começou a chorar. - Foi muito difícil amor, eu achei que ia morrer, fiz um escândalo daqueles, tô com vergonha até agora das enfermeiras.

 

Seungkwan abraçou a esposa e começou a chorar também. 

 

- Eu queria tanto ter te apoiado, você sabe o quanto eu queria ter estado presente. Me desculpa amor, eu sempre tô pensando no nosso futuro.

 

- Eu sei amor, minha mãe me ajudou muito, mas foi muito doloroso. Eu sofri muito.

 

- Eu sei que sim, você é uma guerreira, trouxe ao mundo nossa filhinha. Eu te amo. Seungkwan beijou a testa da esposa. Você é demais.

 

- Ahhh amor obrigada! Jooe limpou as lágrimas. - Nossa bebê é linda, toda perfeitinha.

 

- Onde ela está? Seungkwan perguntou ansioso. - Estou louco para vê-la.

 

- A enfermeira a levou para alguns exames, mas já já vão trazê-la de volta.

 

Toc toca toc...

 

- Eu trouxe a princesa de volta. A enfermeira anunciou.

 

Seungkwan sorriu de orelha a orelha. 

 

- Minha filha! Ele estendeu os braços para receber a filha.

 

- Que papai ansioso! A enfermeira brincou. - Vocês terão todo o tempo do mundo para aproveitar a menininha de vocês. 

 

Jooe sorriu com essa afirmação. Ela estava tão feliz que nem pensava mais no passado. Com o nascimento da sua filha tudo se encaixou. 

 

Seungkwan sentou numa poltrona com sua filha nos braços, ele tinha medo de ficar em pé com ela, então achou mais seguro se sentar.

 

- Ela é tão linda! É um anjo...

 

Seungkwan falou sozinho enquanto admirava a beleza da filha

 

- Eu a amo muito! Jooe falou emotiva. 

 

- Eu também a amo. Ela é o nosso amorzinho. Um pedacinho meu e teu.

 

- Obrigada por insistir em nós, obrigada por não me deixar, mesmo naquela época em que eu era tão rude com você.

 

- Por que está falando disso agora? Seungkwan perguntou confuso.

 

- Porque sua fé em mim, me proporcionou esse momento agora. Jooe falou com maturidade. - Se você não tivesse me amado acima da minha idiotice, nada disso estaria acontecendo.

 

Seungkwan se levantou e entregou a filha para os braços da Jooe.

 

- Eu sempre te amei, desde menino. Te amei em todas as etapas da minha vida e vou te amar para sempre. Ele beijou a testa da esposa.

 

Nesse momento os avós da pequenina entraram no quarto e ali foi só festa. O amor era palpável, todos em volta da pequena família da Jooe. Seu marido e filha.

 

Ali ela soube o que era ser amada, ser aceita e respeitada. Ela não mudaria nada, pois tudo estava perfeito.

 

 

...

 

Um ano depois

.

.

.

.

 

Rosé entrou debaixo do chuveiro sentindo a água bater em sua barriga. Ela nem acreditava que estava grávida, grávida de gêmeos. Uma menina e um menino, era uma milagre por vias naturais.

 

Ao ouvir o barulho do chuveiro ligado, Jimin não pôde se conter, tirou a roupa e entrou no box atrás dela.

 

- Uma mulher não pode ter um segundo de privacidade? Rosé perguntou de bom humor.

 

Jimin abraçou Rosé, pousando as mãos na barriga dela. 

 

- Não a minha. Jimin falou no ouvido dela.

 

Rosé riu.

 

- Eu tô brincando. Mas é irresistível!!!! Adoro tomar banho com você, ver sua barriga tão linda. Jimin beijou o pescoço da Rosé.

 

- Você é um pai tão coruja! Rosé falou acariciando as mãos dele. - Só fico imaginando quando os bebês nascerem.

 

- Eu quero ser tão bom quanto o meu pai foi pra mim. Jimin suspirou. - Só de pensar que daqui a quatro meses seremos pais de dois... Me dá até um frio na barriga.

 

- Eu também sinto esse frio na barriga. Será que vamos dar conta? Rosé perguntou insegura.

 

- Você vai ser uma ótima mãe, uma mãe perfeita. Você sabe cuidar, é amorosa, responsável. Você me transformou no homem que sou hoje, se você fez isso comigo, você pode tudo!

 

Jimin se declarou.

 

Rosé sorriu emocionada.

 

- Você me superestima! Rosé se virou acariciando o rosto do Jimin.

 

- Não é verdade. Você é incrível! Tudo o que você passou... Só uma pessoa forte poderia passar por isso amor. Jimin explicou. - Eu te amo tanto e tenho plena confiança em ti, então não pensa nisso. Você vai ser incrível.

 

- Obrigada amor... Ops! Rosé deu um pulo.

 

- Que foi isso? Jimin perguntou preocupado. - Sentiu dor? Tá sentindo algo de estranho? 

 

- Não amor. Rosé respondeu com os olhos cheios de lágrimas. Eu senti nossos pequenos se mexendo. Eles simplesmente começaram a mexer. Rosé ria de felicidade.

 

- Sério? Tá brincando né? Jimin perguntou empolgado.

 

- Não amor! Olha aqui...

 

Rosé colocou aos mãos do Jimin em sua barriga e ele pôde sentir os filhos.

 

- Ah meu Deus! Jimin sorriu todo emocionado. Ele se ajoelhou e beijou a barriga da esposa por diversas vezes.

 

- Eu já amo tanto vocês. Ele falou aos beijos e carinho na barriga da Rosé. - Minha menina e meu menino, papai ama vocês demais. Tá quentinho aí? Vocês ainda não sabem, mas a mãe de vocês é linda e amorosa, ela já é a melhor mãe que vocês poderiam ter.

 

Rosé nunca tinha se sentido tão feliz e plena na vida, aquele momento era tão perfeito que ela queria poder guardar num potinho para reviver sempre que quisesse.

 

- Você me deu tudo amor. Jimin falou abraçando Rosé. - Pobre rapaz rico que eu era, rico de dinheiro e pobre de amor. Você realmente me deu tudo.

 

- Você também me deu tudo amor. Desde o momento em que te vi pela primeira vez, tudo mudou na minha vida. Agora eu tenho você, nossos filhos. Uma vida digna, feliz como eu sempre desejei.

 

Jimin beijou a esposa. 

 

- Te amo minha Rosé.

 

- Te amo meu Jimin.

 

        .FIM.

.

.

.

.

.

��Tóquio ��

Milagre, é algo que muitos acreditam e outros não, até que um dia acontece com você.

Chanyeol no dia em que fora baleado, fora agraciado com um milagre.

Ainda nos braços da Rosé, ele recebeu os primeiros socorros e fora levado para o hospital as pressas. 

Seu estado era muito grave, mas naquele dia, tudo o que tinha que dar certo para ele ter uma chance de sobreviver , deu certo.

Foram semanas de internação, meses de recuperação, até ele ficar 100% , mas felizmente ele conseguiu.

Sua meta era aproveitar cada minuto  dessa segunda chance que a vida o havia proporcionado .Ele ainda pensava na Rosé de vez em quando, mas tinha a plena convicção de que no momento que entregou sua vida por ela, tudo tinha acabado ali. Seu amor por ela tinha chegado ao ápice e morreu como deveria ser.

Agora ele podia seguir em frente, conhecer outra pessoa, se apaixonar e devotar todo seu amor para alguém que fosse recíproco ao seu sentimento.

 

 

 

 

 


Notas Finais


Acabou meus amores 😭😭😭😭
Eu amei escrever essa linda história para vocês 💕
Obrigada por tanto ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...