1. Spirit Fanfics >
  2. Joah >
  3. Aceitando a Realidade

História Joah - Capítulo 14


Escrita por:


Capítulo 14 - Aceitando a Realidade


Fanfic / Fanfiction Joah - Capítulo 14 - Aceitando a Realidade

Havia voltado para a faculdade.. mas teria que voltar pra casa por um tempo.

Todos me encaravam enquanto eu me direcionava até o meu setor.

_ Você virou atração. - San apareceu do meu lado.

_ Parece que sim. - falei.

_ É bom te ter de volta. - colocou seu braço em volta do meu ombro.

_ Muita coisa mudou.. mas percebo que continua o mesmo. - falei e ele riu.

_ Alguém tinha que ser leal. - sorriu.

_ Achei que tinha acabado a faculdade. - falei.

_ Não. Yeosang e eu temos mais um ano. Seonghwa e Mingi que já acabaram. - explicou.

Fiquei o encarando por um tempo.

_ O que aconteceu? - perguntou.

_ Parecia que eu estava acordada todo esse tempo, mas tudo que eu achava ser real, na verdade era tudo mentira… então eu ainda estou assimilando a realidade. - falei.

_ Eu sou de verdade. - pegou minha mão e colocou em seu rosto.

Eu sentia a maciez de sua pele e seu calor.

"Não tem como isso ser mentira, certo?"

O que eu achava ser verdade, era mentira, então não sabia se podia acreditar na realidade de agora.

_ Pronta pra voltar pra realidade? - deu um sorriso meigo.

_ Não sei!! - sorri sem graça.

Eu estava saindo da faculdade e acabo esbarrando em alguém.

_ Ai!! - falei colocando a mão na cabeça.

_ Está tudo bem? - perguntou.

Olhei e era Seonghwa.

_ O impacto me deu um pouco de dor. - falei.

_ Mas está bem? Qualquer coisa eu te examino. - falou preocupado.

_ Está tudo bem Doutor. - falei e ele sorriu - Aliás, você se formou bem rápido. - o encarei.

_ Eu teria que cursar mais um ano. Mas eu fiz aulas extras, provas e consegui me formar um ano mais cedo. - explicou.

_ Você é mesmo incrível. - sorri e logo em seguida o encarei - O que faz aqui? - perguntei.

_ Achei que não ia perguntar. - sorriu - San vai competir agora a noite. Ele me intimou a vir. - falou.

_ Eu o encontrei hoje e ele não me disse nada. - falei.

_ Talvez não quisesse te chamar por questão da sua saúde. - falou.

_ Vamos.. eu vou com você. - falei indo em direção ao campo.

_ Sério? - perguntou me seguindo.

_ Sério Doutor, se eu passar mal, você tá lá. - falei e ele riu.

_ Você voltou do coma mais bem humorada. - ele riu.

Fomos para o campo, estava bem lotado.

San nos viu e correu até nos.

_ Você veio hyung!! - ele falou todo alegre.

_ Obrigada por me chamar viu San. - o encarei.

_ Achei que não ia poder vir por estar doente. - falou sem graça.

_ Eu entendo. - coloquei a mão em seu ombro - Tenha um bom jogo. - sorri.

_ Vejo vocês mais tarde. - foi saindo de lá - Ah, o Mingi está daquele lado. - apontou para a nossa esquerda enquanto corria para o meio do campo.

Olhamos e Mingi estava sentado sozinho na arquibancada.

Nos direcionamos até ele.

_ Oi mané. - Seonghwa se sentou ao lado dele.

_ Então você veio. - Mingi o olhou e depois me olhou.

_ Tirei a noite de folga. - falou.

Ficamos quietos por alguns segundos.

_ A sua noiva chata vem? - Seonghwa perguntou.

_ Não fala assim dela. - Mingi o encarou.

_ Nem vem, até você a acha insuportável. - Seonghwa riu.

Então Mingi o encarou sério.

_ Infelizmente ela vem. Ela ficou sabendo do jogo sabe lá como. - Mingi pareceu chateado.

_ Eu nunca vi uma garota tão grudenta como a noiva dele. - Seonghwa me olhou.

O que me tirou um riso alto.

Mingi me olhou.

_ Desculpe. - falei segurando o riso.

Então ele sorriu. Mas seu sorriso desapareceu em instantes.

Olhei pra trás e vi.. Lee Sara.

" O que? Ela é a noiva do Mingi?"

_ Mingi Oppa!! - ela falou toda manhosa, se aproximando.

Então ela foi passar por mim e parou.

_ Oi Jun Soo.. você esteve sumida. - falou.

_ Estava em coma! - falei séria.

Ela me olhou espantada, então Seonghwa e Mingi começaram a rir.

_ Pare de brincadeira. - ela falou brava indo se sentar ao lado de Mingi.

_ Percebi que você só tem olhos pro Mingi Oppa. - falei caçoando dela.

_ Ya!! - ela me olhou brava.

_ Aish.. - resmunguei alto, então Seonghwa me deu uma cutucada com o cotovelo.

Então sorri.

O jogo estava no intervalo, e fui no banheiro.

Quando estava saindo, tombei com o Mingi, que estava com algumas bebidas na mão.

_ Desculpe. - falei sem graça.

_ Ainda tem o costume de trombar com os outros. - ele sorriu.

Então sorri sem graça.

Ficamos quietos olhando pro nada.

_ Acho melhor voltarmos. - falei quebrando o gelo.

_ Vou ficar por mais um pouco. Dar uma respirada. - falou sério.

_ O que te convenceu a ficar noivo só por que seu pai queria? Você não tem cara de quem o obedeceria, pelo menos não a um ano atrás. - falei.

_ Ele ameaçou acabar com a carreira dos caras. - falou.

_ E ele tem poder pra fazer isso? - perguntei.

_ Apesar de a família deles serem muito poderosas e influentes, não é mais que o meu pai. - falou.

_ É uma pena. - falei - Ela parece gostar de você.. já há muito tempo. Mas de nada adianta se você não sentir o mesmo. - falei triste.

_ Talvez se alguém não tivesse dormido, seria diferente. - ele falou e saiu de lá.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...