1. Spirit Fanfics >
  2. Job's Killer - Taekook - vkook >
  3. Me abraça Jungkook.

História Job's Killer - Taekook - vkook - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


🍃 Oiie, boa leitura ^^ 🍃

✓ Ai gente kk, nunca apanhei tanto fazendo um capítulo rsrs

✓ Eu amei escreve-lô🤧💜

Capítulo 6 - Me abraça Jungkook.


Fanfic / Fanfiction Job's Killer - Taekook - vkook - Capítulo 6 - Me abraça Jungkook.

Taehyung já tinha ido para sua barraca, mas estava sem sono. Ele ficou pensando no momento estranho que havia acontecido com Jungkook. A guerra de travesseiros. Na imaginação dele era coisa para criança, Jungkook parecia uma criança. Ele tinha seu jeito e seu aspecto sorridente, mas também tinha a sua ficha criminal. Kim não podia sentir nada pelo garoto, afinal eram criminosos que apostaram por dinheiro. Mas, Taehyung estava estranho ultimamente. Não sabe ao certo porquê, ele não fazia idéia. 

[7:30 am. Refeitório do Acampamento.]

Estavam todos sentados na mesa, menos Jungkook. 

- Taehyung. -- Hoseok se pronunciou enquanto bebia seu café. -- 

- Hum..? 

- Porquê chegou tão tarde ontem? -- Taehyung arregala seus olhos, e limpa a garganta. --

- Eu...é...espera...você me viu..?!

- Todos nós vimos. -- Eles falam em uníssono. -- 

- Merda. -- Ele fala para si mesmo. -- Eu só tava...

- Eae gente. -- Jungkook chega se sentando com algumas snacks na mão. --

- Ah oi Jungkook. -- Jimin sorri. --

- Como você tá? -- Hoseok pergunta colocando suas mãos nos ombros de Jungkook. -- 

- Ah, eu tô bem. 

- Tem certeza..? -- Yoongi levanta uma sobrancelha. -- Quem cuidou dos seus machucados ontem? 

- Eu. -- Jungkook fala, engole em seco. --

- Nossa, como conseguiu cuidar de você mesmo Jungkook? -- Taehyung pergunta dando um sorriso. -- 

- Não enche Kim. 

- Afinal, você é tão fraquinho...assim fica difícil acreditar em você. 

- Você vai ver o fraquinho quando eu te encher de porrada! -- Ele se levanta. --

- Ei Jungkook! Abaixa a bola. -- Jungkook se senta com a fala de Hoseok. --

- Vocês viram o quê vai ser hoje? -- Yoongi dizia passando a mão pelos seus fios de cabelo. --

- Pelo que eu entendi, hoje a gente vai explorar o acampamento. E de noite vamos para a fogueira. -- Jimin bebe seu suco. --

- Explorar? Chato. -- Yoongi exclama. --

- Tudo pra você é chato Yoongi. -- Jimin fala. --

- Vocês vão aonde? 

- Eu vou dar uma passeada por aí. -- Taehyung fala se levantando da mesa. -- 

- Te vemos mais tarde Tae. -- Jimin fala acenando. Jungkook também se levanta. --

- Aonde vai Jungkook..? -- Hoseok fala. --

- Vou..no banheiro. Tchau. -- Ele corre na mesma direção que Taehyung havia ido. --

- Tchau. 

**

- Taehyung! 

- Hum... -- O mesmo vira para trás. -- Jungkook. O quê faz aqui? 

- Ah, só...não queria ficar lá, eles poderiam fazer mais perguntas e...

- E você iria mentir de novo. -- Ele ri. --

- É. 

- Foi o quê eu pensei. Fraquinho.

- Me chamou do quê? -- Jungkook se aproximava. -- 

- Fraquinho.

- Falou o cara que acreditou em conto de criança ontem. -- Ele ri, se lembrando da piada da aranha. --

- Quer que eu te bata? Hum..? -- Taehyung perguntou igualmente, se aproximando do garoto. -- 

- Tenho a opção de escolher aonde..?

- Pervertido!

- Sem graça. 

- Assassino pirata. 

- Inrustido.

- Vai a merda Jungkook.

- Vai tomar no cu Tae!

- O quê?

- V.A.I  T.O.M.A.R  N.O  C.U  T.A.E!

- Tae? Ah Tae. Eu lembro que tivemos uma conversa ontem.

- Af Taehyung. Todos te chamam de Tae.

- Eles são meus amigos Jungkook é diferente. 

- Uou. Eu me lembro de você falando que era meu amigo noite passada... -- Ele ajeitava a gravata. -- 

- Eu disse talvez. Não que você é de certeza. 

- Mas, já é um ponto positivo...não?

- Não. -- Jungkook revira seus olhos. -- 

- O quê vai fazer agora..?

- Caminhar por ai. 

- Caminhar por ai....eu posso ir com você?

- Você ficou maluco né? 

- Eu ja sou maluco Taehyung.

- Por isso não perde a piada. 

- Exatamente. 

- Você não pode. 

- E porquê? 

- Porquê? Porquê vai ficar me incomodando e agindo que nem um palhaço. 

- Palhaço? 

- É Jungkook.

- Eu sou engraçado?

- O quê? Não! -- Kim limpa a garganta. --

- Então porquê o palhaço..?

- Aish sla!

- Então posso ir com você?

- Se me incomodar, eu te arrebento. -- Jungkook sorri perverso. -- 

**

Taehyung estava sentando em um tronco de árvore, Jungkook vinha logo atrás. 

- Porquê se sentou ai? 

- Quero observar a natureza só isso.

- Oh. Observar a natureza? Não sabia que assassinos eram assim. -- Ele fala se sentando do lado de Taehyung, o mesmo o encara e chega um pouco mais para o lado oposto do tronco, se afastando milímetros de Jungkook. -- 

- Mas agora você sabe. 

- Porquê gosta da natureza..? -- Ele olha para baixo. -- 

- A natureza me trás lembranças Jungkook. 

- Que tipo de lembranças Tae? -- Jungkook havia o chamado de Tae não para provocar e sim para parecer carinhoso, Taehyung nem notou. -- 

- Minha família. 

- Sua...família? 

- Sim. 

- Como assim?

- Minha irmã gostava de brincar no quintal da minha casa. Ele colhia florzinhas, todos os dias eu ganhava uma cestinha cheia, minha mãe também. Nós éramos felizes. -- Ele ri. -- Mas... -- Seu sorriso se desfaz. -- minha mãe conheceu um cara. -- O mesmo olha para Jungkook, que estava sério. -- 

- O quê aconteceu Taehyung...? -- Jungkook se aproxima. -- 

- Ele... -- Taehyung olha para baixo. -- ele...destruiu tudo que eu tinha... -- Ele volta a encarar Jungkook seus olhos estavam caindo em lágrimas. -- 

- Tae?! Você está chorando..? 

- Me abraça Jungkook. 

- O quê?

- Me abraça. 

- Taehy...

- Por favor. -- Jungkook o encarou por alguns segundos. --

- Vem aqui. -- Ele abriu os braços e Taehyung se enterrou no abdômen do mesmo. -- O quê foi em..? O quê aconteceu com elas..? -- Ele dizia calmo. --

- Minha mãe morreu Jungkook...ela morreu. Estava doente... -- Jungkook arregala os olhos, Taehyung tira a cabeça do pescoço do mesmo e o olha ainda abraçados. -- Só ficou eu ele e a minha irmã...

- ...Tae...não fala mais...

- Ele tentou matar ela Jungkook! -- Taehyung cai em lágrimas e enterra sua cabeça novamente nos ombros do mais velho. -- 

- Tae...Taehyung, meus pêsames... -- Jungkook deixa cair lágrimas de seus olhos. --

- Pêsames? Desde quando se importa comigo..?

- Fica quieto. Só me abraça, eu tô aqui com você. -- Ele aperta Taehyung mais forte contra seu abdômen. -- 

- Jungkook... -- Ele se desfaz do abraço, o encarando. -- 

- Tae..?

- Me faz companhia...

- ... -- Taehyung o encara. -- 

- Vai pra barraca comigo..

- ... -- Jungkook o encara. -- C-claro.

Eles se levantam e vão para lá. 

**

- Espera espera. Vocês não vão para a fogueira hoje a noite? -- Hoseok estava sentado com os garotos na mesa. -- 

- Não... -- Jungkook encara Hoseok. -- 

- Vão ir para onde? -- Jimin falava. -- 

- Eu...eu vou ficar na minha barraca. -- Jungkook estava em pé, ao lado de Taehyung. -- 

- E você Tae? -- Yoongi mexia no relógio de seu pulso. -- 

- Vou...é... -- Ele olha Jungkook. -- Eu vou ajudar o diretor. -- Ele disse. --

- Ajudar ele? -- Jimin levanta uma sobrancelha. -- 

- É...ele pediu para eu ajudar ele em algumas coisas no escritório. 

- Ah. Se é assim...

- Eu..vou indo. -- Jungkook fala. -- 

- Eu também. -- Taehyung acena. --

**

Taehyung estava na barraca de Jungkook o mesmo estava lá. 

- E então..? O quê você queria aqui? -- Jungkook fala entrando e fechando o ziper. -- 

- Não sei. Acho que foi no momento de...

- No momento de tensão. 

- É..

- Eu estou com fome. Você tá? -- Taehyung assentiu. -- Vou fazer uma pipoca. 

- E desde quando pipoca é comida? 

- Desde quando eu decidi compra-la. -- Jungkook levanta as sobrancelhas. -- 

- Espertão. -- Taehyung revira os olhos. --

- Quer me ajudar? -- Jungkook caminhava até sua mochila. -- 

- Ajudo, mas onde vamos fazer pipoca em um acampamento? -- Taehyung levanta uma sobrancelha. -- 

- Na cozinha?

- Ah claro, como se aqui tivesse micro-ondas.

- Eu vi um na cozinha Taehyung.

- Que eu saiba não podemos entrar lá, se o diretor ver a gente...

- E quem disse que ele vai nos ver..? -- Jungkook se vira para Taehyung com a pipoca em suas mãos, ele faz um estralo com a língua no seu céu da boca. -- 

- Não Jungkook. Não.

- Sim Tae. Sim. 

- O quê você dis... 

- Eu disse Tae.

- Jungkook.

- Eu te chamei de Tae no "momento de tensão" e você assentiu. Então, agora eu tenho esse privilégio. Vamos! 

- Odeio você. 

- Eu também. -- Eles se encaram e reviram os olhos em uníssomo. -- 

Os dois estavam caminhando até entrada da cozinha, havia uma porta atrás do refeitório do acamapamento. Estava trancada. 

- Merda! Eu disse Jungkook! 

- Espera ai princesa. Você não sabe nada mesmo em. -- Jungkook tira um clipes material de seu bolso. --

- Fala sério Jungk... 

- Abriu. -- Ele olha para Taehyung vitorioso. -- 

- Que seja! Da licença. -- O mesmo entra, não havia ninguém. -- 

- Uau, para uma cozinha de acampamento até que é bonitinha. 

- Não estressa Kim. Pega uma vasilha pra mim. -- Ele colocava o saco de pipoca na mesa. --

- E como eu vou saber onde tem vasilha aqui?

- Procura. 

- Af Jungkook. 

- Preguiçoso. -- Kim revira os olhos, e procura uma vasilha para o garoto. -- 

- Essa serve?  -- Ele encontra uma dentro do balcão, Jungkook assentiu. -- Toma. 

- Obrigado. 

- Olha só...falando obrigado..

- Eu também sou educado Taehyung. -- Jungkook colocava algumas colheres de água e pipoca dentro do recipiente. -- Pega aquele plástico filme. -- Jungkook aponta para o mesmo, Taehyung o pega e entrega. -- 

- E agora? 

- Agora a gente coloca aqui. -- Jungkook coloca dentro do micro-ondas e aperta. -- Pronto. 

- Missão cumprida. 

- É, até que fazemos uma dupla legal. 

- Me erra Jungkook. -- O micro-ondas apita. --

- Opa. -- Jungkook abre a porta e pega uma luva. -- Af Taehyung não fica parado ai! Me ajuda! 

- Ta, ta. -- Taehyung segura a vasilha com uma toalha. -- Onde eu coloco? 

- Espera ai. -- Jungkook tira a luva e procura alguma tigela. -- Aqui. -- Ele segura uma e Taehyung coloca a pipoca dentro. Jungkook joga um pouco de sal. --

- Pronto. 

- Agora vamos voltar. 

- Voltar? 

- É Taehyung. 

- Temos que limpar isso primeiro...

- Ah é. -- Havia uma tigela cheia de sal, colheres, e pipocas que saltaram dentro do micro-ondas. --

- Eu lavo as coisas. 

- Eu tiro essas pipocas daqui de dentro. -- Jungkook solta a tigela na mesa e começa a tira-las. --

Depois que Taehyung havia terminado Jungkook ainda estava tentando tirar algumas pipocas do micro. 

- Quer uma ajuda ai..? -- Taehyung disse secando sua mão na toalha. --

- Não. -- Jungkook fecha o micro-ondas, comendo a última pipoca que havia ali. -- Terminei. 

- Ótimo, agora sim, vamos.

- Certo. -- Jungkook pega a tigela de pipoca e vai com Taehyung para a barraca. -- 

- Graças a deus. -- Taehyung falava se jogando no cobertor que havia ali. -- 

- Ei! Esse cobertor é meu! -- Jungkook fechava o zíper de sua barraca. --

- Não é mais... -- Ele ri. -- 

- Eu tenho outro mesmo. -- Jungkook se senta do lado de Taehyung. -- Ei, é...o quê vamos fazer agora? 

- Não sei...quer ler? 

- Ler Taehyung? -- Ele fica sério. --

- Ta ok isso não soou muito bem, você quer...conversar..?

- Me parece interessante. 

- Me passa a tigela aqui. -- Ele pega a mesma das mãos de Jungkook. -- 

- Ei! 

- O quê? Eu também fiz a pipoca! -- Taehyung faz biquinho. -- 

- Argh! Fez nada! Só me ajudou com os itens! 

- Da no mesmo! 

- Não da não! 

- Ah é? -- Taehyung empurra a tigela contra o abdômen de Jungkook. -- 

- Ai! Esqueceu que eu tô machucado?! 

- Não... -- Taehyung joga um travesseiro no mesmo. -- 

- Ai Taehyung! -- O mesmo estava rindo até que Jungkook coloca a vasilha de lado e taca um travesseiro no mesmo. -- 

- Ai! -- Taehyung o encara incrédulo. -- 

- Viu! Isso é que da mexer com criminoso. "Puff" -- Ele ri. -- 

- Quero uma revanche! 

- Então teremos! -- Os dois pegam travesseiros e começam a jogar uns nos outros, Taehyung estava sorrindo e Jungkook também, deixaram todas as diferenças de lado. Estavam felizes. -- Taehyung! Taehyung! 

- Ah nem vem Jungkook! Não vou cair nesse papo de novo!

- O HOSEOK! 

-  O quê?! -- Travesseirada. -- 

- Jeon Jungkook... -- Ele vira. -- 

- Acreditou de novo. -- Ele ria apontando para o mesmo. -- 

- Vai se tratar! -- Taehyung joga um travesseiro nele. --

- Vai você! -- Jungkook também joga. -- 

- Cala a boca! 

Eles ficaram jogando travesseiros até cansarem. Já era noite. 

- Tem mais pipoca ai? -- Taehyung perguntava. -- 

- Não. 

- Merda.

- É.

- Está cansado?

- Um pouco. 

- Dorme aqui.

- O quê? -- Taehyung arregala os olhos e encara Jungkook. -- 

- Dorme aqui. -- Jungkook o encara de volta. 

- Jungkook...eu...

- Por favor Tae. -- Jungkook coloca sua mão encima da coxa de Taehyung. -- 

- ... -- Ele desvia o olhar. -- Só hoje. 

- Yes! -- Jungkook sorri. -- Vou pegar um cobertor para você. -- O mesmo assentiu. -- 

**

Os dois estavam deitados de barriga para cima na barraca. 

- Tae.

- Oi. -- Eles falavam sem olhar um para o outro. 

- Vamos la fora? 

- O quê? 

- Quero observar as estrelas.

- Se sairmos assim eles vão ver a gente Jungkook, a fogueira é aqui atrás. 

- É atrás, mas podemos ficar na frente da barraca, tem um carro com teto solar aqui. Nós podemos entrar nele. O quê acha? 

- Tem certeza? Pela que eu sei o carro é do diretor. 

- E dai? Ele sempre deixa aberto! Vamos! 

- Ok Jungkook, vamos. 

Os dois se levantam e saem da barraca, chegam no carro e abrem o porta malas. 

- Uau. 

- Você quer ver algo mais uau ainda? Aperta esse botão aqui. -- Taehyung aperta e com isso o teto solar abre dando vista a várias estrelas. -- Que lindo. 

- Porquê está surpreso? 

- Eu não sei...só que...é muito lindo. 


---Bom gente aqui vocês imaginam aquela cena da Hyundai sabe? Que os Taekook abriram o teto solar haha.---


Taehyung observava o céu surpreso. 

- É lindo mesmo... -- Jungkook o encara ainda deitado no porta malas do carro sorrindo, Taehyung nem percebe. -- 

- Você é mais Taehyung. 

- O quê? -- Ele encara de volta. -- 

- Você é bonito... 

- Você também é Jungkook. 

- Eu sei. 

- Convencido! -- Eles riem. --

- Mas não é porquê você é bonito que eu ainda não tenho vontade de socar a sua cara.

- Eu também! -- Taehyung levanta as sobrancelhas. -- 

Eles ficam por um tempo admirando a beleza do céu. As vezes se encaravam e os olhares se perdiam. 

- Vamos voltar Jungkook.

- Mas já..?

- É! Eu tenho que cuidar desses seus machucados ai. 

- Hum. Vai cuidar de mim? 

- Você entendeu! Vem. 

Os dois saem do carro e entram na barraca.

**

- Ai! -- Jungkook reclama. -- 

- Calma! Estou quase lá...pronto. -- Taehyung termina de colocar os curativos. -- 

- Ufa. Vai dormir? -- O mesmo falava colocando sua camisa. -- 

- Vou. 

- Espera é... -- Jungkook coloca uma mão no ombro de Taehyung, os mesmos estavam sentados, Jungkook em seu saco de dormir e Kim em uma suposta cama de cobertores. -- 

- O quê? -- Ele se vira. -- 

- Posso... -- Desvia o olhar. -- 

- Pode..? -- Jungkook o encarou, segurou em sua nuca e deu um leve selinho. -- 

- Jungkook.

- Desculpa eu não me segurei e... -- O mesmo foi surpreendido com Taehyung devolvendo o beijo. Dessa vez envolvendo a língua, cheio de intensidade. Jungkook acariciou os cabelos de Taehyung, o mesmo segurou em seu rosto. -- 

- Por quê fez isso..?

- Alguma coisa me disse para eu fazer isso. Boa noite Jungkook. -- Ele se vira e deita. Jungkook engole em seco. -- 

- B...boa noite. -- Ele se vira do lado contrário. -- 



∆Continua....~


Notas Finais


🍃 Esse ficou gigante..KKK 🍃

✓ K i s s e s 🐔🐔


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...