1. Spirit Fanfics >
  2. Jogos Vorazes- Trigésima Edição >
  3. Treinos,notas e entrevistas

História Jogos Vorazes- Trigésima Edição - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Vamos para mais um capítulo..Uh uh

Capítulo 3 - Treinos,notas e entrevistas


Fanfic / Fanfiction Jogos Vorazes- Trigésima Edição - Capítulo 3 - Treinos,notas e entrevistas

As nove horas já estávamos no Ginásio de Treinamento,arrodeados de armas e todo tipo de campo cenográfico para treinos de luta e sobrevivência. Era a primeira vez que eu e Willow estávamos tão próximos de pessoas de outros Distritos assim.Os Carreiristas exalavam arrogância e maldade.Os de Distritos mais pobres que o 8,como o 12 e o 11 por exemplo,tinham uma aparência de medo e fome.

    A garota do 1,aquela de pele parda e cabelos compridos,continuava nos olhando com aquele olhar esnobe,o que já estava me irritando.Eu não.tenho coragem de matar ninguém  a não ser por defesa,mas acho.que se tivesse,ela estaria na minha lista escrita em letras de ouro só pra ter uma morte plausível.

   Um homem alto e musculoso chamado Carl nos passava algumas regras sobre o treino.E logo nos libera.

    Cher pela manhã nos disse que não deveríamos nos exibir na frente dos demais,para não mostrar nossas habilidades assim de cara.

   Decido ir aprender usar algo que sempre fui muito mal;arco e flecha, mas óbvio que meu péssimo desempenho só gerou risadas dos demais Tributos a volta.

 

"Vai ver quando eu enforcar vocês com uma boa armadilha de corda na arena,seus otarios." - penso.

     Os dias seguintes foram apenas isso...Levantar,café e treino...Levantar,café e treino...Levantar,café  e...

   Cher indicou alguns Tributos para que pudéssemos fazer aliança,mas eu particularmente não quis ninguém.Os únicos com quem troquei alguma palavra foram com Conor e  Jasmine do Distrito 9.Eles eram ótimos em saber quais ervas mais curavam  e quais te matavam em 1 minuto.Eles me contaram que todo grão que sai do Distrito 9 vai mais para  as mãos da Capital do.que para as panelas deles.Isso me deu uma certa pena.

    Me disseram também que eram capazes de criar clonagem de cereais,e até mutá-los,tornando eles mais saudáveis e maiores.

   Não me surpreende a Capital investir  os Distritos para que suas obras saiam mais perfeitas para eles.No Distrito 8 por exemplo podemos criar tecidos artificiais em máquinas.

    Chega o dia da apresentação individuais de nossas habilidades.Significava que seriamos levados para uma sala onde mostrariamos nossas melhores habilidades para um grupo individual de Organizadores dos Jogos Vorazes. Sem câmeras nem nada.

    Somos postos numa sala de espera e um por um é  chamado,começando pela garota,depois para o garoto.

   Começam a chamar a partir do Distrito 1 em diante.

    Quando chegam do meu,já estou suando frio. Assim que chamam meu nome Conor e Jasmine me desejam sorte.

   Quando entro na sala me apresento e começo a mostrar minha verdadeira habilidade com linhas e cordas.Armo uma armadilha de fios transparentes capazes de prender ou mutilar uma pessoa.Quebro uma garrafa de vidro e esmagou os cacos misturando com cola.Ao passar nos fios ou nas corda elas se tornam cortantes como lâminas.

   Os Idealizadores dos Jogos curtem,tanto que balançavam  a cabeça aprovando.

     Já a noite,Cher e Clementia nos convida para vermos as notas que tiramos nas apresentações individuais.O telão da sala de estar já estava ligado e o apresentador Claudius Templesmith locutava tudo com fervor.

   Como é  de costume as notas latas vão  para os Distritos 1,2 e 4.Os Tributos do 12,11 e 10 tiram notas nada satisfatórias. Eu  ainda consegui tirar um 10,o que me deixou bem animado.Willow tirou 7...Bem razoável,mas a fez logo chorar. Conor e Jasmine tiraram um 8...

    Os dois últimos dias seguintes de treino foram tensos.Os demais Tributos não.mais se olhavam da mesma forma.Se olhavam como presa.Os de notas mais baixas eram ignorados,mas as notas altas eram olhados como inimigos...co.l ameaças...Eu era um deles.Geralmente o Distrito 8 não tira notas tão boas,mas eu me superei.

    

     Fiona me levantou eufórica no últimos dia que eu ficaria na Capital,antes dos Jogos começarem.Meu estômago estava embrulhado só de imaginar que no dia seguinte estaríamos na arena,lutando e morrendo.Não sabíamos o que seria a arena...Pode ser um pântano, montanhas,floresta,praia...O que for...

    Fiona me levou novamente para a equipe de Preparação.Eles me.banharam três vezes,arrumaram minha sobrancelha,fizeram até um risquinho nela.Depois levantaram as pontinhas de meu bigode,arrumaram o.meu cabelo num topete charmoso,e me entregaram de volta a Fiona.

   Fiona me vestiu com uma calça preta justa,mocassins roxo,camisa de manga da mesma cor e um echarpe de lã  vermelho tão comprido que chegava ao chão...Pessoal exagerado esses da Capital.

    Quando encontrei Willow ela estava com um vestido justo de lã, e um chapéu de tecido rosa.Seu echarpe não.era tão comprido,e era de um lilás quase transparente.

    Ficamos em fila em frente os bastidores do palco onde o apresentador Caesar Flieckerman  apresentava os Tributos ao mundo.

   Um a um dos Distritos foi sendo chamado e entrevistado por ele,primeiro a garota,depois o garoto, também começando pelo Distrito 1.

   A insuportável garota do Distrito 1 se preenchia de soberba ao dizer que sua nota era de longe o que ela merecia,e que iria mostrar muito mais o que sabia em Jogo na arena.O garoto de seu Distrito,Judas,não era muito de falar mas pelo tamanho de suas mãos ele era capaz de quebrar um pescoço fácil, fácil.

   A garota gótica do 2 parecia sanguinária,e dizia ser tão fria quanto uma pedra de gelo.O garoto de seu Distrito também pagaria gostar de falar pouco.

   Logo foram 3,4(com.mais dois Carreiristas),5...os Tributos do sete eram irmãos gêmeos e se voluntariaram por conta própria, o que era quase raro já que somente os do 1,2 e 4 que fazem essa ação. Porém eles eram fortes,vi o quanto sabem manusear mortalmente um Machado.Alem de tudo tiveram uma boa nota,eram altos e fortes de tantos anos cortando lenha.O garoto era barbudo e se chamava Lucas...A garota de cabelos negros e lisos se chamava Evelyn.

    Logo foi Willow.Sua entrevista não foi lá das melhores já que todo tempo ela só olhava para o chão envergonhada e respondia mais com a cabeça.

  Aí veio eu...

    Ouvir a multidão gritando e aplaudindo enquanto eu estava debaixo daquelas luzes de holofotes só me deixaram com náusea,mas aguentei e sentei na poltrona ao lado de Caesar.

 

- Sabe de uma coisa- diz Caesar- ,eu amo o seu Distrito,amo mesmo.O que seria de nós  se não houvesse vocês para nós vestir,não é  verdade?O.que seria de nossos estilista e de nossos guarda-roupas.

-Teriam que costurar também,e ficarem com dedos feridos e inchados como os meus.

  

   Aquilo foi sério mas para Caesar pareceu uma piada,e logo ele é a plateia caíram na risada.Aff!

-Mas diga agora,Felix.Quem você deixou em seu Distrito a sua espera?Pai?Mãe?Uma namoradinha?

-Pais...e meu namorado.- engulo.um.choro ao.lembrar deles lá em casa olhandompara mim pela TV.

     Todos na plateia fazem um "óhhh"

    Caesar segura minha mão e me diz:

-Tenho certeza que você vai tentar vencer por eles,acertei?

-Vos certeza. Quando estamos aqui só pensamos na nossa família.Em quem amamos.Todo tempo imagino como será que eles irão superar minha morte se eu morrer.Mas sei que são fortes...Por isso sou também.Lutarei até meu último suspiro.

    Todos aplaudem.

- Isso mesmo,Felix.Vai lá e vence.Palmas para Felix Smith, Tributo do Distrito 8.

   Eu saio de lá ao som de aplausos. Quando passo perto dos demais Tributos para me sentar num assento atrás da fila para a espera do término do programa ,ouço a garota do 1 dizer bem alto "Ridículo ",para mim.Nao dou bola e me sento com elegância.

   

    Terminado o show, somos levados a nossos devidos lugares.Clementia se despede  de de nós.Cher manda a gente ignora cama já que tínhamos que estar firmes para o jogo do dia seguinte.

Eu particularmente chorei a noite toda imaginando o quanto minha.vida iria estar a prêmio a partir de amanhã. A carnificina iria começar.

   Rolei na cama pra lá e pra cá até conseguir dormir apenas um pouco e acordar ao som dos gritos de Cher na minha porta.

      Cher me acompanhou até o aerodeslizador da Capital.Ela se despede de mim e uma mulher de branco me puxa para dentro.

   Quando o aerodeslizador decola,ela aplica um chip rastreador no meu antebraço para me rastrear na arena.Sobrevoamos a Capital e logo nos afastamos dela rumo às catacumbas que ficavam abaixo da arena.Chamamos isso aqui de currais,o lugar de aguarde do gado antes de serem mortos.

    Fiona estava lá para me vestir com a roupa que usariamos no Jogo este ano.

   Era  um macacão impermeável de cor preta com zíper atrás de cor branca. Botas pretas de borracha leve que tinha furos nas laterais.

"Que arena será está..."- penso.

  

   Fiona me põe no cilindro de vidro que me lançará na arena e me deseja sorte.Estou tremendo.Tremendo.muito.Eu não quero morrer...

   O cilindro me sobe e sinto um sol causticante queimar minha cabeça.O ar seco e quente me atinge rapidamente...E de repente ao redor de mim os demais Tributos em seus pratos metálicos prontos para a partida.A Cornucópia estava estranhamente em cima de uma pequena montanha de pedras e plantas espinhosas, recheada de armas,suprimentos e remédios

   Olho ao redor...O calor insuportável, o sol inclemente,a quase escassa vegetação quase sem.folhas,o vento quente...Era uma caatinga.

   Eu estudei isso na escola há alguns anos.Antigos pesquisadores


Notas Finais


Até mais pessoal...Espero que estejam curtindo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...