História JoJo no Kimyou na Bouken - Ties Of Stars - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias JoJo no Kimyou na Bouken
Personagens Personagens Originais
Visualizações 14
Palavras 1.193
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Esporte, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Escrever no trem é dose aaaaaaaa

Capítulo 7 - Vamos para Morioh! - Parte 4 (Final)


Pov's: Kuro

 

-Jouta, eu já disse que posso carregar minha mala sozinha!- protestei enquanto tentava tomar minhas malas dos braços de Jouta, ele era um pouco mais alto que eu, mas não significava que eu era alguma tipo de anã de jardim ou coisa do tipo.

 

Estávamos no centro de Morioh, havíamos acabado de descer do ônibus ali para irmos pra casa. Paramos em frente a uma pequena fonte e Jouta, tentando dar uma de macho alfa, tomou minhas malas e se recusou a me devolvê-las até que chegássemos em casa, porém eu me recusei a aceitar aquilo e comecei a reclamar, muitas pessoas paravam para olhar aquela pequena confusão que se formava, deveriam achar que éramos loucos.

 

-Kurokata, eu sou um cavalheiro, tenho que carregar as malas da minha querida dama- ele ria e erguia os braços, tirando as malas do meu alcance- a casa da sua mãe está a dois quarteirões de distância, você não ia aguentar andar até lá carregando esse peso.

 

-A única dama que tem aqui é você! Me dá logo a droga das minhas malas!- eu saltei para tentar agarrar as malas e acabei fazendo Jouta perder o equilíbrio e cair para trás, derrubando um garoto que usava uma espécie de uniforme escolar japonês, outro cara estava com ele, ele tinha uma cara meio bizarra, usando o mesmo uniforme que o outro só que um pouco mais azulado.

 

-Oe! Cuidado seu idiota!- o da cara bizarra protestou.

 

-E-ei! Foi apenas um acidente!- Jouta protestou e o da cara bizarra o agarrou pela gola da camisa, eu me irritei e fui na direção daquele babaca, pronta pra colocar ele em seu devido lugar, porém o garoto que Jouta havia derrubado se levantou e empurrou o amigo da cara estranha de leve.

 

-Relaxa, Okuyasu, eu tô bem, foi apenas um acidente- o garoto sorriu e a primeira coisa que me chamou a atenção foi o seu penteado, um topete pompadour muito esquisito, nessa cidade só tem gente esquisita ou coisa assim? Bom, não me deu tempo de pensar em muita coisa, pois Jouta abafou um grito e falou:

 

-Cara! Eu sinto muito! Seu cabelo está um lixo! Deixa eu arrumar aqui- Jouta aproximou as mãos do cabelo do rapaz, mas parou assim que viu o tal Okuyasu recuando um passo.

 

-Oh não, você insultou o cabelo do Josuke! Ha! Está fodido!- ele riu e eu vi uma aura rosada cobrir o corpo do garoto do cabelo bizarro, Josuke.

 

-Aí... Cara... Que porra você falou do meu cabelo?! - Josuke levantou os olhos coléricos na direção de Jouta e eu ví um braço musculoso sair de suas costas.

 

Um Stand! Pronto para atacar...

 

-JOUTA!- eu saltei e empurrei Jouta bem na hora que o braço desferia um soco, que teria me acertado se Roxette não segurasse o punho com uma mão.

 

-U-um Stand?!- Okuyasu falou surpreso e Josuke me encarou franzindo o cenho.

 

-C-como é? Você é uma usuá...- com meu punho, desferi um soco no rosto do gigante e o lancei em direção à fonte.

 

-Roxette... Corte os laços- Roxette tomou forma ao meu lado e se movimentou em direção a Josuke, saltou e desferiu seu típico golpe que usava para cortar os laços Usuário/Stand.

 

-SHAAAAAAAAAAA- ela gritou, porém, antes que pudesse encostar no laço, eu me senti sendo puxada na direção do tal Okuyasu.

 

Me virei e o vi sorrindo, com um Stand semelhante a um robô dos anos 70 do seu lado, a mão direita do Stand brilhava e Okuyasu parecia ter o total controle da situação.

 

-The Hand...- ele chiou e abriu ainda mais o sorriso cínico...

 

...Que foi desfeito assim que Roxette socou seu maxilar, o lançando para o alto.

 

-Que idiota, atrai o inimigo para o próprio colo- ergui minha perna e desferi uma sequência de chutes poderosos que o acertavam no ar e o impediam de chegar ao chão- patético...

 

Desferi um último chute e o lancei em direção a fonte, para que Okuyasu ficasse na compahia do amigo.

 

-Pegou pesado- Jouta cruzou os braços- eles nem me bateram e a rua estava movimentada, tive que fazer o possível e o impossível pra apagar a mente das pessoas!- Smells Like Teen Spirit apareceu ao lado de Jouta, balançando a cabeça em sinal de negação.

 

-Desculpe...- eu tirei o pó das minhas roupas- apagou a mente de todo mundo?

 

Jouta assentiu e voltou a olhar pra fonte onde Josuke e Okuyasu já se recuperavam.

 

-Cortou os laços deles?- neguei e me aproximei calmamente, Roxette erguendo a mão, pronta para desferir o golpe final.

 

Quando algo novamente me paralisou.

 

-Kuro querida, não é legal bater nos familiares dos nossos amigos- minha mãe estava parada de braços cruzados, seu Stand, um humanóide preto-azulado, com lábios na cor amarela, nos braços, algo semelhante a duas longas mangas brancas de onde saíam fios de prata e um grande óculos estilo ciborgue que cobria toda a extensão dos olhos.

 

Jotaro, Frank e Ayane chegaram logo em seguida e Jotaro soltou um suspiro cansado.

 

-Yare Yare...- ele ajeitou o boné- Jouta, Kurokata, estes são Josuke Higashikata e Okuyasu Nijimura, dois dos seus aliados na investigação da Corporação Yomatsu...

 

Voltei meus olhos para a dupla que saía da fonte.

 

-O-oe Jotaro-san, e-esses são os usuários que você falou?- Josuke tentava ajeitar o cabelo molhado enquanto Okuyasu cuspia água da fonte.

 

-Sim, Jouta Jones e Kurokata Tsuno- Jotaro nos apresentou ao dois- conversaremos melhor na frente da antiga rua de Reimi Sugimoto, vamos, os outros devem estar a nossa espera- ele saiu sendo seguido pelo casal de Jones.

 

-Kuro meu amor, já que você jogou os dois rapazes na fonte por motivo nenhum, poderia ajudá-los a sair da fonte?- eu infelizmente não tive escolha, pois seu Stand, Pussycat Doll, lançou seus fios de prata em mim e passou a me controlar, me fazendo ir até a fonte e ajudar Josuke e Okuyasu a saírem dela- muito bem! O que dizemos as pessoas quando as jogamos em fontes?

 

-D-d-d-des... -eu odiava falar aquela porcaria de palavra estúpida, mas Pussycat Doll tinha o poder da persuasão- DESCULPA!

 

Jouta soltou uma gargalhada, o que me fez abaixar a cabeça e sair pisando duro, seguindo Jotaro e os outros.

 

Eu odiava Morioh!

 

..............

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

...............

 

Pov's: ??? 

 

Então, haviam mesmo outros usuários de Stand em Morioh... E dois deles estudavam na minha sala... Se não até mais que dois...

 

Eu estava apenas passeando quando eu vi, aquela garota do cabelo e olhos bonitos, batendo no Higashikata e no Nijimura e o amigo dela usando as tranças do Stand para apagar a mente do pessoal que passava ou coisa assim...

 

Eu estava escondido entre uns arbustos quando aquele cara, o tal Jouta, que não tinha cara de japonês, mas falava fluentemente, me encarou e usou as tranças para tentar apagar minha memória.

 

Porém, eu fui mais rápido e sussurrei:

 

-Y.M.C.A...- no mesmo minuto, eu me senti em três lugares ao mesmo tempo, minha mente fora apagada? Sim, mas em apenas um dos corpos, nos outros ela permaneceu intacta.

 

Agora eu me lembraria desses nomes: Jouta Jones, o meu novo alvo e Kurokata Tsuno, nova dona do meu coração....


Notas Finais


Tô em uma crise intrrna que só Jesus na causa -_-'' USAR UM TICKET TO RIDE EM MIM NGM USA NÉ?! AAAAAAAAA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...