História JoMaz - Um Carnaval Inesquecível - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Olá caros leitores, espero que gostem do capítulo de hoje. Beijão e boa leitura!!

Capítulo 6 - O Resultado.


Fanfic / Fanfiction JoMaz - Um Carnaval Inesquecível - Capítulo 6 - O Resultado.

Pov Thomaz 

Meu coração acelerou ao ver o que aquela moeda me mostrava, senti um frio na barriga, as pernas ficaram meio bambas, porém, eu mesmo havia criado aquela situação e agora tinha que ir até o fim.

- Anda cara, fala logo! Cara ou Coroa? - João perguntava, ele parecia estar tão nervoso quanto eu.

- Coroa... - Respondi em tom frio e um silêncio perturbador de instalou no local. 

João se sentou no sofá e posicionou suas duas mãos na cabeça, coçando os cabelos. Percebi que o resultado daquele jogo não havia amenizado em nada a sua tensão. 

- Cara, você não precisa fazer isso se não quiser... É uma bobagem - João disse. 

- Tá de boas, eu vim até aqui e inventei tudo isso... Agora eu vou até o fim - Respondi. 

- Tá, mas... Por onde começamos? Eu meto em você e pronto? 

- Não faço a menor ideia... Porque a gente não assiste a um porno e deixa rolar? 

- É... Beleza - João falou pegando o controle da smart e a ligando. 

O filme começou a rolar na TV e eu me sentei ao lado do João no sofá. Estamos completamente tensos, nem sei se conseguiríamos ficar excitados daquele jeito. Foi então que eu resolvi apenas focar no filme e por alguns minutos esquecer que o João Guilherme estava ali, do meu lado. Quando dei por mim percebi um enorme volume marcando na toalha dele, o João estava tão constrangido que nem ao menos se tocava. Engoli seco naquele momento, mas tomei coragem e levei lentamente a minha mão até o volume do João sob a toalha e comecei a aperta-lo. 

João 

Senti um arrepio no corpo todo quando a mão do Thomaz tocou o meu pau, mesmo que por cima da toalha. Tomei coragem e olhei em seus olhos, percebi que o mesmo também já estava me fitando... Flertamos por alguns minutos, enquanto ele massageava o meu membro, nossos rostos foram se aproximando, novamente podia sentir sua respiração de encontro a minha. Aquela altura as nossas testas já estavam coladas, alguém precisava dar o próximo passo e eu sabia que tinha que ser eu... afinal, o Thomaz não ia se arriscar a levar outro fora. Fecho meus olhos, tomo coragem e colo os meus lábios nos dele. 

Thomaz 

Um beijo calmo finalmente havia se iniciado, eu sentia como se já tivesse beijado aquela boca antes e provavelmente aquilo tinha de fato acontecido. O beijo calmo logo foi esquentando e a tensão que pesava sobre nós dois, finalmente estava dando lugar ao tesão que sentíamos um pelo outro. O clima estava bem gostoso e nós dois estávamos curtindo aquilo, tirei minha camisa e sentei no colo do João, de frente para ele continuado o beijo. Logo em seguida eu passei a beijar o seu pescoço, e aos poucos fui descendo até finamente chegar em seu pau. 

- E se eu errar? - Perguntei ao João, afinal eu nunca tinha feito aquilo. 

- Cara, relaxa... Nenhum de nós dois já chupou rola antes, só tenta fazer como as garotas do filme - João falou e nós trocamos um sorriso. 

Abri a toalha e então o João estava mais uma vez completamente sem roupas em minha frente... Seu pau estava bastante duro e pulsando, mais uma vez, olhei nos olhos do João e então comecei a colocar centímetro por centímetro daquele pau em minha boca. 

- Uou! Até que não tá ruim pra uma primeira vez - João falou com um sorriso safado e posicionando sua mão em minha nuca. 

Acelerei os movimentos da mamada, até que aquilo não era tão ruim assim. Comecei a me punhetar enquanto chupava o João Guilherme e ficamos assim por quase dez minutos. 

João Guilherme 

O Thomaz havia despertado em mim um João que nem eu mesmo conhecia, eu estava excitado como nunca antes havia ficado. Foi então que eu o empurrei de quatro no sofá e terminei de tirar a sua bermuda de forma agressiva... como aquele garoto tinha uma bunda grande. 

- Cara, com essa bundinha eu tenho certeza de que fui eu quem meteu bastante em você, tem certeza que tu é hetero? - Falei e nós rimos. 

- Cala essa boca mano! 

Dei um tapa forte arrancando um gemido do Thomaz, logo em seguida eu enfiei a minha língua dentro dele e comecei a chupa-lo de forma urgente, eu necessitava daquilo, porém, aquela altura eu só pensava em comer aquele cuzinho e assim eu fiz. Corri até a gaveta e peguei uma camisinha, já voltei do quarto terminando de coloca-la em meu pau. Joguei todas as coisas que estavam em cima da pequena mesa de madeira no chão e sentei sobre ela. Chamei o Thomaz e lentamente ele foi sentando em mim. 

- Ohh... Caralho!! Isso dói pra cacete! - Ele gritou e eu tapei sua boca com um beijo. 

- Cara, quer que todo mundo ouça? É melhor pararmos... 

- Nem fudendo! Continua, eu vou acostumar - Thomaz falou. 

Tapei sua boca com uma de minhas mais e então voltei a dar as estocadas, o Thomaz tinha razão, logo sua dor foi dando lugar ao prazer e ele já estava curtindo a sensação de ser comido. Nossos olhos ficavam fixados um no outro a todo momento, tínhamos um encaixe perfeito, era como se tivéssemos nascido um para outro. Minutos depois coloquei o Thomaz de quatro no sofá e continuei comendo ele. 

- Eai, tá curtindo ser minha putinha né? Certeza que tu que rebolou a noite inteira no meu pau naquela madrugada - Eu sussurrava em seu ouvido, enquanto aumentava o ritmo das estocadas. 

- Ahh... Ohh... Vai zoando... Quero ver quando for sua vez de dar essa bundinha aí! Ohhh... Cacete... 

Não demorou muito e o Thomaz gozou no chão da sala e melando também um pouco do sofá. Eu também não resisti e acabei gozando enquanto o comia, enchendo a camisinha de porra. 

- Uou, a tempos que não gozo assim... É melhor eu limpar essa bagunça logo - Falei, me levantando. 

- Você percebeu a nossa sintonia? - Thomaz me perguntou, também se levantado e vestindo sua roupa. 

- É eu percebi. Mas isso é curtição cara, é carnaval e apenas estamos sentindo atração um pelo outro, tenho certeza de que agora que a gente transou, isso vai passar. 

- Eu espero, ainda tenho esperanças de seguir com a minha vida normalmente - Thomaz disse enquanto terminava de amarrar o seu tênis - Bom, vamos marcar o dia pra... você sabe. 

- Beleza! - Respondi meio seco e então o Thomaz saiu dali.

Assim que o Thomaz foi embora, meus olhos se encheram de lágrimas, bateu um puta arrependimento de ter traído a Maisa e o pior de tudo é que eu havia gostado. Limpei toda aquela bagunça, tomei um banho e deitei para dormir. 

Pov Thomaz 

Cheguei em casa completamente em êxtase, nunca imaginei que eu fosse curtir tanto dar pra outro cara, porém, eu não via a hora de comer o João Guilherme. Tomei um banho demorado e então me joguei no sofá apenas de cueca para ver um pouco de TV, minutos depois, a Larissa chegou. 

- Oi amorzinho... Me diverti tanto com a Maisa, mas não parei de pensar em você - Larissa disse, tirando os sapatos e deitando ao meu lado. 

- Fico feliz que tenha se divertido amor - Falei, acariciando os seus cabelos. 

- Até agora não entendi porque não quis ir com a gente... Mas enfim, acho que podemos nos divertir só eu e você agora - ela falou, levando sua mão até o meu pau. 

- Gata... Acontece que eu não tô no clima - Falei, tirando sua mão do meu pau e me levantando. 

- Thomaz, é impressão minha ou você tá me dispensando?! 

 


Notas Finais


Espero que tenha gostado! ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...