História Jonesy - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá olá

Àqueles que aceitam ouvir algo durante a leitura, recomendo "Ramble On". Pode ser tanto a música como se encontra no álbum ou a versão com o baixo e a bateria isolados, que se pode encontrar no YouTube ("ramble on - bass and drums").

Boa leitura!

Capítulo 1 - Jonesy é um paradoxo


Fanfic / Fanfiction Jonesy - Capítulo 1 - Jonesy é um paradoxo

Jonesy tem íris azuis; que, às vezes, vejo tomadas por um tom verde, lilás ou acinzentado. Uma tonalidade que, sendo definitivamente clara, geralmente me é incerta. Penso que a cor muda de acordo com a temperatura, seu estado de espírito ou a maneira como estou pensando a seu respeito. Se os olhos de Jonesy fossem uma obra, certamente esta seria As Quatro Estações de Vivaldi. Em azul, La Primavera; em verde, L’estate; em lilás, L’autunno; em cinza, L’inverno.

Mi maior, Sol menor, Fá maior, Fá menor.

Jonesy tem cabelos loiros. Dourados como um dia ensolarado e, embora lisos, tomados por uma essência rebelde que por vezes lhe concede ondulações que me lembram das ondas marinhas. Quando permite que a barba cresça, a nitidez da tonalidade de seus pelos se intensifica. Embora vejamos a cor de uma flor, sua estética torna-se ainda mais marcante com o desabrochar; e esta é a analogia que uso para expressar a mudança que os pelos faciais causam em Jonesy.

Quando a franja cresceu e pela primeira vez Jonesy não se preocupou em cortá-la, passou a usá-la dividida ao meio; à medida que crescia, suas ondas eram destacadas, emoldurando sua face de maneira ainda mais nobilitante. Olhos, nariz, boca. Sobrancelhas, queixo, bochechas, orelhas. A anatomia humana ainda não é capaz de apontar todas as nuances que compõem os traços de Jonesy; bem como a fisiologia se mostra incapaz — e demasiadamente longe, em meu ponto de vista — de explicar tudo que ele ocasiona em meu ser à simples aparição em meus pensamentos.

Jonesy tem um rosto de formato quadrangular, salpicado por sardas que contrastam sutilmente com seu claro tom de pele e, quando em meio à luz solar, me traz o questionamento quanto a cor de seus cabelos. Por vezes, penso que ele é ruivo; em seguida, logo constato o dourado de seus fios novamente. Impecavelmente cheirosos e macios, embora raramente eu tenha a oportunidade de tocá-los sem lhe despertar estranheza.

Jonesy não toca apenas baixo, mas foi vendo-o tocar tal instrumento que senti as notas musicais atravessarem meu mediastino e chegarem ao coração. Sem fazer questão de estar no centro dos holofotes, faz seu trabalho usando não apenas seus dedos, mas toda sua alma. Entra em sincronia com vocal, guitarra e bateria. Sol, ré, lá, mi. Seu âmago dedilha as cordas, concedendo ao Led Zeppelin o alçar dos voos mais altos. Ainda que o instrumento seja pesado, vê-lo sendo manuseado por Jonesy me dá a impressão de ser tão leve quanto um par de baquetas — tão leve e intenso quanto seu próprio espírito.

Jonesy tem um sorriso que, embora discreto, é radiante. Geralmente, apenas o curvar das comissuras labiais — o suficiente para se equiparar aos efeitos oriundos de uma luz estelar.

Jonesy, para mim, parece um príncipe.

Consigo lhe visualizar diretamente como um membro pertencente à família real, coberto por roupas extravagantes, joias e uma coroa no topo de sua cabeça, ainda que a discrição seja parte de si — tal como os átomos de uma molécula — e Jonesy provavelmente optasse por deixar a realeza a se submeter a tal caracterização. Também consigo lhe visualizar como um vampiro na Era Vitoriana, vestido de forma igualmente elegante.

Eu sou apaixonado por Jonesy.

Mas, tão brilhante quanto o ouro do loiro de seus cabelos, uma aliança circunda seu anelar.

E isso sempre me lembra de que, por mais que o admire e ame com todo meu ser, por mais que minha frequência cardíaca insista em aumentar à simples menção de seu nome, jamais o terei como tenho em meus sonhos.

Jonesy é um paradoxo.

Tão perto — e tão longe. 


Notas Finais


Quanto ao narrador: a história pode ser lida do ponto de vista do Robert, do Jimmy ou do John Bonham. Fica a critério do leitor.

Eu não consigo parar de olhar esses gifs toda hora e precisava compartilhar aqui:
https://66.media.tumblr.com/896ddd99fc155be453432c613b7b5af8/tumblr_pvudcx7bAZ1td38hbo4_400.gif
https://66.media.tumblr.com/bf3326913954d4c730b3f9b98ddf71ba/tumblr_pvudcx7bAZ1td38hbo3_400.gif
Que coisa linda ):


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...