História Jori - Amor (implicância) - Capítulo 65


Escrita por:

Postado
Categorias Victorious
Personagens André Harris, Beck Oliver, Cat Valentine, Jade West, Robbie Shappiro, Sam Puckett, Tori Vega
Tags Jori
Visualizações 199
Palavras 671
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gentee
Primeiramente kkkk mil desculpas por essa espera. Esse ano foi corrido para mim. Estou me formando!! Então vestibular, vestibular e vestibular. Não deu para dar muita atenção, mas senti muita faltaa de escrever e de vocês
Aqui está mais um gostinho da minha maldade.
Vou postar um pequeno agora e daqui algumas horas posto outro (o maldoso) kkkk
Beijos beijos

Capítulo 65 - Cat Parte 1


- Aconteceu alguma coisa, Tori? Quem era? - Clara pergunta, percebendo meu semblante preocupada.

- Não, não. Era a Cat, contando suas histórias com seu irmão. Sabe como ela é - invento rapidamente a desculpa. Ela parece confusa e então concorda e se levanta

- Eu tenho que ir, Victoria - Ela diz e eu me arrepio de um jeito desconfortável, quando a Jade falava parecia que me deixava mais leve, a Clara falando, e ainda por cima neste momento.... parecia que ela sabia da verdade, da mensagem, da Jade... - Nos vemos outro dia. Ainda bem que você está bem.

- Eu te levo até a porta - Digo me levantando - Passa a pomada que eu te falei nesse oljo roxo - Ela concorda e sai pela porta da frente, ela não tenta me beijar nem nada, só sai. Ignoro seu comportamento e pego meu celular no instante que a porta fecha, mando mensagem para Jade falando que já pode vir. 30 minutos depois ouço a campainha e me deparo com Sam e com a Jade entrando, estranho a Jade entrar em casa sem tentar disfarçar, com suas expressões fico tensa esperando a notícia que está para vir.

- Oi, gente - Digo mais para o nada.

- Vega... - Jade me chama e vejo ansiedade em seus movimentos

- O que aconteceu? - Pergunto preocupada, mas ela desvia o olhar e olha para baixo, olho para Sam procurando respostas, mas ela parece estar pior, ela parece em pânico

- É a Cat, ela.. - A voz da loira treme e meus olhos começam encher de lágrimas - Ela foi sequestrada - Sam diz de uma vez

- Como assim sequestrada? Ela estava no Karaokê com você, Jade - Digo chocada

- Ela estava! Mas não sei se você notou, durante seu momento com a assassina sequestradora ela foi embora! "Recebeu uma mensagem de Sam", falando que elas iriam sair, mas no caso a Sam nunca mandou essa mensagem! - Jade grita e eu tento não começar uma discussão

- Como vocês sabem que ela foi sequestrada? - Pergunto

- Porque o Henrique veio na minha casa tripudiar sobre mim! Que eu não consegui a proteger! - Jade grita mais uma vez, mas dessa vez, a única coisa que quero é abraça-la.

- Ele foi até sua casa? - Um arrepio passa por minha espinha. Jade concorda sem se importar, seu olhar de desespero fazia com que meu coração apertasse.

- Eu vou no banheiro e procurar escutas, esses animais sabem como me irritar - Sam fala baixo pela primeira vez e então vai andando até o banheiro da parte superior da casa.

- Jade... - Tento falar, mas ela me interrompe

- Eu não posso perder ela, Tori... Ela é a Cat. Minha irmã - Ela diz colocando suas mãos na cabeça - Não posso perder outro irmão - Ela diz parecendo em pânico, eu me aproximo dela e a abraço.

- Vamos dar um jeito, vamos ajudar ela. - Digo tentando passar a certeza que nem eu mesma tenho, essa gente é louca, não tem como saber. Então eu lembro de algo e pulo– Calma! Lembra uma época que a Cat se perdia porque ela saia para procurar Bibble’s?

- Sério, Vega? - - Jade fala bufando e me olhando com descrença – Você quer o que? Atrair ela com um doce?

- Conhecendo a Cat, talvez isso funcione – Sam diz entrando na sala, mas ainda séria.

- Não, vocês não estão me deixando falar, lembra que ela ficou proibida de comprar? – Pergunto

- Vá logo ao ponto, princesa. – Sam diz impaciente e eu concordo

- Eu baixei um rastreador no celular dela, para que me avisasse caso chegasse perto da doceria, mas posso baixar o aplicativo novamente e usá-lo como GPS – Digo

- Só pensou nisso agora? – Sam fala alterada e Jade entra na minha frente.

- Ao menos pensou Sam. Não pense por um momento que pode tratá-la assim. – Jade fala agressiva e ambas se encaram.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...