1. Spirit Fanfics >
  2. Jori - Quando tudo começou (Where it all began) >
  3. Help me

História Jori - Quando tudo começou (Where it all began) - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Help me


Fanfic / Fanfiction Jori - Quando tudo começou (Where it all began) - Capítulo 6 - Help me

Resolvo ligar para o André, pedindo para que ele viesse até a minha casa. 

Eu estava andando de um lado para o outro sem parar quando ouvi o André bater na porta. 

- Tá bom, o que aconteceu? Por que me mandou mensagem me pedindo socorro? Achei que você estava em perigo, Tori. - Disse ele.

- E eu estou! Vamos, entre, entre logo. - Falei enquanto puxava ele pra dentro. 

Ele entrou e se sentou no sofá esperando por resposta. Andei em silêncio e sentei ao seu lado. 

- André, lembra quando você se apaixonou pela Jade?

- É, aquilo foi um surto da minha cabeça. Quase entrei em parafuso.

- Bom, sim, eu lembro. E... Bem... É... Aí Deus - Eu digo gaguejando sem conseguir concluir minha frase.

- Tori o que aconteceu? - André me olha  sério e pergunta como quem já soubesse da resposta, mas não queria acreditar. 

- Eu estou entrando em parafusos também...- Digo esperando que ele entenda. Droga! eu não queria assumir isso em voz alta. Mas ele não diz nada, apenas continua me olhando e esperando que eu continue. - Eu estou apai, apaixo, aapa... AH! EU ESTOU APAIXONADA PELA JADE.

- VOCÊ O QUEEEE? - Gritou a Trina surgindo do nada na escada. - TRINA! O que você está fazendo aqui? Você não disse que ia na casa do Josh, o bonitão do 3° ano? - Respondi surpresa e nervosa. 

- Bem, eu ia, mas ele me deu um bolo. MAS NÃO MUDA DE ASSUNTO NÃO. O que está acontecendo, irmãzinha? Você não pode gostar da Jade. - Perguntou enquanto sentava no outro sofá. Me senti tão constrangida com duas pessoas me encarando, me julgando e ansiosas por uma resposta.

- Tá bom, o que aconteceu hoje na detenção? - Perguntou o André.

- Bom, a Jade disse que me daria uma carona, já que ela também estava na Detenção. Ela passou aqui e fomos, quando chegamos lá ela fez de tudo pra me irritar! Eu tentei manter a paciência, mas fiquei muito nervosa e acabei gritando fazendo com que o Dickers levasse ela pra outra sala. Eu não consegui conter a minha raiva, eu queria falar tantas coisas na cara dela que acabei indo procurá-la.  A encontrei na sala de apresentações. Minha raiva era tanta, que eu a desafiei fazendo ela se levantar. E enquanto eu colocava pra fora tudo que eu estava sentindo, ela me puxou e me beijou, foi tã... - QUE? - Responderam André e Trina no mesmo momento, ambos surpresos. - É gente, ela me beijou de uma forma bruta, como se ela estivesse colocando toda a raiva que ela sente por mim pra fora. Não sei explicar - Finalizei.

- Tá bom, Tori. Eu não acho que você esteja apaixonada pela Jade. - Disse André.

- Não? - Respondi

- Não, você estava entediada. Lembra de mim? Naquele dia, eu estava cansado também. Eu entrei em parafuso e você me disse lembrou que a Jade é uma pessoa má, muito cruel e com profundo problemas psicológicos. Lembra?

- Sim, eu me lembro, André. Mas o fato é que eu não descobri que estava apaixonada por ela depois do beijo. Eu descobri desde o nosso encontro no Nozu. 

- Eita, aí você me quebra, mulher. - Respondeu ele.

- UUUUU O JOSH QUER ME VER - Falou Trina mexendo no celular e ignorando totalmente o meu desabafo sobre a Jade. - Irmãzinha querida, vai ficar tudo bem, não pire, TCHAU! - Levantou saindo e batendo a porta.

- Ótimo, obrigada MELHOR IRMÃ DO MUNDO! - Eu disse gritando pra ela ouvir.

- Olha Tori, se você gosta da Jade, fala pra ela. - André continuou.

- Mas e se ela não gostar de mim? 

- Se ela não gostasse de você, não teria te puxado para um beijo e outra, agora que você falou, até que algumas coisas fazem mais sentido.

- Tipo o que ? 

- Tipo, cara, quem implica tanto com alguém como a Jade implica com você ? Estava tão nítido que ela gostava de você. Não sei como nós não percebemos. E você... Bem, você sempre tentou agradá-la, mesmo depois de todas as coisas que ela te fez. 

- É, mas qual o sentindo dela gostar de mim e implicar comigo? - Respondi

- É a Jade, Tori. Ela não faz sentido. Está sempre com raiva e ranzinza.

- É, é verdade. O que devo fazer? Ela nem tocou no assunto sobre nosso beijo.

- Fala com ela, expõe o que você sente. Ela não namora mais o Beck, e ele também já está em outra, então só fale com ela. Acho que vai te fazer bem.

- É... Até que faz sentido. Vou falar com ela na segunda. 

- Melhor coisa que você faz. Bom, agora preciso ir, minha vó está me mandando mensagem dizendo que tem um homem na cozinha. - Ambos rimos e ele foi embora.

Queria dormir o fim de semana inteiro e só acordar na segunda de manhã, estou ansiosa para falar com Jade, acho que precisamos disso.

 


Notas Finais


Vocês estão gostando? Essa história vai ficar muito boa ainda!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...