1. Spirit Fanfics >
  2. Jotaro e O Ovo do Kakyoin >
  3. 1987

História Jotaro e O Ovo do Kakyoin - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - 1987


Fanfic / Fanfiction Jotaro e O Ovo do Kakyoin - Capítulo 1 - 1987

Ele entrou correndo, cambaleante como se fosse seu ultimo suspiro, apoiando-se contra os assentos, que tendiam a se parecerem com algozes fardos estendidos em quilômetros de poucos metros. Contrapôs-se à silhueta de seu amigo em meio a catedral, e aquele que parecia estar sempre sério e robusto, agora se decaia em lagrimas, aparentava secar-se em desânimos e anamneses.

Ao se apoiar no banco com sua roupa e rosto encharcados, o penteado se desvaia, e uma serena gota de chuva escorria por sua testa atingindo seu olho esquerdo, o que o fez arder um pouco, e descendo pelo rosto trilhando um caminho como o de sua jornada, também o fez relembrar.

“Você sabe que só sobrevivemos por causa dele, não é?”-, era só o que ele pode dizer enquanto voltava à sua face habitual. Por um momento o francês tremeu em sua base, até então forçadamente solida, como se pudesse suportar a dor:

-Eu sei, Joestar-san me disse... Como fora ele que descobriu o poder do The World.

-Polnareff. Não percebe que esse foi um erro meu?

-Jotaro... Foi um erro de logística, apenas isso. Kakyoin não gostaria que você se culpasse.

Oh nooo... Uma sombra de quase dois metros entrava pela porta principal da igreja resmungando, diferente de seu companheiro ele apanhava um guarda-chuva, não pretendia se molhar. Um velho britânico surgia dissipando as sombras. Por que o clima de desânimo? O garoto se prontificou a respondê-lo com sarcasmo: “É sobre morrer “JiJi”, igual você já pôs um pé na cova, duas vezes, e logo colocará o próximo.” O colegial aparentava incomodado com o que dissera, como se dissesse por impulso, o que ele mesmo não queria ouvir.

-Não era sobre Kakyoin, vocês sabem seus idiotas, Avdol e Iggy também passaram por isso!

Ele tentou desviar a atenção de seu avô e colega, porém não era como se funcionasse, este era seu primeiro amigo de verdade, assim como seu parceiro de cabelos cor cereja o considerava também. Ele era diferente de todos, que nunca me entenderam! Por isso mesmo que no fundo, acabava por pensar nele primordialmente.

-Seu avião sai no próximo voo, não Polnareff-kun? Eu vim com um carro da fundação Speedwagon. Se quiser uma caron...

-Obrigado Joestar-san, mas vou andando.

-Yare yare, está chovendo seu idiota. Aceite a oferta desse velho cabeça de polvo!

-Jotaro-san...

De alguma forma Jotaro parecia mais ríspido – uma forma de se defender, talvez-, mas o jovem com seu penteado já quase desfeito preferiria ir andando, recebendo a chuva em sua pele calmamente, como se a sentisse o abraçando, pensando em seus amigos, mas agora um abraço gélido, reconfortante à medida do possível.

...

1999

Uma bela moça de cabelos longos parecia estar em prantos enquanto vomitava palavras de culpa, e pedidos de perdão, desferia-os para um segundo individuo que se demonstrava apático, não era como se isso fosse novidade a ele. Sempre você age dessa forma... Não é como se eu pudesse evitar, me desculpa... Jotaro-san ficaria furioso se soubesse! Há anos ele escondia o caderno, que dispensa comentário, as anotações sobre Dio, e The World, e agora, como Star Platinum poderia o substituir na equação, era de salivar os olhos. Poderia trazê-lo de volta! O que Jotaro aos poucos desistia.

Na verdade, o garoto servia para ele como aviso, eles se pareciam muito, apenas a cor de seus uniformes era o suficiente para começarem as comparações. Era um cara admirável, e como.

 

 

Capitulo 2: 2001

“Shijima no soko kara mezameru son...”.

-Hello?

-Mister Joestar, are you in the foundation... (você esta na fundação?)

-Estou sim, por quê?

-Preciso falar com o senhor. É sobre Jotaro, as flechas, Requiem e...


Notas Finais


Por enquanto é isso, acho.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...