História Jovanna - Pra sempre com você - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Cúmplices de um Resgate, Giovanna Chaves, João Guilherme Ávila, Larissa Manoela
Personagens Benjamin, Chloé, Giovanna Chaves, Isabela Junqueira, João Guilherme Ávila, Joaquim Vaz, Julia Vaz, Larissa Manoela, Lucas Moura, Manuela Agnes, Omar Ferraz, Priscila Meneses, Sabrina
Tags Cumplices De Um Resgate, Giihlari, Giovanna Chaves, João Guilherme, Jolari, Jovanna, Larissa Manoela, Mhalari, Mharessa Fernanda, Romance
Visualizações 543
Palavras 987
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Acabei de ver que sou bem lerda... esqueci que eu tinha dividido o capítulo em partes e que eu não precisava escrever tudo nesse... Palmas para mim!!!

Capítulo 19 - Do fundo do coração (parte dois)


— Então, – retomou – depois de toda essa confusão, paramos de nos falar direito e teve a festa da Júlia... – ele iria continuar mas interrompi

— E foi nessa festa que eu vi uma das piores cenas da minha vida. Acho que não preciso entrar em detalhes, você sabe bem do que estou falando. Naquele dia eu me senti tão mal, tão frágil, nunca imaginei que algum garoto um dia iria me fazer chorar assim... eu nem consegui continuar lá. Mas quando eu menos esperava e queria, apareceu a pessoa que eu menos esperava e queria ver: Larissa. Ela começou a dizer coisas completamente ridículas e sem sentido, sobre a cena anterior. Mesmo que toda a situação dissesse que eu deveria ficar com raiva daquilo, eu não consegui. Não me pergunte porque, mas eu vi nos olhos dela e no jeito que ela falava que aquilo era da boca para fora, ela é uma boa atriz, nada a impedia de exercer o seu ofício, e é aí que hoje eu começo a perceber o que aconteceu, porque vocês ficaram tão diferentes… mesmo que eu tenha minhas desconfianças, eu prefiro ouvir isso de você, para ter certeza e para aceitar que realmente é verdade. – soltei.

Ele deu um suspiro profundo e continuou.

— Depois de tudo o que aconteceu e depois de toda poeira baixar, eu fui à sua casa para te contar sobre meu namoro. Tivemos aquela conversa bem conturbada, mas que terminou bem como sempre. Acho que aquele não foi um dia muito legal para você, até porque não foi para mim também. Mesmo que não parecesse tanto, eu não estava nada bem tendo que te dizer tudo aquilo e tendo que escutar você me dizer o quanto eu estava sendo um idiota. O que mais doía nem era você estar me dizendo aquelas coisas, eu sabia que era verdade e, pior que apenas escutar alguém “falando mal” de você, é escutar alguém “falando mal” de você e saber que a pessoa está certa. – ele estava com uma carinha tão triste que eu tive vontade de abraçá-lo, mas não fiz pois queria esperar o final de toda essa história para isso.

— No dia seguinte, você ligou para mim e quem atendeu foi a Larissa, sei que ela foi bem grossa, mas te garanto que teve um motivo, bem convincente por sinal. O que eu mais queria saber, desde aquele dia era por que você me ligou. Aconteceu tanta coisa que eu até me esqueci de perguntar.

— Sabe João, aquele dia eu acordei, depois de toda aquela briga, olhei para o lado e vi que havia um bilhete lá. Eu li e, de primeira, achei você a pessoa mais fofa do mundo, mas parei para pensar e me perguntei porque você ainda me tratava daquela forma, sabendo que eu ainda gostava de você e que você namorava, como fez questão de ir me contar. Era isso que eu queria saber, por que você ainda me iludia. Tentei te ligar para tirar minha dúvida, mas foi uma tentativa falha, já que não foi você que atendeu e que quem atendeu não foi nem um pouco educada. – desabafei.

— Eu sei que não foram nada legais as coisas que ela te falou. Por hora eu também achava isso, mas ela me explicou e eu tive que concordar. Você também vai entender, só preciso chegar ao ponto que eu quero. Nesse mesmo dia, fomos ao cinema, onde encontramos você e seus amigos, por coincidência. Eu já tinha me surpreendido com ela mais cedo, mas comecei a conversar mais com ela e notei como ela era uma boa pessoa, coisa que talvez antes eu não queria enxergar. Foi aí que aconteceu, eu percebi que realmente estava gostando dela, só não sabia se isso era bom ou ruim. – ao ouvir a última parte senti uma pontada no coração. 

— Foi nessa hora que tudo começou de verdade, tudo que aconteceu depois desse dia foi de coração. Eu passei a gostar muito dela, notei o quanto ela era especial, posso até dizer que isso tudo foi muito bom para mim. Cresci muito nesse ano. – continuou, mas acho que eu não estava com uma cara muito boa, já que em seguida ele concluiu o pensamento. — E não pense que estou dizendo isso para te magoar, estou aqui disposto a dizer tudo que está em meu coração. Se é para dizer a verdade, que ela seja dita por completo. 

— Quer dizer que você percebeu que gostava dela de verdade nesse dia? Então você não gostava dela de verdade quando falou que gostava e, quando se namora alguém, você tem que gostar. O namoro não era de verdade então? – eu estava começando a comprovar minhas desconfianças iniciais.

— É... você vai entender tudo, estou quase acabando minha “viagem ao passado”. Depois de aceitar o que eu sentia, passou um tempo, em que eu e ela estávamos nos dando muito bem e mesmo tentando o contrário, eu me via meio afastado de você. Até que assumi o namoro e a partir daí eu realmente senti eu e você mais longe a cada dia.

— Na verdade essa foi uma decisão minha. Quando eu vi que seu namoro era oficial, que a partir dali eu ouviria as pessoas falarem do casal de maneira oficial e não somente especulações, eu desisti. Percebi que estar a todo momento pensando em coisas relacionadas a você era besteira, não valia mais a pena, eu não tinha mais chances. Acontece que eu desisti e parece que você também, já que depois de certo tempo passou a me tratar como uma simples colega de trabalho e só…

— Eu tive que fazer isso. Seria melhor para mim, me traria menos problemas. É difícil conviver com alguém que se gosta tanto sem pode fazer nada.

— Entendo, mas acho que quando se gosta de alguém você quer ver a pessoa bem, e se afastar não é a melhor forma de fazer isso.




Notas Finais


Depois de muitos pedidos e de saudades de vocês, resolvi postar!!! Lov u peoples


- Instagram: https://www.instagram.com/cconfusedgrl/
.
https://www.instagram.com/opineiteens/

Wattpad: https://my.w.tt/UiNb/Vhr0WBI3JJ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...