História Jovens Conflitos - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Malhação
Visualizações 2
Palavras 813
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Olívia é premiada como aluna destaque do Colégio


Fanfic / Fanfiction Jovens Conflitos - Capítulo 4 - Olívia é premiada como aluna destaque do Colégio

Chegando na escola junto com o namorado Daniel, Olívia é chamada até o auditório pela diretora do colégio que por acaso também é sua sogra:

- Oi Olívia, será que você pode comparecer ao auditório por favor? 

- Mas é claro D. Simone, mas aconteceu alguma coisa? 

- Ah, aconteceu sim! Diz a diretora saindo de perto do casal. 

Daniel pra assustar a namorada ja pergunta:

- Iiih amor, o que será que você aprontou ano passado que só descobriram esse ano hein? 

- Ai Daniel, eu vou saber? Será que é alguma coisa com o jornal? Meu Deus não posso perder o jornal justo esse ano. Você não sabe de nada? Sua mãe lhe disse algo? 

- Pior que não amor, vamos lá e vê do que se trata. 


Rebeca e Henri também são chamados por Simone e dialogam: 

- Vish, será que vai ser mais um sermão de começo de ano Henri? 

- Ou pior será que vão nos fazer usar uniforme? Deus me free!!!

Com todos os alunos presentes, a diretora anuncia o comunicado: 

- Bom dia caros alunos, hoje é um dia muito especial, além de ser o início de mais um ano letivo, também é o dia de homenagear a nossa aluna Olívia Ferreira, ela tirou nota máxima no concurso de redação, levando nossa escola no topo das escolas brasileiras, e é com muito orgulho que homenageamos você Olívia, por favor queira subir ao palco. 

Olívia muito supresa e ao mesmo tempo tímida sobe ao palco e agradece a diretora em voz baixa, sorri para os colegas e pega o prêmio, uma medalha e um nootbook oferecidos pelos organizadores do tal concurso. Ela se prepara para descer, quando ouve a voz do Daniel, olha pra trás e vê o namorado com um buquê de rosas e uma caixa de chocolates na mão e decide homenagear a namorada: 

- Pois é meu amor, mais cedo você havia me perguntado se eu sabia de alguma coisa, eu não só sabia, como também aproveitei a oportunidade de te agradecer por ter me escolhido pra ser o seu amor, me considero um rapaz muito sortudo que namora a garota mais linda e dedicada desse colégio. Você é a luz da minha vida, e eu agradeço a todo momento por ter você por perto, sem o seu amor nada faria sentido. Eu te amo! 

Olívia emocionada, agradece o namorado com um beijo e um abraço. Todos os alunos da platéia os aplaudem. Em seguida encaminham para as salas de aula. 

- Nossa, que boy é esse hein Olívia, realmente você deu um chá de calcinha nele haha (Henri diz para amiga) 

- Não fala besteira Henri, a Oli é virgem, a santa virgem, nem precisou da o chá em Daniel ainda, não é Olívia? (Rebeca)

- Nossa gente, como vocês são indiscretos! Que vergonha falae disso a essa hora, mas a Rebeca tem razão, eu e o Dani nunca transamos, ele nunca me pediu isso, nem sequer tocamos nesse assunto, acredito que ele também prefere esperar! (Olívia) 

- Vish, namoram a dois anos e até agora nada? É isso mesmo? Nunca conheci um casal virgem, tô emocionado! (Henri)

- Casal virgem também já é sacanagem né Henri? Não quero te desaminar amiga, mas de virgem seu namorado não tem é nada! (Rebeca). 

- Nossa, você falando assim até parece meio óbvio mesmo. Daniel um garoto lindo e super popular que ja ficou com várias meninas, realmente eu não me espantaria, mas enfim oq passou passou, não quero falar sobreno passado dele, muito menos se não forncim ele. Licença gente, vou lá sentar com a Carol, tô morrendo de saudades dela. (Olívia)

- Nossa, quando eu crescer quero a sensatez da minha prima, simplesmente sensata, não quis falar sobre o passado do boy, que maturidade gente! (Henri). 

- Eu ja acho que ela é bem tontinha, isso sim! (Rebeca) 

- Olha se não fosse pela nossa conversa de hoje, eu também nem iria reparar nessa sua insunuação a respeito da virgindade do Daniel, qual é Rebeca? Resolveu descumprir a promessa que fez a ele? (Henri). 

- Nossa, claro que não. Eu só não acho justo a Oli achar que o namorado é puro igual a ela, além do mais homem quando tem sua vida sexual ativa só pensa em sexo, dois anos de abstinência, tu acha que o Daniel não anda pulando a cerca? Pois eu duvido! (Rebeca) 

- Rebeca, você ta quebta hoje em minha filha, cheia das insinuações. Não esquece que quem você ta chamando de Chifruda é sua melhor amiga, e minha prima. Controla um pouco o seu veneno por hoje ok? (Henri)

- Ai Henri, eu só estou brincando, cê acha que se eu realmente desconfiasse do Daniel eu ja não teria aberto os olhos da minha amiga? Eu só estava brincando! (Rebeca).

- Menos mal né linda? Até porque essas  insinuações não tem nada a ver. 




-




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...