1. Spirit Fanfics >
  2. Júlia e Infinite >
  3. Metropolis

História Júlia e Infinite - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 2 - Metropolis


POV's Júlia on

Eu achei o Shadow e disse:

Júlia: Beleza, Shadow, o que tá pegando?

Ele avançou em mim, e quando eu ia agarrar o pé dele, outro Shadow apareceu e chutou o primeiro longe.

Júlia: Outro Shadow?

Então, o primeiro Shadow sumiu.

Shadow: Aquele era um falso.

Júlia: Um falso? (Autora: I THINK YOU'RE THE FAKE HEDGEHOG AROUND HERE tá parei.) Como?

Shadow: Infinite pode criar projeções de realidade virtual. Eles tem massa e forma, mas não coração e alma. Eles podem não ser reais, mas os poderes são iguais aos dos originais. De acordo com Rouge, Infinite pode criar versões infinitas deles. Desse jeito, não iremos ganhar.

Júlia: Podemos, sim! Nós só não descobrimos como ainda! (Alma de Determinação brilha.)

Então, eu e o Shadow voltamos para a base, e o Knuckles disse que o Gadget foi para Metropolis para uma operação, então eu podia relaxar. Mas eu segui ele mesmo assim, e evitei que ele se encontrasse com o Infinite, e eu fui no lugar dele.

Infinite (de costas para Júlia): Mais formigas para esmagar. Me pergunto se esse mundo pode me oferecer um verdadeiro desafio. (Júlia anda até ele com cara de brava.) E como resposta, ele me manda- (vê que é Júlia) Júlia.

Júlia: Como sabe o meu nome?

Infinite: (Ri.) Ah, Júlia, nossa tão esperada reunião chega e você solta essa bobagem. (Tira a máscara.) Não se lembra de mim?

Júlia: ! Você e o seu esquadrão me salvaram de um ataque do Eggman! Mas por que você se juntou a ele? Cadê o esquadrão?

Infinite: (Coloca a máscara.) Por que você não pergunta para o Shadow?

Júlia: Shadow? Ele...

Infinite: Sim, ele matou o esquadrão e ainda me humilhou. Falando nele, eu percebi que você não gosta do Shadow.

Júlia: É, eu odeio ele.

Infinite: Então junte-se a mim. Eggman e eu não queremos dominar o mundo. Nós somente queremos nossa vingança contra Shadow. É o que seus pais biológicos iriam querer. E então? Vai se juntar a nós?

Júlia: Infinite... pode contar comigo.

Infinite: Que bom que fez a escolha certa. Vamos, vou te levar até Eggman

O Infinite me levou até o Eggman, que estava em cima de um prédio.

Eggman: Você! Infinite, não fique parado aí, ataque ela!

Infinite: Acalme-se, Doutor. Júlia agora se juntou a nós.

Eggman: Ah, é? (Se vira para Júlia.) Então prove, Júlia!

Júlia: (Pega o comunicador dela.)

Knuckles (no comunicador): Júlia? Júlia!? O que você está faze- (ela esmaga o comunicador em pedacinhos.)

Júlia: Para ser honesta... ser uma heroína é um saco. Eu prefiro espalhar o medo a acabar com ele, é mais divertido. Afinal, é como o Infinite disse, é o que meus pais biológicos iriam querer.

Eggman: Então, bem-vinda ao time Eggman!

POV’S Júlia off

POV’S Knuckles on

Essa não, isso não está acontecendo! Espera, a Júlia tem um jeito de espionar vilões fingindo que está do lado deles e contar os planos para eles! Eu liguei para o Sonic para contar o que aconteceu.

Sonic: ELA FOI PARA O LADO DO EGGMAN!?

Knuckles: É, mas conhecendo ela, ela vai espionar eles e nos contar o plano deles. Por enquanto, é melhor manter distância dela, senão podemos estragar o plano.

Sonic: Tudo bem.

POV’S Knuckles off

POV’S Júlia on

Eggman: Mais dois dias até meu plano se concretizar. Infinite! Leve Júlia até a minha sala de experimentos, e dê o Rubi Fantasma reserva para ela.

Infinite: Sim, doutor.

Eu segui o Infinite, e ele me deu um Rubi Fantasma parecido com o dele. Mas diferentemente dele, eu amarrei ele no pescoço, não me fundi com ele. Agora, tenho a chance de atacar o Shadow com a ajuda de alguém que também o odeia.

Uma hora depois, nós fomos para Green Hill, e o Eggman viu uma projeção do Death Egg sendo destruído.

Eggman: Grr, essas pestes e seus planos espertos. (Batendo no Eggmóvel) Eles são como uma coisa no seu sapato que não sai. Mais cinco horas até o plano ser executado. Infinite, vamos fazer um recuo tático para remobilizar nossas forças.

Infinite: E com “recuo tático” você quer dizer “fugir com os nossos rabos entre as nossas pernas”. Eu estou insatisfeito com isso, Doutor.

Eggman: Fica quieto! Vocês dois me sigam.

Em Metropolis...

Eggman: Bem-vindo Sonic! Que bom que chegou a seu funeral. (Tails pousa atrás de Sonic.) Infinite, faça.

Infinite: Tome isto! (Mão brilha roxo e uma bola preta com centro roxo se forma no céu.)

Sonic: (Olha para Júlia e depois para a bola roxa.) O que é isso?

Eggman: (Risada esquisita.) Isso, meu aminimigo espinhudo, é espaço nulo.

Sonic: Espaço nulo?

Eggman: É algo que o Rubi Fantasma criou. Um espaço fechado onde absolutamente nada existe. Adeus, Sonic, meu inimigo-prestes-a-ser-erradicado. Aproveite todo o nada!

O Infinite lançou uma bola vermelha na bola roxa e preta, e  buraco ficou maior, e começou a sugar ele. Eu fui para trás, e assisti o Sonic e o Gadget serem sugados para dentro.

Tails: Mas nós destruímos a fonte de energia do Rubi Fantasma!

Eggman: Já que vocês sempre destroem a fonte de energia das minhas armas, eu decidi aprender com os meus erros. Eu tinha uma fonte de energia reserva escondida debaixo de Metropolis.

Um tempo depois, nós estávamos olhando para Metropolis, e o Orbot chamou o Eggman.

Eggman: O quê!? Não pode ser! É impossível sair do espaço nulo do Rubi Fantasma!

Infinite: Hmph.

Sonic: Não sozinhos, mas eu tive a ajuda do nosso amigo, algo que você não vai entender, já que não tem amigos! (Júlia ri.)

Eggman: Grr. Isso não mudou nada. Doutor Eggman ainda vai rir por último! (Vai embora.)

Eu e o Infinite seguimos ele até a nave, e eu olhei o Sonic dizendo:

Sonic: Talvez ele tivesse mais amigos se ele não falasse sobre ele mesmo na terceira pessoa. (Júlia ri, assim como Gadget.)

POV'S Júlia off



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...