História Juliatale - Capítulo 143


Escrita por:

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's, Sonic The Hedgehog, Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Bonnie the Bunny, Chara, Chica the Chicken, Flowey, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Frisk, Golden Freddy, Mangle, Mettaton, Papyrus, Personagens Originais, Purple Guy, Sans, Toriel, Toy Bonnie, Undyne
Tags Juliatale
Visualizações 15
Palavras 1.124
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


BOA LEITURA!

Capítulo 143 - Júlia e Frisk


POV's Júlia/Star on

Era inverno, e o meu pai FINALMENTE deixou eu sair com os monstros depois de um tempão \o/

Eu, o Frisk, o Asriel, a Undyne, o Sans e o Papyrus fomos para um parque para ver como a minha magia estava brincando de pique-bandeira. Mas antes, eles deram 3 coisas para mim: um cachecol que nem o do Papyrus, uma blusa que nem a do Sans, e um abraço quentinho (fãs de Frozen/Olaf?)

Primeiro, o Asriel foi, e eu e o Frisk guardamos a nossa bandeira, a Undyne tacou um monte de lanças no Asriel, coitado. O  Papyrus e o Sans ficaram de guarda na bandeira deles também. Um dos lançamentos da Undyne foi tão forte que o chão chacoalhou e quase explodiu o Asriel kkk. Então, a gente aproveitou uma das lanças fincadas no chão e usamos de catapulta, que nem na outra linha do tempo.

Undyne: VOCÊS ASSISTEM MUITO ANIME!!! >:(

O Asriel meio que olhou com uma cara meio cagada, para a gente, e eu dei uma risadinha. Quando a gente chegou perto da bandeira, se eu não tivesse reflexos rápidos e parava o Frisk, ele ia ser atingido por um dos ossos do Papyrus.

Papyrus: NYEH HEH HEH! VOCÊS NÃO IRÃO PASSAR POR TAL BARRICADA! ESPECIALMENTE DEPOIS DE ENFRENTAR... NOSSO ATAQUE ESPECIAL!! (Silêncio) SANS! ONDE ESTÁ NOSSO ATAQUE ESPECIAL?

Sans (sendo arrastado por um cachorro): Desculpa, paps. O cachorro acha que eu sou osso, acho que você tá por conta própria dessa vez. (Autora: Se tivesse na rota genocida, tu partia pra briga, né? Seu saco de ossos preguiçoso)

Papyrus: SANS! AÍ É OSSO, POXA!

Sans: Ayyyyyy

Papyrus: (Papyrus.exe parou de responder.) AHAM.. CERTO, PREPAREM-SE PARA UM ATAQUE NORMAL MAS AINDA MUITO LEGAL ATAQUE!

Júlia e Frisk: (Joga o cachecol para trás.) Manda ver.

Papyrus: NYEH HEH HEH! LÁ VAI ELE!

Ele lançou o ataque, e a gente fugiu dos ossos. Eu olhei para o Asriel, que estava preso na árvore, com uma cara de "pronto?", e ele olhou como se estivesse dizendo sim. O Frisk continuou correndo, mas eu parei, me virei para trás e meti bolas de fogo e cristais negros nos ossos, levantando um monte de neve. Por pouco, não começava uma avalanche.

Papyrus: WOWIE!

Sans: Heh. Alguém andou praticando.

Undyne: Não consigo ver nada... (depois que a neve baixa, ela vê que Asriel sumiu.) Papyrus, o prisioneiro fugiu!

Papyrus: EU TAMBÉM PERDI FRISK E JÚLIA!

Undyne: Precisamos guardar a bandeira!

Júlia e Frisk: Então, vocês acham que podem deter a gente?

Asriel: Impedir a gente de ganhar? É melhor vocês se prepararem gente...

Júlia: Porquê vocês vão enfrentar...

Asriel e Star  (o Frisk deixou a parte do ataque para eles): Nosso megapoderoso super ataque especial de monstro!

Sans: Tenta falar isso cinco vezes mais rápido. (Autora: Ok. Megapoderososuperataqueespecialdemonstro!)

Undyne: Assim é bem melhor! (Invoca lanças.)

Star: (Usa tentáculos de magia negra, agarra as lanças e quebra elas.) (Asriel bloqueia com suas espadas o ataque de ossos de Papyrus que ia atingir Star.)

Então, a gente trocou: o Asriel foi enfrentar a Undyne, e eu o Papyrus.

Papyrus: WOWIE, STAR! SEU ATAQUE AUMENTOU DESDE A ÚLTIMA VEZ QUE TE VI! ESTOU IMPRESSIONADO!

Star: Valeu, Papyrus. Isso é um elogio enorme vindo de você! Mas tem uma detalhe que você esqueceu. (Desarma um dos ossos do Papyrus com uma de suas espadas.) Não se distraia na batalha.

Papyrus: NYEH? OH, NÃO! VOCÊ ME PEGOU!

Então, uma das lanças da Undyne que o Asriel desviou passou por mim, e eu agarrei ela. Então, eu usei ela para pular por cima do Papyrus e da Undyne e do Asriel

Undyne: Essa criança tá me fazendo parecer mal. SANS! FAZ ALGUMA COISA!

Sans: ZZZ~hghquê? Fica fria, eu cuido disso.

Ele levantou alguns ossos, e o Frisk veio correndo para o meu lado.

Júlia: Vamolá, Frisk!

Eu pulei por cima dos ossos e peguei a bandeira, mas por algum motivo, o Frisk só olhou para os ossos, e um osso atingiu a barriga dele, e foi jogada para trás

Júlia: FRISK! (Corre até ele.) Frisk, você tá bem?

Frisk: Eu... eu tô bem, sério. Só um pouco machucado. Eu meio que viajei. Foi mal, Júlia, era para a gente ter pego a bandeira juntos. Acho que já tive treino suficiente por hoje. Eu vou para casa.

Júlia: Eu vou com você, Frisk. (Frisk ia falar, mas Júlia a interrompe.) Nãnãnãnãnão, eu não quero ouvir. Eu vou te levar para a sua casa, e a Toriel vai te curar. Só aí eu vou deixar você sozinho.

Asriel: Você sabe como a Júlia é teimosa.

Frisk: (Respira fundo.) Tudo bem.

YES! A gente foi andando, e eu perguntei:

Júlia: Ei, Frisk. Naquela hora, você disse que viajou um pouco. No quê você tava pensando?

Frisk: ...

Júlia: Frisk, (olho fica vermelho.)  N O  Q U Ê  VOCÊ  E S T A V A  P E N S A N D O ?

Frisk (se cagando): Nada.

Júlia: (Olho volta ao normal) Frisk, você sabe que eu posso sentir o cheiro de medo, né? E esse cheiro tá vindo de você, e é forte. Frisk, o quê você tá escondendo?

Frisk (ainda se cagando): Nada.

Júlia: (Olha brava para ele.) Frisk, você lembra que eu contei da Sly para você e o Sans, porque eu sabia que vocês podiam me ajudar, né? Então, você pode contar para mim o quê tá acontecendo.

Frisk: Tudo bem. Lembra que você resetou a linha do tempo e salvou seus amigos, esquecendo da culpa de não ter salvado eles?

Júlia: Lembro.

Frisk: Então, eu não superei o meu passado genocida. Eu não consigo tirar a imagens dos nossos amigos depois que eu matei eles. Eu fiz isso porque estava curioso. Eu não queria matar todo mundo, eu só queria saber o que ia acontecer, que nem o Flowey.

Júlia: Frisk., olha para mim. Você tem que esquecer isso. É para o seu bem.

Frisk: É, mas como?

Júlia: ... IDEIA! E se eu entrasse na sua memória por meio dos sonhos, e apagasse essas memórias ruins? Aí, eu faço isso com o Sans e o Asriel!

Frisk: Você já fez isso?

Júlia: Já, com a Suellen. Eu apaguei e alterei as memórias dela de quando a gente foi para o subsolo.

Frisk: Legal. Então, quando a gente for dormir, você faz a sua mágica (literalmente.)

Júlia: Essa vai ser uma noite memorável, né Frisk?

Frisk: Tava demorando.

Júlia: Chegamos!

A Toriel abriu a porta, e depois curou o Frisk. Então, ela fez a famosa torta de caramelo e canela dela. Na hora de eu voltar para casa, ele perguntou:

Frisk: A gente se vê de noite?

Júlia: A gente se vê de noite.

POV's Júlia/Star off


Notas Finais


ESPERO QUE TENHAM GOSTADO!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...