História Jump - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 11
Palavras 885
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT
Avisos: Homossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Oneshot


 

   -Aqui é bem alto você não acha? – A figura pequena e adorável balançava os pés para frente e para trás enquanto estava sentado na beirada daquele arranha-céu, por um momento fiquei sem o meu fôlego olhando para aquele sorriso como antigamente – Acho que daria uma bela queda daqui – Seu corpo tombou um pouco para frente checando a altura, minhas pernas começaram a tremer quando olhei para o mesmo ponto que ele, mal conseguia enxergar o chão daquela altura – Estamos tão pertos das nuvens que dá pra saber se elas são feitas de algodão ou não! – A risada preencheu o local por um momento enquanto seus dedos gordinhos tentavam alcançar algo em sua frente, talvez um pedaço de nuvem para prova-la – Acha que tem coragem suficiente para fazer isso hyung? – Algo parecia puxar sua cabeça para o lado sempre que me perguntava algo, sempre achei esse hábito adorável porque me lembrava de um filhote de cachorro.

   Nem eu mesmo sabia a resposta para aquela perguntar apesar de tudo no meu interior gritar para fazê-lo. Meus olhos ficavam intercalando entre o chão e a expressão que ele fazia entretido com àquela altura.

   -Você acha que eu deveria fazer? – Um grande sorriso brotou naquele rosto angelical fazendo meu interior se revirar, a pergunta parecia divertir muito ele.

   Não sei quanto tempo ficamos nos olhando daquela maneira, mas eu não me importava com quanto tempo ele levasse para formular uma resposta, tudo ficava bem enquanto eu pudesse olhar para o seu rosto. Não sabia dizer se o fato de estar em pé na beirada da cobertura daquele arranha-céu com meu corpo bombeando adrenalina me ajudava a ficar naquela posição por mais tempo, mas ele não parecia se importar. Claro que ele não se importava, ele nunca se importaria comigo e eu nunca o julgaria por isso.

   -Yoongi hyung, você me matou! – Aquele sorriso continuava enquanto seu olhar se direcionava para baixo, talvez imaginando como eu ficaria depois de me jogar? Isso sempre pareceu diverti-lo – Eu quero mais que você queime no inferno e sofra muito por lá! – Seus estavam brincando com a sua blusa enquanto falava isso, como se fosse a coisa mais inocente do mundo, mas novamente não o julgaria.

   -Me desculpa, Jimin! – Disse mesmo sabendo que aquilo não iria adiantar para nada, sempre que me dirigia a ele eu começava com um pedido de desculpas – Eu...

   -Pula logo! Isso já ta chato! – Os lábios grossos acabaram fazendo um beicinho esperando alguma reação minha já que aquilo tudo devia estar entediando ele.

   -Jimin, me escuta por favor! – Sentia minha vista embaçando e sua imagem ficando deformada, eu só queria me explicar, era tudo o que eu queria – Eu juro que eu pulo, mas me escuta por favor.

   -Não vai fazer nenhuma diferença hyung! – Ele se levantou da beirada ficando em pé junto comigo, agora seus olhos estavam da altura dos meus – Eu já morri, você só está me vendo porque enlouqueceu! – Outra risada preencheu o silencio enquanto minhas lagrimas caiam e ele batia palmas – Eu realmente amei o rumo que você tomou Yoongi, não poderia ser melhor! – Agora ele limpava suas lagrimas depois do seu riso de criança daquele tipo que você acaba rindo junto, mas dessa vez eu não pude acompanha-lo – Você é tão fodido em tantos níveis! Sua mente se sente tão culpada que agora sou sua alucinação! – Ele bateu a mão na barriga parecendo muito feliz com aquele fato – Ai, ai, isso é tudo muito divertido, mas acho que você deveria se fazer um favor e se jogar logo – Seu rosto ficou um pouco mais serio enquanto seus olhos focavam em mim.

    -Me deixa falar por favor – minhas pernas fraquejaram e caindo sentado na beirada quase despencando daquela altura no processo. Pude ver a chama de esperança nos olhos dele, mas quando não cai Jimin bagunçou seus cabelos frustrado e cruzando os braços na frente do seu corpo.

    -Pode falar, mas tudo que você fala é uma merda mesmo, então só vou ignorar como sempre! – Ele voltou a posição que estava inicialmente voltando a encarar a altura que estávamos enquanto balançava seus pés.

   -Eu te amo Jimin, de verdade! – Ele sorriu de forma sarcástica – É sério Jimin, você era tudo pra mim, você sempre vai ser tudo pra mim!

   -Terminou agora? Pode se jogar? – Ele empurrava meu ombro tentando me fazer cair e isso fez que as lagrimas voltassem a rolar – Você é patético, nem consegue se matar direito! – Seus olhos se reviraram e as orelhas estavam começando a ficar vermelhas, isso sempre acontecia quando ele se irritava.

   -Você realmente quer que eu faça isso? – Eu sabia da resposta, na verdade ele nem precisava proferi-la, mas tinha uma esperança tola que talvez isso mudasse.

   - Acho que você deveria pular hyung! É a única coisa que eu quero de você – Os olhos sempre felizes como de uma criança agora me encaravam de forma seria, mostrando como ele desejava isso.

   Tudo que eu fiz foi deixar meu corpo cair daquele prédio, sentindo vento bagunçando meu cabelo enquanto via a imagem do Jimin acenando para mim com um grande sorriso no rosto. Instintivamente ergui minha mão numa tentativa muda de tocar naquela pele macia e ver seus olhos fechando com meu toque, como ele fazia antigamente.

    Pelo menos poderia morrer com aquela linda imagem do seu sorriso.


Notas Finais


Deixem seus comentários!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...