1. Spirit Fanfics >
  2. Jung Hoseok - Colega de Quarto >
  3. Bolo de Mandioca

História Jung Hoseok - Colega de Quarto - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura ♥🌻

Capítulo 14 - Bolo de Mandioca


Fanfic / Fanfiction Jung Hoseok - Colega de Quarto - Capítulo 14 - Bolo de Mandioca

Eu poderia aproveitar aquela situação se fosse um sonho, mas eu tinha total noção que não era um sonho o que estava acontecendo. Depois do beijo que Hoseok me deu, ele me deixou na porta e foi para seu quarto e claro, pegou sua blusa molhada do chão. 

Naquele momento eu poderia ir correndo ao seu quarto e gritar bem alto para ele continuar a me dar sua lição. Mas ele é horrível. Como uma pessoa tão detestável me faça querer tanto ele a ponto de eu necessitar do meu orgulho pra não tirar minhas roupas em sua frente e dar pra ele? 

Isso me deixa bufar, fitando o teto do meu quarto. Estava deitada na cama com os braços cruzados embaixo da minha cabeça, assim como as pernas. Balançava meus pés fazendo com que eles batessem de leve um no outro. 

Minha barriga estaba roncando mais alto que o trovão que queimou o chuveiro do meu quarto naquela noite, mas não queria sair do quarto e dar de frente pro Hoseok. Sabia que se isso acontecesse, um clima tenso surgiria e minhas pernas ficariam bambas. Eu tenho plena consciência de que ele faria Bullying comigo pelo resto da minha vida se isso acontecesse.

Peguei meu celular e tinha uma mensagem de alguém que não estava salvo no meu celular. Dizia algumas poucas palavras e o número tinha o DDD coreano. Quem será? Hoseok não podia ser, eu acho... Abri a mensagem e estava escrito apenas um Oi. Respondi e perguntei também quem era. 

Mensagem On:

— Oi.

— Oi, quem é?

Claro que eu tinha usado o tradutor do meu teclado pra isso, não é mesmo?

— É o Tae. Consegui seu número com a Mejiwoo.

Espera, como ela tinha meu número?! Ela é hacker? Se fosse só ela e o Tae que tivessem meu celular estava tudo bem, mas se a Mejiwoo tivesse passado para Hoseok eu não perdoaria ela. Quer dizer... Ah, não sei.

 Oi Tae. Tudo bem? Precisa de alguma coisa?

— Não... Na verdade queria te ver. Dá pra vir aqui embaixo? 

Será que eu vou? Não teria problema. Posso até almoçar alguma coisa lá, como o famoso e delicioso Kimchi. Are hoje esse foi o melhor prato de comida que já provei aqui na Coréia. 

— Claro. Já estou indo, me espere! 

Ele não responde depois de ver e então me levanto, um tanto apressada. Queria muito comer e sair dali, e ainda mais poder ver Taehyung e seu sorriso maravilhoso. Sorrio com meus pensamentos e abro a porta do meu quarto, logo fechando a mesma. 

— Onde você está indo? — Jimin já tinha voltado e estava sentado no sofá, tomado uma latinha de cerveja.

— Não sabia que você bebia. 

— Tem muita coisa pra descobrir se quiser saber mais de mim. — Ele sorri.

— Estou indo no comércio. Diga ao Hoseok que dei uma pequena saidinha. Já subo de volta.

— Ok, vai la. Ah, e quero comer bolo. Vi as suas sacolas e tem tudo pra fazer um bem gostoso. Só não entendi o fato de ter mandiocas ali.

— Você vai saber, quando eu chegar. — Lhe dou um sorriso, o mais próximo possível do que ele me deu a poucos segundos. Mesmo sabendo que não conseguiria um sorriso lindo daqueles nem que fizesse todos os tipos de plástica.

Ele levanta a latinha quando me ve sair e então, fecho a porta indo diretamente para o elevador. Dou uma batidinha no vestido roxo rodado que tinha colocado para que não parecesse tão amassado. Estava com um sorrisinho no rosto, será que Jungkook está lá? E o que Taehyung quer comigo? Ele não me chamaria a toa, ou chamaria?

Me olho no espelho do elevador e arrumo o meu cabelo num coque. Quando as portas se abriram, eu saí dali tentando conter meu sorriso, que já estava bem grande. Estava ansiosa, mas por que? Não fazia idéia mas aquela felicidade me deixava mais feliz.

— Oi! — Chego no balcão sentando na cadeira. — Me chamou?

— Oi Helena. Que bom te ver. Como estão as coisas com você e o Hoseok depois de mais cedo? — Ele me da mais um de seus sorrisos quadrados, lindo.

— Ah, você sabe né. Ele me ignorou quando chegamos — O que foi uma mentira — e continuou com o jeito chato de sempre. Viu o Jimin quando ele passou por aqui pra sair?

— Quando?

— Quando nós estávamos quase entrando em casa ele disse que tinha um compromisso. Ele não passou por aqui?

— Não que eu tenha visto... Só sei que depois que vocês subiram Jungkook subiu logo depois. Será que...

— Eles devem ter saído juntos! Jungkook queria muito ver o Jimin. — Só espero que a minha definição de sair juntos seja do jeito de amizade.

Jungkook pareceu muito hétero pra mim em todos os momentos que estivemos juntos.

— Entendi. Espero que tenha sido só isso mesmo. 

Ele olha para o estacionamento pela janela, estava serenando e o tempo estava frio. Eu não percebi isso, até a brisa da porta bater em meus braços a mostra. Taehyung me olha sorrindo vendo que eu estava me arrepiando. 

— Já volto.

Vejo o mesmo desaparecer depois de entrar em umas das portas detrás do balcão e depois voltar com uma jaqueta que provavelmente era sua.

— Toma. Se vista, você está quase tremendo. — Ele sorri novamente me entregando a roupa.

— Só vou aceitar por que estou mesmo. — Explico, pegando a jaqueta de suas mãos.

— Está com fome?

— Não vou mentir. Estou quase morrendo. 

Ele pega um prato em suas mãos e me dá uma piscadela.

— Vamos comer então.

18:31PM

Tinha preparado o bolo quando Hoseok tinha saído, para que quando eu estivesse fazendo ele não me atrapalhasse ou desligasse o forno elétrico da tomada. Quando ele chegou, sentiu o cheiro, achando que eu tivesse comprado alguma comida na padaria que Taehyung trabalha.

Tentei me acostumar com o cabelo de Jimin, que agora estava loiro. Não sei se vai demorar para que o mesmo pinte de novo, então não sei bem como processar isso. Apenas posso fingir que ainda está rosa...

Mas juro, que eu e Jimin rimos quase meia hora quando ele começou seu ataque de surtos, dando sermões do que poderia ter acontecido com o prédio caso eu colocasse fogo no apartamento. Mesmo assim, nós comemos e o resultado foi positivo. Sobre nosso beijo, tentamos ignorar isso na presença de Jimin. 

Estávamos na mesa, comendo meu magnífico bolo de mandioca, típico da Bahia, onde a maioria dos meus primos nasceu e cresceu. De vez enquando, Hoseok chutava meu pé quando minha conversa com Jimin quase chegava na parte do meu beijo com Hoseok. Parecia que se importava se ele soubesse, e usei isso para provocá-lo. Ninguém mexia comigo sem receber o troco!

Me lembro então, da minha conversa com Tae sobre ele e Jungkook. Resolvo perguntar, mesmo que meu pé corra o risco de ser quebrado naquele momento.

— Jimin.

— Sim? 

— Você saiu com Jungkook?

Ele me olha como se perguntasse: como você sabe? E então sorriu.

— Encontrei com ele no elevador quando dei meia volta naquela hora.

— Entendi. E... Resolveu seus assuntos pessoais?

— Sim. — Ele passa a mãos em seus cabelos loiros para sinalizar o que havia feito — Por que o interesse de repente? 

Coloco na boca um pedaço do meu bolo e tento demorar para respondê-lo, na intenção de fazer com que ele esquecesse. Hoseok percebe e resolve mudar o assunto.

— Mochi, você tem que sair daqui logo! Já se passaram duas semanas que está dormindo no meu quarto. Estou pegando insônia por causa dos seus roncos.

— Aishi, hyung. Você é quem ronca. — Eles se encaram.

— Podia alugar algum apartamento aqui.

Aqui não!

— Seria uma boa. Se tivesse algum desocupado.

— Posso tentar conseguir isso.. — Hoseok se relaxa na cadeira, como se isso fosse simples como soltar um grito ou estalar os dedos.

Já eu, não me surpreendi com isso. Hoseok é rico, então, do que adianta querer protestar perguntando como ele o faria? Mas isso foi o que Jimin fez. Hoseok por outro lado, apenas sorriu e disse que era pessoal. Senti isso como um troco que estava dando em Jimin por não ter dito nada naquela hora. E assim, novamente, minha curiosidade foi desmanchada pela frase "É assunto pessoal".

— Vou levar um pedaço de bolo para Taehyung. — Me levanto e eles como sempre, não ligaram para o que eu disse.

Achei até melhor assim.

 

 

 

 

Continua?


Notas Finais


E ain pessoas, tudo bem?
Obrigada a vcs que ainda estão acompanhando a história, isso ta me dando forças pra continuar..
Espero que tenham gostado do capítulo de hoje.
Até maizz ♥🌻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...