1. Spirit Fanfics >
  2. Jung Hoseok - Colega de Quarto >
  3. Almoço com Jungkook

História Jung Hoseok - Colega de Quarto - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura pessoal, demorei um pouquinho pra postar mas está aí 🌻❤️

Capítulo 16 - Almoço com Jungkook


Fanfic / Fanfiction Jung Hoseok - Colega de Quarto - Capítulo 16 - Almoço com Jungkook

Minha missão era ter que coletar provas de jikook. Mas eu não tinha a mínima ideia de como fazer isso. Me sentei na mesa de jantar e liguei meu computador e entrei em alguns sites de como desmascarar duas pessoas que se gostam. 

Passo número um: Se você vê que eles são muito próximos e sorriem um na presença do outro você já tem motivos para continuar a ler essa lista.

Passo número dois: Faça perguntas sobre o outro para eles. 

Perguntas? Então vou perguntar ao Jungkook sobre o que ele acha do Mochi. Quero só ver. Fecho meu computador e saio de casa. Hoseok? Ele saiu com Jimin e disse que iam visitar sua irmã em Boryeong. Não era muito longe de Seoul então deixei quieto. 

Entro no elevador e entra um garoto. Garoto... Elevador... Abismo... Isso conteceu quando entrei aqui com Jungkook. Mas este ficou calado. Ele era alto e sério. Seus lábios eram pouco mais cheios que os do Jimin mas o tamanho dele ultrapassava absurdamente o tamanho de Jimin. Esse pensamento me fez sorrir e ele me olhou.

— O que foi? Está impressionada com minha beleza? — Viro meu rosto para encará-lo e sorrio.

— O que? — Sorrio e vejo o mesmo passar suas mãos entre seus cabelos.

— Sei que sou lindo, mas enfim... Poderia parar de me olhar? Isso é irritante. 

Estou incrédula, mas ao mesmo tempo não tentei segurar meus risos. Coloquei a mão em minha barriga que já doía de tanto que eu estava rindo. Até que eu escutei sua risada também. E aquilo era Ilário, o que me fez rir mais ainda. Eu estava com as bochechas doendo também e sem fôlego, assim como ele.

— Para de rir sua doida! — Ele disse enquanto ria. E aquela risada era muito engraçada. Por que fui começar a rir?? Isso está me matando.

— Para você!

Então ele acha que pode falar que é lindo tão convencidamente assim, depois rir e mandar eu parar de rir? Não, não, ele que pare, foi ele quem começou. A porta do elevador se abriu e estávamos rindo como hienas ali, nos deparando com Jungkook que sorriu.

— Helena.. — Ele disse quase rindo.

O homem que estava no elevador comigo limpou uma lágrima de seus olhos e cessou suas risadas, assim fazendo com que eu também parasse, mas ainda estávamos sorrindo.

— Você é doida. — Ele saiu do elevador e Jungkook ficou o fitando de cima a baixo sorrindo, depois virou seu olhar pra mim.

— Quem era? 

— Não sei! — Nós trocamos sorrisos. — Então... Aquele almoço que fiquei te devendo. Ainda está de pé?

— Você está me devendo, então não era pra estar de pé. É uma obrigação sua agora, Princesa. 

Saí do elevador. 

— Ia subir? — Pergunto.

— Sim...

— Então vamos. — Entramos no elevador novamente e subimos.

— O que aconteceu pra vocês dois rirem tanto assim? — Ele perguntou com aquele sorrisinho de coelho.

— Bem... — Volto a sorrir. — Eu olhei pra ele, e então...

Contei o que aconteceu a ele e o mesmo começou a rir, assim como eu.

— Ele que é um louco. 

— Verdade.. — Chegamos ao seu andar, que também era o mesmo que o meu. Entramos no seu apartamento e ele me pede pra sentar no sofá. — Fique a vontade. Vou só me trocar, já volto.

Fiz sinal de positivo com a cabeça e depois ele adentrou em um cômodo da casa.

— Você se importa em esperar eu banhar? — Ele questiona com a toalha em suas mãos. 

— Não. Pode ir. — Respondi. — Posso tomar água?

— Claro, desculpa não ter perguntado. 

Ele atravessa a sala — o apartamento era igual ao do Hoseok mas com outra decoração — e vai até a cozinha. Abre sua geladeira e tira uma jarra de água e pega um copo de vidro o enchendo.

— Obrigada.

— Já eu termino de banhar.

— Ok. — Me sento novamente bo sofá e vejo que o banheiro dele era separado do seu quarto. 

Entre os dois cômodos que provavelmente eram os quartos havia uma porta assim como no meu apartamento, mas lá era para a lavandeira. Um minuto se passa e Jungkook saiu do banheiro apenas de bermuda, com a toalha pendurada em seu pescoço. Olho seu tanquinho quase definido e seu mamilo escuro por extinto. 

Sério Jungkook me fazia perder a cabeça, mas vou perder mais ainda se ele não for gay. Ele me olhou e sorriu, me fazendo corar e desviar meu olhar dele. Jungkook entrou no seu quarto e saiu já vestido, com uma camisa rosa, uma bermuda jeans e um tênis preto.

— Vamos? — Me levantei e saímos.

11:47AM

Me sentei na cadeira de madeira e acento de couro escuro, observando aquele lugar grande e as pessoas que conversavam e riam. Jungkook sentou-se na minha frente e pegou o cardápio, se curvando para a garçonete. 

— Então.. você sabe se o Jimin vai se mudar pro nosso prédio? — Ele Perguntou me deixando confusa. Quem tinha que perguntar sobre Jimin pra ele seria eu.

— Hoseok conseguiu um apartamento pra ele lá. Mas não sei em qual dos prédios do condomínio. Por que?

— Por nada. Ele estava lá mais cedo?

Sinceramente...

— Não. Nem ele nem Hoseok. Eles saíram pra ver Mejiwoo, eu acho. Fazem isso com frequência.

Jungkook baixou o olhar e vejo seu desapontamento nele. 

— Entendi. — Falou com a voz baixa.

— Ei... O que foi? — Ele não me responde. — Jungkook... Você... Gosta do Jimin?

Ele prontamente levanta seus olhos grandes e brilhantes pra mim e seu rosto estava vermelho de orelha a orelha.

— O que...? Eu... Não. Não... — Ele riu nervoso, me fazendo sorrir. — Por que? Parece...? 

— Você gosta dele mesmo, não é? — Apoio meu queixo em minhas mãos e meus cotovelos na mesa. 

— Está... Tão na cara? — Ele sorri e levanta a cabeça, fitando o teto, se encostando na cadeira.

Tomo o cardápio de suas mãos, o fechando e colocando em cima da mesa. O olho tentando fazer com que o mesmo também o fizesse. 

— Eu acho que ele também gosta de você. Está sempre sorrindo quando digo seu nome.

— Sério? — Sua expressão que antes estava triste mudou, ficando tão leve que eu pensei que seu sorriso fosse voar. — Helena... Posso te pedir um favor?

— O que é?

— Queria que me ajudasse a saber se ele aceitaria namorar comigo se eu pedisse.

Acabou que eu nem precisei mais usar aquelas alternativas de como descobrir se alguém gostava de você depois dessa conversa. Engoli o seco pensando em uma resposta. Acho que não seria nada de mais ajudar um amigo.

— Como faço isso?

— Apenas pergunte assim: você namoraria com o Jungkook? Só isso, e quando ele responder você me diz!

Suspirei e por fim aceitei. Não seria difícil, já que se tratava de Park Jimin. Quando chegasse em casa, a primeira pessoa com quem falaria seria ele.

 

 

 

 

Continua?


Notas Finais


Obrigada por lerem e desculpa os erros kkk
♥🌻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...