1. Spirit Fanfics >
  2. Jungkook é você mesmo? (Jikook) >
  3. Alone Without Love

História Jungkook é você mesmo? (Jikook) - Capítulo 14


Escrita por:


Capítulo 14 - Alone Without Love


Fanfic / Fanfiction Jungkook é você mesmo? (Jikook) - Capítulo 14 - Alone Without Love

Jeon Jungkook POV'S

Para quando você me esquecer:

Eu não te esqueci, apenas me conformei com a sua ausência, é diferente... Eu não mudei, eu amadureci. Eu não desapareci, você me esqueceu. Eu te dei as chances, você as desperdiçou.

O passado já se foi, mas que tal tentarmos construir nosso futuro novamente?. Do início eu diria. Começar tudo de novo. Reiniciar.

Tudo bem que agora eu sou apenas um amor antigo seu que caiu em esquecimento, mas vem aqui que vou te fazer entrar no momento. As pessoas mentem, vão embora simplesmente, esquecem de todo resto totalmente.

Então vamos combinar assim: tente não me esquecer, por que eu não paro de pensar em ti.

O amor é bonito e ao mesmo tempo doloroso.

Assim como você.

•°•*•°•*•°•*•°•*•

Flashback on 

-- 15 horas antes - 2° dia.

--O que tá acontecendo com você Jungkook? --uma pequena lágrima saiu de um dos seus pequenos olhos. --Você vive estranho, vive sempre de segredinhos, vive sempre no seu mundo! Fala coisas estranhas, que sempre me deixam pensativo. Me fala o que tá acontecendo, eu quero te ajudar!! --gritou a última frase, quase berrou ela com uma certa eufórica e raiva.

Minha cara parecia estar enxargada a esse ponto. Cada palavra de Jimin foi uma facada em meu coração.

--Você não entende Jimin --disse fanhoso --Eu nunca estou bem, eu não sei mais quem eu sou de verdade, eu não me conheço mais de verdade. Sabe, eu faria de tudo para voltar ao passado e ter aproveitado o máximo, ter aproveitado o máximo antes de toda essa merda acontecer. --soltei um sorriso lateral ironicamente. --você não me conhece mais.

--Significa que você não me ama mais?, --falou seriamente, logo em seguida também soltando um sorriso irônico. 

Era possível ver o mesmo expirar forte.

--Eu não quis dizer isso... --disse baixinho quase sussurrando.

--Lembra das palavras que você me disse uma vez?...“Me ame até o dia que eu morrer”?, você lembra quando me disse isso Jungkook? --nem encarou a espera de alguma resposta.

E a única coisa que eu fiz foi olhar para sua cara enxargada igual a minha. Sem transmitir nada, apenas com cara de paisagem.

--Pois bem, você me fez me entregar de corpo e calma para você, por que você me fez acreditar que você ia ser meu também. Você costumava me chamar de amor, mais de uns tempos para cá você começou a chamar pelo meu nome. Isso não soa estranho para você?. Você conhece todas as minhas mentiras, mas eu nem sei das suas verdades. Isso parece estar certo para você.

Fitei o chão, quieto.

--Me diga logo! --disse alto com voz de choro, --Me diga logo que você quer eu fora da sua vida! --- Sabe, as nossas conversas terminaram como se fosse o último adeus. Nós chegamos tão longe...mas você parece não perceber isso. Lembro-me de quando eu conseguia fazer você suficiente, de quando dançavamos a noite inteira, de quando bebiamos demais...de quando você me pedia para ficar mais, e que agora quer que vá embora o mais rapido possível. Apenas me responda, você não me ama mais?, por que o meu amor por você parece inpersepitivel.

--Eu só quero ficar sozinho.

--Esse é problema, você sempre quer ficar sozinho!

--Eu quero cuidar de mim primeiro, eu quero estar bem para poder pensar em nós. Não pode ser só nós o tempo todo Jimin, eu também tenho uma vida, e você também tem a sua. E ambos precisamos cuidar dela. Sozinhos.

Fiquemos em silêncio durante um bom tempo. Nem eu e ele éramos capazes de transmitir mais alguma fala. O clima estava tenso, e eu sentia que aquilo parecia ser o fim.

É tão ruim assim querer cuidar de mim?

Nós nascemos sozinhos, e sempre vamos precisar de pelo menos 5 minutos que seja com nós mesmos. Por que... porquê...se não podemos acabar perdendo quem somos.

--Se você quer ficar sozinho, que assim seja. Se acostume com esse seu novo hábito. Por que ele nunca perecerá de sua vida. Jamais.

E estas foram as últimas palavras de Jimin que eu escutei, antes de sair.

Ele pegou seu casaco que estava jogado na poltrada da minha sala. E sem olhar para mim se virou. Indo em direção a maçaneta da porta. A tocou, a girando devagar, e nessa hora eu pensei que ele iria virar e me ver em prantos sem saber o que fazer, sem reação. Mas não. Apenas abriu-a, e fechando atrás de si. Sumindo da minha visão. Para sempre.


E agora, quando tudo está feito, não há nada a dizer. Você foi forte, mas eu não. Eu ainda estou aprendendo sobre a dor, você não. Minha ilusão, erro meu, ter achado que você poderia me ensinar sobre o amor.

Você se foi, sem esforço algum. Você ganhou, você pode ir em frente.

Escreva isso na sua linha do tempo, tudo o que tivemos se foi agora. Diga a eles que eu estava feliz, e que meu coração está partido. Todas as minhas cicatrizes estão apertas, diga a eles que eu esperava que seria impossível.

Pelo meu coração forte. Obrigado por bater. Isso machuca muito.

E eu me lembro de alguns anos atrás, alguém me disse que eu deveria ter cuidado com uma coisa chamado amor. E eu tive.

Eu estou afundando nessa coisa chamada amor, e desta vez, temo que não haja ninguém para me salvar.

E lá estava eu, sozinho sem amor.






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...