História Jungkook não é perfeito - Capítulo 43


Escrita por:

Visualizações 656
Palavras 282
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


MUITO obrigada mesmo pelos 472 favoritos! Sério, eu estou muito feliz! Não pensei que essa fanfic desse certo. Vocês são o meu maior presente. Obrigada por tornarem os meus dias mais felizes! Eu amo vocês ❤

Capítulo 43 - "Não me chame de professor"


Jung Eun Bi

Taehyung lia um gibi que ele pegou de dentro da mochila dele enquanto eu fazia os exercícios.

Estavam difíceis, mas até que eu estava conseguindo prosseguir direitinho.

Termino de responder as questões que ele me mandou copiar no caderno e sorrio vendo todos aqueles cálculos.

Nunca gostei de física, mas as respostas estavam tão bem organizadas nas linhas, que eu achei lindo.

— Terminei, professor!

O catuco e ele me olha sem demonstrar interesse. Pega o meu caderno de cima da mesinha e lê tudo com muita atenção.

Espero alguns minutos e ele coloca o caderno de volta na mesa sem me olhar.

— A "g" está errada.

— Mas-

— Refaça — Diz voltando a ler o seu gibi — E não me chame de professor.

Aish...

[...]

O relógio marca sete horas da noite e Taehyung guarda seu gibi e põe a mochila nas costas.

Ele caminha até a porta e eu me levanto bruscamente, correndo até ele.

— Taehyung — O chamo e o mesmo para de andar, porém não se vira pra mim.

Mordo o lábio inferior.

— Eu só... queria dizer obrigado, por ter me ajudado — Coro levemente — Eu deveria ter dito isso antes... né? — Rio sem graça.

Ele não me responde. Abaixo a cabeça triste.

Ouço o barulho da porta se abrindo e o olho rapidamente.

— Ei — O repreendo — Não vai nem se despedir de mim?

Ele estava de costas; parado; sem dizer uma palavra.

Pego em seu pulso e o balanço de leve.

— Taehyung?

Ele me ignora. Abaixo minha mão e pego na sua.

Espero alguma reação, mas nada.

Eu desisto...

Vou lhe soltando, até que sinto sua mão apertar a minha.

Sinto meu coração bater mais forte.

Até amanhã, Eun.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...