História Jungkook nera alpha? - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Abo, Jikook, Jimin!alfa, Jungkook!ômega
Visualizações 113
Palavras 1.102
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Cross-dresser, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Ômega


-Ah Jungkook Hyung... ele é meu super-herói ahhhhh- Jimin deixou a cabeça cair nos braços que estavam esticados em cima da mesa escolar-hoje é terça, significa que ainda faltam, 1...2...3... que ainda faltam cinco dias! -Exclamou frustrado.

-O que houve Jimin? Tem algo acontecendo? - O professor tocou o ombro do aluno e sorriu gentil.

-Não é nada Hyung, é só que eu queria que a semana passasse mais rápido, você sabe como fazer o domingo chegar logo?

-O professor também queria saber, querido- o ômega mais velho riu e Jimin suspirou desolado- mas me diga, está esperando algo importante no domingo?

“Hyung, quando vou te ver de novo? ”

“Eu irei te ver no domingo”

Jimin sorriu grande com a lembrança e os olhos brilharam deixando o ômega emocionado por ser a primeira vez vendo o aluno sorrir daquela forma, já que Jimin sempre foi um menino muito fechado e de não demonstrar muito as emoções perto de seus colegas.

 

Mas naquele domingo, Jungkook não apareceu para ver o loirinho que desabou ficando tristinho e desolado com saudades do seu hyung, esperou cinco dias em ansiedade para a nada.

 

Ϟ

Fui na casa de Jimin ontem. Bom, para falar a verdade, fiquei em frente sua casa, mas não importa o que, a culpa ainda me corrói desde aquele dia. Não tive coragem de chama-lo mas pude ver o corpo pequeno balançar em sinal de choro da sacada do quarto dele. Acabei não tendo coragem e quebrei minha promessa com Jimin, se ele me odiar...eu não vou conseguir viver.

-Ei, presidente! É verdade que temos um ômega no grêmio estudantil? -Mark esbarrou no meu ombro e agarrou o braço do namorado, líder do time de basquete.

-Acho que escolhemos a pessoa errada para nos auxiliar, não é mesmo, ômega? - Jackson riu em deboche e bufei quando seu grupo do time de basquete gargalhou.

-Se eu sou ou não um ômega, me diga, o que isso tem a ver com você?

-Que língua afiada- Yoongi se aproximou do meu rosto, quase me beijando e senti nojo- você teve um cio no colégio, achei que pudesse te ajudar, até porque, o único talento de um ômega é abrir sua bunda para alfas e betas.

-Oh é mesmo? Então espero que você morra- dei um soco em sua bochecha vendo o sangue escorrer na minha mão, talvez tenha acertado o nariz dele. O time de basquete me olhava assustado, “fracotes”.-oh o sinal do almoço, não faltem aula, até mais.

-Você vai ver ômega imbecil, todos vão saber que você é um submisso de merda! Pode agir como um alfa, mas você sabe que não tem esse privilégio.

Alfa, alfa....

“Jungkook será um alfa incrível, não é? ”

“Sim, alfas são dignos de muito respeito e elogios”

 Eu estava orgulhoso de ser um alfa, mas estava errado, nunca fui um alfa. Minha vida tem sido perfeita, até agora, mas apesar de tudo isso, não posso ir contra o destino, contra Jimin, e foi por isso que quando as aulas acabaram sai correndo atrás dele, a urgência de ir atrás dessa pessoa.

-Sinto muito. No domingo...eu não consegui vir.-Jimin tinha os olhos cheios de lagrimas e me olhava de boca aberta, meu estado não estava diferente, as lagrimas desciam pelas minhas bochechas sem parar. O instinto de proteger ele está me fazendo ficar mais apaixonado, e eu não consigo me importar com isso, só sentir.

-Hyung! Eu...eu esperei por você o dia todo! Hyung...porque não veio ontem, seu idiota? - Jimin tinha as mãos agarradas na minha cintura e chorava sem parar. Não queria tê-lo deixado esperando e meu peito se aperta só de imaginar Jimin no quarto todo tristonho. Levei minhas mãos ao meu cabelo e puxei com força, sem saber o que fazer.

Ϟ

-Desculpa, Hyung, eu te disse uma coisa horrível-Jimin ainda tinha o rostinho meio abatido, mas suas bochechas estavam coradas, estava envergonhado. Não consegui puxar nada de horrível que ele tenha me falado, será que ele acha “idiota” um insulto?!. Apesar de ser só uma criança, Jimin é muito reservado e atencioso, e pelo que percebi, fazer chá é uma rotina para ele.

-Eu só vou pegar a xicara e....

-Eu faço isso, tudo bem? - Acariciei seu cabelo loirinho e macio e Jimin me olhou corado mexendo os pés de um lado para o outro.

-Então...quero que você me abrace.- Abraça-lo?

-I-isso é mau?

“Não tem como lutar contra a tentação de seu companheiro destinado” aí que porra de situação.

Jimin senta no meu colo e desliza a bunda no meu pênis que já começava a endurecer. Puxei seu corpo o colando ao meu e pude sentir as gotas de suor descerem pelo meu pescoço. Uma tortura.

-toda vez que eu te toco me sento bem, não é estranho Hyung? - Ah Jimin, isso é porque somos almas destinadas. O menor se balançava no meu colo e me apertava, meu corpo ficando mais quente e perdendo o controle.

-Eu quero chorar- sussurrei.

-Jungkook, eu quero ser como você. A primeira vez que te vi, você estava tão legal, é forte, bonito...você é o que eu anseio- aí puta merda, Jimin, não faz isso comigo.

-Não está decepcionado por eu ser assim? - Ri de nervoso quando o garoto pegou minha mão e deu um beijo no meu dedo indicador.

-Porque disse isso? - A lubrificação descia e senti encharcar, novamente, a cueca.

-Esse tipo de...ômega, quero dizer...- eu queria ter dito “ esse tipo de pensamento que me corrói em querer ser possuído por alguém mais novo, uma criança que nem saiu das fraldas ainda”.

-O que é um ômega? Já ouvi isso antes, é ruim?

-Não é algo ruim, é só que eu passei um grande tempo da minha vida acreditando ser um alfa, me apeguei a esse pensamento, mas nunca fui um, sou um ômega.

-Você queria ser um alfa, certo? - Assenti- enquanto você acreditou ser um alfa, você foi e ainda é incrível, não importa se você é um ômega, eu realmente te amo. Você é forte, inteligente e tudo o mais, continua sedo incrível, Hyung.

Sim, eu dei o melhor de mim, nos meus estudos, nos esportes. Eu tentei, fui sempre o melhor em tudo, minhas notas eram sempre ótimas e vivia recebendo elogios pela pessoa que sou, Jimin foi capaz de me ver através de tudo.

-Eu também te amo, Jimin- ergui seu corpo pequeno no alto e ele riu- como um homem eu...

-Filho, cheguei.

-É... oi mãe-Jimin olhava constrangido para a mulher loira que nos encarava confusa.

-O que está acontecendo aqui?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...