História Juntos ao Acaso - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Boyce
Tags Amigos, Drama, Faculdade, Ficçaoadolescente, London, Playboy, Psicologia, Romance, Viagem
Visualizações 5
Palavras 1.571
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Shoujo (Romântico), Suspense

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi pessoas maravilhas!

Capítulo 2 - Cap 1


_Bella_

 _sábado_   09:00hrs

 Acordo tarde pois.... É sábado huhul, vou para a cozinha e me surpreendo porque meus pais ainda estão tomando café.

 (Bella) -Acordaram tarde hoje?

 (Lilian/Mãe) -Filha senta-se aqui, precisamos ter uma conversa muito séria. -Ela disse sem responder minha pergunta, me olhando com uma cara estranha o que me preocupou, ela estava com os olhos meio fundos e escuros. Sentei me perto dos dois e os olhei seriamente.

 (Jonathan/Pai) -Filha lembra de quando, você nos pediu para ir morar em Londres? -Meus olhos se encheram de lagrimas de felicidades..

 (Bella) -simm.

 (Lilian/Mãe) -Eu e seu pai estávamos pensando na possibilidade disso existir.

 Vocês não sabem o quanto insisti para isso e como organizei coisas para mostrar meus benefícios do estudo e etc.

 (Bella) -Sérioo???? -Disse já chorando.

 Sim isso é um dos meus defeitos, sou muito chorona.

 (Lilian) -Sim, filha.

 (Jonathan) -Mais você terá que aceitar, que nós compremos o seu apê. E terá que nos mandar notícias todos os dias. -Meu pai disse se fazendo de durão.

 Então fui para seus braços, toda emocionada e lhe dei uma abraço bem forte. Logo depois abracei minha mãe, que também estava chorando.

 Depois subi animada para o quarto para fazer as malas, pois vou viajar amanhã bem cedo, hoje receberia a confirmação da permissão dos meus pais. 

 _Domingo_

 Esta tudo pronto, neste momento acabo de entrar no avião, estou com o rosto todo inchado por causa da despedida, nunca fui boa nisso e não é hoje que vou ser.

 (XxxxX) -Senhorita! Você chegou ao seu destino.

 Acordo meio sonolenta e me deparo com a aeromoça chamando minha atenção,  eu sou a única que restará no avião. Eu não acredito! Acabo de me separar dos meus pais e quase perdi minha parada.

 Enfim saio do avião e assim que piso no chão sinto um vento no rosto, uma sensação boa. 
Estou em Londres!!

 Saio do táxi e vou direto para o prédio em qual fica o meu apê.
Ao entrar lá dentro, observo o lindo espaço e acabo dizendo:

 (Bella) -Eu tenho o meu próprio apê!!!- Acho que saiu mais alto do que eu imaginava.

 Começo a organizar minhas coisas pois tenho um pouquinho de toque.
Meus pais haviam pedido para deixarem algumas coisas aqui como por exemplo comida e o que preciso por uma semana mais ou menos.

 Depois de tudo organizado, resolvo ir tocar guitarra (Sim eu toco guitarra❤) não sou profissional e nada disso mais é uma das minhas grandes paixões e eu também canto um pouco mais sou bem privada nisso pois tenho vergonha.

 _Segunda-Feira_ 7:00hrs

 Hoje é o dia, hoje já irei ir no meu primeiro dia na faculdade
 Levanto da cama e me arrumo, logo após pego um pedaço de bolo que estava na geladeira. E assim saio do apê.

 Chegando lá, na frente da facul tem um menino encostado em um carro e uma loira oxigenada quase o engolindo com beijos, deu até aflição de ver.

 Sigo em frente ignorando o que acabo de ver e reparo como a faculdade é linda e enorme, do nada alguém tromba em mim, o que faz com que eu caia no chão, eu mereço! Por que isso me acontece justo no primeiro dia de aula??

 (XxxxX) -Ah eu não te vi. -Uma voz extremamente irritante e melosa sai da loira oxigenada.

 (Bella) -Por acaso eu sou invisível? - Falo irritada com a situação, nem para a ser pedir desculpa.

 Ela finge não ouvir e segui reto, nem para ela me ajudar a levantar.

 Felizmente aparece uma mão para me ajudar e assim que olho é uma linda menina de cabelos azulados.

 (XxxxX) -Ah não liga para ela, qual é o seu nome?

 (Bella) -Isabella e o seu?

 (XxxxX) -Eu sou a Joyce, ah já está na hora de ir para as salas... que curso é o seu? 

 (Bella) -Psicologia!

 (Joyce) -Não brinca! É sério?

 (Bella) -Sim por que?

 (Joyce) -Também vou fazer Psicologia! Será que somos da mesma turma? -Tomara, tomara!

 (Bella) -Vou fazer o segundo ano já -Ela deve ser do primeiro, sabia que devia ter vindo ano passado! Que droga.

 (Joyce) -Então vem conhecer sua sala gata! -Ao dizer me puxa para dentro da Universidade.

 A sala é gigante e as carteiras parecem novas.

 (Joyce) -Deixa sua bolsa aqui e vem conhecer o pessoal.

 Pelo jeito ela estudou aqui ano passado e já conhece todo mundo. 

 Depois dela me apresentar para quase a sala inteira o garoto que estava com aquela loira oxigenada sem educação entra na sala... I... Ele é mais bonito que eu me lembrava. Meu Deus...   Ele é perfeito! Seus cabelos são castanho escuro, sua pele é branca como neve, algumas sardas claras espalhados pelo seu nariz e sua bochecha, seus olhos cor de caramelo, sua boca.. Rosada como goiabas.

 (Bella) -E ele? Qual é o seu nome?

 Foco Bella! Ele tem namorada.

 (Joyce) -Ele é simplesmente Benjamin Archibald o cara mais lindo,rico e cobiçado da Facul. 

 (Bella) -Algo me diz que vou detestar esse moleque. -Um riquinho Cobiçado?  Ah fala Sério.

 (Joyce) -Acho que você é a unica que não vai dar moral para ele então.

 (Bella) -Espera! Ele vai estudar com a gente?

 (Joyce) -Sim! -Não!

 Ele direciona um sorriso lindo para a gente e vai para o fundo da sala.

 (Joyce) -Você viu??! Ele sorriu para você!

 (Bella) -Com certeza foi para você. 

 Assim o professor chega e nos sentamos em nossos lugares.

 _Benjamin_

 5:32hrs

 Acordo com alguém dormindo ao meu lado, não lembro de nada da noite passada, me levanto com cuidado para não acorda-lá, assim me visto e vou direto para casa.

 Entro cuidadosamente para que ninguém me veja, até que...

 (Alice/Irmã) -Tátu, ondi cê tava?

 (Benjamin) -Fica na sua pirralha -Digo e subo as escadas.

 Eu não faço por mal, mais ela sempre fica se metendo onde não é chamada.

 Depois de tomar uma ducha gelada e me arrumado para sair desço para o café.

 Meu pai estava folheando um jornal, minha mãe estava comendo suas panquecas, e minha irmã estava distraída com sua vitamina, sento me e Esther (a nossa empregada que me conhece desde menino) coloca em minha frente uma tigela de cereal.

 Começo a devorar o meu cereal até que minha mãe chama minha atenção.

 (Vanessa/Mãe) -Filho daqui umas duas semanas eu e seu pai vamos para a Bélgica á trabalho e não sabemos quando vamos voltar.

 Ótimo! Começando o ano com uma festa bombástica.

(Vanessa) -Mais como ano passado na nossa viajem de dois dias, quando voltamos a casa estava caindo as pedaços resolvemos chamar uma babá. -Começo a rir. -Não estou brincando Benjamin!

 (Benjamin) -Mãe! -Eu grito. -Fala sério! Isso é uma humilhação, pelo amor de Deus eu tenho 21 ANOS!!! - Perco completamente a minha paciência. - "Um garotinho de 21 anos vai ficar com a babá" -Faço aspas com os dedos e uma vozinha fina. 

 (Afonso/Pai) -Não altere a voz com a sua mãe! -Meu pai diz quase gritando.

 (Vanessa) -Mantenha a calma Afonso. -Ela diz calmamente. -Filho, a babá vai ser para a Alice, porém ela também vai evitar que você coloque fogo na casa durante a nossa viajem.

 Meu Deus como essa mulher consegue ser tão calma??

 Meu pai me olhava como se, se eu dissesse algo mais, ele me mataria estrangulado, Alice não tirava os olhos de sua vitamina. Engoli em seco e disse:

 (Benjamin) -Okay, teremos uma babá. -Falei e fui em direção a porta.

 Resolvo ir sem o motorista, pego o meu carro e parto para a faculdade.

 Chego e as pessoas automaticamente veem em minha direção.

 (Isaac/ Melhor amigo) -Eai brother.

 (Benjamin) -Eai cara que saudade. -Nos cumprimentamos com um tapinha nas costas e um abraço.

 Uma voz melosa aparece atrás de mim.

 (Benjamin) - Ah, oi Ingrid.

 (Ingrid) -Oi gato tava com saudades.

 Essa é a Ingrid a garota mais p*** da faculdade, acho que ela também gosta de ser usada, e eu não me importo de usa-lá as vezes, na verdade todas as garotas caem aos meus pés aqui, não existe uma que não sente vontade de ficar comigo.

  (Isaac) -Depois a gente se fala -Diz ao ver a situação e sai, a maioria das pessoas se afastaram um pouquinho.

 Ela aproveita a situação e me da o maior beijaço.

 (Benjamin) -Saí garota -Não estava muito afim de ficar com ela no momento, ainda estava com a cabeça meio quente, e queria falar com os meus brothers.

 Ela olha para mim com cara de puta e percebe que estou sério e em seguida saí pisando forte.

 Depois de um tempo vejo no celular e já esta na hora das aulas, resolvo ir para a sala.

 Entrando na sala vejo uma gatinha nova conversando com uma menina que se não me engano estudou comigo ano passado.

 Me aproximando um pouco mais as duas olham para mim como sempre acontece ao chegar perto de qualquer garota.

 Ao passar ao lado da garota nova percebo o quanto ela é linda.

 Meu Deus ela é maravilhosa, ela tem cabelos castanhos escuros, olhos azuis, bochechas rosadas, sua boca parece tão macia... Essa eu pego fácil.

  CONTINUA...

______________________________________________________________________________

Está aqui o 1 capitulo como o prometido, me perdoem por estar postando tão tarde, mais aqui esta um capitulo criado com muito amor e carinho espero que gostem ;)

Não se esqueçam de dar estrelinhas e deixar o seu comentário, quero muito saber o que estão achando.

 


Notas Finais


bjinhos meus amores


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...