1. Spirit Fanfics >
  2. Juntos Até o Fim. >
  3. Acidente?

História Juntos Até o Fim. - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Acidente?


Duas Semanas Depois.

Tudo como planejado, finalmente conseguimos arrumar a festa de aniversário surpresa do meu noivo. Eu tinha certeza que ele iria gostar, ele sempre ama essas comemorações onde reúnem as famílias. Tinha certeza que ele não desconfiaria, até porque hoje não era exatamente o dia do aniversário dele, faltavam mais dois dias, e inventamos a desculpa de que a irmã dele iria viajar e iríamos fazer um jantar de despedida.

  Me certifiquei de que o vestido vinho que havia ganhado da minha sogra não estava amassado, e retoquei meu batom. Era incrível o quão eu me sentia bem com minha aparência graças a Jeon que me elogiava até nós momentos onde eu estava mal arrumada. Ele era tão incrível, eu realmente tenho muita sorte de ter o coração dele inteiramente para mim.

  Sou interrompida dos meus pensamentos quando ouvi meu celular tocar, e a tela iluminada destacava o número de Jimin, o meu melhor amigo e consequentemente o garoto que eu tento fazer minha cunhada ficar.

-Vocês estão vindo? -Ouvi sua voz impaciente e ao mesmo tempo manhosa.

-Calma, estamos terminando de nós arrumar. -Respondo. -Oque foi em? -Pergunto assim que percebo que havia algo estranho com ele.

- Eu acho que vou de vez chegar nela. -Diz convicto, me fazendo tossir.

-Meu Deus, eu não acredito que o meu bebê finalmente vai ter a iniciativa de chegar na Jhulia. -Falei feliz e orgulhosa.

- Para de zombar, assim eu fico desencorajado. 

- Eu não estou zombando, estou feliz! Eu amo  vocês dois e quero vocês juntinhos. -Sorri e pude ouvir a risada dele também.

-Te amo! E vem logo. 

-Tá, e tratem de se esconderem quando chegarmos. -Ordenei e antes que Jimin respondesse Jeon apareceu no meu quarto.

-Com quem está falando? -Perguntou me olhando curioso, enquanto tentava ajeitar sua blusa.

-Nada. -Desliguei meu celular imediatamente e fui até ele lhe dando um beijo. - Você está lindo.

Ele me olhou desconfiado mas optou não render esse assunto,o que me deixou mais feliz.

-Você também está linda. - Ele me abraça e roça seu nariz em meu pescoço. -Linda e cheirosa.

Sorri enquanto arrumava sua camisa e apreciava seus braços firmes e fortes.

- Eu te amo, sabia? - Ele corta o silêncio, me fazendo o olhar.

- Não sei se acredito. -Brinco deslizando meus dedos sobre seus cabelos.

- Como ousa dizer isso? Você merece uma punição. - Ele estica seus braços até minha barriga.

-Nem vem! -Pedi me afastando.

Tentei fugir mas era tarde demais, ele estava igual um louco fazendo cócegas na minha barriga, e eu igual uma louca rindo e me contorcendo.

- Para, pelo amor de Deus! -Supliquei em meio a risadas e lágrimas que escorriam em meu rosto.

Quando ele parou eu percebi que estávamos jogados no chão, esse era um dos meus pontos francos e ele adorava fazer isso. Suspirei fundo tentando buscar todo o ar que perdi enquanto Jeon alisava minha coxa.

- Eu quero muito ir, mas ficar aqui com você parece muito mais interessante. -Diz segurando meu queixo e me puxando para um longo beijo que retribui.

-Safado! -Bati em seu peito e tirei sua mão entre minhas pernas. -Vamos logo, estamos atrasados.

Me levantei ajeitando minha roupa, ouvindo o mesmo murmurar coisas que eu não entendia.

- Não reclame, mais tarde a gente vai terminar isso! -Pisquei pegando a chave do nosso carro e ri da cara de criança perversa dele.

_____________________


Jeon dirigia atentamente enquanto catarolavamos algumas músicas da rádio, e sinceramente eu poderia passar noites e dias assim com ele pois cada momento era incrível.

-Ei, deixa essa parte comigo! - Ele exclama e começa a cantar sua parte preferida do refrão.

Era impossível segurar o riso, e era impossível esconder o brilho dos meus olhos o vendo tão bem assim. Eu te amo tanto meu amor, eu te quero para sempre.

  Senti o pequeno aparelho sobre minhas mãos vibrarem, o peguei e notei a mensagem do meu melhor amigo.


"É oficial, eu acabei de falar com Jhulia... era para ser só um pedido para sair mas eu me declarei para ela."


Naquele momento me segurei para não gritar de alegria, eu sentia tanto orgulho daqueles dois que eu sentia como se estivesse conquistado algo muito valioso vendo os dois se aproximarem assim.

Aproveitei que Jeon estava concentrado enquanto dirigia e resolvi o responder.


"O que ela disse? Meu Deus, será que ela não vai me mandar mensagem falando sobre isso?"


"Acalme-se, ela ainda está sem acreditar, mas disse que sentia o mesmo por mim. Espero que quando meu melhor amigo/seu noivo souber ele não queira me matar."


"Ele não vai, bobinho! Mas me conte tudo o que você disse agora, eu não vou aguentar esperar!! Eu não acredito, você não é mais um bebê."


Não pude perder a chance de zombar dele, eu era mais nova que Jimin mais ainda sim bem mais responsável, então por isso o tratava como criança e sabia que ele odiava.

Escutei o pigarro sair da voz de Jeon e instantaneamente o olhei, desfazendo o sorriso bobo que eu tinha do meu rosto.

-Desculpe amor, é porque você não ouviu minha pergunta. - Ele diz fazendo um biquinho.

-Sinto muito. -Me inclinei para seu lado dando um beijo em sua bochecha. -Pode dizer.

-Acontece que…- Ele ia falar mas meu celular piscou algumas vezes chamando nossa atenção.

O peguei imediatamente e virei para baixo fazendo sinal para que meu noivo prosseguisse.

Ele me olhou por um breve segundo mas voltou a atenção para a estrada.

-Sinto que está me escondendo algo. -Falou firme, e um pouco chateado.

- Não estou amor. -Sorri pelo seu pequeno ciúmes, não que fosse algo que eu romantizava mas ele ficava fofo assim.

- Não pense que estou desconfiado mas porque quando eu entrei no quarto hoje e você estava no telefone, você o desligou imediatamente?

- Não era nada amor. -Deslizei meus dedos sobre seu rosto tentando o confortar.

Quando ele soubesse o real motivo disso tudo ele iria amar.

Assim que ele lançou um sorriso confortável me senti melhor, estava tudo bem.

  Exceto pelo meu celular apitando novamente. Eu não devia ter rendido a conversar com Jimin nesse momento, nós sempre tínhamos manias de conversar bastante pelo celular e Jeon sabia disso e respeitava pois confiava em mim e no nosso melhor amigo. Mas quando ele, num ato impulsivo esticou seu braço até meu colo, pegou meu celular e leu o que ele tinha mandado pela barra de notificação interpretou algo errado, e eu pude perceber isso pela cara nada boa que ele me lançou.

-Você não sabe, mas eu te amo muito e só queria passar o resto da minha vida com você!? - Ele leu a mensagem em voz alto me olhando incrédulo.

- Ele disse isso? -Perguntei rindo, Jeon obviamente não tinha noção do que se tratava e me olhou bravo.

-Esse é o tipo de mensagens que vocês dois trocam? Aurora pelo amor de Deus, vocês têm alguma coisa além da amizade? -Interrogou começando a se exaltar.

-Fica calmo, eu vou explicar. -Segurei o riso.

- Para de rir, você está vendo algum idiota aqui? O cara que diz ser nosso melhor amigo está dando encima de você na minha costa e você acha graça? 

- Para, amor!

-EU NÃO VOU PARAR! EXPLICA LOGO ANTES QUE EU VOLTE PRA CASA DENOVO! - Ele gritou, e eu me encolhi sobre o banco. -Desculpa, Aurora. Mas eu estou realmente chateado.

O melhor era eu parar de fazer suspenses, e dizer toda a verdade logo.

-Primeiro não grite comigo. -Pedi séria e o mesmo suspirou fundo. 

- Eu juro que se o Jimin estiver com intenções erradas com você eu…

-Você não vai fazer nada! -Fui firme, e ele me olhou com um semblante indescritível.

-Ta defendendo ele? Acho melhor eu dar minha aliança pra ele e fazer uma linda cerimônia de amor para vocês dois. - Ele ri sem graça.

- Você é um idiota, ele está apaixonado pela sua irmã! Essas mensagens foram exatamente o que ele disse para ela, eu só perguntei oque ele tinha dito e se não acredita em mim pergunte a Jhulia. -Cruzei os braços fingindo estar chateada.

-Sério? Sério mesmo? - Sua cabeça se inclina para trás um pouco aliviado, e logo olhou para mim. - Amor,eu…

Fiz uma cara nada boa de brincadeira, fingindo ainda está brava. E ele literalmente ficou sem reação comigo, enquanto alisava minha coxa e me lançava um olhar piedoso.

- Amor, esquece. -Falei para finalizar o clima tenso entre nós.  -Somos melhores que isso.

Queria poder prestar atenção em todas as reações boas que ele teve com minhas palavras mas uma luz muito forte vindo em nossa direção chamou toda a nossa atenção.

-JUNGKOOK! -Gritei ao perceber que se tratava de um caminhão vindo na contramão.

E em questão de segundos, como se fosse o meu fim, as pequenas e melhores lembranças de toda a minha vida se passaram em minha mente. E agora? Tudo acabaria tão rápido assim? Esse seria realmente meu fim?

Mas nada disso importava, pelo menos a minha vida não, porque antes de eu  conseguir ouvir um barulho alto e horrível do nosso carro se chocando contra o caminhão e meu corpo ir contra o vidro e tudo a minha frente se apagar, eu só pude olhar para Jeon Jungkook e implorar para que todos os seres de luzes tivessem misericórdia e não deixasse nada de ruim acontecer com o homem da minha vida.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...