História Juntos INSANOS - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jang Doyoon, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jeon Wonwoo, Jung Hoseok (J-Hope), Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups", Shin Dongjin, Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8", Yao MingMing
Tags Amor Proibido, Bts, Insano, Manicómio, Personagens Originais, Psicopata, Seventeen, Violencia, Yoonseok
Visualizações 7
Palavras 1.209
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - 2- Dance...


Adult ceremony...

03 de fevereiro 2018


08:22 da manhã


Suas pálpebras pesavam em puro sono enquanto tentava dormir agarrada ao seu urso naquela cama branca e desconfortável, que igualava-se a todo o resto do quarto, sem vida. Mais cedo Taehyung avia lhe visitado junto a um segurança para leva-la até um banheiro para tomar banho. Agora seus longos cabelos castanho escuro desciam como cascatas da beirada do móvel por serem longos, umedecendo o colchão e lençol da cama.

Céus, ela mal sabia onde estava? Confusão em sua mente era a base de todos seus pensamentos, Sun sempre viveu com seu pai desde cedo. E agora ele tentava se livrar dela? Quantas vezes aquele homem disse que amava SunHee? Inúmeras vezes.

A porta foi aberta, num estrondo alto. Fazendo Sun levar um susto, pois a mesma estava quase dormindo.

Era apenas Jimin e Taehyung. Jimin já chega correndo até Jina, e soltando a de sua tornozeleira. Quem olhava para a cena dava a entender que ele estava se soltando, pois ao soltar a moça ele se sentia aliviado de alguma forma. Taehyung solta SunHee também, mas ela não queria sair dali. Então fitou Taehyung com olhos marejados e por fim murmurou “O que eu estou fazendo aqui?”...

Todos ficaram com medo da fala, pois todos do ultimo andar eram extremamente insanos, eram loucos a ponto de matarem pessoas apenas por olharem feio. E segundo a primeira regra que eles ouviam quando entravam ali, os que pareciam mais normais eram os mais insanos. SunHee com sua carinha jovial, e ações infantis poderia ser mesmo uma ameaça tão grande assim?

-Não sabemos... nos sonos apenas médicos que cuidam de você quando se está aqui, não sabemos sua historia ou algo do tipo... -Taehyung fala para a garota, sua voz soa muito compreensiva como se tivesse cuidado ao falar escolhendo as palavras para parecer acolhedor.-

-Eu estou com medo... e... quero meu pai... -A voz dela sai tão baixo que seu medico teve que se aproximar para escutar-

-Não tenha medo tudo bem? Eu estou com você, agora vamos se não você não vai conhecer o jardim. -A palavra “jardim” fez a garota levantar rapidamente assustando o medico –

-Aqui tem um jardim? -Agora sua voz era alta e animada- Eu quero conhece-lo por favor – Pareceu uma suplica, fazendo Taehyung rir nasalmente –

-Então vamos! -Ele pega na mão da garota – Aposto que você vai adorar –

Jina e Jimin saíram, o que fez Taehyung ficar preocupado, ele avia se atrasado não é mesmo? Saíram do quarto, não tinha ninguém passando mais, apenas eles dois, o que deixava o ambiente assustador. As paredes eram cinza diferente das do quarto, que eram brancas, a pouca iluminação natural fazia do local frio, juntamente as portas de ferro sem nenhuma janela dava impressão de estarem passeando por uma cadeia de segurança máxima.

O longo corredor terminava em um elevador, com uma escada do lado, a regra é descer pela escada, segundo o local o aperto do elevador poderia deixar os pacientes desconfortáveis deixando o cubículo perigoso para os médicos.

-Eu não quero ir pela escada... -A garota em questão falou-

-É regra SunHee todos os outros descem pela escada. -Taehyung tentava trocar palavras com a menina, para que ela viesse pela escada-

-Eu não gosto de escadas, me chame apenas de Sun, SunHee é longo...-A garota diz estralando a língua no final da frase-

-Não podemos ir pelo elevador, apenas facilite a coisa para mim... -O medico parecia já estar enlouquecido só estavam os dois naquele andar vazio-

-Mas eu tenho medo de escadas...-Por essa ele não esperava, medo de escadas? Por que? -Todos os meus pesadelos envolvem escadas... -A sua entonação é infantil, e ao projetar o lábio inferior para frente a deixava visualmente inocente.-

-Tudo bem... -Eles vão pelo elevador, cada segundo naquele pequeno cubo o deixava mais inquieto. Já a garota parecia aliviada.-

Parecia que eles estavam descendo de elevador para o outro lado do mundo, por que tanta demora? Quando felizmente as portas deslizaram para o lado, o medico quase as atravessa para fora. Esse corredor era bem mais movimentado que o de cima, tinham adultos a brincar com ursos, e médicos espalhados para todos os lados.

-Uh! Estamos chegando? – A garota não consegue se segurar pulando de felicidade –

-Estamos, mas se acalme Sun, você pode assusta-los... -O medico fala tentando manter-se calmo. –

(...)

Enfim no jardim era grande e colorido, diferente do monocromático branco e cinza de dentro do grande prédio. Os médicos ficavam com seus pacientes, alguns quase caiam de tão dopados que estavam, e ainda sim seguranças com suas armas de choque ainda estavam próximos dos cuidadores.

SunHee soltou-se de Taehyung e correu, o medico desesperado correu atrás dela, até vê-la parar em frente a uma arvore grande e de copa cheia. A grama abaixo da arvore era curta, seria o tipo de lugar que pessoas fariam piqueniques nos seus dias favoritos.

-Olha que linda! -Apontava infantilmente a menina para a arvore-

-Sim... é linda! -Sorriu quadrado o homem enquanto se recuperava da corrida –

(...)

Os dois se mantiveram próximos a arvore a todo momento, conversaram um pouco, mais na maioria do tempo Sun dançou enquanto Tae cantarolava uma musica aleatória. Na hora da dança tudo que era inocente naquela garota parecia sumir, principalmente quando a musica era lenta, e enquanto Tae cantarolava Adult Ceremony Sun foi capaz de atrair a atenção de muitos com seu dom de dança. Parecia conhecer a musica e todos seus passos naquele momento. Foi quando Tae percebeu o olhar de Seungcheol na garota, que decidiu trocar a musica para algo animado a mesma tinha saído de extremamente sexy para fofo em pouquíssimo tempo. Todavia Seungcheol continuava a observar a menina, como se a conhecesse a muito tempo.


10:15 da manhã


O sol agora já começava a esquentar, os médicos começavam a dirigir seus pacientes até algumas tendas espalhadas por ali para se protegerem do sol. Tudo daquele dia era planejado para deixar os pacientes confortáveis, e ao mesmo tempo os médicos seguros.

Taehyung e SunHee não precisavam sair dali a sombra colocada ali pela arvore já os assegurava de que o sol não seria um problema. Tae avistou ao longe Jimin e Jungkook, acenando para os dois que começaram a dirigir para lá juntos a Jina. Diferente de pouco tempo agora Sun estava sentada apoiada no tronco da arvore, usando sua mão como leque por causa do calor.

-Como é a nova paciente Tae? -Jungkook já senta do lado do amigo perguntando sobre Sun- Ela é fofa!

-Até agora se mostrou adorável... -Taehyung fala fazendo Sun sorrir para ele. –

Jimin se senta do lado de Jungkook e Jina se deita apoiando a cabeça nas coxas de Jimin.

-A vi dançando. -Jina começa a falar se dirigindo a SunHee- quem dera eu dançar assim -Dramaticamente coloca a mão no peito fingindo algum tipo de tristeza-

-Obrigada -Sun sorri docemente para a sua colega de quarto- eu acho dançar fácil, eu sempre dancei eu acho...- Não é como se lembrasse muito de sua infância na verdade só lembra de seus cinco anos para cá, abaixo disso seria como se nunca tivesse existido.-

-Fácil é dormir... – A garota de cabelos curtos fala antes de rir descontrolavelmente de novo, Jina era realmente muito estranha...-




(...)



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...