História Juntos Pelo Acaso. - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber, Little Mix
Personagens Justin Bieber, Perrie Edwards
Tags Juntos Pelo Acaso, Justin Bieber, Little Mix, Perrie Edwards, Romance
Visualizações 425
Palavras 1.184
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, babes, estou aqui em um horário bem diferente, não é ? Vemos ver qual horário vocês preferem e eu passo atualizar sempre nele.
Bem o capítulo de hoje pode deixar muita gente na bad, mas como falei estamos caminhando para o fim da fanfic e, isso é necessário.
Bem espero que gostem e curtam o capítulo, beijos.

Capítulo 19 - Eu sou uma idiota.


Fanfic / Fanfiction Juntos Pelo Acaso. - Capítulo 19 - Eu sou uma idiota.

Perrie Edwards P.O.V   12:30 AM 

- Bem acho que já está tudo pronto, certo? Já podemos começar a levar as coisas lá para fora- Falo assim que o Justin entra em casa. - Já está tudo certo lá fora?

- Sim, já fecharam a rua só para a gente, e as mesas já estão arrumadas,podemos começar a levar as coisas.

- Tá, deixa a Clair la fora com algum vizinho para agente ir servir o almoço.

- Tá bom. Vamos Clair. - Diz saindo de maos dadas com a Clair.

Vejo se não está faltando nada mesmo e se a comida é suficiente, afinal são 5 famílias no total.

Desligo o forno, no qual estava o frango e vou até a geladeira pegar as sobremesas. Nesse momento vejo Justin voltando.

- Deixei ela com a Hanna, falei que era rapidinho.

- Tá, e só levar essas tigelas la para fora. Acho que já está na hora de almoçar. - Falo enquanto o Justin olha as comidas que estão na bancada, examinado-as.

- Isso me lembra minha infância, nos sempre reunimos os vizinhos e fazíamos um almoço comunitário, como hoje.

- Você nunca me falou sobre sua família, onde eles moram? - Pergunto levando o arroz para fora sendo acompanhada do Justin.

- Minha mãe ainda mora no Canadá, não quis vir para cá. Preferiu uma vida calma lá.

- Adoraria conhece-la um dia. - Falo e percebo um sorriso de Justin.

- Ela também adoraria, acredite. Acho que encontraria uma irmão gêmea, ela é tão chata quanto você. - Fala implicante. Faço uma cara de falsa tristeza e ele me puxa para um beijo. - Até com um short Jeans você fica maravilhosa.

- Você não cansa de ser puxa-saco? - Digo rindo.

Após levarmos tudo lá para fora, confiro se está tudo na mesa.

- Bem acho que é só isso. - Falo para o Justin

- Já podem atacar, pessoal. - Grita o Justin, aonde todos estavam reunidos. - Aproveitem porque a comida dela é maravilhosa. - Continua gritando enquanto alguns andam para mais perto da mesa. - Na verdade você toda é maravilhosa. - Fala mais baixo.

- Você é um bobo - Digo dando um selinho - Cadê a Clair Justin?

- Tá ali. - Diz apontando para umas meninas a quais faziam a Clair de boneca. - Uhm, acho melhor pegar ela.

- Também acho. - Digo e ela vai busca-la.

Vejo que tem gente que já almoça, apesar de ter muita gente ainda conversando. Olhando para os lados vejo que há um homem fazendo desenhos faciais e decido ir até lá.

- Vamos fazer um? - Fala o Justin chegando perto de mim com a Clair nos braços, a qual está com o cabelo todo bangudado.

- Vamos - Arrumo o cabelo da Clair, enquanto falo. - Olá, boa tarde - Falo para o senhor que finaliza a maquiagem do Jonh, um de nossos vizinho.

- Boa tarde, vocês já podem ir se sentando aqui com a filha de vocês que eu já começo.

- Claro. - Falo com um soriso fraco, enquanto o Justin me puxa pela cintura.

- Somos uma linda, não é, senhor ?

(…)

- Digam ‘X’ - Fala o fotógrafo.

- Essa foto deve estar hilária, uma família de tigres. - Falo olhando o desenho em nossos rostos.

- E aí, Justin. Beleza? - Vem um dos vizinhos que vem em nossa direção.

- E aí, Alex. Como vão as coisas. - Justin o comprimenta e eu pego a Clair de seu colo, também o cumprimentando com um sorriso.

- Para mim tá tudo normal, mas para você está indo tudo de bom para melhor, né? Essa promoção que o Carlos te ofereceu, ela é incrível, tirando o fato de você ir para uma cidade linda. É juntar o útil ao agradável, não é mesmo? - Fala o Alex e me deixa completamente perdida. Que promoção é essa?

Olho para o Justin com uma interrogação na cara, esperando por explicações e tentando entender o que ele acabou de dizer.

- Eh, Alex, mais tarde sou uma passadinha na sua casa, para conversamos melhor. - Diz o Justin quebrando o silêncio.

- Tá bom, te espero lá. - Fala rindo e o abraçando.

Sem muita demora ele some do meu campo de visão e eu me viro para o Justin que mexia no cabelo impaciente.

- Sobre o que ele tava falando, ir para outra cidade? Promoção?

- Não acha melhor conversamos sobre isso em casa?

- Justin, fala logo. - Digo já perdendo a paciência.

- Só foi oferecida uma promoção para mim. - Fala enquanto caminha até a mesa onde estava o almoço - Mais nada. - Pega um prato para começar a se servir.

- Justin, me explica isso direito, pode ser? - Pego o prato de sua mão e faço ele me encarar. - Se é só isso porque você não me falou nada.

- Porque eu fiquei sabendo essa semana, Perrie. - Fala também se estressando. - E isso é mais complicado do que você pensa.

- Então descomplica! Que história é essa de ‘cidade linda’ ?

- O Carlos, meu chefe, me propôs um promoção, que por sinal é incrível, e ao aceita-la eu tenho que morar em Philips. - Eu levanto minha sobrancelha, esperando que ele continue. - É vocês não pode ir junto comigo. - Fala olhando para o chão.

- E você falou que?

- Que iria pensar.

- Você está pensando em aceitar? - Fico um pouco desapontada, confesso.

- Olha Perrie é uma oportunidade fantástica, não vou negar…

-  você quer aceitar - Eu o interrompo.

- Claro que queria, isso sempre foi meu sonho.

- E eu e a Clair estamos atrapalhado seus sonhos?

- Perrie você sabe que não é bem assim. É complicado para mim tá? Antes eu só tinha que pensar por mim, e ainda fazia isso mal. Agora tenho que pensar em você e a Clair, também. Tirando o fato de que eu nunca sonhei com essa vida para mim. É tudo muito novo e diferente, é como se esse não fosse eu, é como se estivesse interpretando um papel.

- Ah então quer dizer que nada até agora foi real, foi apenas um papel interpretado? Um fingimento.

- Perrie não é assim.

- Você finge o que sente pela Clair?

- Claro que não! Eu a amo. - Exclama

- Endendi, então o fingimento era só comigo.-Sinto as lágrimas invadindo meus olhos. Eu não acredito que fui tão burra ao ponto de acreditar em Justin, ele nunca mudaria. E o pior de tudo é que ele nem se dá ao trabalho de tentar desmentir o que acabei de falar. - Sabe eu acho que você deveria aceitar essa oportunidade, você será muito mais feliz.- Já chorando descontroladamente, vou em direção a casa, sendo impedida por Justin.

- Perrie, por favor, não faz isso. Você sabe que…

- Sei que você é um mentiroso.- Interompo-o e me soltando de seus braços - E que eu fui uma idiota de pensar que eu poderia, algum dia, acreditar em você. 


Notas Finais


Espero que gostem e não esqueçam de deixar seus comentários.
Até breve, beijos ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...