1. Spirit Fanfics >
  2. Juntos Pelo Acaso (Imagine Namjoon - BTS) >
  3. Em família.

História Juntos Pelo Acaso (Imagine Namjoon - BTS) - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


VOLTEEI!! Mil perdão pela demora! Eu estava trabalhando ;--;

Maas agora voltei e trouxe um capítulo bem gostosinho ♡ preparados?

Go!

Capítulo 13 - Em família.


Fanfic / Fanfiction Juntos Pelo Acaso (Imagine Namjoon - BTS) - Capítulo 13 - Em família.

Capítulo 12


Em família.


Após alguns dias se passarem Bae se mostrou estar mais saudável, o perigo que antes atormentava você e Namjoon finalmente estava indo embora. Inclusive a pequena voltou a ser a comilona que sempre foi, deixando você mais tranquila, tanto que até tirou um final de semana de folga. Deseja ficar esses dois dias mais perto dela.

Você nem percebia, mas já agia como uma verdadeira mãe. 

Seu namoro com Namjoon estava indo muito bem, as brigas que antes eram bem frequentes, tornaram-se raras. Por mais que se conhecessem há um bom tempo, vocês estão se conhecendo de verdade naquele momento, um permitindo ao outro a finalmente conhecer seus outros lados, uma Fiona menos rabugenta e um Namjoon mais responsável.

Não esquece! — Exclamou do outro lado da linha.

— Pode deixar, mais alguma coisa?

Você fez uma pequena pausa corando, indecisa se diria aquilo ou não.

Bom trabalho… — Praticamente murmurou, de tão baixinho que falou. 

Namjoon sorriu bobamente olhando para tela do computador. Ele tinha a noção do quão corada você estava naquele exato momento, afinal não era comum você falar essas coisas.

Bom, não quero mais te atrapalhar. — Tentou mudar de assunto.

— Como está nossa Bae?

Está melhor, comeu as duas refeições na parte da manhã. — Bae sorriu levando a mãozinha até a boca. — Não foi meu amor? Quer dá oi para o titio?

Vocês ainda não se auto denominaram pais para ela, ainda se consideravam tios. Faziam questão de manter a memória do casal Jung, os verdadeiros pais. Você colocou no viva voz para Namjoon poder se comunicar com a pequena.

— Pequena?

Bae de início estranhou e rapidamente encarou você, porém, logo após voltou a sorrir quando Namjoon voltou a chamá-la. Ela reconheceu o timbre do moreno, e passou a procurá-lo com o olhar pelo quarto.

Acho que ela reconheceu sua voz! 

— Caralho, já sinto falta vocês. — Comentou ele baixinho, sorrindo largamente. Era de aquecer o coração em como as pequenas coisas podiam lhe proporcionar tantas emoções.

Foi a sua vez de sorrir como uma idiota. Bae a fitou com o cenho franzido.

Nós também sentimos.

— Namjoon? — O chefe do moreno o chamou. — Podemos conversar?

— Ok. — Respirou fundo. — Preciso ir, o trabalho chama. — Riu.

Tudo bem. Não esquece de comprar as coisas, okay?

— Assim que eu sair daqui eu comprarei. — Levantou-se. — Até mais tarde.

Até…

A ligação foi encerrada.

— Algum problema chefe? — Disse ele, dirigindo-se até o mais velho.

— Na verdade, lhe trago boas notícias. — Sorriu animado tocando o ombro alheio. — Eu consegui entrar em contato com o pessoal de Seoul e adivinha? Eles gostaram bastante do seu trabalho aqui.

— Sério? 

— E tem mais, eles ficaram tão fascinados com o seu talento, que lhe ofereceram uma oferta em produzir um novo programa que vai ao ar ainda esse ano, e ainda ao lado do diretor Lee Seung!

— Não brinca?! — Exclamou, Lee Seung era um dos ídolos do moreno, e óbvio que aquela notícia o deixou bem feliz.

— E cara, vai ser uma ótima oportunidade para sua carreira, e sem contar que você vai ganhar uma grana! — Cutucou o mais alto de leve. — Você sabe que tudo que aquele velho toca vira ouro! 

Óbvio que Namjoon pensou em aceitar, seu chefe estava certo, trabalhar com Lee Seung seria um grande passo, seria muito importante para a sua carreira. Porém, o sorriso aos poucos após se tocar de um detalhe; esse trabalho seria em Seoul, longe dali e provavelmente teria que se mudar para lá por um tempo.

E você e Bae vieram rapidamente em sua mente. Não tinha a certeza se ambas iriam topar sair daquela cidade para irem para outra.

— Eu posso ter um tempo para pensar? — Pediu sem graça.

— Como assim pensar?! Cara, uma oferta dessas não cai do céu não Namjoon! — Contrariou.

— Eu sei! Por isso mesmo! 

— Okay, mas não demora para tomar uma decisão, para eles te substituírem é em dois tempos! 

Namjoon passou o resto do dia pensando no assunto. Se fosse antes, há um ano atrás, toparia sem pensar duas vezes, no entanto agora existe mais duas pessoas importantes na sua vida, ele não está mais sozinho. Kim tinha a certeza de que não seria fácil convencer você, especialmente porque você era apegada ao trabalho e a cidade, ele tinha a consciência de que você não largaria tudo assim para segui-lo até Seoul.

— Namjoon? — O chamou a atenção.

Desde que o moreno chegara em casa, parecia que estava em outro mundo de tão distraído que estava. Tal coisa que você não sabia o que era.

— Hm? — A fitou piscando os olhos.

— Aconteceu alguma coisa? — Levou a pequena colher recheada de comida até a boca de Bae, porém a pequena já estava cheia e recusou virando o rosto.

— Não, não aconteceu nada. — Sorriu fechado, observando você tirar Bae da cadeira e deixá-la no tapete felpudo na sala. — Por que a pergunta?

Da cozinha dava para ter a visão da pequena na sala, já que os dois jaziam no mesmo cômodo.

— Sei lá, você tá estranho desde que chegou. — Voltou até a mesa para retirar os pratos.

Claro que você perceberia, não era boba. Namjoon precisava mudar o rumo daquela conversa, não queria conversar sobre esse assunto agora, precisava digerir, formar um plano.

— Isso tudo porque ainda não te dei um beijo? — Formou um sorriso ladino nos lábios.

Você mordeu o lábio sorrindo.

— Para de ser idiota. — Foi até a pia.

Ele levantou-se e caminhou até você, ficando atrás de si.

— Você não me engana Fiona. — Abraçou sua cintura, depositando um beijo em seu pescoço, fazendo sua pele arrepiar.

— Já disse para não me chamar assim. — Murmurou fechando os olhos.

Namjoon juntou mais seus corpos subindo os beijos até a ponta de sua orelha.

— Você gosta que eu sei. — Sussurrou enquanto adentrava uma mão pela sua camisa, tocando sua pele com as digitais.

— Porra nenhuma. — Riu sem querer.

— Sei… — A virou para fitá-la. — Me engana que eu gosto. — Aproximou seus rostos na intenção de beijá-la, porém você desviou.

— Aqui não, Bae pode ver. — Disse buscando a pequena com o olhar.

— Ela está distraída com a Tv, não tem perigo. — Molhou os lábios, em seguida tentou mais uma vez juntar seus lábios, e dessa vez você deixou.

O ósculo foi iniciado bem lentamente e continuou assim, seus braços foram de encontro até os ombros do mais alto, acariciando o local. Um arrepio percorreu seus corpos quando um estalo ecoou discretamente pela cozinha, de brinde as mãos do moreno antes estavam na sua cintura, agora se encontravam em sua bunda, apertando com gosto a carne.

— Acho melhor pararmos. — Disse após findar o beijo, recuperando o fôlego.

— Por que? — Mordeu o lábio.

Você ia responder, porém outra coisa lhe chamou a atenção. Na sala, Bae estava em pé.

— Em pé…

— O que? — Franziu o cenho.

— Bae está em pé! — Afastou dele indo até a bebê. Namjoon a seguiu. — Não acredito que Bae vai dar os primeiros passos! — Exclamou toda sorridente.

Bae continuou no mesmo lugar, não deu um passo ainda, ela só ficou em pé, porém não estava sendo fácil se manter naquela posição.

— C'mon Bae, venha até mim. — Namjoon chamou, abaixando-se.

Você sacou o celular do bolso para gravar. Bae por sua vez fitou o moreno estendendo os braços.

— Não meu amor, você precisa vir até mim. — Explicou.

Ela franziu o cenho, então resolveu mover um pé.

— Ai meu Deus! — Você disse animada.

Mais um passo desengonçado.

— Vamos Bae, você está indo bem meu amor. — Instigou o moreno. — Venha até mim!

A pequena sorriu batendo uma palma, achou engraçado a cara que você fazia naquele momento. E então sem querer caiu sentada.

— Levanta, você consegue! — Disse focando a câmera nela.

Aquele momento era único e importante, precisava gravar cada segundo. Imaginou como seria a reação de Leena vendo sua filha dar os primeiros passos, provavelmente estaria em lágrimas.

— Vamos Bae!

— Bae! — Exclamou a pequena fitando Namjoon.

Entretanto, Bae não ficou mais em pé em engatinhou até o moreno.

— Ela ainda conseguiu dar dois passos — Comentou ele pegando a pequena no colo. — Isso é bom não é?

— Sim, é ótimo! — Aproximou dos dois e depositou um beijo na bochecha gordinha da pequena.

No dia seguinte 


Como era o último dia de folga, vocês resolveram sair em um passeio, Bae já estava recuperada e não havia risco em sair, aliás, ela era a que mais precisava de ar puro.

Em um parque não muito longe de casa fizeram um pequeno piquenique. Bae estava gostando bastante do ambiente, não estranhou, pelo o contrário, ela estava curiosa por tudo que via. Vestida em uma jardineira azul bebê, com uma blusinha listrada de cores branco e amarelo por baixo e um chapéu adorável para se proteger do sol, a pequena chamou bastante atenção das pessoas que ali passavam. Foi impossível vocês não se sentirem orgulhosos.

Claro que teve altas fotos, bem profissionais, Namjoon resolveu usar seu dom com a câmera e fez um photobook família bem conceitual. Bae no início não colaborou, era difícil manter ela quieta e focada na câmera, pois tudo que passava ela se distraía. Tinha puxado a curiosidade do Hoseok com toda a certeza, e a inquietude de Leena, você é a prova viva do quão agitada aquela mulher era, e uma vez bêbada… Nem se fala.

Após a sessão se fotos, decidiram passear um pouco pela vizinhança. Até se depararem com uma loja que em frente havia um brinquedo, era comum encontrar aqueles tipos de brinquedos, os coreanos gostavam bastante e não era diferente com vocês.

— Vamos apostar quem tem o soco mais forte? — Você sugeriu. — Quem tiver a menor pontuação paga o jantar!

— Tem certeza? Porque não quero me gabar, mas sou profissional nisso. — Deu de ombros.

— Vai cantando vitória mesmo, quero a ver a sua cara quando eu ganhar. — Riu convencida.

Namjoon lhe entregou Bae.

— Você vai ver o que é força! — Arregaçou as mangas da camisa. — Bae observe, essa é pra você!

Bae tirou a atenção do Mr. Fofão para fitar o moreno. Namjoon socou o negócio com toda a sua força, deixando sua pontuação bem alta, beirando nos quatrocentos.

— Viu! — Lhe encarou orgulhoso.

Você entregou Bae para ele.

— Observe e aprenda. — Piscou.

Posicionou-se em frente ao brinquedo, fechou os olhos e respirou fundo, ficou assim por menos de um minuto antes de acertar em cheio o brinquedo. E ao ver sua pontuação, com um sorriso superior encarou o mais alto, a pontuação era de quinhentos deixando Namjoon pasmo.

— Como isso é possível? Impossível ser sua primeira vez! — Aproximou-se mais do brinquedo para enxergar com mais clareza o número.

— Você me subestima Kim Namjoon. — Cruzou os braços.

— Como fez isso? — A encarou.

— Um bom mágico nunca revela seu segredo. — Brincou.

— Nem para mim? 

Você sorriu.

— Está bem. — Ajeitou o cabelo. — Eu só pensei no meu chefe.

Namjoon caiu na gargalhada.

— Como não pensei nisso? — Foi até você e lhe deu um selinho. — Incrível como você sempre me surpreende.

Como ainda tinha tempo antes do sol ir embora, vocês voltaram com o passeio. Numa praça havia um rapaz cantando tocando violão, e assim como o pequeno público que ali estava ao redor dele, vocês também pararam para assistir o rapaz, este que era bem talentoso. 

O problema era que você e Namjoon conheciam muito bem a música que o cara cantava, e sem perceber começaram a cantar um pouco alto, chamando a atenção do público e do garoto.

— Vocês querem cantar comigo? — Indagou o rapaz.

Vocês tentaram negar, mas o público ficou do lado do rapaz. E lá estava vocês, ao lado do rapaz com o violão. Ele voltou a tocar no início dando a chance de vocês iniciarem. Só que nem você e Namjoon eram tão talentosos como o rapaz, só no primeiro refrão desafinaram umas quatro vezes, arrancando algumas risadas do público.

Então por motivos de vergonha na cara, decidiram sair dali. Cantar era de longe um talento de vocês. Só Bae que gostou, ela até tentou imitar vocês algumas vezes.

Voltaram para casa de anoitecer, Bae já estava cansada e ela não era a única. 

— Estou ansiosa para ver esse photobook Namjoon, estou confiando em você. — Disse saindo com cuidado do carro com Bae adormecida nos braços.

— Vai ficar muito bom, eu prometo. — Sorriu. De repente o celular tocou, interrompendo a conversa que tinham. — Vai entrando, eu já vou.

— Okay.

Por algum motivo ficou desconfiada com aquela ligação, não era questão de ciúmes, você não pensava nisso, ainda, seu incômodo é com outra coisa. Namjoon andava muito estranho desde a noite passada, e o fato dele não querer atender na sua frente a ligação, significa que ele escondia algo.

Minutos depois Namjoon vai ao seu encontro.

— Ela ainda está dormindo? — Indagou lhe abraçando por trás. 

— Sim. — Respondeu fitando a pequena no berço. — Graças a Deus que ela está saudável novamente.

— Verdade.

— Vamos ser mais cuidadosos a partir de agora, não podemos vacilar novamente.

— Você tem toda a razão. — Beijou seu ombro. — Principalmente agora com a assistente social no nosso pé.

Você virou para ele.

— Nam…

— Hm?

— Tem certeza que não aconteceu nada com você? 

Ele franziu o cenho.

— Como assim?

— Você anda estranho desde ontem, distraído, e agora teve essa ligação… — Suspirou. — Não estou com ciúmes, só preocupada entende? Eu me preocupo com você.

— Não aconteceu nada meu amor, pode ficar tranquila. — Segurou seu rosto com as duas mãos.

— Tem certeza? Você sabe que pode contar comigo, não sabe?

— Eu sei. — Sorriu fechado colando suas testas. — Vamos tomar banho? — Mudou de assunto.

Você concordou, ainda não estava convencida, porém não insistiu.

— Só banho, ouviu? — O encarou novamente.

Ele fez beicinho.

— Não seja malvada, esse é o momento perfeito para matarmos a saudade, Bae está dormindo. — Retrucou.

— Vou pensar no seu caso. — Mordeu o lábio inferior saindo do quarto de mãos dadas com ele.

Era óbvio que não iria conseguir resistir, você queria tanto quanto ele.




Notas Finais


Pode ser que tenha erros, mas mais tarde eu arrumo!

Quem chegou até aqui comenta: #Momentoemfamilia

Amo vocês! E se preparem que vem coisa boa ainda esse mês! ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...